História Hidden - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford
Exibições 21
Palavras 2.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


AAHHHHHHHH mil mil mil mil desculpas... eu sinceramente achei que nunca mais iria entrar no spirit e cá estou. Quando desisti de hidden eu nao me lembrava que nao tinha apagado a historia e esses dias eu entro aqui e vejo ela. Ai eu fiquei meio nossa que pessoa desgraçada eu sou, além de não continuar a historia não faço questão nem de apagar. Mas agora eu decidi que vou terminar ela. Motivo? desconhecido... mil desculpas de novo... espero que gostem e deem sua opinião... BJJJJSSS <3

Capítulo 6 - Capítulo Seis


 

-Ah não Dani... Ele é muito justo no meu seio. Eu vou com o florido!- disse fazendo drama por causa do vestido. Eu e Dani estávamos nos arrumando na minha casa para ir na festa na casa do Hayden, um garoto do terceiro ano que eu vi algumas vezes na escola mas não me lembro como ele era. 

-LOU! - exclamou meio alto- Para de drama por favor?! Vai com esse! Ele é preto e vai ficar lindo com o salto. O florido é muito menininha pra ir numa festa dessa!- ela disse da penteadeira que estava sentada fazendo sua maquiagem.

-Mas eu to me sentindo bem puta com ele...- disse olhando pensativa para o espelho.

-Não se sinta. Ele só da um volume maior pro seu seio. Ta linda!

-Tá tá...- disse isso e fui calçar o salto e colocar algumas bijuterias. (1)

-Vem, senta aqui. Vou fazer sua maquiagem- Dani chamou. Eu ia contestar porque as maquiagens da Dani sempre são muito carregadas, na minha opinião, e eu não gosto de estar parecendo um palhaça. Mas como eu só sei passar base e rímel, deixei minha amiga me maquiar dessa vez.

-Promete que vai fazer uma bem leve?- pedi

-Ok... Pode deixar.- ela disse piscando pra mim com um sorriso sem vergonha. 

-Você acha que os meninos vão levar as paqueras deles?-perguntei, mas na verdade queria ter perguntado ''Ei você acha que o Luke vai levar a vadia da Ashley hoje?''

-Eu não sei... Acho que o Calum vai levar a Kath.

-Nossa, parece que é algo sério entre esses dois né?

-Eu soube desde o princípio... -disse sorrindo, meio que se vangloriando por saber que nosso amigo teria algo sério com essa garota desde que a conheceu.-Mas por que quer saber disso?

-Ah... Por nada. Só queria saber mesmo...- As vezes eu mentia tanta que acho que merecia ganhar um Oscar por ser tão mentirosa e falsa. 

-Nossa tomara que o Luke não leve aquela chata da Ashley.

-É... Tomara.
Eu não sei porque raios de motivos eu não queria que o Luke levasse a Ashley. Que problema tem ele levar ela sendo que eu também vou acompanhada de Alex? Que ridícula eu estou sendo... Querendo privar meu melhor amigo das suas peguetes só porque eu tenho um abismo por ele. Ridícula, infinitamente ridícula. Saí das minhas repreensões quando Dani disse que tinha terminado. Estávamos prontas. Dani estava com um vestido lindo branco com uns detalhes pretos na parte de cima e a saia azul.(2) 

-Bem que você podia ir com a gente né? -Pedi pra Dani descaradamente pra me acompanhar no carro que Alex viria me buscar.

-Ah Lou não vou estragar seu encontro com o bonitão.
Eu não insisti, não queria demonstrar o quanto eu estava ansiosa e com medo de sair com Alex. Por três motivos a) eu mal o conheço direito, b) ele aparenta ser bem mais velho do que diz ser e c) ele pode ser um serial killer, e eu posso ser aquela garota que dá um fora nele e conseqüentemente sou a primeira a morrer. Eu contaria isso á Dani mas ela com certeza riria de mim. Acordei de tais pensamentos quando minha mãe entrou no meu quarto com uma cara indecifrável.

-Louise? O tal garoto que você falou já esta la em baixo te esperando.

-Tá ok... Mãe tudo bem a Dani ficar aqui até o acompanhante dela, que no caso é o Michael, vir buscar ela?

-Sim... sem problemas.

-Eu vou esperar ele la em baixo. Já estou pronta mesmo.
E com isso nós três descemos. A primeira imagem que tive foi de um Alex rindo de uma piada feita por meu pai. Era sempre assim, meu pai é a pessoa certa pra descontrair um momento tão tenso como esse. Tenso para mim apenas. Não demorou muito e eu já estava no carro de Alex, e meu Deus como ele  estava cheiroso! E estava sendo tão gentil, abriu a porta do carro pra mim e perguntou se eu estava com frio. Depois disso eu comecei a relaxar mais. No caminho eu percebi que ele estava me olhando de quanto, revesando entre a rua e a mim.

