História Hey, Teacher! - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~wangadaddy

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Suho, Xiumin
Tags Chen, Daddy, Daddy Kink, Exo, Lemon, Xiuchen, Xiumin, Yaoi
Visualizações 51
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drabble, Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


A quanto tempo né (rindodenervoso) enfim, miiiil desculpas pela demora p atualizar ;-; foi um mês bem difícil :(
aqui esta o capitulo e espero que gostem <3
bjs da tia Scarlet

Capítulo 7 - Going Crazy


-Chen- Chanyeol me olhou com um sorriso sarcástico

-Sim?

-Tem certeza que vai ficar assim na reunião?

-Assim como?

-Acho que seu amiguinho de baixo acordou

Abaixei minha mão e pude sentir o enorme volume que tinha se formado na minha calça que, infelizmente, era jeans, e demarcava muito a minha infeliz situação 

-Caralho!

Caralho mesmo- Chan rida minha situação

-Meu Deus do céu Park Chanyeol me ajuda

-Aqui não é lugar, quem sabe no banheiro...

Minha mente demorou a entender sua proposta, corei dando um tapa em sua cabeça

-Idiota- me desesperei- Ta, ta, calma Chen

Escutei a voz de Kyungsoo se aproximando e me sentei rapidamente na cadeira mais próxima, coloquei minha pasta no meu colo, tentando disfarçar minha ereção

-Bom dia- o diretor se sentou na cadeira da ponta da mesa- todos aqui? 

A porta se abriu com um empurrão, Kai, como JongIn era chamado, entrou ofegante, o cabelo preto grudado na testa com o suor e a camiseta branca colada ao corpo, marcando seus músculos, piorando minha situação

-Desculpa diretor- se sentou ao meu lado- desculpa, eu tive que ficar até agora no salão. -Certo- interrompeu o mais velho- prontos? Reclamações de que alguns alunos e alunas andam burlando regras dessa instituição, desrespeitando professores, colando em provas, não respeitando o horário, matando aula, os chamei exatamente porque, por serem apenas vocês nesse horário, espero que possam me ajudar com esses, como posso dizer, incômodos

Kai levantou a mão, foi notório o sorriso de canto entre os dois

-O que podemos fazer?

Soo soltou um longo suspiro coçando a testa com os dedos

-O que resta é prestar atenção e tentar repreender quem estiver cometendo algum desses atos que citei

-Realmente -Chanyeol falou enquanto me encarava levantando mão- É duro

Kyungsoo o encarou com dúvida, abaixando seus óculos, batendo com uma caneta na mesa

-É duro trabalhar desse jeito- Ele segurava o riso- com alguns alunos

Meu rosto queimava e a pasta roçando meu volume não ajudava em nada e acabei soltando um gemido baixo

-Chen? Ta tudo bem? -Sim, sim- me desesperei- só uma dor de cabeça

Chanyeol cobria a boca enquanto tentava segurar a risada

-Certo- ignorou- Acho que podemos encerrar por aqui

Esperei todos irem embora até sobrar apenas eu e Chanyeol , que ria da minha situação

-Você é louco Park? Imagina se ele percebe...merda, como eu vou resolver...preciso ir...

-Bate uma pensando em mim

-Chanyeol soltou uma gargalhada enquanto eu só queria chegar logo ao banheiro

Sai em uma corridinha colocando a pasta na frente do meu volume, a pressa fez com que eu saísse batendo a porta com certa força, quando já estava no corredor olhei para o lado observando pelo espelho da sala do diretor ChanYeol começar a dar gargalhadas. Idiota.

 

Fui em disparada na direção do banheiro, enquanto estava no caminho senti por diversas vezes meu celular vibrando no bolso da frente. Porcaria quem está me mandando mensagem?

