História Highlander - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tekken
Personagens Asuka Kazama, Christie Monteiro, Heihachi Mishima, Jin Kazama, Jun Kazama, Kazuya Mishima, Lei Wulong
Tags Drama, Jin Kazama, Revelaçoes, Tekken, Universo Alternativo
Exibições 12
Palavras 1.006
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, galere! Como vão?
Essa é minha primeira fic de Tekken, meu jogo favorito, e pela capa vcs perceberam que eu sou uma criaturinha apaixonada pelo Jin, kkkkk! Pior que eu sou mesmo, ele eh meu personagem favorito no jogo inteiro. Enfim, espero que gostem do enredo da história. Se possível, comentem e favoritem.
Boa leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Highlander - Capítulo 1 - Prólogo

YUMI- NARRATIVA ON

Era 7:30 da noite de uma sexta feira, e minha vida parece até normal. Ou era, ora havia um desentendimento aqui ou ali. Pra começo de conversa, meu nome é Yumi Doo San e tenho 19 anos. Acabei de completar o ensino médio, mais precisamente no ano passado. Minha mãe Karla trabalha como governanta dos Mishimas. Como essa palavrinha me traz lembranças.. Meu pai, Baek, é um excelente lutador que agora cuida do dojo com meu irmão, Hwoarang .Também foi ele que me ensinou  a praticar Tae Kwon Do em caso de defesa pessoal. Minha mãe estava ao meu lado e disse;

-Yumi, vá se arrumar, hoje temos um dia importante, lembre-se de que agora vai trabalhar para os Mishimas, querida.

-Ah tá, mas vou trabalhar pra quem, mais exatamente?

-Pro filho mais velho do meu patrão Kazuya Mishima, espertinha. Pensa que me engana com esse papo de desentendida? -- Disse ela, dando um riso forçado.

-Tá,mas quem é filho mais velho dele, que eu não me lembro?

- É o Jin, aquele rapaz com quem você vivia andando nos tempos de colégio. A Rin, que é irmã mais nova dele , e que a considerava uma das ''maridas'' dela, também é filha do Kazuya.

Naquele momento eu travei. Como aqueles dois podiam ser filhos dele? Até o momento, eu havia conhecido a mãe deles , a Jun, a qual a Rin é bem parecida, só que ela tem o cabelo mais arrepiado, que nem o próprio pai. Minha mãe estava querendo me levar pra ver se eu consigo um trampo de empregada naquele verdadeiro palácio. Bom, quem sabe, né? Tentar não custa nada.

Fui me arrumar e deixei meu cabelo solto e bem escovado, coloquei dois brincos pequenos, com uma pequena pedraria em cada um, um vestido preto até a altura do joelho e uma sapatilha nude, depois passei um rímel e um batom cor de boca. Saí e minha mãe disse:

-Tá linda, como sempre.

-Ai, mãe, será que eu vou bem trabalhando com uma família de requinte como a Mishima?

-Ah, Yumi, minha filha, larga a mão, vai, é lógico que irá se sair bem! Vamos, não podemos atrasar.

-Tá. Se é assim...

---------

Chegando lá, avistei Asuka, prima deles e que era uma das minhas melhores amigas. Impossível não lembrar dela, uma pessoa inconfundível. Ela veio correndo e me disse no grito:

-YUMII, SUA LOUCA! QUE SAUDADE!

-E eu de tu, sua costela doida? Há quanto tempo! - Disse dando um abraço nela, que quase a tirei do chão. - E aí, acha que eu mudei!

-Mudei, é? Pra melhor ou pra pior?

-Pra muito melhor, cê tá linda!

--

Chegamos no interior da casa e logo depois veio um senhor de terno e gravata que disse:

-Karla, como estão indo as coisas por aqui?

-Estão indo bem , senhor Kazuya. Gostaria de apresentar Yumi, minha filha mais nova, ela vai começar a trabalhar por aqui.

Eu disse então:

-Estou a sua disposição, senhor Kazuya.

-Ah, claro, prazer..

Fomos a sala de jantar e a mesa já estava arrumada para o jantar de boas vindas dos irmãos Kazama. Haviam pratos da prataria mais fina e enfim nos sentamos. Fiquei ao lado de minha mãe todo momento e ficava inquieta por causa de Jin e Rin não terem chegado, e Asuka disse que os dois estavam se arrumando e já iam descer. Não se deram 5 minutos ao menos e já dava pra escutar duas vozes do fundo:

-Ô Jin, larga a mão de pressentimentos sobre quem ta lá, assim não dá pra te defender, rapaz!

-Ah, Rin, cala a boca, tu nem sabe o que tá falando, e se me azucrinar de novo eu meto a mão na sua cara!

-Ui, que meda!

E Jun disse: 

-Ihh, aguenta mais essa que a duplinha do balacobaco já tá chegando! 

Olhei pra escada e realmente eram os dois que estavam chegando; Jin e Rin! O Jin mudou, está mais encorpado, estiloso, e se me permite, mais bonito.. Já a Rin virou um mulherão, ficou ainda mais parecida com a Jun e ainda mais bonita do que antes. A mesma ''bateu o olho'' na mesa, me viu e cochichou pro Jin:

-Jin, tu já olhou na mesa? Veja só quem chegou em casa, a Yumi, nossa parceira de colégio!

-Sério? Não acredito!

-Pois é, olha lá!

Jin me encarou por alguns segundos com um rosto alegre e disse:

-Oi, Yumi! Se lembra de mim?

Eu disse:

-Ah, tá de brincadeira, né! É tu mesmo, Jin?

Rin disse:

-E de mim, criatura?

-Ah, Rin, não tem como te esquecer, né, marida?

-Dá um abraço na gente então, menina!

Abracei os dois ao mesmo tempo e a mãe deles disse:

-Os dois, sosseguem o facho, ela só é mais uma secretária.

Rin disse:

-Ai, mãe, larga a mão de ser chata, ela é nossa amiga desde quando a gente era pequeno, sabia?

-Tá bom, então..

---

Depois de toda aquela reunião, Jin chegou e quis conversar comigo:

-E aí, gostando da casa nova?

-Ah, sim, por enquanto estou. 

-Escuta, o que faria de sua vida se ela fosse um inferno?

-Olha, eu daria um jeito de reverter isso, não que a vida seja um mar de flores, mas porém deve aproveitar e deixar a vida te levar como ela quiser, sabe?

-Eh, Yumi.. A boa pessoa de sempre!- Disse Jin, com uma feição meiga.

-Obrigado. Eu sempre estarei pra te ajudar!

----

JIN- NARRATIVA ON

A Yumi continua a boa pessoa de sempre, por isso que a gente continua amigo desde criança. Rin chegou até mim e disse:

-Jin, posso falar contigo?

-Claro, maninha, porque não?

-Sobre você e a Yumi.. Pensa que eu não te conheço, bobinho, tu se maravilha todo quando ela tá na sua vista!

-Pior que é mesmo, Rin. Como é que adivinhou?

-Então, eu acho que não tá rolando só amizade entre vocês dois.. Tá na cara que você sente algo a mais  por ela.

-Algo a mais?

CONTINUA...

 

 

 


Notas Finais


Esse foi o primeiro de muitos, espero que tenham gostado!
Se puderem, comentem e favoritem, quero saber o que estão achando da fic!
E aí, será mesmo que vai rolar um romance entre Jin e Yumi? Só no próximo capítulo para descobrir!

Até a próxima!
Kissus!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...