História HIGH SCHOOL LOVE - Interativa " BTS" - Capítulo 10


Escrita por: ~, ~Pac-Chan e ~AlexaKook91

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, BLANC7, CL (Chaelin Lee), Cross Gene, EXO, G-Friend, Girl's Day, Got7, Miss A, Neo Culture Technology (NCT), Red Velvet, TWICE, UNIQ
Personagens Baekhyun, BamBam, Casper, Chaeyoung, Chanyeol, Chen, Chenle, Cho Seung Yeon, D.L, D.O, Dahyun, Doyoung, Eunha, Fei, Haechan, Hansol, Hyeri, Irene, Jackson, Jaehyun, Jaemin, JB, Jean Paul, Jennie, Jeno, J-hope, Jia, Jihyo, Jimin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Jisung, Johnny, Joy, Jungkook, Jungyeon, Kai, Kim Sun Joo, K-Kid, Kris Wu, Kun, Lay, Lee Chaelin "CL", Lee Seyoung, Li Wen Han, Lisa, Lu Han, Mark, Mark, Min, Mina, Minah, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Rap Monster, RenJun, Rosé, Sana, Sangmin, Sehun, Seulgi, Shin Won-ho, Shinwoo, SinB, Sojin, Sowon, Spax, Suga, Suho, Suzy, Taeil, Taeyong, Taichi, Tao, Ten, Teno, Terada Takuya, Tzuyu, Umji, V, Wang Yibo, Wendy, Winwin, Xiumin, Yeri, Yerin, Yongseok, Youngjae, Yugyeom, Yuju, Yura, Yuta, Zhou Yi Xuan
Tags Escolar, Interativa, Kpop, Romance
Visualizações 57
Palavras 2.889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura📚

Capítulo 10 - Pessoa simpática...


Fanfic / Fanfiction HIGH SCHOOL LOVE - Interativa " BTS" - Capítulo 10 - Pessoa simpática...


E mais uma vez, em um dia repleto de sol, a garota encarava as nuvens densas limpando sua testa com as costas da mão. Trabalhar era algo que ela gostava, saber que seus pais teriam juntado algum dinheiro ao final do dia, com os seus esforços, a fazia se sentir alegre. Não era um salário justo para o trabalho que faziam , mas era o máximo que conseguiam obter. Para comprar alimentos para casa ou pagar as contas de água e eletricidade. Diana sorriu verdadeiramente. Ouvir Jeon Jungkook cantando distraidamente enquanto arrumava algumas caixas na carrinha velha, a fazia pensar apenas em algo. “ Seu irmão possuía a voz mais linda que ouvira”. Infelizmente era outro talento que fora desvalorizado. As pessoas podiam o ouvir cantar, mas nunca iriam dar a mínima atenção, sabem porquê?  Porque ele era filho de comerciantes.


- Bom dia menina - falou uma voz feminina


Diana virou seu rosto para a frente e encontrou umas lindas órbitas em tons castanhos, a encarando. Analisando a estrutura charmosa e elegante da mulher, poderia dizer de imediato que ela tinha ótimas condições financeiras


- Bom dia senhora - deu um sorriso - O que vai desejar?


- A comerciante Ana, está por aqui?


- Ela é minha mãe, mas neste momento não está por aqui


- É que, eu sou cliente habitual aqui - sorriu docilmente


- Não me lembro de a ver por aqui - Diana falou confusa formando uma ruga de expressão na testa


- Não  minha querida - sorriu docilmente - Eu não costumo vir aqui pessoalmente, por causa do meu trabalho na loja, mas sempre mando a empregada vir aqui comprar vegetais. Tenho a certeza que deves a conhecer


- Se não se importar. Pode me dizer o nome dela? - pediu


- Claro. Ela tem cabelos curtinhos e é gordinha. É a senhora Sully


Diana rapidamente se lembrou da senhora alegre e cheia de vida que aparecia por ali todas as sextas-feiras em plena manhã. Era uma mulher educada e gentil. Tal como a senhora em frente


