História Hey My Angel - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction, Zayn Malik
Tags Camarry, Hey My Angel!, Lauren Jauregui, Zauren, Zayn Malik
Exibições 94
Palavras 4.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi meus amorzinhos, me perdoem pela demora. Espero que o tamanho dessa beleza compense a enrola! Eu estava em semana de provas, como muitos devem saber ao conversar comigo, e minha vida também tá uma correria. Estou tentando conciliar trabalho-escola-e ajudar mainha em casa! Por hoje é só. Boa leituraaa! E MUITO OBRIGADA PELOS + de 120 favoritos e pelas novas leitoras fieis que tive a honra em ganhar!! Obrigada por tudo! Estou feliz demais por isso. Amo vocês demais! ESPERO QUE AS LEITORAS FANTASMAS TOMEM VERGONHA NA CARA E COMENTEM, obrigada!

Capítulo 17 - Você tem apenas 05 Segundos, Harold.


Fanfic / Fanfiction Hey My Angel - Capítulo 17 - Você tem apenas 05 Segundos, Harold.

Dia 15/09, Casa da Família Tomlinson

                                                                                                                                                                           

Harold arrumava cada detalhe da sala e tentava mandar seu lado perfeccionista ir para a puta que pariu, colocando pétalas de rosas até em cima dos móveis, até em lugares que não podia. Ele estava inseguro ao extremo, acha que havia exagerado nos detalhes e que a sua namorada iria mata-lo pela viadagem em excesso. A iluminação era com velas perfumadas, e ainda por cima perfumou a casa inteira com lavanda. Era bom em decoração e organização, se orgulhava disso, mas quando era pra fazer coisa pra Camila, ele sempre teria medo de não agrada-la. Era como se fosse a primeira vez, era como se aquele Harold de anos atrás estivesse voltando em seu ser.

Como ele havia conseguido a casa só pra ele? Simples assim, ele teve uma ajuda especial do seu melhor amigo e cunhadinho, Louis Willian Maravilhoso Tomlinson. Ele conseguiu persuadir os pais para irem a mais uma lua de mel fora de época inventando uma história sem noção qualquer, e ele foi ir na casa da coitada da sua querida namorada Eleonor como é de costume todas as noites e voltar no dia seguinte pra variar. E Camila amor da sua vida, onde ela estava? A louca varrida da sua namorada estava com as amigas em uma festinha que ele morria de medo e sempre fazia de tudo para não ir, que ela adorava ainda mais a tarde depois das aulas, pra se distrair e tirar as mil e uma preocupações diárias da mente. Ele odiava isso, e tentava faze-la mudar de ideia também, mas sua namorada possuía um gênio difícil de lidar, as vezes infantil e estúpido e outras vezes correta demais, digamos assim por dizer. Camila era volúvel demais, e ele nunca conseguia distinguir seu humor atual, especialmente quando ela estava em seus dias de TPM.

Um barulho de carro é captado pela audição do cacheado, e este desliga as luzes rapidamente para que seus planos não sejam descobertos, se esforçou demais para serem descartados como se fossem mero lixo. Ela deve ter pedido carona a alguma amiga dela, é o que tentava pôr em sua mente, mas a razão gritava outras coisas que ele tentava descartar arduamente.

  – MÃE? MÃEZINHA? – ela grita, aparentemente alterada. – Cheguei mamãe. Cadê você?

 – Calma Camila, você bebeu demais. – uma voz masculina diz divertido, e ele a reconheceu instantaneamente. Shawn Mendes, o cara que ele mais sentia ciúmes quando estava ao lado da sua namorada, deve ser pelo fato de todos perceberem o quão apaixonado este é pela sua namorada e ela ser a única a não perceber, e da Lauren também. O filho da puta tinha coragem de dar em cima dela na sua frente, e na maior cara dura. A parte boa é que ele cuidaria dela na sua ausência melhor que ninguém e Harold confiava cegamente no cara, mas a ruim é que não iria desistir fácil de sua garota.

