História High School- imagine BTS - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, High School, Imagine Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rapmonster, Suga
Visualizações 97
Palavras 961
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ahhh essa fotoooo

Deus me protege dos tiros de Taehyung amém.

ESPERO QUE GOSTEM...

Capítulo 31 - Ele não acredita...


Fanfic / Fanfiction High School- imagine BTS - Capítulo 31 - Ele não acredita...

-Ji-Jimin...- Myndy fala se afastando de mim.

-Qual é o motivo pra você querer bater nela de novo?- Jimin pergunta.

-Ela me acusou de matar a garota que morreu no banheiro...isso magoa sabia?- ela diz.

-(S/n)...Não brinca com uma coisa dessas.- diz Jimin.

-MAS JIMIN...- falo mas ele me interrompe.

-Mas nada, vamos logo porque a aula já vai começar...- ele diz e pega na minha mão, me puxando para longe da Myndy.

-Jimin você precisa me escutar!!- falo tentando me soltar das mãos dele.

-(S/n), se a garota se matou, você não precisa colocar a culpa na Myndy só porque você não gosta dela.

-DUAS PESSOAS JÁ MORRERAM POR CAUSA DELA, VOCÊ AINDA TEM DUVIDAS SE ELA MATOU OU NÃO A GAROTA?

-EU SEI QUE NÃO FOI ELA.

-Você não acredita em mim....mas acredita na Myndy...

-Eu acredito em você...mas isso que você disse é ridículo.

-MAS FOI ELA. PERGUNTA PARA O JUNGKOOK!!- falo.

-Como assim? Você falou com o Jungkook?

-Eu...fui na casa dele ontem..

-O QUE? O que você foi fazer lá?

-Descobrir quem matou a garota.

-PARA COM ISSO!

-PORQUE? VOCÊ TEM HAVER COM A MORTE DELA?

-ÓBVIO QUE NÃO!

-ENTÃO NÃO ENCHE O MEU SACO.- falo e saio de perto do Jimin, indo para a sala.

Chegando na sala vejo Taehyung. Ele estava sentado com a cabeça deitada na mesa. Me aproximo.

-Tae?- pergunto e toco em sua cabeça de leve. Ele ganha um leve susto mas não levanta a cabeça. -TaeHyung, você ta bem?- pergunto e ele não se move.

-Sim...- ele diz, ainda com a cabeça baixa.

-Tae, olha pra mim...- peço.

-(s/n)...

-Taehyung...olha pra mim!!- mando. Ele levanta a cabeça olhando para baixo. Tae estava com o olho meio roxo, e tinha um machucado em sua sobrancelha. -Ah Tae, o que aconteceu?- pergunto preocupada, logo colocando a mão de leve em seu rosto.

-Meu pai. De novo.

-Eu vou na sua casa hoje e falar com o seu pai.

-Você ta louca? É capaz de ele te bater também.

-Eu não vou deixar ele te machucar mais.- Falo tirando a mão de seu rosto.

-Você não pode fazer nada pra me ajudar.- ele diz e segura meu braço.

-Mas Tae....- ele me interrompe.

-(s/n)...Não! Deixa pra lá.

-Porque ele faz isso? Seu pai é um doente.

-Olha...eu acho que vou pra casa.- ele diz.

-Você não respondeu minha pergunta. Aliás, acho melhor te levar na diretoria primeiro.

-Não!! Diretoria não.

-Tae, pôr que?

-Vem comigo...só hoje.

-Como assim?

-Eu te conto tudo, tudo o que acontece na minha casa...e o porquê do meu pai me bater tanto.

-Você quer que eu fuja da aula com você?

-Sim...eu juro que é só uma vez...eu só não quero ficar sozinho.

-Mas se eu for onde a gente vai? Não posso ir para casa, se não meu pai vai saber que eu não fiquei na aula.

-A gente vai pra minha casa...

-Mas seu pai?

-Ele...ta aqui na escola...volta tarde sempre...(s/n), o sinal já vai bater, vem comigo?- ele pergunta.

-Eu...vou!- falo. Ele levanta rapidamente e pega suas coisas. Tae segura na minha mão e me puxa para fora da sala.