- A senhora Sully. Eu a conheço perfeitamente. Me desculpe por incomodar senhora


- Ora essa minha jovem - sua gentilidade era passada por sua voz risonha - Não precisa se desculpar. Eu gosto dos produtos desta banca


- Muito obrigado por elogiar os nossos produtos. Fico muito feliz


- Para quê tanta formalidade?  Podes te sentir á vontade para falar minha jovem


- Eu penso que a forma como tratamos os nossos clientes, deve ser sempre bem educada, meus pais me ensinaram isso desde criancinha


Aquela jovem aos olhos daquela mulher, tinha ganhado sua gratidão. Uma jovem que possuía com toda a certeza, a idade adolescente, entre os 17 aos 19 anos. Estava a atendendo da melhor forma possível. Tomara aqueles dois desastres a que ela chama de filhos fossem tão educados. Riu só de imaginar os dois. O tesouro maior que possuía em casa


- És uma jovem muito fofa. Tenho uma filha que adoraria te conhecer - sorriu - ela é bem desastrada, mas uma menina de bom coração. Amigável com todos. Tem uma força de vontade incrível, pode fracassar em algo, mas nunca desiste e usa o seu fracasso para se reerguer


- Tenho certeza que é uma boa filha e uma boa pessoa - Diana deu um sorriso tímido e pegou em uma maçã - para a sua filha. Por ser uma pessoa tão forte. Lhe dê essa maçã vermelha


- Ah querida, agradeço, mas nós temos muitas maçãs em casa


- Mas esta é bem vermelhinha. É a maçã do amor, que trará muito amor para ela


Jungkook encarava o ato de sua irmã e sorriu. Até os dias de hoje ela acreditava no seu velho contexto. “ A maçã mais vermelha de todas, trará sempre amor e felicidade na tua vida”. Dito isto ele lhe deu a primeira maçã. Diana se sentia feliz, apesar de não ser muito sociável. Se sentia feliz por ajudar aqueles que mais amava e então espalhava as doces e suculentas maçãs vermelhas pelas pessoas que a cativavam. Apenas acreditando que elas seriam tão felizes como ela. Mesmo vivendo em uma casinha velha, ter de tomar banho em água fria ou se levantar para ajudar seus pais. Ela era feliz pelo simples facto de estar rodeada de pessoas que a amam. Seu pai, sua mãe e seu adorado irmão


- Nesse caso, irei aceitar. Obrigado querida - a pegou agradecendo - Agora, eu vim aqui porque preciso de fazer uma encomenda


- Claro, o que a senhora quer encomendar?


- Quero três caixas de vegetais frescos!


- Jungkook oppa. Prepara três caixas de vegetais para a senhora - gritou para o irmão ouvir


- Não querida. Não é para levar agora. Eu gostaria que se não se importassem me leva-sem a encomenda a casa. Aqui está a morada - tirou da sua bolsa um pedaço de papel e entregou nas mãos de Diana que olhou curiosa para aquil


- É para levar a sua casa? - ela assentiu


- Eu agora vou diretamente para a minha loja, não tenho como levar, por essa razão queria falar com a comerciante Ana


- Não se preocupe. O meu irmão se encarregará de o fazer ainda esta tarde


- Obrigado minha jovem. A funcionária pagará no ato da entrega


Na mansão dos Kim, Kim Taehyung sentia seus lábios se rasgarem num sorriso encarando a bagunça que tinha feito naquela madrugada em seu quarto . Ele encarou as latas de cerveja que estavam espalhadas pelo chão e o cheiro que armazenava no ar o fez abrir a janela. Tinha bebido. Não era um vício, mas uma diversão. Algo que o acalmava e deixava com precisas mudanças de humor. Precisava visitar os seus amigos. Prometera que o encontrara assim que chega-se a Daegu, faziam três dias e como era um dos seus melhores amigos, iria encontrar o Namjoon e a sua amiga Haru. Como era o primeiro ano dela no colégio, iria precisar de ajuda e ele sabia que tinha de contribuir com isso. Ele se vestiu e saiu do quarto ouvindo de imediato a voz fina e irritante de kim Alexa