– Você vai cair desse jeito, moça! Cuidado pra não acordar a casa toda. - disse divertido.

 – Eu não estou tão alterada assim, Shawn, nem bebi tanto. Pare de me tratar como uma criança pois ambos aqui sabemos que eu sou uma mulher. – retrucou, abrindo a porta da casa. – Entenda que eu tenho 18 anos, cara! Que saco, que inferno!

 – Mas você é uma, é a minha criança. – e agora Harold observava toda a cena com raiva no olhar da sala de jantar, enquanto ele estava na salinha de visitas que havia por ali. - Minha Camilinha.

 – Shawn, pode ir embora. Eu me cuido a partir de agora, sei me cuidar sozinha muito bem. Não precisa acender a luz, vai acordar a casa inteira desse jeito, você tá sendo um ótimo amigo me trazendo até aqui em casa, obrigada por tudo. Agora vá embora, por favor? Eu preciso descansar, dormir bastante, porque estou cansada. – a morena disse, tentando manter sua paciência.

Harry andava a passos lentos e silenciosos, se pondo mais perto da namorada, e esta acabou quase tropeçando nele. Sorte que eles não acenderam as luzes, se não seria descoberto e isso estragaria seus planos, além dele se meter numa briga horrivel.

 – Por que você ainda não cai na real, Camila? – a garota o encarava confusa. – Todos perceberam, até o idiota do seu namorado percebeu que eu lhe quero. – impaciente com a lerdeza da amiga, o guri esbravejou, furioso – É que eu estou cansado, Camila. Eu estou de ser visto apenas como um amigo pra você, ou como um irmão, sendo que isso é tudo o que eu menos quero de você. A amizade. Eu quero ser mais que isso, Camila. Mais que seu amigo, eu quero ser seu. Eu amo você, caramba. E não é de hoje, é desde aquele beijo que nós demos quando estávamos bêbados antes de você cogitar ter algo com aquele filho da puta do Harold. Antes dele entrar na sua vida.

 – Não fale assim do meu namorado. Não na minha frente, ou eu não respondo mais pelos meus atos, estamos entendidos? Digo isso pela nossa amizade, Shawn, respeito ela em primeiro lugar. - disse tentando demonstrar simpatia.

 – Você não entendeu nada do que eu te disse, Camila? – indagou, alterado e incrédulo.

 – Eu amo meu namorado, o Harold, é como ele se chama, se não souber. E é com ele que eu quero ficar, com quem eu escolhi ficar. Se fosse anos atrás, eu aceitaria ficar com você, mas pena que você foi um tolo por ter percebido o que sentia tarde demais. – a garota retrucou, incrivelmente calma e controlada. – E agora você vai sair da minha casa, porque estou assustada demais com suas atitudes. Você não é o meu amigo, meu bolinho, o cara que conheci antes.  Você está um cara irreconhecível, Shawn. Agora você é um estranho pra mim.

 – Isso é porque eu cansei, cansei de me controlar quando estou contigo, caramba! Será que não percebe isso? Eu perco a noção de tudo quando estou com você, Camila. Será que não entende isso?  – disse colando sua testa na dela. – Será que você não sente o mesmo sentimento que estou sentindo? É algo que eu nunca senti por ninguém, só por você meu amor.

Reaja Harold! Reaja! O subconsciente do anjo gritava, porém ele continuava ali, silencioso.

 – É agora ou nunca, curled. Você tem duas escolhas agora, e eu espero que seja sábio em suas decisões. Ou você entrega a Camila pro Shawn e deixe-a viver em paz e você continue sendo o anjo da guarda dela, ou você segue a possível vida que sempre quis ao lado dela como você sempre quis quando chegou aqui na terra por causa do Zayn. – Liam disse em sua mente. – É pegar ou largar, Harold, porque a escolha agora é sua, está em suas mãos. O Altíssimo deixou em suas mãos, lhe deu mais uma chance de acertar pelo menos uma vez na sua vida. Mas saiba que quando escolher em ser possivelmente feliz ao lado de sua amada Camila Cabelo, talvez você perderá os seus tão sonhados poderes angelicais e que vocês possivelmente sofrerão perigos que colocarão suas vidas e a dos seus amigos também em jogo. E quando optar em voltar a sua vida angelical, a memória dela será drasticamente alterada ou a sua existência será um mero sonho para ela ou até apagada, talvez até a sua seja alterada também, Harold, há esses riscos e eu espero muito bem que saiba disso.

