História Highlander - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tekken
Personagens Asuka Kazama, Christie Monteiro, Heihachi Mishima, Jin Kazama, Jun Kazama, Kazuya Mishima, Lei Wulong
Tags Drama, Jin Kazama, Revelaçoes, Tekken, Universo Alternativo
Exibições 3
Palavras 747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá de novo, pessoal!
Estou aq com novo capítulo pra vcs! ^-^
Na capa, coloquei a Rin Kazama, minha OC e irmã do Jin na fic, pra vcs terem uma ideia básica da aparencia dela, que fará uma aparição no início do capítulo. Enfim, espero que gostem!
Boa leitura!

Capítulo 2 - A pergunta


Fanfic / Fanfiction Highlander - Capítulo 2 - A pergunta

RIN- NARRATIVA ON

-Tá na cara que sente algo a mais por ela.

-Algo a mais?

-Lógico, Jin! E das duas, uma: Ou você quer ser ainda mais amigo dela do que já é ou quer evoluir isso pra um namoro.. faz 20 anos que vivemos no mesmo teto (eu tenho 20 e o Jin, 22) e tá na sua testa que tu tá querendo dar uns pegas na Yumi, vai, não me esconde não...

-Ai, Rin, que é isso.. -disse ele, suspirando.

-Aí, ó! Não adianta dar pra trás, fala logo de uma vez!

-Ah.. Não sei.. Acho que das duas opções que deu , eu vou mais com a segunda!

Involuntariamente falei:

-Ah, mas que lindinhos! Vai lá e conversa com ela, não custa nada!

-Boa, Rin, é isso que vou fazer, obrigado pela ajuda!

- Valeu! Vai que é sua, moleque! - Eu disse, dando um tipo de impulso na cabeça dele.

----- 

YUMI- NARRATIVA ON

Estava arrumando a cozinha calmamente e do jeito que sempre me pedem, não quero que ninguém pense que sou desorganizada, não gosto nada que me critiquem. Quando estava guardando uma taça na cristaleira, que no caso era a última. fechei e tomei um susto, era o Jin que estava chegando, eu tava tão distraída que nem vi ele:

-Ah, Jin, é você. Até tomei um susto, nem te vi!

-Foi nada, então. Fiquei feliz da gente se ver de novo, sabia?

-Sério?

-Sim. Olha, Yumi, acho que preciso desabafar, viu...

-Claro, estou pronta pra te ouvir .

Nem começamos a conversar direito e vi uma moça correndo e gritando:

-Jiiiiin! - Disse ela, pulando no pescoço dele em seguida.

-Xiaoyu, cê nem é mais criança pra querer fazer essas idiotices comigo, sabia?- Disse Jin, indignado.

-Ah tá, desculpa, tem hora que eu perco o controle mesmo, é normal. E essa aí, quem é?

-Não se lembra dela, Xiao? É a Yumi, minha amiga de escola!

Eu disse:

- Prazer em te ver de novo, Xiaoyu.

-Bem vinda.. -Disse ela enciumada. - Mas Jin, o que é que ela tá fazendo aqui?

-Ela trabalha pra mim, Xiao. Não sabia dessa?

-Ah tá, eu entendi. Até mais...

Um pouco incomodada com a situação, eu disse:

-Olha, gente, eu já vou saindo aqui e.. Jin, quer alguma coisa pra comer? Eu preparo!

-Segura um pouco, Yumi, eu tenho que falar contigo..

-Tá, tudo bem.

Jin havia me contado tudo: Ele e Rin eram filhos de Kazuya Mishima, um dos maiores empresários e que também já teve vários antecedentes de crime; a maioria deles, por corrupção ativa na Mishima Zaibatsu. A mãe deles, Jun, sofria de uma depressão profunda, e ainda por cima tinha que aguentar as traições do marido. Jin era um dos mais perseguidos pela imprensa, e aquilo realmente o desgastava.

-Bom, Jin, o que eu posso fazer pra te ajudar?

-Seja a boa pessoa que sempre foi. Me ajude, me faça saber que eu não estou sozinho.

-Sim, sim, claro.. Eu não quero interferir nos seus problemas familiares, mas saiba que nessas situações, eu sempre estarei aqui pra te ajudar!

-Obrigado, Yumi. Muito obrigado mesmo. Sabia que a Xiaoyu tem cíumes de você?

-Sério? Essa é boa, hein.. Ela queria estabelecer um namoro contigo?

-Pior que sim, mas já da pra ver que eu não correspondo.

-Bom, ninguém manda no próprio coração, não é mesmo?

-Ah, sim.

-------------------------------------------------------------------------------

De noite estava olhando pela janela e pensando como o Jin poderia ser uma pessoa gentil e agradável num ambiente horrível como essa casa. Sinceramente, até impressiona. Minha mãe entrou no meu quarto e disse:

-Minha filha, onde estava? Te procurei por tudo quanto é lado e não te achei!

-Estava aqui no meu quarto faz pouco tempo. Pensando, como sempre.

-Yumi, não é por nada não, mas.. parece que etá começando a se apaixonar pelo Jin, é melhor que tome cuidado.

-Ai, mãe, porque? Ele é boa gente e carinhoso, me diga o que meu próprio patrão faria de errado! A gente se conhece desde criança, não vai acontecer nada!

-Será mesmo, Yumi? Esse rapaz é um dos solteiros mais cobiçados do país, rico, entre outras coisas. Daqui a pouco ele vai ser quase presidente daquele império chamado Mishima Zaibatsu, por favor, minha filha, não se deixe levar por falsas esperanças..

-Tá, mãe, eu vou cuidar disso.

Apesar de ter falado meio grossa, fiquei pensando um pouco no que minha mãe disse e então dormi depois de alguns minutos.

CONTINUA...

 

 

 

 

 


Notas Finais


E aí, gostaram?
Porque será que a Karla não confia no Jin?
No próximo capítulo, teremos uma incrível proposta que será dada para a Yumi! O que acham que pode ser? Comentem!
Então é isso por hoje! Se gostou, favorite e comente!
Kissus!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...