História H.F. An Different Friendship - Capítulo 15


Escrita por: ~ e ~GhostQueen13

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Bebidas, Festa, Gays, Lesbicas, Loira, Morena, Romance, Teens
Exibições 82
Palavras 2.627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Falso.


Fanfic / Fanfiction H.F. An Different Friendship - Capítulo 15 - Falso.

[ Capitulo 14 – Falso.]

[ Talk me down  – Troye Sivan.]

Stuart havia parado no tempo, havia segurado o braço de Lian mas o que devia dizer? O que estava sentindo? Ele realmente amava o dono do sorriso mais belo do mundo, dos olhos da cor do céu da manhã? Ou simplesmente estava com medo de ficar sozinho para sempre? Aos poucos ele soltou Lian, que o olhou com um semblante triste e deixou uma lagrima correr pelo seu rosto.

- Você ia esquecer seu material, Lian... – Stuart abaixou o olhar e entregou-lhe a mochila e o caderno, o moreno mordeu o lábio inferior e recolheu seu material.

- Espero que você seja feliz com a Halsey, Stuart, e que você não venha mais me procurar. – E saiu, deixando Stuart sozinho com seus materiais e um grande vazio que ficaria ali, ouviu algumas batidas na porta e uma pontada de esperança de ser Lian arrependido preencheu seu peito mas assim que a abriu toda a esperança foi embora.

- Vou ficar longe da felicidade do seu irmão, porque a minha felicidade é você. – Halsey abraçou Stuart que não estava nada feliz com tudo isso, mas a aceitou de volta já que era o que queria desde o inicio, não é mesmo?

No outro quarto Pothos e Luca estavam deitados juntos, cantando uma musica qualquer enquanto seus dedos se entrelaçavam e seus olhos se cruzavam, era lindo o amor dos dois.

- Meu jogo de futebol vai ser mês que vem. – Pothos parou de cantar e contou para Luca a coisa que mais lhe importava mas o moreno não pareceu contente com seu anuncio, a sobrancelha subiu e este se sentou na cama.

- Mas a minha dança no teatro também é mês que vem. – Luca o olhou e por incrível que pareça era no mesmo mês e no mesmo dia.

-- Você pode faltar e vir me ver jogando, oras. – O loiro colocou as mãos atrás da cabeça e sorriu, mas Luca não gostou nada disso, o moreno ficou de pé e cruzou os braços.

- Como assim, faltar? Você sabe que a dança é a minha vida! Por que você não pode faltar e vir me ver? Tem vários jogadores que podem entrar no seu lugar.

- Eu sou o capitão do time, Luca, não é tão fácil assim.

- E eu sou o bailarino principal, você acha que é fácil? – E eles haviam chegado a um impasse, nenhum dos dois desistiria de seus sonhos, para Lucas dançar era mais importante que ver seu namorado correndo atrás de uma bola, já para Pothos ganhar do Paternon era mais importante que ver Lucas dançando.

- Okay, ninguém vê ninguém e ficamos quites. – Pothos se ajeitou na cama e chamou Luca de volta para o local, mas o moreno ficou ainda mais irritado com o que acabará de ouvir e a discussão dos dois continuou pelo resto do dia.

Stuart ao acompanhar Halsey para a escola aquele dia pode observar algo que lhe incomodou profundamente, Lian estava de mãos dadas com um dos jogadores reservas do time de futebol e sorria, era impossível não notar o quão “ atirado “ o garoto do sorriso mais belo do mundo estava sendo, não gostava do garoto que lhe segurava a mão mas era perfeito para fazer com que esquecesse de Stuart.

- Você está me ouvindo? – Halsey cruzou os braços e Stuart voltou o olhar para ela.

- Ah, sim, desculpa. – O moreno sorriu e deu graças a Deus quando viu Jackson, Apollo e Fleur.

- Hey maninho. – Jackson abraçou Stuart e logo lhe mostrou sua aliança.