 – Não Liam, para com isso, sai da minha mente agora porque eu preciso parar com essas merdas! Para, anda logo Payne. Por que você veio estragar nossa felicidade justamente agora? – o cacheado gritou com toda a sua força. A cena estava congelada em Shawn gritando com Camila, e ela estava quase aos prantos, assustada e precisando de alguém. – Eu preciso de um tempo, é a minha vida que está em jogo, Li! Por favor, lhe imploro! É a mulher que eu amo que estou perdendo, você é cego e surdo por acaso?

 – Seu tempo é curto, Harold. Use-o com sabedoria, pense com sabedoria. Saiba que independentemente de suas escolhas, você terá as consequências, mas tudo irá se acertará e será como deveria ser, como está escrito em seus destinos. 05 segundos, Harold, e nada a mais ou a menos, estamos entendidos? – e lhe deu um olhar sereno, calmo – Saiba que essas são as ordens do Altíssimo, e não minhas. A contagem começa a partir de ... agora. Pense bem, Harold, antes de decidir o que quer na sua vida. – disse em sua mente, e sendo assim, o tempo voltou novamente aonde estavam hipoteticamente, no momento exato em que estavam.

 

05...

Shawn colocou suas mãos nos ombros de Camila, e sacudia-os impaciente.

 

 – Vamos nos dividir em três, ok? – Louis disse colocando uma mão em cada ombro.

 – Como iremos conseguir estar em três lugares ao mesmo tempo? – indagou O Cacheado.

 – Eu vou declarar fidelidade a Lúcifer em nome de meu querido amigo apaixonado Zayn Malik, ajuda-lo à contragosto em suas maldades contra seja lá o que ele estiver planejando atualmente. E Harold, você vai se passa por Zayn com a Louise ou Perrie, chame-a como quiser, para ver no que vai dar. Liam, você não precisa fazer muito porque ainda precisamos de você para nos manter informados das coisas, só desacordando e mantendo ele longe daqui já está de bom tamanho, porque sabemos que ele ama A Protegida, só não admite a si mesmo. – deu uma risadinha

 

Ele ama Camila como nunca amou ninguém em toda a sua vida, ela é e sempre será o seu primeiro amor. Era um amor puro, inocente e era um sentimento mútuo. Mas eram duas escolhas difíceis. Ser anjo como ele sempre quis ou ter a felicidade que ele sempre ansiou desde que conheceu Camila. Entregar Camila para o Shawn ou lutar com unhas e dentes pelo o amor da sua vida?

 

04...

Camila tentava resistir, porém as mãos de Shawn foram para o pescoço, a nuca e fazendo-a ficar nervosa a cada movimento que fazia...

 

 – Tenho pena do Zayn. – Liam disse angustiado. – Quando voltar a razão, ele vai pensar que foi ele mesmo que fez isso tudo. Tanto peso nas costas pra carregar!! Mas por outro lado, eu me sinto no dever de dar mais tempo a ele e a nós mesmos, proteger todo mundo das maldades de Perrie.

 – Pense no lado bom, quando Miguel descobrir vai ser tarde demais, já estaríamos no território que ela pretende ir e já conheceremos tudo por lá. – disse sorridente. – Eu já vou estar lá com os mundanos com o Louis, mas a parte ruim é que vamos ter que recomeçar do zero quando ele estiver com a gente, não é? Ele nem vai se lembrar que existimos. – revirou os olhos.

 – Mas a intuição dele saberá quem são vocês, o gênio dele é difícil mas ele é boa pessoa, mesmo quando achar que é ruim demais. Nós sabemos disso mais do que ninguém. – Liam falou, pacientemente, como sempre. – Eu sei disso, especialmente.

