História Hey my brother (imagine D.O) 1ª temporada incesto. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, D.O, Kai, Personagens Originais
Tags Álcool, Baekhyun, Exo, Incesto, Kai, Sexo
Exibições 205
Palavras 2.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Josei, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá fanáticos de plantão! 👋

O capítulo de hoje está bem revelador, então aguentem os corações! 😉

Boa leitura!

Capítulo 6 - Treason.


Fanfic / Fanfiction Hey my brother (imagine D.O) 1ª temporada incesto. - Capítulo 6 - Treason.

Tânia sua traidora!

Não acredito que minha melhor amiga foi capaz de me trair contando suas malditas suspeitas para o Kyung-Soo, que se divertia com aquela história toda, com toda certeza ele usaria aquilo contra mim. Minha cara não era das melhores, fiz questão de mostrar que estava enfurecida com aquilo, Kris olhava para mim de cenho franzido, talvez me achando uma otária, todos eles estavam acreditando e isso me deixou ainda mais irritada.

Tirar sarro da minha pessoa tudo bem, mas fazer isso com o Kovu eu não permitiria, ele jamais fez mal a alguém e Tânia com sua maldita implicância estava dando de graça minha sentença para o Kyung, ele estava adorando.
__ Como consegue ficar com um cara desses S/N? _um dos rapazes me encarou incrédulo e eu cruzei os braços revirando os olhos.
__ Ela não gosta que falem dele, S/N o considera um santo. _Tânia responde e minha vontade é de matar ela.
__ Poxa maninha! Já sabia que não tinha bom gosto, mas dessa vez você superou. _Kyung sorriu fazendo todos rirem também, menos eu, Kris e Baek.
__ Não acho que ela tenha mau gosto, se diz que o rapaz é gente boa, eu acredito. _Baek disse e me lançou um sorriso de apoio, sorri de volta agradecendo.
__ Pelo amor que sinto pela S/N, nunca fiz nada para acabar com o namoro dela, mas sempre tento lhe abrir os olhos. _a latina responde sério. __ Porque se o que eu penso for verdade, sou capaz de matar aquele infeliz em dois tempos. _ela me encarou sério e vi em seus olhos verdade.
__ Isso é um absurdo, não podem julgar uma pessoa sem nem conhecê-la. _levantei da cadeira cheia de raiva e sai da lanchonete bufando.

Ouvi eles me chamando, mas não queria voltar, não aguentava mais aquilo, Tânia não podia ter feito aquilo, dizer para os meninos que o Kovu é um cretino sendo que ele foi a melhor coisa que aconteceu comigo.

Nos conhecemos na escola para surdos onde eu lecionava, ele era professor de música e eu estava atrasada para dar aula quando nos esbarramos nos corredores, sua beleza ultrapassava qualquer beleza que eu conhecia, seu sorriso era encantador, parecia até um anjo de tão lindo.

Kovu era deficiente auditivo, mas quando tocava parecia que ele e a música se completavam, diante de tanto encanto e gentileza me vi apaixonada, como um cavalheiro foi me pedir em namoro para meu pai e a partir daquele dia nos tornamos mais do que amigos.

Nos dois anos que namoramos nunca tivemos uma briga sequer, quando eu estava triste, ele sempre me animava, esteve ao meu lado nos melhores e piores momentos, o homem certo para toda a vida. A única coisa que ele não tinha era aquele fogo que senti ao transar com Kyung-Soo, mas isso não era um problema, meu irmão não passava de um pervertido, diferente de Kovu que era um cavalheiro e era com ele que irei casar, mesmo contra a vontade da Tânia e do diabo do Kyung.

Caminhei até o ponto do ônibus e sem que eu notasse, já estava chorando, ele usaria aquilo contra mim, tinha certeza, faria alguma coisa contra o Kovu, Kyung-Soo era um demônio em forma de gente e tinha o prazer de me causar dor e sofrimento.

Peguei o ônibus e fui para casa, graças a Deus não tinha ninguém, assim não precisava dar satisfações do por quê estar em casa sem meu irmão, subi para o quarto e me joguei a cama deixando as lágrimas descerem. De tanto chorar, acabei caindo no sono, não sabia que horas eram, mas fui desperta pelo celular que tocava sem cessar no bolso, olhei na tela e era Tânia, respirei fundo, não queria falar com ela, mas estava magoada demais.

TÂNIA: Amiga por favor responde!
TÂNIA: Estou preocupada com você!
TÂNIA: Não fica chateada com tua unnie.
TÂNIA: Me perdoa baixinha!

