História História 1 - JOGO - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Luta, Magia, Romance
Visualizações 2
Palavras 921
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Magia, Mecha, Romance e Novela
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey, minna-san! Estamos em nosso penúltimo capítulo! \o/
Tudo o que aconteceu aqui possa não ser de total agrado de vocês, mas acontece que não posso simplesmente mudar a personalidade dos personagens.

Lembrete! A Karin recebeu uma mudança em sua aparência, essa decisão foi aceita pela nossa pequena "Staff".

Sugestão! Após os ** do início leiam a fic com a música "Snowfield" do anime Clannad tocando caso queiram uma trilha sonora legal.

Capítulo 7 - A R C O


Fanfic / Fanfiction História 1 - JOGO - Capítulo 7 - A R C O

A noite parecia pregar uma peça na nossa "espadachim" de olhos vermelhos e cabelo grisalho, horas passavam-se mas a lua por algum motivo desconhecido estava de "mal humor com o sol" pois nenhum sinal do mesmo era visto, isso já estava a irritar a "admiradora" da lua momentaneamente, tudo o que queria era sentir o calor do sol sobre seu corpo.

Por um momento o preto tomou seus olhos e quando deu-se a tomar sua consciência novamente a tão esperada estrela flamejante já reinava novamente.

- Olá, você demorou cara! - Soltou aos altos em brincadeira -

- O que você tá falando? - Perguntou a arqueira em suas dúvidas sobre o que acabara de ouvir de sua amiga - Está ficando louca?

- Humf... Você não entende! - Protegeu-se de brincadeiras não desejadas vindas da parte da amiga - Essa porcaria não aparecia!

Não adianta rir droga! - Complementou já aparentemente irritada -

- Ei vamos parar com isso, não é hora de brigar, precisamos partir para a próxima cidade! - Aconselhou Kairo ao chegar no local do tumulto -

- Certo P.A.P.A.I - Karin ameaçava continuar com a brincadeira atual -

- Eu não mereço isso. - Respondeu dando estalando a língua -

**

Tudo estava indo bem demais, pegamos nossas coisas e seguimos a caminho de Marvs. Porém, como eu havia dito tudo estava perfeito demais, um alerta de perigo apitava em minha cabeça a cada cinco minutos.

O que não era nada bom, pois minhas intenções costumavam não falhar.

Vale também lembrar que quando acertavam não era uma das melhores coisas do mundo que acontecia.

Mais uma vez a minha intuição estava certa, um inimigo aparecera.

Não era qualquer inimigo, só sua presença afetou o território com uma explosão.

Tudo o que esperávamos depois daquele poder todo era mais um jogador, mas não foi isso que vimos.

- Um Boss? - Karin perguntou sem qualquer expressão de medo -

- Algo do tipo. - Respondeu a grisalha já sacando sua espada até então já ativada e presa em suas costas -

- Vamos lutar? - Agora sendo a vez do mais velho perguntar -

- Parece que não temos outra escolha - Estreitou seus olhos vermelhos como sangue, os mesmos que emanavam perigo, muitas vezes a causa de nem precisar lutar contra inimigos os fazendo desistir só pelo fato de não conseguir se mexer durante tal olhar sobre si - Que a luta comece!

**

Uma batalha realmente animadora era travada.

Nas linhas de frente a grisalha voava por cima do monstro ameaçador com facilidade entre plataformas deixando seu longo e sedoso cabelo "nevado" planar sobre os céus, também exibindo mesmo que coberto por uma blusa vermelha com mangas e uma saia preta que ia até um pouco acima dos joelhos seu tão desejado corpo.

Kairo logo atrás manejava muito bem sua lança detalhada e com isso seus movimentos ameaçavam cortar seu cabelo castanho escuro. Uma coisa que por pouco não acontecia, mas não era uma coisa que realmente o incomodasse.

Karin como defensora se posicionava em um dos prédios próximos onde atirava rapidamente mas delicamente suas flechas azuis. O cabelo claro voava com o vento e os olhos também estreitados miravam seu inimigo de forma certeira.

**

Não demorou muita até que a tão indesejada luta terminasse, ou pelo menos quase. Surpreendendo todos o monstro fez menção em se regenerar, ato que não foi capaz de ser detido.

Agora estava maior, mais forte, mais ameaçador.

Perigo, perigo, aquele monstro era perigoso.

**

Passado só quinze minutos após o regeneramento do inimigo os três já estavam esgotados, e a dor dos ferimentos causados na batalha contra Fong já voltava a perturbar Sayka. Era forte, muito forte, doía, uma dor insuportável.

- Droga, vou desmaiar. - Indagou em pensamentos -

A dor era o que não deixava a grisalha lutar adequadamente, sim, dor mais não era mais a dor passada, agora "sentada" e encostada na parede de um prédio qualquer sentia a dor de um grande ataque causado pelo inimigo.

Tudo ameaçava se apagar, poucos sons eram ouvidos, conseguia sentir seu sangue escorrer pelas suas vestes, antes do preto dominar não só sua visão, mas também extinguir totalmente sua audição ela pode ouvir a voz de sua amiga atingir seu peito e o fazer doer intensamente: "Sayka, desculpa, o Kairo está bem mas eu não posso continuar ao seu lado. Foi legal tenho que admitir, queria ter jogado mais RPG com você quando éramos crianças. Humf... Eu venceria fácil."

Em meio aos seus últimos momentos conscientes após tal declaração, Sayka só tinha certeza de uma coisa, não queria acordar tão cedo no dia seguinte.

Infelizmente isso não aconteceu, a chuva foi a causa de seu despertar.

- Aii! - Tentava se levantar mesmo que só para olhar melhor o arredor mas seus ferimentos não permitiam -

Via o monstro caído ao norte, Kairo estava mais á direita, podia estar desacordado mas felizmente não parecia muito machucado.

- Karin! Karin acorde! - Checou a rapidamente se a amiga só agora notada ao seu lado respirava, infelizmente uma reposta se vira negativa, nada, ela não respirava - Droga Karin, o que aconteceu?

Rastejando foi até seu irmão e depois de muito esforço conseguiu acorda-lo.

- Sayka! Você está machucada!

- Sei muito bem disso, só me diga, o que aconteceu com a Karin?

- Ela... - Parou pensativo se deveria contar o acontecido -

- Fale! - Gritou a grisalha já impaciente -

- Ela, era forte...

- ... - Fui o suficiente para a mais nova entender que ela havia derrotado o monstro sozinha - Idiota - Saiu quase inaudível - Vamos embora.

- Para aonde? Você está machucada!

- Eu, não, um de nós precisa sair daqui. Vamos até a última cidade.


Notas Finais


Lembrando! O próximo será nosso último capítulo!

Ah, sim! Desculpem os errinhos de português pessoal ^^'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...