História High School Lucis Caelum - Capítulo 15


Escrita por: ~ e ~joyeduh

Postado
Categorias Assassin's Creed, Death Note, Devil May Cry, Far Cry, Final Fantasy VII, Final Fantasy XV, Gugure! Kokkuri-san, Kuroshitsuji, Lucas "Luba" Feuerschütte, Metal Gear, Minecraft, Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug), Naruto, Resident Evil, Shadow of the Colossus, The Last of Us, The Witcher, Tomb Raider, Uncharted, X-Men Evolution
Personagens Adamska "Revolver Ocelot", Adrien Agreste (Cat Noir), Aeris Gainsborough, Akamaru, Albert Wesker, Altair Ibn-La'Ahad, Angeal Hewley, Arno Victor Dorian, Cait Sith, Cesare Borgia, Chris Redfield, Ciel Phantomhive, Cindy, Cirilla "Ciri" Fiona Elen Riannon, Claudia Auditore da Firenze, Cloud Strife, Cor Leonis, Dandelion, Dante, David "Solid Snake", Edward James Kenway, Eli "Liquid Snake", Elizabeth Midford, Evie Frye, Ezio Auditore da Firenze, Geralt de Rivia, Gladiolus Amicitia, Haytham Kenway, Ignis Stupeo Scientia, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jack "Big Boss", Jack "Raiden", Jacob Frye, Kiba Inuzuka, Kokkuri-san, Konan, Lady, Lara Croft, Leon Scott Kennedy, Leonardo da Vinci, Light Yagami, Lucas "LubaTV", Lunafreya "Luna" Nox Fleuret, Maito Gai, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mono, Naruto Uzumaki, Nathan Drake, Noctis Lucis Caelum, Ororo Monroe (Tempestade), Personagens Originais, Piers Nivans, Pluto, Prompto Argentum, Ratonhnhaké:ton "Connor", Rock Lee, Sasuke Uchiha, Sebastian Michaelis, Sephiroth, Snake, The Boss, Tifa Lockhart, Triss Merigold, Tsunade Senju, Undertaker, Vergil, Vesemir, Vincent Phantomhive, Vincent Valentine, Wander, Yuffie Kisaragi, Zack Fair
Exibições 11
Palavras 2.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


GEEEEEEEEEEEENTE, a co- autora conseguiu começar o outro capítulo. Eu acabei. Espero que gostem.

Capítulo 15 - Prima?


*Guria, tu tá bem?

Algumas horas depois...

*DESCULPA, SÓ AGORA QUE EU VI A MENSAGEM!

*Tava quase dormindo aqui...

*Foi mal...    ;3;

*Tá de boa. Você tá bem?

*Tô, foi só uma recaída.

*Recaida?

*É que eu tenho tipo um estado de fúria incontrolável. Quando eu percebo que está pra acontecer eu saio de perto das pessoas. Não quero machucar ninguém.

*Poxa, que coisa...

*Mas eu tô bem. Conheci a namorada do Noctis!  :V

*Como assim? – Ela me conta a história toda – Hummmmmmmmmmmm, Azulzinho tá podendo....

*Né?! A Luna é bonita sô...

*Mas você deu um celular pra ela?

*Ué, ela me ajudou! Fui retribuir o favor! Ela precisava falar com o Azulzinho...

*Falando em falar com o Azulzinho, ele é filho do diretor né?!

*É?

*Eu acho que é. Vi ele descendo do mesmo carro, e eles foram conversando...

*Tá, ele é filho do Regis, mas eu não te disse isso!

*  :V   Okay!

*O que tem o Azulzinho?

*É que ele disse que falaria com o diretor pra que eu pudesse vender meus bolinhos na cantina. Eu queria saber se vou poder mesmo. Fui lá na farmácia pagar a conta, um pouco da conta, e descobri que um desconhecido que esbarrei outro dia pagou a conta toda! Agora preciso achar o homem e pagar o dinheiro de volta

*Como era esse homem? – Explico pra ela – Espera, como era esse uniforme? – Explico de novo – Era o mesmo uniforme dos seguranças da casa da Luna.

*O QUEEEEEEEEEEEEEEEEEE? PERGUNTA PRA ELA SE O CARA TRABALHA NA CASA DELA!

*Calma molier! Vou perguntar... Pera....

Espero ela conversar com a amada do Azulzinho.

*O nome dele era Libertus?