- Se a vovó, descobre que o seu netinho preferido bebe no quarto ás escondidas. Não vai ficar nada feliz - fingiu uma cara triste fazendo o ruivo revirar os olhos


- Mau dia também para ti. Possa ser que o papá descubra os teus podres ainda hoje


- E em um estalar dedos querido irmão. Tu sais desta casa - ameaçou


- Estás a me ameaçar irmãzinha - começou a gargalhar e  no segundo seguinte ficou sério - Eu acho melhor tu pensares bem antes de me ameaçares. Porque se for para jogar sujo como tu fazes, eu jogarei muito pior


- Não tenho medo de ti Kim Taehyung


- Deverias Kim Alexa!


O ruivo saiu deixando a frase no ar. A garota bateu o pé no chão frustrada e uma das funcionárias apareceu de imediato


- Deseja algo senhorita


- Eu a chamei? - a mulher negou


- Não senhorita, mas pensei..


- Pensou mal. Desapareça da minha vista!


A mulher se curvou e saiu rapidamente. Kim Alexa retornou a seu quarto de paredes coloridas pelo rosa. Ouviu o som da porta do seu quarto ranger e a figura alta de sua mãe Kim Ha Ni, passar pela mesma


- Bom dia omma!


- Bom dia - falou ríspida - Que pontas espigadas são essas Kim Alexa?


- Esqueci de passar o hidratante durante as férias


- Vais de imediato comigo ao spa. Temos de cuidar de ti. Lembra-te Kim Alexa é uma super estrela.


A garota sorriu fraco e repetiu a frase de sua mãe. “ Kim Alexa é uma super estrela”.



(....)



Kim Taehyung, se encontrava agora do lado de fora do grande portão verde da casa do seu amigo. Tocou a campainha e logo o mesmo se abriu automaticamente. O moreno iniciou seus passos analisando detalhe por detalhe daquela casa. Uma casa grande de paredes azuis, com um enorme jardim florido. Não se comparava á mansão onde vivia, mas poderia afirmar que se sentia mais confortável ali. Ele seguiu seu caminho até chegar á porta branca. Deu duas batidas e a empregado rapidamente atendeu, abrindo a mesma com um sorriso nos lábios


- Olá menino. Seja bem vindo


- Olá senhorita sully - sorriu entrando


- Entra logo menino, é que estes dois já quebraram uma peça importante da casa


O moreno riu fraco. Já até sabia a quem a empregada estava a se referir. Assim que entrou por completo sentiu um ser saltando em suas costas, quase o derrubando no chão. O que fez o garoto de cabelos tingidos de loiro platinado reclamar


- TAE OPPA - grita


- Assim vais o sufocar Haru - advertiu Kim Namjoon


- Deixa ela - Taehyung sorriu e a garota saiu de suas costas


- Tae oppa, eu estava com muitas saudades - o abraçou


- O Tae oppa também estava - sorriu retribuindo o abraço - mas me diz, o que fez a Sully ficar tão exaltada?


- Estes dois seres. Andaram a correr pelo corredor enquanto tentavam-se apanhar um ao outro e acabaram por partir um dos vasos raros da dona


- Esses dois desastrados - fez sinal de negação


- O oppa Nam não é bom exemplo. Ele queria me pegar, mas eu corro mais rápido que ele


- EI. Isso é mentira


- Bom, agora que está aqui, pode me ajudar com o uniforme? A saia dele está bem grande e eu a quero mais curta


- Mais curta que aquilo Haru? - disse Namjoon indignado


- Eu gosto dela curta. Tae oppa, tu cortas ela para mim ? - fez seu típico olhar de gatinho abandonado


- Vai lá buscar a saia, que eu corto


Namjoon olhou irritado para Taehyung, mas o mesmo só riu fraco vendo a garota desaparecer pelas escadas e voltar segundos depois com o tecido e a tesoura na mão


- Tu não vais fazer isso - murmurou Namjoon


- Que mal tem. É só cortar uma saia - deu de ombros se sentando no sofá e pegando os dois objetos que Haru lhe deu para as mãos - Como queres pequena?