S/N: O que você quer?

TÂNIA: Me perdoa amiga, eu não imaginava que ia ficar tão brava assim.

S/N: Lembra do que eu te contei?

TÂNIA: Sobre o quê?

S/N: Sobre meu irmão me odiar e fazer tudo para arruinar minha vida?
S/N: Lembra??

TÂNIA: Lembro… mas não acho que o D.O faria qualquer coisa contra você.

S/N: É aí que se engana.
S/N: Ele vai usar o que você disse contra o Kovu.
S/N: Espero que esteja feliz em arruinar meu namoro.

TÂNIA: Isso não pode ser verdade.

S/N: Mas é!!

TÂNIA: Me perdoa!

S/N: Tanto faz Tânia!

TÂNIA: E a festa amiga? Você não vai mesmo?

S/N: NÃO!!!

TÂNIA: Já avisou para o Kovu?

S/N: Já!!
S/N: Na verdade nem falei com ele direito.

TÂNIA: Então vou pra sua casa hoje e assistimos algumas séries.

S/N: O QUÊ?
S/N: E a festa?

TÂNIA: Que se dane essa festa!
TÂNIA: Minha amiga é mais importante que essa festa.
TÂNIA: Quem se importa que ela vai está cheia de gatinhos lindos prontos para a degustação??
TÂNIA: Eu não!!

S/N:😒
S/N: Pressão psicológica não é justo latina!

TÂNIA: Mas eu não estou! 😏

S/N: Está sim sua vaca do mal.

TÂNIA: Assim você me magoa. 😓

S/N: Não seja cínica!
S/N: 😤😤😤😤
S/N: Tudo bem Tânia! Vou com você pra essa festa boba!

TÂNIA: ÉEEEEEEE
TÂNIA:👏👏👏👏

S/N: Mas não fala nada para meu irmão.

TÂNIA: Porquê?

S/N: Porque sim!

TÂNIA: Certo! 👍
TÂNIA: Passo na sua casa as dez, depois que seu irmão sair.

S/N: Certo!
S/N: Bye!

TÂNIA: 😘

MENSAGEM OFF

Não acredito que acabei aceitando ir para essa festa boba, mas nunca consegui dizer não para a Tânia, mesmo que tivesse feito o que fez, jamais a odiaria, nossa amizade era mais forte do que isso. Decidi não avisar ao Kovu que iria, no final das contas ficaríamos juntos mesmo, também fiz questão de não dizer para o imbecil do Kyung, e mesmo assim, ele não tinha que ter satisfações minha.

Entrei no banheiro para começar o momento beleza, vesti um vestido bem sexy para fazer uma surpresa ao meu namorado, deixei o cabelo ao natural e fiz uma make para a noite, abri uma fresta da porta e vi quando os três garotos passaram pelo corredor, Kyung mesmo sendo um completo idiota, ainda assim estava muito gato na sua roupa.

Vi eles descendo a escada e saírem de casa, respirei fundo e olhei no relógio, faltava pouco para Tânia chegar, chequei meu visual de novo e percebi que estava de matar, em poucos minutos a latina apareceu e devo dizer que ela ia causar um enfarto em todos os caras.
__ Tomara que os caras dessa festa tenham plano de saúde. _disse ao vê-la.
__ Por quê?
__ Porque vão enfartar só de olharem para você. _sorri.
__ Digo o mesmo senhorita S/N! _rimos e depois pegamos o carro para a tal boate.

Eu estava um pouco nervosa em relação ao que ia acontecer naquela festa, não sabia se era pelo Kovu ou pelo Kyung-Soo, os dois no mesmo ambiente não ia dar certo, apertei o volante com força nervosa com aquela noite.

Quando chegamos o lugar já estava lotado e a fila era gigantesca, seria difícil entrar se o R.I.T não estivesse na porta, ele nos viu e nos colocou dentro da festa, mas o que eu achei estranho foi a cara que ele fez ao me ver, parecia nervoso com alguma coisa, Tânia estava tão animada que nem percebeu.
__ Essa música está muito alta! _digo para a latina que já dançava.
__ Eu não acho! ESTÁ ÓTIMA! _ri do seu jeito, adorava a forma como Tânia sabia se divertir.
__ Vou pegar bebidas pra nós! _disse e ela apenas assentiu.