-Lou você está muito linda.- ele soltou do nada

-Hã... Obrigada. Você também está muito bonito. - disse meio sem jeito. Ele sorriu pra mim. Quando chegamos, diga-se de passagem ás quase onze horas, a casa já estava lotada de pessoas, cheia de carros e muito barulho. Alex estacionou o carro uma quadra do local da festa e seguimos o pequeno trecho de apé. Quando chegamos demos de cara com meu ‘’grupinho’’. Estavam Luke com Ashley, Calum com Kath, Ashton estava com uma desconhecida e faltava Michael e Dani. Michael sempre se atrasa...

-Uow Lou! Você ta muito gata!- Ashton soltou e recebeu um olhar de desaprovação da garota desconhecida. Quem é essa? O que tem de errado meu amigo me elogiar? Ridícula.

-Tá mesmo... muito linda- Luke disse, olhando feio para Alex. –Então você é o novato da aula de física?

-Sim, muito prazer meu nome é Alex- ele disse estendendo a mão mas Luke demorou uns segundos para retribuir.

-Sou o Luke.

-Eu sou o Calum essa é minha namorada Kath- OUWW REVELAÇÃO! Namorada! Quando Dani ouvir isso vai surtar!

-Eu sou o Ashton e essa é a Emma.-disse tomando um liquido num copo de plástico. Ouvi Ashley fingir tossir pra chamar atenção de todos, inclusive de Alex.

-Muito prazer eu sou a Ahsley.-disse chegando perto dele e dando um beijo na bochecha. –Gostei do seu vestido.- disse pra mim soando como um insulto. 

-Vou buscar uma bebida. Você quer uma também?-ele perguntou pra mim olhando maliciosamente pra Ashley. Saquei tudo.

-Claro. Uma água do rio Nilo seria ótimo! – disse sendo sarcástica e lançando meu olhar raivoso pra ele e para a Ahsley. Ele saiu com um olhar confuso na cara.

-Eu também estou indo buscar alguma bebida, você quer querido?- Ahsley perguntou para Luke lançando um braço no seu ombro na maior cara de pau que eu já vi na minha vida inteira.

-Vai... Vai lá atrás do novato vadia.-Luke disse com cara de nojo e ela saiu com cara de ofendida. Depois disso todos começaram a rir da cara dela e da ‘’água do rio Nilo’’ Até que Michael e Danielle chegaram e nós entramos pra curtir a festa sem os pesos mortos.

 

[...]

-...Depois chamou ela de vadia bem na frente de todo mundo!- eu contava os acontecimentos de um hora atrás para Dani enquanto dançava e tentava equilibrar um copo com uma bebida que a mesma dizia ser a melhor já inventada. Era o meu segundo e já estava toda alegrinha. Por outro lado Dani já devia estar no seu décimo e já estava até caindo pros lados.

-Eu acho pouco. Ela é muito piranha.- disse e riu logo depois, ri junto com ela – Mas o Luke não é um santinho também. Ele merece isso pra provar do próprio gostinho.-e ela continuava rindo, mas sua expressão ficou séria -Você não ta mal por causa do Alex? Assim, ele é um otário, te trouxe pra festa e deve estar comendo a Ashley em algum canto dessa casa.

-To me sentindo aliviada. - disse sorrindo e dançando.
Ela sorriu de volta e depois saiu pra buscar outra bebida enquanto eu fiquei na pista de dança improvisada no meio de uma sala. Me deixei levar pelas luzes coloridas e o som da música. Dancei e dancei até me cansar. Sai da pista de dança e fui para fora na tentativa de achar meus amigos mas não consegui. Fiquei com vontade de ir embora, meus pés estavam doendo muito e minha cabeça girava. Não gostava de ficar sozinha com muitas pessoas a minha volta, tinha decidi ir embora andando quando Michael apareceu na minha frente claramente bêbado. Muito bêbado.

-Eu sei do seu segredinho Louise...-ele cuspiu as palavras na minha cara. –Fica por ai enganando todo mundo não é? Mas eu sei a verdade.-Nessa altura eu já estava com minhas pernas bambas e pronta pra desmaiar.

-Que segredo? Eu não tenho segredos. Eu vou chamar uns dos meninos pra te levar embora, você está muito bêbado.-disse colocando o braço dele em volta do meu. Mas ele se soltou e cambaleou para trás.

