História Hey Papi! (Shortfic Kris) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Kris Wu
Personagens Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao
Tags Daddy, Exo, Harem, Hentai, Hot, Incesto, Kris Wu, Romance
Visualizações 676
Palavras 2.253
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Josei, Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá fanáticos der plantão!👋

Me perdoem pela demora, fiquei bloqueada, mas agora vai!!!

Boa leitura!😘

Capítulo 5 - Ciúmes.


Fanfic / Fanfiction Hey Papi! (Shortfic Kris) - Capítulo 5 - Ciúmes.

Deitei a cabeça em seu colo enquanto assistíamos TV, Kris estava concentrado no filme, mas eu o encarava e percebi que o tempo só o deixava ainda mais bonito, bonito era pouco para descrever aquele homem, seus traços, pele, olhos, corpo... tudo era tão perfeito.

__ Se continuar me encarando assim, vou achar que quer alguma coisa! _disse ainda olhando para a TV.

__ Na verdade tenho algo a pedir sim! _respondi e ele se virou me encarando. __ Hoje é meu aniversário... será que você me empresta um dos seus carros pra que eu possa ir em uma festa? _fiz bico e ele franziu o cenho.

__ Festa? _assenti.

__ Sim! As garotas da faculdade me convidaram e como é meu aniversário, então juntei o útil ao agradável! _sorri e ele continuava sério. __ Por favor papi! Eu prometo que não vou beber ou bater seu carro! _juntei as mãos em súplica.

__ Se não vai beber, então vai fazer o quê em uma festa?

__ E a gente só vai beber em festa? Eu vou dançar e...

__ Ficar com caras? _fui interrompida com aquela pergunta que mais parecia uma afirmação.

__ Quê? _ele levantou bruscamente já irritado.

__ Você não vai pegar meu carro e nem ir para uma festa! _respondeu saindo da sala uma fera.

__ Kris!!! Volta aqui... KRIS!!!

Era sempre assim, ele sempre criava teorias absurdas na cabeça e ficava irritado, como se eu fosse alguém importante, como se algum dia tivesse sentido algo por mim, mas os ataques explosivos começaram no dia que levei o pacote até sua empresa e dei de cara com seu amigo bonito.

FLASHBACK ON

Meus olhos se arregalaram ao ver o mesmo cara do carro e do elevador, ele sorria lindamente para mim, tirando que Kris também não parava de me secar, então desviei o olhar, olhando ao redor para não ficar ainda mais desconfortável.

__ Moça bonita? _ virei a cabeça e o cara bonito estava na minha frente. __ O que está fazendo aqui? _discretamente olhei por cima do ombro dele e Kris me encarava, só que dessa vez não estava contente.

__ Eu? _assentiu. __ Vim deixar esse pacote e... _de repente meu celular tocou em uma notificação. __ Com licença!

Corre que hoje vai ter a festa da irmandade Karpa delta e sua sugestão ganhou na votação... Precisamos fazer compras... LIGEIRO!!!!

Melissa

__ Ah... você pode entregar esse pacote pra ele? _apontei para Kris. __ É uma emergência e preciso ir! _praticamente joguei o pacote no cara e saí correndo dali.

Não que estivesse fugindo, mas estava esperando há muito tempo aquela festa da irmandade, dei a sugestão de tema e pelo visto ganhou, então não podia perder aquela festa por nada nesse mundo, mesmo sendo uma nerd, tinha total acesso à irmandade delta.

Pedi para o motorista ir voando pra casa e quando cheguei, Melissa estava no portão com um lenço cobrindo a cabeça e óculos escuros, franzi o cenho e ela correu para dentro do carro, igual um furacão.

__ O que foi? _perguntei.

__ Temos que ser rápidas, antes que a mãe chegue! _ela respondeu olhando para os lados. __ Vai logo Xiamao! _o motorista assentiu acelerando o carro.

__ Porquê? _ainda estava confusa.

__ Ela me proibiu de ir a essa festa! _fiquei intrigada, porque a senhora Wu nunca proibiu a Melissa de nada.

__ Por que ela fez isso? Não faz sentido!

__ Não faça perguntas... essa gente é doida, não vou perder a festa do ano por causa dela! _respondeu mais para si do que pra mim.

Não fiz mais perguntas para Melissa, ela estava muito estranha e agia como se estivesse escondendo alguma coisa e isso não fazia seu feitio de patricinha desmiolada, era muito suspeito a senhora Wu lhe proibir de ir a uma festa, a galega era o bem mais precioso da mais velha.

Seguimos até o shopping e durante o percurso recebi várias mensagens de Kris, mas ignorei todas, já havíamos acabado aquele caso complicado, eu que não ia ficar me arrastando para alguém que me via como um brinquedo, porque ser sua amante única é uma coisa, mas ser mais uma das amantes...

Toh fora!!!

Fizemos as tais compras em tempo recorde, Melissa realmente estava com pressa, tirando que parecia uma maluca se escondendo das pessoas, peguei as sacolas e fomos para casa antes da senhora Wu chegar, mas quando o carro parou na propriedade, nossos olhos se arregalaram ao vermos os dois carros no casal Wu em casa.