- Dois palmos - indicou


- Um palmo - afirmou Namjoon


- Três palmos - falou Haru


- Dois dedos - disse Namjoon


- Cinco palmos!


- Cinco?  Queres uma saia ou umas cuecas?


- Então tu não deixas que ele corte dois palmos


- Está bem - suspirou - corta os dois palmos


Haru sorriu. Namjoon não gostava de ver o seu amigo tomando a medida exata de como irá ficar a saia do uniforme no corpo de sua irmã. É um irmão ciumento? Sim, é um irmão ciumento. Ainda mais quando sua irmã é ingênua ao extremo de pedir para o seu melhor amigo cortar sua saia. Namjoon era um garoto um tanto peculiar em relação á sua irmã. Ciumento ao extremo, protetor ao extremo e amigável ao extremo. Os dois eram um total desastre. Todos os dias um vaso novo era quebrado, seja por Haru que se desequilibrava facilmente e cai de cara no chão, ou Namjoon que não é muito diferente dela. Haru é a irmã mais nova dos Kim, ela não é filha de sangue, foi adotada depois que os pais foram presos por terem graves transtornos psicológicos e tentarem vender a pequena para poder comprar drogas e remédios. Sendo assim, ela foi adotada pelo advogado que cuidava do caso na época. O homem que se encantou com os olhinhos verdes da pequena menina e não resistiu. Se apaixonou á primeira vista pela garotinha  que ficava sentada quietinha no colo da assistente social. Assim Lee Kim passou por todo o processo para adotar a pequena a que já o chamava de Appa e dizia que ela iria com ele pra ele não se preocupar fazendo o coração do advogado se derreter. Assim que foi levada a casa dos Kim, Haru conheceu seu irmão mais velho Namjoon. No início ele não gostava muito dela, porque ficou com ciúmes da pequena, mas a menina era engraçada, fazia ele rir e não se  importava de ficar com os brinquedos velhos e nem de brincar brincadeiras de meninos, ganhando assim a empatia do irmão mais velho. Com o passar de alguns meses, eles se tornaram inseparáveis, o jeito desastrado dela combinava perfeitamente com o jeito destrutivo dele, causando altos acidentes pela casa que a mãe apenas observava e ria já que ela tinha dois mini desastres em casa. Sua mãe adotiva Myami Kim, sempre cuidou dela sem nenhuma diferença do seu filho biológico. Para Myami Haru é sua princesa e sua bebê, Haru é tratada como um bebé por todos, incluindo seu Pai Lee Kim que vive orientando seu irmão nada ciumento a não deixar ninguém se aproximar dela, algo que Namjoon executa com perfeição, ele não gosta que olhem pra irmã dele, chegar perto ou fazer gracinha é sinal de que sua vida vai ter fim. Apenas deixa seus dois amigos, Kim Taehyung e Min Yoongi porque sabe que eles não passariam dos limites, mas mesmo assim, fica sempre de olho. O que faz o moreno querer soltar altas gargalhadas, já que ele é como o melhor amigo de Haru e Kim Namjoon. Só que o moreno e o seu amigo Min Yoongi, gostam de causar ciúmes em Namjoon, por isso fazem certas piadinhas que deixam Namjoon de cabelos em pé.