 – Temos pouco tempo para nos despedirmos, não é mesmo? Assim que fizermos tudo, iremos ter nossas asas enegrecidas e desceremos instantaneamente para a Terra. É Liam? – Louis falou com desespero. – Quanto tempo nós temos pra aproveitar a nossa união ainda existente?

 – Muito pouco, meu caro. – Liam respondeu olhando pra Zayn, que estava desacordado e deitado em seu colo, resmungando angustiado o nome da Protegida. – 10 minutos pra ser exato.

 – Cuide do nosso Sunshine e do Niall, por favor! Zayn é explosivo e calculista demais, já o Niall é movido a amor, sabe que ele tá de olho na Louise, não é? E sabe que essa daí não é flor que se cheire. E se cuide mais, por favor! Se perdemos a mente pensante desse belo grupo, estaremos completamente perdidos e em perigo. – Harold disse forçando um sorriso, mas ambos estavam angustiados e preocupados, desolados e com vários nós em suas gargantas, tristes e pensativos. 

 

Ele se lembra em como a conheceu, como se fosse ontem. Foi no dia em que chegou em Londres, após algumas penas de sua bela asa ter sido arrancada no julgamento contra os pecados que cometera em nome da sua amizade com Zayn Malik. E ela ficava cada dia mais linda, era impossível não se apaixonar mais. Camila Cabelo era uma pessoa única, incomparável e indescritível.

 

03...

Sua alma observava tudo, o coração batia pra fora do peito, querendo encher aquele mauricinho de porradas por ter pego sua garota contra a sua vontade, aproveitando-se do fato de sua namorada estar sob os efeitos do álcool e sonsa.

 

Era o dia em que a Protegida do Zayn mais precisava dele, sabia disso pois por mais que evitasse não entrar na mente do amigo, a ligação que eles tinham era intensa demais.

– Zayn? – Perrie chamou, jogando todo o seu poder de sedução.

– Que foi? O que você quer, Perrie? – respondeu indiferente.

– Você me prometeu dar o que eu queria de novo, hoje. Mais necessariamente agora. Esqueceu disso foi? - disse autoritária. – E então? O que me diz?

– Meu anjinho? – Oi Camila, respondeu pra si mesmo. – Meu anjinho, proteja a Lauren! Ela tá passando por um momento difícil. O papai dela abandonou-a, foi-se embora. – choramingou.

Harold olhou para a oxigenada a sua frente de cima a baixo, mordeu seu lábio inferior e prensou-a na parede de maneira selvagem, e esta deu um suspiro e o olhou com aprovação.

– Ai Zayn, vai com calma! Assim você me mata do coração, estou nova para morrer, sabe? – deu uma risadinha, e o encarou maliciosamente. – Mas não precisa parar, tá meu gato?

O garoto olhou sua companheira com toda a intensidade que possuía e analisou-a, em seguida lhe dando um beijo frenético, prendendo seus dedos em seu cabelo e puxando-os para si. E pra lhe servir de consolo, pelo menos ela era bonita, dava por gasto.

– Vamos... pra um lugar... mais silencioso. – ela disse entre os beijos. – Vamos ser pegos desse jeito, e nós dois não queremos ir para a Terra, certo? – assentiram juntos, e ela o conduzia até o Santuário dos Anjos, onde só os arcanjos entram. Um dos locais mais sagrados e proibidos.

– Mas aqui é errado, Louise. – ele disse confuso, fingindo inocência pra ver até onde ela iria com todas aquelas mentiras. – Aqui é que vamos ser pegos pelos arcanjos.

– Diz que me ama, diz que aquela idiota da Lauren não é nada pra você. – choramingou.

Ele não disse nada pra não estragar os planos, ele agiu e deu o que ela queria...

 

E fora por esses motivos que Zayn Malik fora condenado a viver na Terra e passar por todos aqueles testes. Ajudar a Lúcifer, fazer coisas erradas nos lugares extremamente errados e o pior de todos: Por amar uma humana que era a sua protegida, pra piorar tudo que já estava estragado, com todas as suas forças, mesmo não admitindo a si mesmo. Foi tudo fruto de uma armação bem feita e bolada.