__ Ferrou!! _ela disse engolindo em seco.

__ Vamos pelos fundos! _disse saindo do carro.

__ Você não nos viu Xiamao! _Melissa entregou algumas notas para o motorista que assentiu.

Então corremos até os fundos da casa, ela me encarou confusa, apontei para a escada de flores indicando que iríamos subir, já que dava acesso a sacada do meu quarto, empurrei Melissa para que subisse antes que nos pegassem no flagra, mesmo hesitante a galega subiu e eu fui logo em seguida.

Dava para ouvir os gritos de surto da senhora Wu, ela parecia furiosa e eu dava minha cara para bater que Melissa tinha haver com aquilo, só não sabia o motivo e este eu descobriria, nem que precisasse arrancar à força dela, porque também estava me arriscando naquela fuga maluca.

Pulei a sacada e a loira já estava dentro do meu quarto, jogamos as sacolas dentro do closet rapidamente, pois ouvimos o som de passos na direção da minha porta... Melissa se jogou na cama pegando uma revista qualquer e eu sentei na escrivaninha fingindo mexer no computador, então a porta se abriu.

__ Aqui! _ouvi a voz grave do Yifan que mostrava total tédio com os surtos da esposa. __ Está vendo? Ela está aqui! _virei a cadeira e Melissa abaixou a revista.

__ Onde você estava Melissa? _a mulher esbravejou vermelha.

__ Estava aqui! _a loira respondeu simplista.

__ MENTIRA! Por que eu te chamei e não atendeu? _olhei para a galega que engoliu em seco.

__ A Melissa teve dor de barriga e usou meu banheiro... _ela me encarou com os olhos arregalados. __ Lá de dentro não dar pra ouvir! _a mulher me fuzilava com os olhos.

__ E por quê saiu correndo sem entregar o pacote? _foi minha vez de receber sermão.

__ Mas eu deixei o pacote! _rebati.

__ Não para mim e sim para o LuHan! _Kris respondeu.

__ Quem??? _foi aí que lembrei que era o cara bonito.

__ Qual a emergência tão importante que te fez sair correndo dali? _encarei Melissa.

__ Ah... a Melissa me ligou dizendo que... que estava sentindo muitas dores de barriga e... eu sou a irmã dela, sabe... fiquei desesperada! _a última parte coloquei um pouco de drama, com os olhos pedi que a loira ajudasse.

__ É isso! Eu estava com muito medo e liguei pra Thalia! _assentimos, então o rosto da senhora Wu se suavizou e ela foi até a galega.

__ Oh meu bebê lindo! _Melissa foi arrastada para fora pela mais velha, me deixando sozinha com Kris ainda na porta, ele não acreditou muito na farsa.

__ O que estão tramando? _perguntou cruzando outra braços.

__ Nós? Nós nada! Pergunte para sua esposa maluca, por quê ela colocou a Melissa de castigo! _virei a cadeira encarando a tela do computador.

__ O que o LuHan falou com você? _respirei fundo.

__ Ele não disse nada! _respondi, então minha cadeira foi virada e Kris estava com o rosto próximo ao meu.

__ Escute só uma coisa... Você é minha! _disse sério e logo saiu do quarto batendo a porta.

Meu Deus! O que foi isso?

[...]

O senhor e a senhora Wu iriam para uma reunião de gente rica, eu e Melissa fomos proibidas de sair, o que não parecia muito justo, os seguranças não permitiam nossa saída, Lay e o namorado da galega estavam nos esperando do lado de fora, tínhamos que fugir dali.

Tive a ideia de sair pela porta dos fundos, por onde os empregados costumavam passar, ninguém sabia que eu sabia daquela entrada, na verdade descobri durante minhas fugas para ver o Lay, então seria por lá que sairíamos para a festa.

Melissa avisou para os rapazes estacionarem na rua detrás, então terminamos de nos arrumar... minha roupa era bem simples, um vestido cubinho azul escuro, de decote quadrado e mangas curtas, coloquei um casaquinho jeans por cima e calcei sandálias de salto médio, fiz uma make simples e deixei os cachos rebeldes, porque era meu maior charme.

Assim que o casal Wu saiu, esperamos o carro sumir de nossas vistas e corremos para o plano, peguei a chave da cozinheira e sorrateiramente saímos pelos fundos, que era uma porta escondida detrás de um arbusto, os rapazes já nos esperavam no lado de fora, então rapidamente Lay acelerou o carro para a irmandade.

Sorri quando vi a decoração tema da festa, era em clima latino, bem colorido e quente, músicas latinas já tocavam fazendo todos dançarem, Melissa disse que aquilo era como estar em casa antes de sumir com o namorado, então puxei Lay para o meio da pista.

O DJ começou a tocar "Bailando", quase enlouqueci ao ouvir aquela música, tinha que dançá-la e não perdi tempo puxando Lay para dançar comigo, o danado era melhor que eu dançando, fechei os olhos sentindo o ritmo sensual.