Depois de Passar quase toda a tarde naquela casa juntamente com seus amigos, falando das suas férias, jogando videogame com Haru e rindo das piadas do amigo, resolveu ir embora. Foi até á cozinha se despedir de Sully e deu um forte abraçado em sua melhor amiga Haru. Fez um truque de mãos com Namjoon e saiu. Assim que saiu, analisou o exterior, principalmente o céu, iria chover em breve. Ele estava certo, quando sentiu as primeiras gotículas incolor tocarem seus dedos. Pela primeira vez, desejava ter seguido alguns conselhos de sua avó e andar com um guarda chuva do lado. Colocou o capuz preto de sua jaqueta e antes que a chuva começa-se a ganhar intensidade, começou a correr, passando pelo portão verde que já estava aberto. Continuou sua corrida pelo passeio, sentindo os jatos de água jorrarem contra seu corpo, assim que um veículo passava pela estrada do seu lado. Ele nem queria saber, ele só desejava chegar o mais rápido possível a casa e tomar um bom banho de água quente. Seu corpo se chocou com força contra outro, o que o fez parar para se desculpar. Apenas com o pensamento em querer chegar a casa rápido, não se apercebeu da pessoa em frente que carregava os caixotes com certa dificuldade, o que acabou por fazer com que o moreno se choca-se contra ela e os caixotes que ela carregava caírem no chão. Antes que o moreno visse o rosto da pessoa, ela se abaixou juntando alguns vegetais que se espalharam pelo asfalto


- Me desculpe - pediu o moreno se abaixando rapidamente


- Não faz mal - soou a voz doce de cabeça baixa, tentando recolher os vegetais


- Eu não a vi - suspirou tentando a ajudar percorrendo suas mãos pelo chão. Assim que no meio daquela busca  suas mãos se encontraram, a cabeça da pessoa se levanta e seu olhar se encontra com o do moreno, que fica paralisado analisando o rosto daquela pessoa. Era uma garota. Uma garota que parecia possuir os seus 17/18 anos. Seu rosto estava sujo com poeiras e seus cabelos completamente encharcados pela chuva. Seu corpo frágil tremia sem parar e suas vestes rasgadas estavam todas molhadas. Daquela forma ela iria apanhar um resfriado - Você, não sabe andar com um guarda chuva do lado?


- Eu peço desculpa senhor - falou se curvando - Olhe, eu não o vi


O moreno apenas olhou para os caixotes no chão indignado e ignorou suas palavras, fazendo a seguinte pergunta


- Era você que estava carregando esses caixotes todos?


- Eu só estou fazendo o meu trabalho - explicou - Meu irmão teve de ficar a tomar conta da bancada na rua dos comerciantes


- Mesmo que sejas comerciante, esse trabalho de entrega é para homens - o moreno fez sinal de negação - Pelo menos podias usar roupas mais aconchegantes. Assim vais apanhar um resfriado


- Eu estou bem - sorriu, abraçando os ombros. Seu corpo continuava a tremer - obrigado pela preocupação. Eu tenho de entregar esse pedido a um cliente - voltou a fazer o que fazia, juntando tudo e pegando nas caixas


Se levantou com cuidado e agradeceu mais uma vez


- Não queres ajuda? - perguntou


- Não - negou - mas agradeço - sorriu docilmente - Eu acho que é melhor ir. O senhor está a se encharcar todo também


O moreno assentiu e saiu, dando os seus primeiros passos. Quando ficou um pouco longe, olhou para trás vendo o estado da garota. Ela caminhava calmamente, como se a chuva não a afetasse, e para ela não. Aquela chuva não a afetava. Diana caminhava com dificuldade, queria entregar a entrega e pedir desculpas por ter  deixado o caixote cair. Soltou um espirro rápido e no segundo seguinte sentiu algo quente envolver seus ombros


- Fique com ele. Ele a protegerá da chuva - a voz do moreno, fez com que ela olha-se para o lado e o encontra-se com uma t-shirt de manga curta e os seus cabelos ruivos começavam a ficar molhados


- Mas e você? O senhor irá se molhar todo sem ela - apontou para a jaqueta


- Eu ficarei bem - dito isto saiu a correr, desaparecendo aos poucos da visão da garota


Diana sentiu o aroma doce que armazenava daquela jaqueta e sorriu susurrando


- Obrigado, pessoa simpática!














Notas Finais


Gostaram?
Espero que sim
O que acharam do capitulo?
Logo, logo as personagens vão aparecendo...

Mil beijos♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...