*Era! Esse mesmo!

*Ah, trabalha não!

*Tá me zuando?

*Tô! Ele trabalha lá sim!

*PEDE O TELEFONE DELE!

*Por que? Não quero compromisso sério! Ainda tô estudando!  U.U

*ANABELLY FAIR, DA PRA LEVAR ISSO A SÉRIO?!

*Pode nem brincar... Pera de novo.

Espero de novo

*A Luna passou o telefone ali pra ele, mas ele disse que não vai dar o telefone dele porque ele quis ajudar porque ele quis! Que não vai aceitar o dinheiro de volta.

*AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH... ONDE É A CASA DELA?

*É uma fazenda. Quando puder, te apresento ela e a Mono!

*MAS EU PRECISO FALAR COM O LIBERTUS!

*TE ACALMA MULHER!!! ELE NÃO TÁ COM PREÇA DE RECEBER E NEM TU TÁ COM A GRANA PRA PAGAR!

*É... Você tá certa.

*Só se acalma tá?! Vamos falar com o Noctis e com o diretor antes de tudo.

*Okay! Mas diga lá, tem mais alguma novidade?

*O Sephiroth me beijou.

*O QUE? COMO ASSIM? – Ela explica tudo sem dar muitos detalhes

*Mas tu precisa é de se distrair! Vamo falar sobre outra coisa!

Falar com a Anabel me acalma muito. Ela tá certa... Nem conheço o homem, e ele pode se sentir ofendido se eu pagar ele de volta. Talvez eu possa pagar com um favor, ou sei lá...

Enfim, Zack falou comigo por chamada de vídeo pra me perguntar de uma receita de macarrão de panela. Não sabia da receita, mas a gente começou a falar de culinária, e isso me deixou mais tranquila. Acabei pegando no sono vendo aquele homão se atrapalhando na cozinha.

De manhã acordei bem melhor. Tive que ir correndo pra escola, depois de conferir a vovó com pressa. Grasadeus não achei a Amanda de novo. Achei o Zack e os loirinhos no corredor. Ele tinha rosquinhas e café. Ainda bem, não tinha tomado, e ele me ofereceu tudo. Mas só tive tempo de dar um oi e um beijinho na bochecha deles de despedida, estava realmente atrasada. A sala de matemática é a última da escola.

Bem, foi tudo certo com a aula. A próxima era de ecologia. Gente, o professor é outro deus grego. Minha nossa... Mas eu cheguei bem adiantada. O meu armário fica quase do lado da sala de ecologia. Zack e Cloud chegaram correndo com o Noctis.

-FALA! FALA! FALA! FALA!

-DEU! – O Azulzinho fala empurrando a cara deles – Me deixa falar então!

-Então diga!

-Carter, quer trabalhar na cantina? Os ingredientes vão tá aqui na escola e você pode fazer os bolinhos quando tiver tempo. 50% dos lucros vão pra você. Posso ir agora? – Fico tão feliz que abraço o carinha e ele fica um pouco sem reação com isso.

-Desculpa, obrigada!

-Agradeça ao diretor! Tô indo! – Puxo ele

-Depois me conta direito essa história!

-Sobre?

-Seu pai e a sua amada!

-Deixe os 2 no assunto privado pelo WhatsApp, por favor... – Ele sai apressado, mas depois volta – A propósito, faz alguns bolinhos na hora do intervalo? Tô com vontade de comer.

-Vou tentar...

-Valeu! – Prompto chega e chama ele. Da um oi rápido pra gente. Bichinho tímido... Os 2 saíram.

-Se agora é aula de vocês, entrem logo! Daqui a pouco toca o sinal.

-Ah, só um minuto... – Os 2 me entregam uma câmera descartável e 2 fotos dos 2.

-Pra ficar sempre com a gente...

-Entrega a outra pra maninha! Tirem 4 fotos de vocês! Uma pra cada um de nós!

-Okay!

-A gente já volta!

-Vê se não demora ou vão acabar ficando de fora da sala!

-Okay professor! Cuidado com os zumbis! – O professor estava lendo uma HQ de The Walking Dead.

-É só atirar na cabeça!

-Issae! – Os 2 saem.

Peguei meu diário, coloquei a foto dos meninos na primeira página e comecei a escrever.

O professor saiu por um minuto. Acho que foi guardar a HQ.

