História Hifor o Traidor. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 15
Palavras 514
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Crossover, Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Notas....
Bom obrigado por lerem e um único agradecimento para Kay valeu pelo seu apoio.

Capítulo 1 - Melancholy Cry


Fanfic / Fanfiction Hifor o Traidor. - Capítulo 1 - Melancholy Cry


                  Hifor o Traidor

Hifor subia os degraus daquele templo, escondido na mais profunda floresta lugar onde um dia fora sua casa, cada passo, o levavam para o passado doloroso de um traidor.

 Os raios de sol atacavam o rosto de Hifor seus olhos verdes como as mais escura esmeraldas, fechados e seu cabelo castanho, e o corpo saudável e ágil cultivado pelo trabalho nos campos de cultivo, o dia havia finalmente chegado, ele iria ser introduzido como um membro do templo shomei a qual seu pai, Baravan, é um grande devoto.

 A noite cai rápido junto de um "choro" melancólico, um mal preságio talvez. O caminho da floresta por qual o guiavam era estreito e os galhos constantemente o acertavam, até a chegado do som continuo de queda dágua onde se encontrava a "cabeça do dragão" onde ele iria se purificar, a terra  foi logo sendo substituída por blocos de pedras e a frente se forma uma escada acompanhada pela floresta densa.

 Meu acompanhante, Gilor, não era muito falador seu silêncio era sufocante, seu olhos pretos e seu rosto mostrava um monge extremamente rígido e disciplinado, boatos pela vila diziam ele ser o próximo grande mestre mesmo que ele não passa de um novato.

Meus pés descalços, cansados e feridos, alcançam o topo da escadaria, estava sobe uma rocha esculpida em uma forma de cabeça de um dragão onde de sua boca é lançado os inimigos do shomei, a cabeça estava envolta com velas vermelhas cor sangue e o grande mestre, Baravan, ao centro de uma mesa de pedra me esperava com seus cabelos negros que lutavam contra alguns fios brancos e uma barba igualmente e seus olhos negros. Me aproximando vejo alguns dos meus futuros irmãos com seus mantos brancos até a voz de Baravan ressoar.

 —Hifor, você deseja entrar no templo, minha casa e de meus irmãos, prove ser digo e puro. Suas palavras tão ásperas, que não aparentava ser a pessoa mais bondosa que já conhecerá.

 —Eu estou pronto para seu teste grande mestre. Neste mesmo instante um grande taça dourada foi trazida até ele por Gilor e seus passos silenciosos.

 —Shomei, meu jovem é na crença que todos nós temos "deus" dentro de nossos corpos por isso temos que alcançar o mais alto nível de pureza e iluminação tanto em corpo quanto em alma, assim você irá atingilo "deus", sendo assim mostre com o seu corpo como você irá se purificar.

 Suas mãos grossas estendem a taça dourada para ti, segurando a sem jeito, olho seu interior, sendo preenchida com líquido escuro.

 —Beba e reencarne com um dos nossos irmãos!!!.
Entornar a taça foi fácil, o líquido desceu a garganta "queimando" até chegar em sua barriga onde o líquido "dissolvia" seu intestino em ácido, Hifor vai de joelhos ao chão e com suas mãos na barriga em uma reação espontânea, mas o gosto ácido chegou em sua boca, que o faz vomitar sangue, seu corpo estava coberto por suor e logo veio convulsões e por fim ele estáva jazido no chão envolto por monges e a doce e fria chuva.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...