História Hi Cat - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chandler Riggs
Personagens Chandler Riggs
Tags Chandler Riggs, Norman Reedus
Exibições 151
Palavras 1.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 44 - Temp.2


   Acordei com Diego pulando em cima de mim e me enchendo de beijinhos gostosos

- O papai vai me levar para a escola. A senhora vai estar aqui quando eu chegar

- Vou sim... com um bolo gigante para só nós dois comermos (cochiche em seu ouvido o fazendo rir)

- Sem o papai?

- Sem o mala do seu pai (Chan entra na maior inocência e Diego começa a rir)

- O que vocês dois estão aprontando? 

- A mamãe te chamou de mala (falou rindo e Biggs me olha incrédulo)

- Nossa, magoei... eu resolvo com você quando eu chegar

   Me deu um beijo na bochecha e saiu com o filho. Eu estava arrumando aquele chiqueiro e a porta foi aberta

- Ta ai meu bem?

- To na montanha leste perto das torres gêmeas

- Traduza

- Em algum lugar da sala

- Ata

- Vem me ajudar a arruma essa merda

- Minha bagunça é merda agora? 

- Sempre foi

- Fiquei ofendido

   Começamos a arrumar aquilo e encontrei o anuário da época da escola.  Me sentei no balcão e abri vendo Brooklyn uma garota loira da nossa sala toda sorridente,  Logo foi o Sam todo palhaço fazendo um joinha. Uma nostalgia tomou conta do local e então eu percebi que estava chorando. Chandler todo arrumado e com o cabelo que ia até o ombro. Ele se sentou ao meu lado

- Onde achou isso?

- Na montanha norte

- Explicado (ele enxugou minha lágrimas) meu bem, por que está chorando? 

- Saudade dessa época

   Vimos mais um amigo do Chan, o ruivinho lindo e o japonês. Logo vi a Hayden sorrindo com cara de anjinho (Só cara mesmo) e a Katelyn, com a aparência da série que estava fazendo, Mingus estava um gato como sempre. Então lá estava eu, a branquela de cabelos castanhos e olhos caramelados puxado para o verde, eu estava tão magra.

- Você é tão linda

- Nessa época tudo era tão fácil

   E no final a foto da turma toda, eu estava nos ombros do Chan de braços abertos enquanto gargalhava-mos. Eu posso lembrar como se tivesse ocorrido hoje de manhã, as risadas, as pessoas gritando e conversando, e a frase que falamos ao tirar a foto "Até nunca mais seus filha da puta". Escorei minha cabeça no seu ombro e suspirei

- Eu quero ter 17 anos outra vez

- Eu também... mas você está aqui comigo... isso é que importa. Sabe o que a gente pode fazer hoje? 

- Hum?

- Deixar o Diego na casa da minha mãe e assistir o jogo da liga que vai ter hoje

- Fechado

   Passei o dia todo deitada na cama e a tarde fui correr. Cheguei em casa e tomei um banho logo quando sai só de toalha Diego pulou no meu colo e o afoguei de beijos

- Eu disse que estaria aqui

- Vai morar aqui?

- Meu bebê, eu ainda tenho minha casa

- Sobre isso (Chan falou coçando o nariz) a Kate precisa de um lugar para morar com o namorado... como você está morando aqui eu pensei em...

- Claro, da as chaves para ela, mas antes passa lá e trás minhas coisas

- Certo (ele tirou Diego de mim) vamos preparar a bolsa para a vovó

- VAMOS

   Eles sairam correndo e me troquei,  colocando um short de cintura alta com uma blusa de basquete do meu time

   Fui com eles para deixar o Diego e quase surtei ao ver como o Gray cresceu,  Gina era quase impossível ficar feia mesmo depois da morte do marido. Chegamos em casa com a comida toda pronta e o Sam chegou acompanhado com a esposa e o filho 

- KARE (ele gritou ao me ver e correu me abraçando forte)

- Meu loiro safadinho (falei rindo e a esposa dele tossiu)

- Oi, sou esposa dele (ela deu ênfase na palavra esposa)

- Oi, sou namorada  do Chandler

- Quase noiva (Biggs surgiu ao meu lado passado seu braço pelo meu ombro)

- Desculpa (ela falou envergonhada)

- Não tem problema, é que eu realizei meu ensino médio com ele

- Ta

   Logo o ruivo entra com o japonês e os meninos começaram a bagunça depois se sentaram e eu me sentei ao lado do meu quase noivo

   Com o passa do tempo nós gritavamos quando erravam uma cesta, então o jogo a acabou e o meu time ganhou, o time que só eu torcia. Pulei no sofá e comecei a dançar

- É MEU TIME SEUS GAYS

- Desce dai, eu comprei biscoitinho da sorte para gente (ele me entregou um e pegou o outro)

   Assim que quebrei o biscoito, um anel de prata com um diamante no meio, caiu no chão enrolado com um papel

- Que porra é essa? (Perguntei e vi Chan com outra aliança na mão sorrindo, desembrulhei o papel e li) só é preciso um "sim" para ser feliz eternamente 

- Então Kare Ray (ele pegou o anel e se ajoelhou) que casar comigo? 

   Todos gritaram quando eu disse o sim.

   Sempre me perguntei como seria o meu pedido de casamento. Na praia, no cinema, ele iria fazer algo caro. Mas não,  ele fez a coisa mais simples e linda que já ocorreu.

   Os meninos foram embora e ele entra no quarto só de calção e me encontra encostada na parede com uma camisa dele de braços cruzados

- Caramba Kare (ele me abraçou e cheirou meu pescoço) você ta gata

   O empurrei na cama e o beijei, um trilha de beijos por seu pescoço até seu abdômen e volto a baijar a sua boca enquanto ele apertava minha bunda. O celular tocou e paramos

Chamada on

- Alô?  (Perguntei enquanto ele beijava minhas pernas)

- Kare meu amor, aqui é a Gina

- Oi Gina (falei e Biggs parou me encarando confuso) Aconteceu algo? 

- O Diego está vomitando (suspirei e encarei seria o Chandler)

- Estamos indo para ai... tchau

- Tchau

Chamada off

- O que foi? 

- Nosso filho está vomitando

- O que? Vamos!

   Puis sua camisa e entramos no carro. Assim que chegamos lá ele foi ver o Diego e eu minha sogra

- Minha flor

   Gina era o tipo de sogra que todos querem ter, ela é seria e brincalhona, trata as noras como filhas e vai matar os filhos se nos fizermos sofrer. 

- Então... que anel é esse?

- Noiva (falei com um sorriso bobo) do seu filho

- Eu sempre soube. Eu sabia que você não era só mais uma. Obrigada senhor por meu filho ser inteligente

- Vamos meu bem? (Ele perguntou com Diego em seus braços)

- Vamos... tchau baby (falei a abraçando e ela fez o mesmo)

   Entramos no carro e Diego foi ao meu colo

- Vamos no hospital com ele

- Não vamos Biggs

- Ele ta vomitando

- Eu sei o que é

- Ele pode está com alguma doença

- Cala boca e vamos para casa! Do meu filho cuido eu! (Ele sorriu e fomos para casa)

   Coloquei Diego na cama e dei o remédio para ele e me deitei na minha caminha linda e maravilhosa ao lado do meu futuro marido

- O que ele tem?

- Ele comeu demais ontem lembra?

- Verdade

   Deitei minha cabeça em seu peito e ele deu um longo suspiro

- Eu te amo

- Também me amo (nos rimos e levantei minha cabeça lhe dando um selinho) também te amo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...