História Hi Daddy (Imagine TaeHyung) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Romance, Violencia
Visualizações 169
Palavras 1.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amoreeeeees!
Então, o cap era pra ter saído ontem... Mas ai, eu não tinha salvado o hot e escrevi de madrugada, me deu um sono e fiquei com preguiça de escrever tudo de novo! Chega de enrolação. Boa leitura amores 💁

Capítulo 4 - Explanations and hot sex


Fanfic / Fanfiction Hi Daddy (Imagine TaeHyung) - Capítulo 4 - Explanations and hot sex

S/N ON 

Fui em direção ao banheiro trancando a porta atrás de mim. Me direcionei na frente do espelho, vendo as marcas horríveis por todo meu corpo, principalmente no pescoço. TaeHyung tinha me deixado completamente marcada, eu estava me perguntando por que ele tinha me comprado e por que meu pai tinha me vendido. Papai não me ama, nunca me amou! Mesmo assim fui uma trouxa... Sempre tive esperanças de quê ele mudasse comigo, mas realmente fui bem imbecil. Não coloquei nada em meu corpo resolvi sair nua do banheiro, abri a porta e ví TaeHyung totalmente nu. Ele me olhou de cima abaixo com malícia. 

- TaeHyung... - ele agora olhava diretamente para meu rosto. - posso te perguntar umas coisas? Por favor!

- Quando não estivemos fazendo sexo, pode me chamar de Hyung. - aquela língua não sossegava, né? - depende da pergunta... Senta aqui no colo do seu Hyung. 

Fui andando devagar até chegar perto de uma de suas pernas, me sentando na perna direita. 

- Por que você me comprou? Por que meu pai me vendeu? - estava com lágrimas em meus olhos. Isso doía demais.

- Baby... Não queria falar com você dessas coisas. Mas já que você insiste. - acariciou minhas coxas. - seu pai, tinha uma dívida antiga com o meu pai, depois que sua mãe morreu...- me olhou, pra ver se eu estava bem, quando chegou nessa parte. - ele começou a pedir dinheiro ao meu pai e ele falava que depois pagava, mas isso nunca aconteceu. Então, depois que meu pai morreu, eu tive que cobrar o seu pai. Pude ver que ele te maltratava muito! Comecei a gostar de você. Eu ficava com várias mulheres! Mas nenhuma me deixava tão louco como você deixa... Seu pai percebeu meu interesse por você e me propôs: "eu posso te pagar com minha filha, mas você vai te que me dar uma graninha e eu vendo ela". 

- Ele fez isso? - não consegui segurar as lágrimas. 

- Não chora minha princesa, você deve me odeia. Mas eu nunca vou deixar ninguém fazer nada de mal com você. Ok? - Assenti para o mesmo, que limpou minhas lágrimas e acariciou minhas bochechas. 