 

Ser anjo novamente ou ter o amor da sua vida eternamente? Realmente era uma decisão extremamente difícil. Mas ele queria correr os riscos, queria ser feliz com o amor da sua vida. Sim, ele confessou diversas vezes e confessaria novamente se precisar... Harry ama Camila, assim como Camila ama Harry. E era assim que teria de ser, é o que ele achava, era o que ele pensava.

 

02...

O indivíduo grudava sua testa na dela, ambos estavam chorando. O que ele havia perdido? Camila mordeu o lábio inferior, e ela só fazia isso quando acabava o beijo... Não, não pode ser.

O garoto pegou seu cabelo e puxou-a para si, beijando-a loucamente e a mesma correspondendo com a mesma intensidade.

 

 – Boa sorte pra vocês lá com os humanos, vão precisar. – Liam disse os abraçando. – Vou visita-los sempre que puder e que o Altíssimo me permitir, tá certo? Amo vocês, não se esqueçam.

– Já está tudo arranjado. Vamos morar com famílias do mesmo sobrenome que o nosso, e teremos uma vida normal, simples assim. É só alterar memórias, e pronto, mundanos e seremos felizes para sempre. – Louis falou pra tentar descontrair a tensão do ambiente.

– Vou sentir falta de vocês aqui, não vai ser a mesma coisa, sabe? – Liam disse os soltando. – Então, agora é hora de irem ao julgamento, boa sorte. – respirou fundo, tentando manter a frieza, sem sucesso. – Lá Eles pensam que eu estou aqui interrogando o Zayn pra depois prendê-lo nas prisões do inferno, e nossas 24 horas sob o controle da mente dele tá acabando.

  – Amo vocês muito, muito mesmo. – disseram juntos, se abraçando.

Sendo assim, instantaneamente eles desceram para a Terra e se instalando em suas respectivas casas, que por ironias do destino, eles eram amigos e Louis era irmão da sua protegida Camila, e esta era a melhor amiga da protegida do Malik. Resumindo para melhor entenderem, suas vidas estavam interligadas nas linhas tênues do destino, queiram eles ou não.

 

Ele já tinha a sua decisão. E ele já se decidiu, estava mais do que decidido para si mesmo. Havia feito várias promessas para Camila de fronte aos seus “pais” e toda a sua família e não era nesse momento que iria quebrar uma dessas promessas. O amor tudo supera, tudo aceita, tudo supera. E ele iria protege-la independentemente de que motivo será ou das consequências, porque ele a amava, ao contrário daquele maldito mauricinho aproveitador do Shawn Mendes que beijava-a loucamente, porque ele era um homem que cumpria o que prometia.

 

01...

Ele não pode agir com uma raiva dessas! Não, acalme-se Harold. Coloque sua mente no lugar e não faça nada por impulso. Você a ama, não é mesmo?

 

– Mãe? Quero lhe apresentar o meu amigo, aquele que disse que iria trazer aqui mas sempre não dava. Lembra? O Harold. – Louis gritou empolgado, e abraçando sua mãe por trás.

– Oh, sim! Traga-o aqui, meu querido. – ela respondeu sorridente, virando-se para a sua irmã mais nova. Camila – Querida, vá arrumar a mesa e a bagunça dessa casa. Sim?

Louis o buscou da porta da sala de visitas, de onde Harold via e escutava tudo. A mãe de Louis era simpática, porém a sua mãe ganhava de virada. Agora comparando suas irmãs: A Gema, sua irmã, era linda e gentil, ele a amava com todas as suas forças, mas a irmã de Louis era espetacular! Ela é incrível, linda, maravilhosa. – pensou consigo mesmo, e observando-a.

– Que é que você tá tarando a minha irmã, Styles? – o garoto sussurrou maliciosamente no ouvido do amigo, e este acabou encabulado, com o rosto todo enrubescido.