- Ele está fazendo isso o dia inteiro. – Fleur falou, revirando os olhos enquanto ignorava completamente a existência de Halsey ali.

- Que ótimo! Um casal oficial está entre nós. – Stuart riu abraçando Apollo e Jackson.

- Gays! – Fleur falou mostrando a língua e todos se puseram a andar, Halsey com sua cara emburrada de sempre que dessa vez Stuart insistia em ignorar mas sempre que via Lian insistia em passar o braço pelos ombros de Halsey e a lhe dava selinhos, o que fazia o moreno se jogar ainda mais em cima do garoto do time de futebol.

- Olha, eu acho que tem algo errado com o Lian. – Jackson sussurrou para Stuart quando já estavam na sala de aula e os olhos de Stuart foi rapidamente para Lian, vendo-o sussurrar alguma coisa para o garoto e rir logo depois.

- Por que você acha isso? Ele só está... feliz. – Stuart respirou fundo, apertando a caneta em seus dedos.

- Certeza? Os olhos dele não dizem isso. – Jackson olhou para Lian que uma vez desviou seu olhar para o fundo da sala, e Stuart já tinha começado a ignorar tudo o que Jackson dizia.

Lian após as aulas foi para o campo de futebol na companhia de seu novo “ amigo “ e o puxou diretamente para o vestiário, ninguém do time havia chegado ainda nem mesmo Daryl estava ali ainda. Apressadamente eles retiravam suas roupas e trocavam beijos e caricias, não se comparava aos toques de Stuart mas seriam o suficiente para ajuda-lo a esquece-lo, e talvez tivesse dado certo se um Daryl furioso não tivesse separado os dois que estavam apenas de cuecas. O moreno bufou ao ver seu acompanhante se vestir rapidamente e sair dali, cruzou os braços e olhou para Daryl.

- Agora virou empata foda também? Ser treinador não é o suficiente? – A sobrancelha de Lian se arqueou e em sua cabeça tudo dizia para ele calar a boca mas ele não estava ligando para o seu lado logico e sim para o seu lado emocional.

- Empata foda? Vocês é que estão querendo me foder. Aqui não é lugar para isso Lian- Daryl falou calmamente- E o que deu em você? Nunca tinha te visto falando com esse cara e você já quer transar com ele?                        

- Ué, e o que tem de mal nisso? Juro para mim mesmo que o que eu faço ou deixo de fazer não tem nada a ver com sua vida, se me pegarem aqui quem toma detenção não é você.

- Mas quem toma uma advertência por não ter feito nada sou eu. Isso é bem pior que uma detenção. Vocês são minha responsabilidade, isso é da minha conta.                        

- Não, eu não sou responsabilidade de ninguém. Sua responsabilidade devia ser manter seu namoradinho do seu lado e não deixar ele sair fodendo qualquer um por ai, simples assim.

Daryl franziu o cenho, torcendo para ter ouvido errado.

- Meu namoradinho está muito bem, em casa, a única pessoa que está transando com qualquer um aqui é você.                        

- Aham, certo, se você está dizendo. - Lian começou a rir. - Incrivel como as pessoas possuem uma confiança enorme nos outros.                        

- Confio no Marco, ele é meu namorado.                        

- Ok, não estou dizendo nada. Só não chore quando o pior acontecer.  - Lian manteve seu sorriso e se colocou de pé. - Agora se me der licença vou fazer o que eu faço de melhor que com certeza não é da sua conta.                        

- Volte aqui, ainda estou conversando com você. E não ouse falar do meu relacionamento, você não nos conhece.                        

- E você acha que me conhece só porque me viu querendo dar para alguém? Não vá se achando só por ser loirinho dos olhos azuis, não ligo se você é meu treinador ou seja lá a merda que você for nesse lugar. Eu não ligo para você, não ligo pro seu namorado e também não ligo se ele estiver comendo outro por ai, você acabou de chegar não venha colocar regras em mim.                         