Passei pela multidão até o bar e de longe vi meu irmão e seus amigos rindo e conversando enquanto bebiam, me escondi entre as pessoas para que não me vissem. Cheguei no bar e pedi as bebidas, enquanto o bartender preparava, observei as pessoas dançando, então meus olhos se direcionaram até a parte VIP onde uma figura bastante familiar me chamou atenção, peguei as bebidas e andei até lá para ter certeza. Subi alguns degraus da escada, mas parei ao ver a pior cena que mulher nenhuma merecia ver, Kovu praticamente devorando duas mulheres sentadas em seu colo.

Então tudo que Tânia dizia era verdade? Ou era armação do Kyung?

Meus olhos se encheram de lágrimas, engoli o choro e saí dali antes que me visse, só existia uma pessoa capaz de me causar tanto sofrimento assim, passei pelas pessoas e o vi de longe dançando colado com Tânia e aquela cena me deu ainda certeza das minhas suspeitas. Fiquei encarando os dois até que ele percebesse e foi assim que aconteceu, Kyung me viu, franziu o cenho ao perceber minha cara, o chamei com o dedo e depois de falar alguma coisa no ouvido da latina, me seguiu.

Andei na frente em passos largos até a escadaria da área VIP, quando me alcançou, ficou esperando eu dizer alguma coisa.
__ O que você quer S/N? _depois de perguntar me olhou dos pés à cabeça e sorriu.
__ O que significa aquilo? _apontei para Kovu que ainda devorava as mulheres e nem notou minha presença, Kyung virou na direção dele e arregalou os olhos.
__ Desgraçado!! _fez menção de subir, mas eu o segurei.
__ Quero saber o que eu fiz pra você armar essa palhaçada pra mim. _o encarei séria e ele pareceu confuso.
__ Do que está falando S/N?
__ Que você armou aquilo pra mim. _apontei de novo. __ A pergunta é: Porquê?
__ Você está achando que eu sou responsável por isso? _assenti. __ Pois fique sabendo que não sou, nem sabia que ele já estava aqui.
__ Mentira Kyung-Soo! Você sempre teve prazer no meu sofrimento. _não consegui segurar o choro e desabei.
__ Aquele cretino te trai e eu que sou o culpado? _apontou para si.
__ Eu te odeio Kyung-Soo, com todas as minhas forças. _disse isso e saí de perto dele que nem fez menção de me parar.

Andei esbarrando nas pessoas aos prantos, aquilo não podia estar acontecendo comigo, a pessoa que mais confiava nessa vida não passava de um traidor sem vergonha, o pior era saber que Kyung e Tânia podiam estar por trás dessa palhaçada, eu esperava isso do meu irmão, mas não da minha melhor amiga.

Estava tão desesperada que acabei dando de encontro com uma parede, caí sentada chorando ainda mais, só que não notei que a parede era uma pessoa.
__ Me desculpe S/N! Não te vi! _olhei para a pessoa que falou meu nome.

Kris???

__ Você está bem? _esticou a mão para me ajudar.
__ Sim! _menti, na verdade eu estava péssima.
__ E por quê está chorando? _me perguntou depois que fiquei de pé.
__ Não é nada! _respondi e quando olhei por cima de seu ombro vi Kovu de longe me encarando com os olhos arregalados. __ Quer saber?! _virei para Kris. __ Que se dane tudo.
__ O quê? _o loiro parecia confuso, e eu não poderia mais ficar chorando por alguém que fingiu me amar.
__ Quero transar com alguém e escolhi você. _fui curta e grossa com ele que arregalou os olhos com minha atitude.
__ Que história é essa S/N? Você tem namorado.
__ Não tenho mais! Ele é um cretino safado que não merece minhas lágrimas. _disse tudo isso controlando o choro.
__ Acho que não é assim que se resolve as coisas. _olhei de novo para o rumo do Kovu que caminhava em minha direção.
__ Tudo bem! Talvez o Baekhyun ou o Kai resolva meu problema. _respondi e dei as costas, mas fui surpreendida com a mão de Kris puxando meu braço.
__ Nem ouse! O único que vai fazer isso sou eu! _deu um sorriso de canto e eu o arrastei para fora da festa.

Se for para pecar, que seja com o amigo do meu irmão. Matarei dois coelhos em uma cajadada só!


Notas Finais


Vocês estão bem danadinhas, hein?!😏
E esse Kyung-Soo a cada dia me deixando mais louca por ele.

Preparem-se que o próximo é hot 🔥

💋💋💋 no ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...