História Hey, Oppa! - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Anonimato, Baeksam/descobaek, Byun Baekhyun, Cantadas Ruins, Chansoo, Hey Oppa!, Hunhan, Kim Samantha, Texting, Xiutao
Exibições 265
Palavras 1.112
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 46 - Hey, Oppa! - 46


O sino bateu, indicando a troca de professores. Teriam 5 minutos para sair de sala.

Assim, com toda a agitação, os dois sairam. Sam se perdeu entre os alunos que estavam aglomerados na bagunça, esperando que o professor chegasse, e Baekhyun foi o primeiro a chegar.

Ele estava encostado, com um pé apoiado na parede, e a franja tapava seus olhos. Sam havia acabado de chegar. Com certeza, ele estava muito sexy daquele jeito. Baekhyun usava uma camiseta branca, um suéter azul-marinho um pouco maior que ele, e um jeans preto, com um rasgo no joelho. Definitivamente, muito gostoso.

-Baek? - Chamou.

-E não é que veio mesmo? - Deu um risinho sarcástico.

-Idiota. - Bufou.

-Posso até ser, - Puxou-a, colando seus corpos. - Mas sou seu idiota. E você adora isso. - Disse rouco.

-Claro. Byun Baekhyun, o maior idiota que você respeita. - Diz ela. Eles riem.

-Quando esse idiota te faz gemer... - Mordeu o lóbulo da orelha dela. - Você não reclama.

-Mas continua sendo um idiota. - Sorriu.

A assim, entraram dentro do banheiro. Tinha fama de "abandonado", porque desde que a sala de química do segundo andar explodiu, ninguém entrava mais nele. Por ser o feminino, era limpo, e por nunca ser frequentado, era mais limpo que o andar debaixo. Baekhyun trancou a porta, e agarrou Sam.

Sam tinha que admitir: Baekhyun tinha uma pegada e tanto. Também, era bem experiente no assunto. Ele a prensou na pia, ficando entre suas pernas, retirando seu óculos, e colocando numa parte mais afastada.

-Você não facilita, não é? - Beijou-lhe o queixo, apertando sua coxa, coberta pelo jeans.

-Você sabe que eu odeio saias. - Ela mordeu o lábio.

-Quando se é difícil... - Sorriu. - O prazer é maior.

Voltaram a se beijar. Sam usava uma camiseta preta, que Baek não tardou a rasgar, revelando o sutiã rosa bebê de renda.

-Baek...! - Ele a beijou.

-Shh... O único som que quero ouvir da sua boca agora são gemidos. - Baixou o sutiã da garota, revelando seus seios.

Abocanhou um, e apertou sem dó o bico do outro. Ela gemeu baixinho com isso, fazendo o maior sorrir contra sua pele.

Desceu a mão livre, por dentro da calça da menor, adentrando sua calcinha, fazendo uma leve pressão contra seu clitóris.

-V-você é terrível, Baek. - Gemeu, entredentes.

-Não se faz de santa. Eu sei que você gosta. - Fez movimentos circulares, a atiçando um pouco mais.

-F-filho da mãe... - O xingou, mordendo o lábio, e parece que aquilo o excitou ainda mais.

A penetrou dois dedos, e a mesma gemeu de surpresa. As mãos pequenas se livraram do suéter, e da camiseta. Coisas desconexas eram sussurradas por ambos.

Beijaram-se mais uma vez, e o maior se apressou em retirar o jeans, e a calcinha dela. A sentando na pia, e abrindo ao máximo suas pernas.

-Você não vai fazer isso. - Ela falou, vendo-o se abaixar.

-Quer apostar? - Ele falou, logo colocando a boca.

Ela gemeu. Ele fazia movimentos circulares, e Sam admitia: Baekhyun tinha uma língua muito experiente. Rebolava contra a boca do maior, e ele adorava essa cena, ela rebolando, como uma vadia, proferindo xingamentos, e chamando por ele. Totalmente o contrário da cara de anjinho que ela tinha.

Quando ele parou, a beijou de novo. Ela fez um pouco de força para empurrá-lo, e inverter as posições.

-Minha vez. - Mordeu o lábio, num sorrisinho sacana.

Abaixou-se, desfivelando seu cinto, e puxando a calça e a box para baixo. Baekhyun mordeu o lábio.