Anabel chegou com o Esparta. O que ele faz na escola? Tiramos as fotos e ela ficou distraída não percebendo quando Sephiroth se sentou do lado dela. Ele me fez sinal pra não falar nada e eu, só de zoa, perguntei sobre o beijo. Ela tá gostando dele... Hihihihihihihi...

Ela tá me ajudando com o Zack, nada mais justo que eu ajude ela com os olhinhos de gato.

Depois que a aula acabou eu deixei os 2 a sós. E já fui correndo até a cantina. Tinha uma funcionária lá pra me ajudar. Infelizmente não deu pra ver muito bem a moça, mas ela compreendeu minhas instruções pra começar a fazer a massa e talz... Mal expliquei e tive que correr de volta pra aula. Filosofia. Deixei os meninos deitarem no meu colo. Fiquei rindo do Cloud dando bronca no Zack por eles terem perdido a aula de Ecologia.

Alguma coisa tava incomodando a Anabel, mas parece que conversar com o Angeal, ter uma fofura como o Prompto do lado e um catiorão no colo a ajudou a ficar mais tranquila.

Fiquei chateada por terem rido do sonho do Zack. Não tem graça... Se ele quer ser um herói, ele pode sim ser um herói. O Esparta ficou todo fofo do lado do dono, e Cloud olhou triste pro Zack também. Gente, esses 2 são os amigos mais fofos que eu já vi!

Depois da aula de filosofia, voltei pra cantina pra continuar a preparar os bolinhos, mas a moça já tava tirando eles do forno e experimentando um.

-Caramba... Onde aprendeu essa receita?

-Com a minha avó. Mas você já fez tudo...

-Na verdade não. Precisa me dizer o que colocar na cobertura.

-Ah, isso é rápido! – Disse a ela rapidamente o que colocar na cobertura e exemplifiquei alguns bolinhos.

Fui até a Anabel que estava parada conversando com o Azulzinho. Ela tinha demorado um pouco pra sair da aula de Filosofia. Acho que se empolgou conversando com o professor. Avisei pro Azulzinho que ia chamar ele de Azulzinho. Ele ficou com um bico fofo.

Eu não tinha dinheiro pra comprar o lanche e Anabel parece ter percebido. Ela comprou um sandubão como desculpa pra nós 2 dividirmos. Anabel, melhor pessoa. O pai dela é doidim. Enorme, também. Capaz que tem uns 2 metros de altura. Mas antes de tudo, parece um bom pai, já que Anabel e Zack sentem tanta falta dele. E eu sinto falta dos meus até hoje...

Sephiroth ficou com medo do Major, e Anabel não pareceu querer falar com ele. Mas adorou os irmãos dele. Achou a coisa mais fofinha do mundo... Que bom que ela não viu como ele agiu com a Amanda. Se bem que eu acho que ela também acharia graça. Eu fiquei assustada com ele, mas também achei graça.

Depois que foi todo mundo embora, o malandro do Zack me fez dar uma bicota nele antes de ir correndo falar com o “loiro lindo”, como ele diz. EH ZACK... Como não amar?

SEPHIROTH, SEU FILHO DUMA MÃE DESAPARECIDA, TU MAGUOU A MINHA AMIGA! VOU TE ESGANAR! Se eu conseguir alcançar seu pescoço... Armário ambulante.

Depois da gente conversar, Anabel foi tirar 2 gatos da árvore. Ganhei uma mascote! Ela é tão fofa...

Fui ver como estava indo a venda dos bolinhos e deixei a Anabel com os meninos. Ela parece ter mais facilidade pra falar com homens que as mulheres. Bem, vai entender... Mas enfim, as vendas estavam indo muito bem. Fui voltar pra lá quando uma mão intrusa me puxa.

-NÃO SE METE COMIGO! EU SEI ME DEFENDER DE... Ah, é você.

-Vai fazer o que? Morder minha canela?

-Golpe baixo dói mais...

-Não precisa me agredir!

-Precisa sim! Você magoou a Anabel?

-O que eu fiz?

-“Foi só um beijo” criatura? Pra você pode ter sido, mas pra ela...

-NÃO! Não foi isso que eu quis dizer! Tipo, foi “só um beijo” porque ela ficou tão sem graça por... – Ele passa a mão nos cabelos e respira fundo – Não foi minha intenção magoar ela. Não foi “só um beijo”. Eu me expressei mal.

-Diz isso pra ela!