 

 – Seu tempo acabou, Harold. Fale agora ou cale-se para sempre. – a voz reverberou em sua mente.

 – Eu sei que são várias possíveis vidas que estão em jogo, e que estou sendo egoísta demais até nas consequências que irei enfrentar, mas você sabe o que irei escolher. A minha possível felicidade.

E com isso, ele voltou de onde tinha parado, quando o Shawn fazia menção de beijar a sua namorada. Tirando as possíveis trajetórias de sua história da sua mente e tentando não fazer alguma burrada. Como se Liam nunca tivesse invadido sua mente, tentando manter seu controle.

 – Tire as mãos da minha namorada agora, Mendes. Agora sou eu que lhe pergunto: Você ouviu o que ela te disse? – disse entredentes, acendendo as luzes da casa. – Você é surdo? Ela me ama, assim como eu a amo. Você é cego? Mano, ela te enxerga como um irmão e me enxerga como um homem. Você é mudo? Melhor mesmo, do que falar coisas desconexas, fúteis e inúteis.

 – Sua namorada? Ela usa alguma coleira pra ser sua? Camila não é um objeto pra ser chamado de sua. Ela não é nada sua, Harold, aceite que dói menos. Se ela quiser, nos beijamos aqui e agora, na sua frente e você não poderá fazer nada. – retrucou, abraçando a garota por trás, e ela se remexia.

 – Posso até não ter oficializado o nosso namoro, mas podemos mudar isso agora, na sua frente. Fiz uma surpresa pra ela, e se quiser se surpreender com ela, pode ir entrando. – respondeu irônico, puxando sua namorada pela mão. – Ou eu posso dizer tudo aqui e agora. O que acha Camila?

 – Eu acho que você deveria ir embora, Mendes, preciso de privacidade com meu namorado.

 – Saiba que eu não desisti de você ainda. Mas quando eu desistir, meu amor, eu só não quero ver você chorando e implorando por mim mais tarde, porque vou pisar em você tanto que não aguentará mais. – explodiu, passando as mãos no cabelo, suspirando e exausto.

 – Pode deixar, que isso será a última coisa que eu irei fazer. – ela respondeu, amarga.

 – Saiba que o mundo dá voltas, babe. –deu uma piscadela, e foi-se embora dali.

Assim que o barulho do carro do ex amigo saiu, a garota não conseguiu controlar as lágrimas que saiam, porém mesmo assim ela insistiu ao namorado que queria saber qual era a surpresa que ele fizera e que precisava ter uma conversa para esclarecer todas as dúvidas que possuía.

 – Tem certeza? Eu posso adiar o dia dessa surpresa, é coisa demais pra você absorver, Babe.

 – Tenho, eu preciso de alguma coisa pra me distrair e tirar essas merdas da minha cabeça. – suspirou. – Quero saber o que tem a me dizer logo. Sei que me esconde alguma coisa, Harold, e quero descobrir o mais rápido possível.

 – Então vamos retomar de onde paramos, uh? Quando você chega em casa e me encontra na sua sala de jantar, maravilhosamente lindo e maravilhoso, todo seu. O que acha meu amor? – falou sugestivamente, apagando as luzes de onde estavam e virando-a para a sala de visitas e a namorada se controlava para não rir descontroladamente. – Pode ser, meu bem?

 – Pode. – fungou, e limpou o nariz na manga da camisa e rindo à contragosto, como sempre fazia ao lado do seu namorado. Independentemente da situação e do quão ruim ela era, Harold sempre faria de tudo para ela rir e para vê-la bem como sempre foi. – Pode, agora estou bem, eu espero. – se recompôs. - Vamos lá sua gazela maravilhosa!

A morena acendeu a luz amarelada da sala de visitas, provocando instantaneamente um clima romântico à luz de velas, aprovou o resultado mentalmente com um sorriso idiota em seus lábios. Caminhou a passos lentos até chegar a sala de jantar que estava incrivelmente com um perfume maravilhoso de lavanda e ...

 – O que achou? Exagerei demais? – ele perguntou, abraçando-a por trás.