Senti sua boca encostar na minha e iniciarmos um beijo gostoso, sua língua explorava minha boca com votande. Ele se levantou da poltrona aonde estava sentado nos guiando até a cama. - agora eu quero te foder de quatro! - sussurrou em meu ouvido, me colocou na cama e eu fiquei na posição que ele pediu. - hum, qque bocetinha apertada.- ele me penetrou de uma vez só. Puxando meus cabelos com força. - huuuum, ahh...- tentei controlar os gemidos, mas foi impossível. - geme pra mim nenê, você é tão manhosa minha gatinha! - ele estava indo rápido me deixando muito excitada, ele começou a ir devagar para me torturar. Não sei o quê houve comigo naquele momento, eu comecei a rebolar em seu pau. - a Baby quer que o Daddy, vá mais rápido? É isso? - gemi em reposta. Não acredito que eu estava caindo no joguindo dele, ele começou a fazer movimentos mais rápidos. Eu praticamente gritava de prazer, ele ora puxava meu cabelo, ora beijava ou mordia minhas costas. TaeHyung estava mechendo comigo, ele começou a ir mais rápido e seu líquido me preencheu, ele se jogou em cima de mim saindo logo. - minha baby ainda não gozou, vira de frente e venha pra ponta da cama. Daddy vai te fazer gozar...- se abaixou na altura da minha intimidade, ele abocanhou minha intimidade chupando os lábios vaginais puxando com os dentes. Ele rodeou sua língua no meu clitóris dando dois tapinhas ali, em seguida precionando com o polegar. - geme pro Daddy! - deu um chupada em cima do meu botãozinho. - Daaaaaddy aaaah...- penetrou dois dedos em minha boceta, fazendo movimentos de vai e vem bem rápidos. Puxei meus seios com força, TaeHyung estava me deixando louca. Estava sentindo meu orgasmo próximo. - goza na boca do seu Daddy amor...- só precisou dizer essa palavra que me desfiz em sua boca. - huuum, melzinho gostoso! Eu quero mais. - ergueu a cabeça para me olhar, tirando meu líquido do canto da sua boca com a língua. - Daddy agora quer te foder de ladinho, você deixa? - assenti e ele riu, me puxou para o outro lado me ajeitando em sua frente. Ficou atrás de mim. - eu agora vou comer esse cuzinho. - segurou em meu pescoço o apertando e me penetrando com força, eu não gemia, eu gritava. TaeHyung ia cada vez mais rápido, gemendo no meu ouvido ou chupando meu pescoço. Meu corpo deveria está todo marcado, ele a cada minuto mordia ou algum do tipo. - você vai gozar primeiro! - foi mais rápido levando sua mão ao meu pontinho o massageando, e mais uma vez gozei no seu pau e nos seus dedos. Ele gozou logo em seguida, mordendo meu lóbulo e dizendo alguns palavrões. Ele se levantou me olhando. 

- Vem, vamos tomar um banho. - foi em direção ao banheiro, quando eu ia me levantar caí com tudo no chão. - O que houve? Tá fazendo o que ai, Baby? 

- Eu caí, não consigo andar...

- Vem nenê... - me pegou no colo. - se acostumar, toda vez que acabamos de fazer sexo, vai dar nisso. - me deu um selinho rápido 

[…]

Tomamos o banho, agora estávamos deitados na cama. TaeHyung estava com a cara no meu pescoço...

- Você é tão cheirosa, tão linda... - foi para perto do meu ouvido. - tão minha! Só minha. 

Começou a fazer carinhos em meus cabelos, eu acabei dormindo. Com suas declarações e seus carinhos...


Será que ele era uma pessoal ruim? Não sei. Só sei, que tenho que dar um jeito de sair daqui... Não podia viver aqui ou viver assim. Feito uma submissa ou cativa. Não quero, não é isso que eu quero para o meu futuro...TaeHyung não vai me achar, não vai mesmo






Notas Finais


Vai nessa (S/N). Quando ele te achar, quero nem ver a punição que você vai levar... 🌚

(S/N) E TAEHYUNG NO INÍCIO, QUE FOFURAAAAAAA! SHIPPO DEMAIS!
Então nenês. Tô pensando em postar um capítulo por semana! Pra não ficar nesse "espera, espera", sabe?
Deixem seus elogios! Amo ver o comentários de vocês, vocês me fazem rir. Amo voooooooooocês
Até o próximo amores... 💕


Apaguei a "Divulgação" daquele dia. Então, está aqui as fic de novo...

> https://spiritfanfics.com/historia/demon-sexual--imagine-jeongguk-7951613

> https://spiritfanfics.com/historia/memorias-da-meia-noite-imagine-hot--taehyung-9184263

> https://spiritfanfics.com/historia/my-sweet-daddy-imagine-min-yoongi--bts-8520039

> https://spiritfanfics.com/historia/nao-quero-so-a-sua-amizade-imagine-chenexo-9587572


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...