História Hey, Noona? (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Drama, Ilusão, Jeongguk, Noona
Exibições 494
Palavras 1.269
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi xuxus, adivinha quem não conseguiu controlar a própria mente e os dedinhos e decidiu escrever uma fic nova?
espero que gostem da minha nova filhinha e deem muito amor pra ela <3
só alguns detalhes sobre a fic:

♥ Como vão perceber ao correr da fic, a ''noona'' (no caso vocês) tem 25 anos e o Kook tem 20 :)
♥ Jiminie e Jungkook tem uma amizade maravilhosa e acho que vão se identificar com eles.
♥ Kook é o rei da ironia, assim como o personagem futuro do Yoongi que vai ser um bad boy e aposto que não vão gostar muito dele (ele não é uma das melhores pessoas dessa fic fjsdhfj)
♥ Próximo cap. é Noona P.O.V e vão entender um pouco mais sobre o ''relacionamento'' estranho que eles têm.

acho que é só, então bora lá <3

Capítulo 1 - Te esperei, noona.


Fanfic / Fanfiction Hey, Noona? (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 1 - Te esperei, noona.

Jungkook P.O.V 

Só tem uma coisa pior do que gostar de alguém. 

Gostar da irmã mais velha do seu melhor amigo, isso sim é a pior coisa do mundo. 

Há 10 anos atrás, um pirralho ia inocentemente pra casa do seu amigo de infância, quando vê em frente à porta uma garota sorridente ouvindo música em seu mp3 prateado. 

Flashback ON 

 – Ei, você deve ser o amiguinho do Jiminie, Jungkook né? – disse sorridente vindo em minha direção. 

– Sou eu mesmo, ele nunca me falou de você antes – sorri envergonhado. 

 – Até parece que esquece que tem irmã, sou a _____. 

 – Você é mais velha que ele né? 

 – Sou, eu tenho 15 anos. 

 – É muito bonita sabia? 

– Sério? Obrigada Kook, você também é bonitinho. 

– Será que algum dia vou casar com uma garota como você? 

– Quando fizer 18 anos, talvez – sorriu passando a mão em meus cabelos, os bagunçando. 

Sorri sem graça e me afastei dela, entrando na casa à procura do Jimin. 

– Ei, noona? – perguntei rapidamente e ela me encarou no mesmo instante. 

– Que foi, Kook? 

– Quando eu fizer 18 anos, você vai casar comigo? 

– Claro – sorriu. 

Flashback OFF 

Eu sou um imbecil desde a infância. 

Obviamente, ela não casou comigo.  

Quem leva a sério uma promessa feita para uma criança de 10 anos? 

Ela foi minha paixão platônica a infância e adolescência inteira. 

Imaginava que quando ficasse mais velho casaríamos e moraríamos em uma casa de campo, onde ficaríamos nos amando e cuidando dos nossos filhos remelentos até o fim de nossas vidas. 

Criança tem uma imaginação muito fértil mesmo. 

Quando fiz 18 anos lembro exatamente da cena ridícula do meu ser correndo até a casa do Jimin, queria ver a minha noona e saber se ela cumpriria a tal promessa. 

Foram 8 anos esperando por aquela garota pra no final absolutamente nada acontecer. 

Mentira, aconteceu uma coisa sim. Eu chorei e chorei muito inclusive. 

Jimin disse que ela tinha viajado pra fazer o tal intercâmbio no Brasil que tanto sonhava. 

Mas precisava ser no dia da porcaria do meu aniversário? 

Digamos então que essa foi a primeira grande decepção da minha vida adulta. 

Tudo bem que à partir do momento em que fiquei de maior, tudo se tornou uma enorme decepção. 

Entrei na faculdade, comecei a trabalhar como garçom, agora tinha que bancar todas as contas de casa, moro sozinho, acabou o sossego de ficar deitado na cama o dia inteiro enquanto minha mãe fazia tudo na casa. Agora tento me virar com a comida, tenho que varrer tudo, lavar as louças e até mesmo esfregar o vaso sanitário. 

Você tem noção de como é nojento limpar uma privada? 

Onde aperta pra voltar pros meus 10 anos de idade onde a minha única obrigação era acordar cedo pra assistir Naruto e ir pra escola ficar pintando desenhos ridículos com tinta guache por horas? 

Tirando o fato de que virei escravo da minha própria casa, pelo menos teve um lado bom em toda a desgraça... Jimin continua sendo meu melhor amigo. 

Se bem que eu tive alguns problemas com ele um tempo atrás. 

Acredita que ele virou amigo do ex namorado da ______? Que tipo de irmão é esse que se aproxima do ex da irmã? 