Abocanhou, sem cerimônia alguma. Não sabia bem o que fazer, mal sabia ela, que sua inexperiência o excitava ainda mais.

Apenas rodeava com a língua, e deixava que Baekhyun fizesse o resto. E o mesmo adorava fazer isso

-E-eu tô quase... - Ele a puxou pra cima. Graças a Deus, ele não fazia questão que ela engolisse. Minseok e Luhan, diziam que o gosto era horrível. - Já chega de brincar.

A apoiou na pia, de costas, bem empinada. Penetrou-a com força, que gemeu. Metia sem dó, e Sam ainda era bem apertada.

Uma onda de prazer atingiu os dois que chamavam um pelo outro.

Era um vai-e-vem bem frenético, e o resto não importava. As palavras desconexas, e o medo de serem pegos, pouco os importava.

Tudo que importava no momento, era o agora. O que faziam.

Não demorou muito, e os dois chegaram ao clímax, e amoleceram, com o maior se desfazendo dentro dela.

Foi virada de frente, e abraçada. Ficou com a cabeça no peito do maior, até que suas respirações ficassem reguladas.

-Sexo no banheiro da escola, no nosso último ano... Enlouquecemos, só pode. - Ela sussurrou.

-Se arrepende? - Levantou o rosto dela, delicadamente, a olhando nos olhos.

-Eu me arrependo de muita coisa. Mas não de qualquer coisa, que eu tenha feito com você. Porque você foi meu maior acerto Baek. - Ela sorriu.

Como ele amava aquele sorriso. E mais ainda, a dona dele.

-Eu fui muito lerdo, pra acertar quem você era, durante 3 meses. Pode ter sido pouco tempo, mas, é muito cedo, pra dizer que amo você? - Perguntou, pondo uma mecha do cabelo da garota para trás.

-Eu esperei dois anos. Está atrasado Baekhyun. - Ela falou. Ele escondeu o rosto, em seu pescoço.

-Me desculpa. - Falou. Era um pedido sincero.

-Tudo bem. Eu amo você, mesmo com a sua lerdeza. - Riu.

Se beijaram mais uma vez, necessitados. O sinal para o intervalo tocou.

-Merda. - Ele resmungou. Sam riu.

-Hoje eu devo passar a noite na sua casa. Você pode esperar, não? - Disse ela, mordendo o lábio.

-Espero que se prepare, pra gozar como nunca. - Ele sorriu, sacana.

-Ah, eu vou. - Piscou, falando no mesmo tom.

Se vestiram, e ela ficou com o suéter dele, que ficou até metade de suas coxas, já que sua blusa estava rasgada. Ele ficou apenas com a camiseta branca, e o jeans rasgado. Baekhyun sorriu. Ele admitia: Sua garota, ficava linda daquele jeito. Cabelo bagunçado, calça amassada, e aquele sorriso que só ela tinha.

Naquele momento, ele vira, o quanto valeu a pena todo aquele tempo esperando. No fim, ele tinha a melhor garota consigo.

Ao saírem no pátio, daquele jeito, e de mãos dadas, conseguiram olhares se surpresa, ódio, maliciosos, e muita zoação dos oito que os esperavam.

E de noite, foi uma rodada repetida.

Ah sim, e muito bem repetida, por sinal. Afinal, Byun Baekhyun não brinca em serviço.

E naquela noite, após uma foda muito boa, com Sam dormindo sob seu peito, Baekhyun percebeu: Era isso que ele queria para sua vida.


Notas Finais


Desculpem se saiu bosta. Vocês sabem, hot não é bem meu forte, embora eu esteja investindo nisso hehe e.e
Ah sim, e desculpem se tiver qualquer erro.
4 capítulos ;-;
Esse foi o fim. Não necessariamente o fim da fic, bom, mais ou menos, esse foi o fim do colegial deles.
Hoje a noite, a gente se despede com o útilmo texting :'(
E os ultimos 3 caps, vão ser o que se passa depois disso tudo, pra dar início a segunda temporada.
Saibam, que eu amo vocês, e agradeço de coração, quem acompanhou até aqui.
Gabi agradece.
Mazenfim,
ATÉ DE NOITE SEUS DLÇ e.e


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...