- Lian, estou tentando te ajudar, não me faça perder a paciência. Deixe de ser arrogante e estúpido e pense um pouco.                        

- Daryl, vai se foder com seu namorado. - O moreno piscou e abriu seu armario, procurando suas roupas reservas.

- Pare de envolver meu namorado nisso, babaca! - Daryl se irrtou, fechando a porta do armário do garoto com força.                        

- Por que você vai chorar?

-Continue me provocando e vai ver quem vai chorar.            

- Ui que medinho. - Lian revirou os olhos. - Você não tinha que ir treinar os garotos, vá logo, rápido para poder chegar cedo em casa.

-Você está se achando, não está?                        

- Não tenho porque me achar. - Lian abaixou o olhar mas foi apenas por um segundo. - Eu não tenho nada para tal, só quero viver em paz e você está acabando com isso.

- Não vou te deixar destruir sua vida com qualquer um.                        

- Ué, você está destruindo a sua com qualquer um e eu não estou dizendo nada.

-Agora já chega- O loiro exclamou, dando um soco no meio do rosto do garoto, com força o suficiente para fazê-lo cambalear- Nunca, nunca mesmo, ouse falar assim do meu namorado ou de mim. Aliás não ouse falar assim comigo.

Lian colocou a mão no rosto e parou por um momento pensando no que estava fazendo e quando ia pra cima de Daryl foi segurado por Jackson.

- O que deu em vocês dois?

- Daryl você está demo... Lian por que você está só de cueca? - Stuart arqueou a sobrancelha e olhou para o rosto do garoto. - Vocês estão brigando?

-Não, não estamos - Daryl olhou para a mão, um pouco arranhada por conta do soco - Quero todos no campo, todos, sem exceção.

Lian se soltou de Jackson irritado e pegou a roupa do treino dentro do armário, e quando ia sair empurrou Stuart da frente.

- Você virou uma marionete agora para esperar alguém te mover? Ou será que sempre foi? - E saiu do vestiário.

- Você fez alguma coisa para ele? - Jackson olhou para Daryl e logo depois para Stuart. - Isso vale para os dois, porque o Lian não era assim.

- Pergunte a ele se ele fez algo- Daryl virou as costas indo para o campo- E não devo explicação a nenhum de vocês.                        

- Ui revoltadinho! - Jackson mandou um beijo para Daryl e logo começou a rir.

- Acho que isso é culpa minha. – Stuart passou as mãos nos cabelos e o olhar de Jackson se voltou para ele, o riso cessou e a cara séria de Jackson surgiu.

- O que você fez agora?

- Eu estava tendo um caso com o Lian...

- Oi? Espera, isso desde quando? Porque eu me lembro muito bem da sua reação quando descobriu que eu estava pegando o Apollo. – Jackson cruzou os braços.

- Faz muito tempo, eu sei lá, ele me fazia bem, o sorriso dele me chamava a atenção e ele sempre estava cuidando de mim, ai aconteceu. – Stuart mordeu o lábio inferior. – Ele gosta de mim desde que nos conhecemos eu acho.

- Caralho, e você não me avisou nada disso?

- Claro que não! Eu tinha vergonha disso, e tenho até hoje!

- Você está com a Halsey porque tem vergonha de assumir que gosta do Lian?

- Eu não gosto do Lian.

- Ah tá, e eu sou o Bozo. – Jackson revirou os olhos. – Você é muito teimoso, Stuart, você está destruindo a vida dele.

- Eu não fiz nada demais, só não quero namorar com ele.

- Quando você quiser parar de mentir a gente pode voltar a conversar.

- Você tá falando sério? Vai ficar sem falar comigo de novo por causa de uma coisa ridícula como essa?

Jackson descruzou os braços e puxou Stuart pela gola da camiseta, sua cara não esboçava nenhuma vontade de rir, ele realmente estava irritado.

