História His strange way of loving me - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Miley Cyrus, Selena Gomez, Wilmer Valderrama
Personagens Demi Lovato, Miley Cyrus, Selena Gomez, Wilmer Valderrama
Exibições 48
Palavras 1.548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


I'm back !!!

Capítulo 18 - Capítulo 18


- Pronto ! - disse e me joguei no sofá - assim que ela chegar, eu a levo……

- me levar onde ? - olhei para trás e vi a Demi perto da escada

- vamos sair amanhã - disse

- Tá - ela foi para a cozinha

- Fala a verdade para ela ! - disse a Mary baixo

- Eu sei o que tô fazendo ! - disse

- Não vou me meter nisso, tô indo para casa - levantou - tchau Demi !

- Tchau - gritou da cozinha

[......]

Acordei com o meu despertador tocando, o desliguei e fui pro banheiro me arrumar.

Eu tenho que acordar a Demi, infelizmente hoje é o último dia que faço isso.

- Nena - entrei no quarto, ela ainda estava dormindo - Demi ! - me sentei ao lado dela e ela me abraçou - levanta, vai se atrasar - disse mexendo em seus cabelos

- Não - resmungou

- Vamos baixinha

Hoje é o último dia que vou ver ela né ?! Então acho que vou fazer essa besteira.

Me aproximei mais dela e lhe dei um selinho, ela não fez nada, só me olhou assustada.

- O que tá fazendo ? - perguntou me encarando

- Te acordando - disse - e deu certo - me levantei e saí do quarto dela

Fui até a cozinha e o café já estava pronto, os empregados vieram me ajudar com as coisas da Demi……demorou um tempo mais finalmente a Demi desceu.

- Wilmer porque…..- a Demi parou assim que viu os empregados ali

- a gente conversa no carro - disse e ela assentiu - agora vai tomar café !

[......]

- O que ia me perguntar ? - disse saindo com o carro da garagem

- Por que me beijou ?

- Não sei

- primeiro diz que é um erro, que você não podia ficar comigo e agora faz isso - disse me encarando - Willy, você tá me deixando confusa.

- É um erro, mas você me faz querer comete-lo - a olhei rapidamente e ela tinha um pequeno sorriso - mas vai ter algumas consequências bem ruins

- Eu não ligo ! - disse confiante

Se pelo menos ela soubesse o que vai acontecer, eu sei que ela vai me odiar pro resto da vida. Mas é o certo a fazer agora !

- Chegamos ! - parei no estacionamento

- Entra comigo ? - disse animada

- Não sei Demi

- Por favor - ela fez uma carinha tão fofa

- só um pouco, tenho muita coisa para fazer - digo saindo do carro e ouvi ela comemorar.

Entrámos no estúdio e ela foi se arrumar, fiquei conversando com o diretor, que é um antigo amigo meu, depois fiquei vendo eles gravando. Foi bem engraçado.

- Demi ! - a chamei assim que ele fizeram uma pausa - tenho que ir

- Tá bem, você vem me buscar ? - perguntou e eu assenti

- tchau nena - a puxei para um abraço, eu não queria a soltar e ela percebeu isso

- Willy, eu tenho que ir - disse rindo

- Vai la - a soltei, ela beijou minha bochecha e voltou

(.......)

Eu não consegui ajudar os empregados a arrumarem as malas da Demi, não tive forças para isso. Então fui arrumar minhas malas, se eu ficar aqui a Demi vai me procurar, por isso adiantei minha viagem para amanhã cedo.

- Senhor Wilmer ! - um dos empregados bateu na porta

- sim ?

- as coisas já estão no carro - disse e saiu

Levantei da cama e peguei a chave do carro, eu vou levar as coisas da Demi para a casa do Patrick e quero conversar com ele. Assim que cheguei, os empregados já esperavam para pegar as coisas.

- Wilmer - o Patrick me comprimento com um abraço, ele estava radiante e com um enorme sorriso nos lábios - Como esta minha garotinha ?

- Bem, ela esta no estúdio agora - disse - queria conversar com você

- Claro, vamos até meu escritório. - disse

- Não há necessidade - falei - só quero lhe pedir que cuide da Demi, sei que ela não vai reagir bem a isso.

- Eu vou cuidar, não se preocupe ! - disse sorrindo - ela ainda não sabe ?