 

Cheguei ofegante no local, meu coração batia forte, chegava até a ser hilário o fato de eu ser magro, mas totalmente sedentário. Quando entrei no banheiro masculino o mesmo se encontrava vazio assim como a faculdade por já estar tarde, me virei para a porta a trancando, joguei minhas coisas na bancada retirando com dificuldade o meu celular que estava nos bolsos da frente. Vi que havia duas notificações de mensagem e as abri.

 

 

~Baby: Daddy?

 

 

~Baby: Já está em casa? Você não me respondeu então eu previ que você estivesse ocupado. Eu tenho uma coisinha pra você...

 

 

~Chen: Ainda não, ainda estou na faculdade.

 

 

~Chen: Mas já estou indo embora, só preciso resolver um problema aqui no banheiro.

 

 

~Baby: Um probleminha é? Que tipo de problema? Ele respondeu rápido, parecendo inocente em sua pergunta.

 

 

~Chen: Um problema que está bem duro entre minhas pernas.

 

 

Fui em direção ao mictório, abrindo com cuidado a calça, eu estava com tanto tesão que qualquer toque, por mais que involuntário, me excitava. Após ter meu zíper aberto pude ver o quão duro eu estava dentro da cueca vermelha, escutei uma notificação em seguida.

Era uma mensagem da pessoa desconhecida. E lá havia outra foto, nesta a pessoa estava deitada no chão com a câmera em uma distância considerável, de costas para a lente com a sua posição em forma de V, pude ver a entrada do outro, por entre suas pernas que até então estavam pressionadas uma em cima da outra estava seu pênis e ele trajava meias rendadas rosas bebê até a coxa.

Ao ver a foto não pude evitar soltar um suspiro, é, parece que ter concordado com aquela besteira toda havia valido a pena no fim das contas. 

 

 

~Chen: Ah… tão bonito, deve ser tão gostoso aí dentro.

 

 

~Baby: Você gostaria de me tocar lá? No meu ponto sensível?

 

 

~Chen: Eu adoraria tocar em todo o seu corpo…

 

 

Coloquei o celular com a tela ligada sob o mictório começando a comecei a me tocar me imaginando dentro do outro, deveria ser tão apertado.... Eu precisava daquele alívio de forma urgente, então, depois de alguns minutos me desfiz gemendo baixinho com os rápidos movimentos de vai e vem que eu fazia em meu membro, peguei meu celular abrindo a conversa

 

~Baby: Ah daddy, queria tanto você dentro de mim, ele parece ser tão grande, quero toca-lo...Quero ver ele  

 

~Chen: É assim que pede para o daddy?

 

~Baby: Por favor daddy

 

~Chen: Pede

 

~Baby: *áudio* por...favor daddy...quero ver seu pau...eu quero ele...

 

A voz estava um pouco distante mas pude escutar, a voz rouca, ofegante e manhosa, talvez estaria se masturbando também, me deixando mais excitado, fazendo meu membro subir novamente. Fui até o espelho na parede que ficava da pia, ficando de frente a ele, abri a câmera do celular, com uma mão livre toquei meu pênis, o segurando firme e comecei a me masturbar, gravando com o celular na altura o suficiente que dava pra ver do meu queixo pra baixo, gravei alguns segundos e enviei.

 

~Chen: O que acha baby? Aguenta ele dentro de você?

 

*ligação de “Baby”

 

Me assustei, meu coração acelerou, olhei por um instante o celular, atendendo logo em seguida, havia uma voz ofegante do outro lado, seguido por alguns gemidos

 

~Baby: Oh daddy...tão grande... quero ele dentro de mim...

 

~Baby: * Daddy...voce me deixa louco... daddy... eu não consigo mais

 

~Chen: Isso, goze para o daddy

 

Pude ouvir sua respiração pesada e descompassada, junto com gemidos manhosos

 

~Baby: Ooh daddy...*gemidos* eu vou...

 

~Chen: Continue...

 

Ouvi um gemido alto seguido por um suspiro longo

~Chen: Bom garoto


Notas Finais


Deem amor á Hey Teacher! please <3
Tia Scarlet ama vocês <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...