Kim Taehyung é um garoto da faculdade, vive esfregando sua moto prateada na cara de todo mundo mas tirando isso não é uma pessoa ruim. Ele e a noona só terminaram por causa do tal intercâmbio, mas se amavam bastante, deixavam isso bem claro. 

E mesmo com eles namorando você acha que eu desisti da promessa que ela me fez? Óbvio que não, porque adolescentes tem parafusos à menos e uma criatividade que te faz imaginar muito além do que é possível de acontecer na realidade. 

Mas já se passaram 2 anos, cheguei em 20 anos, flor da idade como a minha vó diz. 

Sabe aquele pavor de quase todo o adolescente quando tem jantar em família? 

Então, o meu pavor era a tia Rose, aquela tia que aperta as bochechas e pergunta das namoradinhas. Um dia ela me encheu tanto o saco que eu falei pra minha mãe que não precisava mais comprar carne de porco já que a tia Rose tinha chego e pelo tamanho dela daria pra 5 famílias comerem leitão pelo resto do ano, estranho né? Ela nunca mais veio jantar com a gente depois desse dia. 

Confesso que talvez eu seja um pouco grosseiro mas poxa, ela sabe que tô sozinho desde que nasci. Sério, a criança era tão imbecil que ''se guardou'' pra noona. 

IMBECIL, IMBECIL, IMBECIL. 

Eu não consigo parar de falar na _____ né? Deve estar começando a incomodar vocês já, agora sabem como o Jimin se sente 24 horas por dia. 

Tá, desculpa, eu vou parar de falar da minha noona, quero dizer, da noona do Jimin. 

Vou falar pra vocês do Jimin então. 

O que falar desse babaca? Ele é tão desinteressante. 

Se ele ouvisse meus pensamentos provavelmente estaria me dando uma voadora nesse exato momento. 

A gente nunca troca palavras de carinho, sempre nos tratamos entre socos e chutes, abraços são só em épocas comemorativas na verdade. Mas não pensem que a gente se trata mal, é só que o nosso carinho é diferente do convencional. 

''Mandou bem, estrume'' era a nossa forma de se elogiar sabe? Nunca tinha muito amor expresso em palavras, mas só nós sabíamos como éramos importantes um pro outro. 

Confesso que depois de 8 anos convivendo com ele todos os dias, ficar um dia sem ele é algo torturante. 

Estudamos, crescemos, choramos e rimos juntos. 

''Eu te odeio'' é algo como um código pra nós, uma forma de dizer ''eu te amo''. 

Então, eu odeio o Jimin, odeio muito. 

Levantei do sofá e fui até a cozinha, procurando qualquer porcaria que desse pra comer, mas lembrei que não tinha feito compra e o que me restou foi só um pacote de pipoca de micro ondas. 

Abri, coloquei a mesma no aparelho e fiquei esperando apitar, o que demorou em torno de 3 belos e preciosos minutos que perdi enquanto ficava parado olhando pra parede. 

Mas logo peguei o pacote e o abri com calma já que o vapor insistia em queimar meus dedos. 

– Ei cara – Jimin disse abrindo a porta – Minha irmã voltou. 

Foi quando percebi que minha perna começou a tremer e eu simplesmente perdi o controle como uma banana podre se espatifando no chão. 

– Jungkook? – disse se aproximando – Kook? 

– Eu tô aqui – falei levantando a mão. 

-O que você tá fazendo no chão cara? Caiu? – assim que me viu deitado no chão coberto de pipocas, me deu a mão pra que conseguisse levantar. 

– Não, achei que o chão estava muito carente e decidi dar um beijinho nele –respondi em pura ironia. 

– Boa tarde, Jeon Jungkook, boa tarde ironia, ah é, esqueci que vocês são um só. 

– Para com isso, você não tem dom pra ironia. Então quer dizer que a _____ voltou? 

– Não, ela tá lá ainda, aquela moto ali fora é minha – tentativa mal sucedida de ironia, falei que não tinha dom pra isso. 

Jimin foi até a porta e então o acompanhei, vendo a garota descer lentamente de sua moto preta. Tirou seu capacete e sorriu. 

O sorriso dela fez o mundo sumir ao meu redor, a única coisa que não saía da minha mente era, o que o seu ex namorado tá fazendo aqui também? 

Ok, preciso ignorar só um pouquinho. 

Fui até ela e a abracei com força, passando a mão em seus cabelos e  então sorri. 

-Senti sua falta, Jungkookie –ela sussurrou. 

-Você não sabe quanto eu te esperei, noona.


Notas Finais


sejam bem vindas ao mundo ''imbecil'' de Jeon Jungkook djsfsd
como devem ter notado ele e o Jimin tem um tipo de amizade meio agressivo, mas eles se amam demais <3
como eu amo a ironia do maknae <3
espero que tenham gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...