-E se alguém ver?- pergunto.

-Corre.- ele diz e sorri. A gente começa a descer as escadas de vagar. Chegando no térreo da escola o sinal bate, Tae me puxa e começamos a correr juntos. Passamos por várias pessoas, e acabei esbarrando na Myndy, mas depois sai correndo. Conseguimos sair da escola, apenas alguns alunos virão, pelo menos o Jimin não viu. Já na rua paramos de correr.

-Nunca corri tanto...- falo ofegante.

-Já to acostumado...- Ele diz com um sorriso fofo no rosto. -Vamos.

-Okay.- falo. A gente começa a andar para a casa do Tae.

-Espero que hoje não tenha nada de importante na escola...não quero que você perca alguma matéria.- diz Taehyung.

-Acho que hoje não vai ter nada de mais...na verdade, espero que não tenha.

-É...e o Jimin? Ele...ta bem?- Taehyung pergunta com a cabeça baixa.

-Você ta perguntando pra saber sobre eu e ele ou só sobre ele?

-Vocês dois...meio óbvio né.

-Ele não confia em mim. Isso me deixou chateada com ele. Ele prefere confiar na Myndy do que em mim.

-Como assim?

-E se eu te disser que a Myndy e a Dará mataram a garota que morreu no banheiro, o que você acharia?

-Eu...acharia estranho...mas porque ta perguntando isso?

-Pôr que eu sei que a Myndy e a Dará mataram a garota. Disse isso para o Jimin mas ele disse que não era pra mim brincar com coisas sérias.

-Bom, isso é uma acusação bem séria. Como você sabe disso?

-O Jungkook achou um pendrive com as filmagens do dia em que a menina morreu. O diretor colocou outro pendrive no lugar do verdadeiro e jogou o verdadeiro fora...

-Então, você falou com o Jungkook...não basta o Jimin, tem que ter os amigos dele também.

-Sabe, o Jungkook é meu amigo agora, não quero ver você virando um Jimin 2.0 me enchendo o saco por causa de ciúmes.

-Eu...não to com ciúmes...talvez só um pouco, mas se você disse que ele é só seu amigo então ta tudo 95% bem.

-Porque não 100%?

-Porque você falou com ele...acho que se não se aproximasse iria ser 100%.

-*Risos* Você é um ridículo sabia?

-Não mais que o Jimin.

-Vocês dois são uns chatos.

-Eu só to cuidando da minha vida.- ele diz, me deixando um pouco tímida.

-Então sua vida é uma bosta.

-Não, minha vida é maravilhosa.- Tae fala e me puxa para mais perto.

-Aish, tão meloso.

-Muito sem graça você.- ele diz. Fico em silêncio e continuamos andando até chegar na casa de Tae.

Chegando lá, ele abre a porta e eu entro em seguida. A casa era cheia de móveis muito caros.

-Fica a vontade...- Tae diz sorrindo. Olho para ele ainda com aquele olho roxo e me aproximo. Passo uma de minhas mãos em seu machucado, Taehyung arfa de dor.

-Já pode me contar o porquê do seu pai ter feito isso?- pergunto parando de tocar em seu machucado.

-Você sabe quem é meu pai??- ele pergunta.

-Não. Algum policial? Ou...uma pessoa muito agressiva?

-(S/n) meu pai é .....


Notas Finais


SUSPENSEEEEEE

KSKSKSKSMSMZ SOU MAUUUU

Espero que tenham gostado.

EU QUERO AGRADECER PELO TANTO DE FAVS NA FIC...MEU DEUS É MUITO FAVORITO❤❤

EU AMO TODOS VCS MEUS RAIOS DE SOLZINHO 💚💚 MUITO OBRIGADA PELO CARINHO😍 vcs sempre me dão forças para continuar a fic, e me dão ideias tbm...muitooo obrigadaaaaaa❤

EU TBM QUERO AGRADECER TODOS OS MEUS SEGUIDORES NO SPIRIT❤❤ são muitos tbm...mdss vou chorar;-; amo todos🌈🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...