 – Tão gay quanto você, pra variar. – respondeu dando uma gargalhada deliciosa para os ouvidos do namorado, e virando-se para abraça-lo, grudando seus braços em seu pescoço e envolvendo suas pernas nos quadris do cara. – Eu amei, meu amor. Porém eu ainda não esqueci que você tem algo para me dizer, assim como eu também tenho várias a lhe dizer.

  – Eu nem sei por onde começar essa merda de discurso ridículo que bolei com meus botões. Mas vamos lá... – ajoelhou-se na frente da namorada, que estava igualmente nervosa ou mais do que ele. Harold respirou fundo, tentando disfarçar sem sucesso o nervosismo que tomava conta de seu ser. – Você sabe o que sinto por ti, então eu acho que é desnecessário ficar falando somente nisso, não é mesmo? Vai ficar uma viadagem da porra...  Passamos por tanta coisa pra chegar até onde estamos hoje, não é mesmo meu amor? – ela assentiu, querendo chorar, porém com muito esforço, ela se conteve. – Acho que comecei tudo com o pé esquerdo, porque pra variar eu sou um idiota não é mesmo? O seu namorado é um completo imbecil, um bobo apaixonado, louca e completamente apaixonado por você. – ela assentiu, dando uma risada nasal. – Os anos passaram tão rapidamente que nem fiz o que você tanto ansiava e esperava e o que eu tanto planejei em fazer... – deixou a frase pelas metades, enfiando as mãos nos bolsos e tirando dali um saquinho pequenino e azul claro.

Retirou dali dois anéis prateados, um colocou em seu dedo anelar e o outro estava entre suas mãos gélidas e trêmulas e colocou-as entre as mãos da garota que estava com os olhos marejados.

– Cabello, você me concederia a permissão de ser seu namorado? Você aceita ser a minha namorada? Sei que é muito precipitado, e é um pedido atrasado, deveríamos estar noivos! – falou apressadamente, atropelando-se nas palavras. – Mas, eu só preciso de... Eu só preciso de uma resposta. – a garota ficou em silêncio, em completa meditação consigo mesma. – Me responde!

– Cala a boquinha, cale a merda da sua boca agora, meu amor. – sussurrou à meia voz. – Meu Deus, eu estou sonhando, só pode! Eu... Meu Deus! Isso não pode ser real, você não é real, Harold. De que mundo você veio? Me diz

– Eu estou ficando agoniado. Responde logo, porra. Meu joelho tá doendo, não estou conseguindo mais ficar assim, nessa posição. – esbravejou impaciente, e levantando-se. – Vou me levantar mesmo e nem adianta reclamar, tá? Porque a senhorita demorou demais pra responder o meu singelo pedido. Ser romântico cansa, minha filha. – falou com uma voz afeminada.

– Nem pra ser romântico você presta, Harold. Pelo o amor de Deus, eu fui iludida ou o meu namorado é um veado incompetente? Ou ambos os dois?! – ela revirou os olhos reprimindo uma risada. – E você sabe a resposta seu idiota, babaca do caramba, nem precisa perguntar, não é? Você não sabe o quanto eu esperei por isso. Céus! É sim, sempre foi sim, mesmo você não querendo é sim, porque eu amo você. Eu sou sua, e você é meu, babe. Promessa de dedinho é promessa para a vida inteira, meu amor. – falou à meia voz

-- Camila sem ser bruta e irônica não seria Camila. – o namoro sorriu para a baixinha.

E selaram a promessa com a junção de seus lábios, com um beijo apaixonado, expressando o amor que um sentia pelo outro. Harold segurava cada lado do rosto de sua namorada como se fosse algo precioso demais, e ela prendia os cabelos dele entre os dedos e puxava-os brutalmente, pra variar. Ele era flor e ela era uma pedra com flores.


Notas Finais


O que acharam dessa bomba? Diga aqui nos comentários!!
Que tal um grupo no whatsapp quando eu voltar?
Qualquer dúvida, me chame no twitter: @MeiraSamara_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...