- Você não tem o direito de dizer que o sentimento que o Lian tem por você é algo ridículo, a coisa que está sendo ridícula aqui é seu medo ridículo de dizer “ eu te amo “ para aquele garoto, e olha que se você dizer isso é capaz de ele ser idiota e voltar com você. – Jackson largou Stuart e o empurrou. – Que bom que não sou eu, porque eu faria bem pior do que sair com qualquer um na escola, eu quebraria a sua cara e faria questão de te expor para todo mundo.

Jackson saiu do vestiário deixando Stuart sozinho e foi para o campo, parando ao lado de Pothos ainda com sua cara fechada e não demorou muito para Stuart voltar para o campo mas este não tinha coragem de levantar seu olhar, seu coração batia rápido e a ideia de Lian estar magoado martelava em sua cabeça mas precisava ignorar tudo e prestar atenção no que Daryl queria que eles fizessem, se concentrar no jogo que estava por vir.  

O treino ocorreu normalmente, Lian mesmo irritado não desobedeceu ninguém e ao terminar pediu desculpas a Daryl e tomou seu banho rapidamente no vestiário, não ousava olhar para ninguém e muito menos dizer algo apenas queria sair dali o mais rápido possível mas não notou que ali só tinha ele e Stuart agora.

- Lian... – O moreno o chamou mas este o ignorou, Lian tentava arrumar os cabelos molhados e logo sentiu a mão de Lian em seu ombro.

- Não tenho nada para conversar com você, Stuart.

- Eu queria me desculpar.

Assim que Lian escutou isso, bateu com força a porta do armário e olhou para Stuart.

- Você é um escroto, Stuart! Se você acha que me olhar com esses olhinhos vai me fazer voltar para você está muito enganado. – Lian passou a mão nos cabelos, se segurando para não bater em Stuart.

- Eu estou falando sério, quero realmente me desculpar.

- Pelo o que? Por me fazer de trouxa todos esses anos? Tá desculpado, só não vamos ser amigos novamente. – Stuart se aproximou de Lian e este tentou se afastar mas já estava colado com o armário. – Eu não vou ser sua boneca de novo... – Lian mordeu o lábio inferior e deitou a cabeça no ombro de Stuart. – Por que você não pode ser só meu...?

- Você sabe o porque...

- Porque você tem vergonha de mim...

- Não é isso...

- É claro que é! Fleur namora a Catherine, Apollo namora o Jackson, Daryl namora Marco e ele nem era do Coliseum quando eles começaram a namorar, e estão juntos! Então o problema tem que ser eu! – Lian apertou Stuart em um abraço enquanto sentia as lagrimas correrem pelo seu rosto. – E você nem ama a Halsey...

- Eu amo você mas... Eu não sei, algo me diz que isso não é certo Lian.

- Seu irmão namora um garoto também, o que te impede de namorar comigo?

- Me desculpa, mas eu não consigo... – Stuart se separou de Lian e beijou a testa do moreno que não continha suas lagrimas mais. – Desculpa, é sério...

- Então... tudo bem para você se eu namorar com outra pessoa? – Nesse momento a cara de Stuart fechou, não iria dar o que era seu para outra pessoa mas também não podia ter o que era seu.

Seus sentimentos praticamente gritavam para ele agarrar Lian ali mesmo e esquecer de todo o resto mas o seu medo e receio lhe diziam para ele não fazer nada e pela primeira vez ele deixou os sentimentos ganharem. Stuart abraçou Lian e encheu o rosto do dono dos olhos azuis de beijos.

- Não vou lhe entregar para ninguém...

- E por que você não me faz seu?  Eu estou sofrendo, Stu... E dói...

- Depois do jogo conversaremos melhor sobre isso, okay? Até lá você vai me esperar, Lian? – Stuart acariciava os cabelos de Lian e este concordou, sempre estava aguardando pelo moreno mas sabia que dessa vez podia ser diferente, pois ele faria se tornar diferente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...