- não, e é melhor assim ! - suspirei

- tudo bem

- Patrick, é a segunda vez que nos encontramos e você está sozinho - disse - onde está a mãe da Demi ?

- Nos separamos a alguns anos - disse com um sorriso fraco - mas não se preocupe, avisarei ela sobre a Demi

- tudo bem, eu tenho que ir agora.

As horas passaram voando, quando vi já estava na hora de buscar a Demi e a levar pro pai. Cheguei na frente do estúdio e a vi conversando com umas meninas, fiquei um tempo a observando daqui. Ainda não acredito que é a última vez que eu a vejo.

- Você demorou ! - ela disse entrando no carro

- Desculpa, nena ! - sorri fraco - você já almoçou?  

- Já, vamos pra casa eu quero dormir ! - disse fazendo manha e eu ri

- Temos que passar em um lugar antes - disse e dei partida no carro

- Tá

O caminho todo nós fomos conversando, ela estava me contando das gravações e que iria gravar as músicas do filme em breve. Ela estava tão animada, que me senti mal. Eu prometi pra ela que não a obrigaria a falar com os pais, e olha o que tô fazendo ! Ela vai me odiar.

- Uau, que casa gigante ! - disse olhando pela janela - Quem mora aqui ?

- Um amigo - disse, parei o carro em frente a casa e respirei fundo - me espera aqui, tá ?!

- Tá bom

Sai do carro e fui até o porta malas, tinha uma mochila e o violão dela. Como o segurança já avisou que chegamos o Patrick me esperava na porta.

- Aqui, ficaram no carro - disse entregando para ele

- OK e…..- ouvi a porta do carro bater e me virei, a Demi saiu correndo.

Droga ! Ela percebeu…...sai correndo atrás dela e por sorte eu consegui a alcançar

- Demi, espera ! - parei na frente dela - eu posso explicar

- Você vai me abandonar ! - gritou chorando - eu vi você entregando minhas coisas para aquele cara..

- Nena, aquele cara é seu pai ! - disse e ela voltou a andar mas eu a segurei - Demi, ele não te abandonou

- Abandonou sim ! - gritou

- Não, eu conversei com ele - disse - acha que eu te deixaria com ele, se ele tivesse feito algo com você ?!

- Por que tá fazendo isso ? Disse que não me obrigaria a falar com meus pais

- Eu vou me mudar, e não posso te levar comigo

- Por quê não ?  - perguntou

- você tá gravando a série.…..Vai começar a gravar o filme, seus amigos estão aqui ! - enxuguei algumas lágrimas que escorriam em seu rosto - não quero te tirar disso e eu estou me mudando a trabalho, não teria tempo para cuidar de você!

- Willy - ela me abraçou e voltou a chorar - não vai embora !

- Eu prometo que venho te visitar ! - a apertei em meus braços - Eu venho no seu aniversário

- Promete ? - perguntou me olhando nos olhos

- Prometo, nena ! - limpei suas lágrimas - agora, vamos voltar para lá ?  

- eu to com medo !

- De que ? Ele não vai te fazer mal e também não vai te rejeitar - coloquei uma mexa de seu cabelo atrás da orelha - ele ficou tão feliz quando contei que você estava comigo…..vem ! - passei meu braço pelo seu ombro e voltamos até o Patrick

- Está tudo bem ? - ele perguntou preocupado

- Está sim - olhei para Demi e sorri - eu devia ter a avisado antes, mas agora está tudo bem…. não é ?

- Uhum - concordou

- bem, Demi - a afastei de mim - esse é o Patrick, seu pai !  

- Minha pequena ! - ele disse com um sorriso largo nos lábios - me dá um abraço ? - pediu com os olhos marejados.

- Vai - disse e apontei com cabeça  

Eu achei que ela não iria, mas ela foi e o abraçou….ela sempre disse que não ligava pros pais dela. Mas eu sei que é mentira, ela sempre quis os conhecer.

- Senti tanto sua falta - ele disse ainda abraçado a ela

- Como eu fui parar naquele orfanato ? - perguntou com a voz falha

- Eu vou deixar vocês conversando - disse a Demi soltou o Patrick e me abraçou - eu volto para te ver ! - beijei sua testa

- precisa mesmo ir ? - perguntou se afastando

- Tenho que arrumar minhas malas, eu viajo amanhã cedo

- Tchau, Willy ! - me abraçou novamente

                     - Tchau, nena !



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...