-Vai lá chamar o Luke e a gente aproveita e coloca as cartas na mesa.-ele disse com um sorrisinho na cara.

-Que droga Michael. Vem vamos sentar ali.- eu estava tão nervosa que não sabia o que fazer, ou chamava alguém pra ajudar, mas não queria correr o risco de Michael falar alguma merda, ou eu carregava ele pra qualquer lugar isolado. Peguei novamente seu braço com mais brutalidade e levei ele pra um lugar mais isolada da casa. Me sentei com ele na grama.

-Michael você bebeu muito ta falando besteira. Eu não tenho segredos.- disse assim que sentei com ele na grama

-Eu vejo como você olha pra ele. Todo mundo vê mas ninguém tem coragem de te falar.- ele dizia agora mais calmo. Meu coração palpitava tanto que achei que teria um ataque cardíaco ali mesmo. Como pode todos terem percebido? Eu nunca deixei transparecer nada. Ou deixei? Mas se soubessem me falariam! Ah meu Deus! Por que não falaram?-Todos menos Luke.-ele disse de uma debochada. E agora o que eu faço? Me abro com Michael ou invento mais mentiras? Eu nem tinha terminado de concluir o pensamento quando comecei a chorar feito um bebê.

-Me desculpa...- eu pedia entre os soluços. Michael ficou me olhando por um momento depois me abraçou. Nós ficamos abraçados por um bom tempo, até eu me controlar e voltar a respirar normal. Se todos os meus amigos sabem dos meus sentimentos e Michael foi o único capaz de me contar ele é o único confiável para conversar a respeito.

-Me desculpa Louise, eu não queria ter sido tão indelicado.- Michael se desculpou.

-Não! Eu que tenho que me desculpar. Com todos. Eu não confiei em vocês pra me abrir. Fui tão covarde.

-Tudo bem... Eu acho que os outros não sabem tanto quanto eu...

-Como você percebeu?

-Você as vezes não sabe disfarçar...

-É...

-Quando pretende contar pra ele?

-Eu não sei...

-Tem que ser logo.

-Você não entende Michael... Eu não posso ariscar nossa amizade de anos por conta de um sentimento tão bobo e incerto.

-A única coisa que eu entende que você está sendo uma covarde e mentirosa!- ele disse bravo e se levantando.-O Luke também é meu amigo e quando ele gostou de você uns anos atrás ele não teve coragem de contar. E agora ta acontecendo de novo, mas o covarde da historia agora é você! –É o que?

-O que como assim? Luke nunca gostou de mim como eu gosto dele agora.

-HÁ! É ai que você se engana garota! Ele me disse. Uns cinco anos atrás ele era super caído por você. Te amava! Mas você nunca percebeu. –Não podia ser verdade. Afinal eu mereço tudo isso agora... sou uma idiota.

-Michael não diz isso por favor.-dizia á chorando

-Eu só estou falando verdades.-ele disse caminhando de volta a festa – Crie coragem garota, para de se esconder. Luke também te ama.- Amou á uns cinco anos atrás. E lá estava eu chorando de novo.

-Michael...-chamei mas ele já tinha voltado pra festa. Me levantei soluçando, tirei o sapato e comecei a caminhar em rumo á minha casa. Meu pai me mataria se soubesse que to voltando sozinha numa hora daquela mas meu orgulho não me deixaria entrar lá dentro pra encarar todas aquelas pessoas de novo. Enquanto caminhava tentava colocar meus pensamentos em ordem: Luke já gostou de mim não so como amiga, isso foi á cinco anos atrás, eu gosto do Luke mais como amigo, isso é atual, Michael sabia de tudo isso, Alex estava por ai sendo um idiota, Ashley provavelmente junto com ele, meus outros amigos se divertindo,...
Meus pensamentos fugiram quando comecei a bater meus dentes de tanto frio e percebi alguém me seguindo. Nossa que ótimo! Era o que me faltava mesmo! Ser estuprada, sequestrada, morta e jogada numa vala. PER FEI TO!  Apresei meu passo, estava a umas duas quadras da minha casa. Quando olhei pra trás e não consegui ver ninguém eu sai correndo em rumo a minha casa e depois que entrei tranquei tudo. Pra quem não entendeu o motivo de eu ter corrido, em filmes de terror normalmente quando você não consegue ver nada por perto é poque o assassino está mais perto do que imagina. Mas não no meu caso, thank u God! Eu mal consegui tirar a minha roupa direito que já cai no sono. 


Notas Finais


(1) https://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_161/set?id=135006309
(2) https://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_157/set?id=132293653

espero que tenham gostado! comentem, podem me xingar eu deixo kkkksdnckjckjssd bjjss amo todos voces ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...