-Vou dizer! - Ele sai andando me deixando com cara de taxo. Aquele tem coragem! Um cara normal teria dito pra eu dizer pra ela.

O sinal tocou e eu fui pra aula. Gramática, com Raito Yagami. O carinha tem cara de adolescente, apesar de ser alto. Cabelo castanho claro, como seus olhos. Ele olha e fala como se fosse melhor que a gente. Exibidinho...

Sai da aula, fui lá no meu armário e o afobado do Zack novamente veio correndo feito doido.

-ME DA UMA RESPOSTA PELO AMOR DOS DEUSES... – Tapo a boca dele.

-Creança, para de berrar!

-Eu juro que vou te tratar com carinho, que não vou te ignorar quando eu tiver jogando, vou lembrar datas, não vou ser possessivo, nem vou pedir a senha do seu face, eu...

-Dá pra calar a boa pra dizer que eu aceito seu filhote de cachorro?

-.... – Ele abre um sorrisão e me abraça apertado já que estávamos na escola (ele não poderia me beijar né?!).

Quando ele ficou me girando que percebi que o Cloud tava com ele, mas já estava indo embora. Acho que não queria ficar de vela. Custei fazer o catioro me soltar. É... Peguei a mania do pai dele de chamar ele de cachorro. Na verdade não fui eu quem fez ele soltar.

-Senhorzinho... – O coordenador cutuca ele.

-.... Olá senhor!

-Pode soltar a moça?

-Por que? É bom abraçar ela...

-Solta! – Ele me solta – Perceberam que o sinal tocou?

-Não! Merda... Meu pai vai ficar bravo de eu receber anotação.

-Você vai receber mesmo! Mas acho que a moça não teve culpa de você estar pregada nela.

-Realmente, ela não teve culpa nenhuma! Eu que não soltei! Ela disse pra eu soltar!

-Tá seu namoradinho protetor! Nada de ficar abraçando a moça tá?! Pode dar ruim pra vocês 2! – Ele da uma anotação pra ele e um papel de licença pra mim – Volte pra sala. Você vem comigo rapaz! – Ele me abraça de novo

-Até depois minha linda!

-Venha! – Ele acompanha o coordenador, saltitante.

Voltei pra sala pra ver que a Bell e o albino tinham se entendido. YEEEEEEEEEEY. Depois de falar do Zack, nós 2 ficamos o resto da aula conversando com o Ardyn. Gente, ele é muito divertido. Mas quando ele quer, ele sabe ser bem chato. Cloud parecia meio triste...

A última aula foi de redação, com Claudia Auditore. Cabelos e olhos castanhos. O cabelo dela é todo cacheado. É muito fofo... Ela é bem educada, e não fala auto. Ela é irmã do Ezio, o professor de Filosofia.

Depois da aula, o povo me acompanhou pra pegar a Nyah. Ela é tão fofinha... Zack me acompanhou até em casa, ficando de namoricos e fazendo as palhaçadas dele. Anabel foi pra casa, pra ficar com o pai. Como sempre o puppy foi um fofo, principalmente quando falou com a vovó.

Vovó gostou da Nyah. Ela estava meio acuada com a nova casa, logo se escondendo nos lugares. Fiquei preocupada, mas a vovó disse que é normal. Ela já teve gatos. Consegui fazer com que ela se aproximasse da gente. Ela subiu no meu colo e eu fiquei fazendo carinho nela. Fiquei conversando com a vovó, o Prompto e Zack. Prompto queria saber da gata. Como ele adora animais... Zack... É o Zack! E a vovó estava tricotando enquanto assistia TV. Ela adora tricotar. Eram quase 10 horas da noite quando alguém tocou a campainha.

-Quem é a essa hora? – Me levanto tentando não pisar na Nyah que estava brincando com a lã que a vovó estava usando

-Cuidado meu bem... – Olho pela janela

-É uma garota... De mala e tudo. Deve ter se enganado de casa – Abro a porta – Sim?

-É aqui que mora Joana?

-Sim, é a minha avô.

-Você é a Carter?

-Sou!

-Eu sou a sua prima. Mary. Filha da tia que fugiu com um bêbado...Deve se lembrar dela. Mas ainda não me conhece. Será que eu posso entrar? 

-É... – Ela realmente parecia com a titia – Claro! Entra! 


Notas Finais


Aí está! Espero que gostem! Não deixem de comentar, por favor...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...