Senti as mãos de Yixing na minha cintura colando nossos corpos, aquele nerd chinês era quente como um latino, remexi roçando em seu corpo, coloquei os braços envolta de seu pescoço e Lay já estava aceso, aquela noite prometia para mim.

Ele me inclinou para trás e inalou meu perfume, joguei o cabelo para trás sorrindo, então fui puxada por seus braços e nossos rostos ficaram próximos, Yixing sorriu mordendo o lábio, no meio daquela festa o moreno se revelou e eu estava adorando.

__ Eu quero te beijar morena! _disse com os lábios próximos aos meus.

__ E por quê ainda não fez? _sorri e rápido senti os lábios quentes de Lay nos meus em um beijo quente.

[...]

A música "Rumba" tocava fazendo todos saírem do chão, impossível era ficar parado, eu não havia bebido, mas nem precisava, o ritmo latino já me deixava feliz sem álcool, ao lado de Lay dançamos sem cansar, o moreno tinha um requebrado que me surpreendia.

Estávamos nos divertindo sem preocupações, quando de repente uma mão agarrou meu pulso me fazendo virar, arregalei os olhos ao ver aquela pessoa, engoli em seco e ele bufava como um animal selvagem, eu estava em uma enrascada.

__ O QUE FAZ AQUI? _ele esbravejou.

__ Eu... eu... eu... _não sabia o que responder.

__ Senhor Wu? _Lay apareceu confuso, então Kris fechou os punhos e o acertou com um soco no rosto.

Arregalei os olhos ainda mais vendo Lay no chão, Yifan não precisava ter feito aquilo com o pobre coitado, nem pude ajudar, pois fui arrastada pelo mais velho, olhei para trás preocupada com meu namorado, mas não conseguia me soltar do outro.

__ THALIA O... _Melissa parou assim que viu Kris e este lhe encarou sério.

__ JÁ PRO CARRO!!! _ela abaixou a cabeça nos acompanhando para fora.

__ Estamos fodidas! _ela disse no meu ouvido.

E realmente estávamos muito fodidas, a senhora Wu só não nos chamou de gente, Kris ficou apenas parado na porta de braços cruzados enquanto a vossa majestade gritava conosco no escritório, ficaríamos de castigo pelo resto da vida, mesmo que não fôssemos mais crianças.

No final ela saiu arrastando Melissa para fora e eu respirei fundo antes de sair, caminhei olhando para os pés, então vi alguém barrar minha passagem, olhei para cima e Kris me encarava sério.

__ Eu te avisei... Você é minha!

FLASHBACK OFF

Depois daí, Kris agia como se fosse meu dono, até tive que fingir terminar com Lay só para mantê-lo calmo, mesmo que não tivéssemos nada, ele me controlava e claro, sempre usando de seu charme para me enlouquecer e eu estava bem perto de ceder.

Tive que subir até o quarto dele para pedir desculpa ou mentir dizendo que não iria para a festa, porque eu ia e ninguém me impediria, era meu aniversário, todos eram fracassados, mas naquele ano seria diferente, era uma adulta e não precisava da permissão dele.

__ Kris! _abri a porta e o quarto estava vazio, então ouvi o som do chuveiro ligado.

Sentei na cama para esperá-lo, enquanto isso, fiquei pensando no que dizer, porque era muito injusto, todos os anos eu comemorava meu aniversário na solidão, nem mesmo ele que agia como se importasse comigo, me dava um dia especial.

Sacanagem, viu?!

__ O que faz aqui? _levantei a cabeça e ele havia saído do banheiro somente com uma toalha ao redor da cintura.

__ Por que surtou de novo? Não vejo motivos para ficar bravo! _cruzei os braços.

__ Não quero falar com você! _disse me dando as costas indo ao closet.

__ Mas eu quero falar com você! _fiquei de pé entrando no closet e trancando conosco dentro.

__ O que está fazendo? _franziu o cenho.

__ Vai me ouvir, nem que não queira! _respondi e ele avançou para me tomar as chaves, mas coloquei dentro da calcinha.

Aí que nojo!

__ FICOU DOIDA?

__ POR QUE ESTÁ GRITANDO? _usei o mesmo tom sem desviar meu olhar do seu.

__ Não vou discutir, Thalia! _se afastou.

__ Mas eu vou! _respirei fundo. __ Qual o seu problema? Nem se importa comigo, por quê está agindo assim? _ele passou as mãos nos cabelos molhados.

__ Cala a boca Thalia! _esbravejou.

__ POIS VEM ME CALAR, P****!!! _ele me encarou com os olhos arregalados.

__ Como é? _suas mãos fecharam em punho e o maxilar ficou tenso.

__ Vem me calar, pra ver se é homem! _repeti a petulância com mais petulância, então Kris andou na minha direção e fui empurrada contra a porta ficando com o rosto próximo ao seu.

__ Tem certeza que quer que eu cale?


Notas Finais


E aí, querem que ele cale? Porque eu quero!

Vejo vocês nos comentários!

💋💋💋 no ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...