História Estória BTS: Uma música, uma oportunidade (Imagine BTS) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Originais
Tags Bangtan Boys, Bts
Exibições 83
Palavras 810
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, eu resolvi vou colocar começar a colocar capítulo 21, 22.... Pq daí tem um pouco mais de suspense, Ok.
Boa leitura😘😘

Capítulo 17 - Capítulo 21.


Fanfic / Fanfiction Estória BTS: Uma música, uma oportunidade (Imagine BTS) - Capítulo 17 - Capítulo 21.

Leiam as notas do autor

~Dani on~

Quando eu abri a porta, me deparei com o ser humano mais lindo desse mundo…

Nam: Oi Dani, você está linda - fala me olhando de cima a baixo e eu coro com isso.

Eu: Oi Nam, você também está muito lindo - falo.

Nam: Vamos- fala estendendo a sua mão para mim.

Eu: Claro- pego em sua mão e dou tchau para as meninas.

Depois de fechar a porta, ele me leva até a porta do carro, abrindo a mesma para eu entrar, entrei e ele fechou a porta (AU (AUTORA): nao, vai andar de carro com a porta aberta), vi ele contornar o carro e tentar no lado do motorista.

No caminho vimos policiais parando os carros, na nossa vez, o seu policial pediu para eu e o Nam darmos as nossas identidades. Ele viu que era o Rap Monster do BTS e pediu um autógrafo para a filha dele.

Depois ele nos devolveu as identidades e liberou para continuarmos o nosso caminho. Chegamos no restaurante, e eu acho que nao era muito barato. O Nam estacionou o carro no estacionamento do restaurante, quando entramos no restaurante um homem veio nos atender…

Homem: vocês têm reserva -perguntou e o Nam respondeu..

Nam: temos sim, em nome de Kim Namjoon -vi o homem olhar em uma prancheta, logo ele faz um sinal para nós o seguirmos, fizermos isso e ele nos guiou até uma mesa meio afastada das outras.

Nós nos sentamos e o homem falou que iria buscar os cardápios.

Nam: então Dani, gostou?- ele pergunta.

Dani: claro, mas nao é muito caro? - pergunto e ele dá uma risada.

Nam: nao, ele nao é caro, e mesmo se fosse, por você eu pagaria tudo- fala eu corei.

O garçom chega com os nossos cardápios, nos entrega é tirar um bloco de notas, acho q é pra anotar os nossos pedidos (AU: nao, e pra desenhar a sua cara).

Eu pedi lamen de frango e o Nam lamen de carne de boi, ficamos conversando até que os pratos chegaram, comemos e pedimos a sobremesa, que era um bolo de chocolate com morango. O mesmo chegou e eu notei que o Nam estava apreensivo, perguntei o que estava acontecendo e o mesmo respondeu que não era nada e que eu não precisava me preocupar.

Depois que eu terminei de comer, vi o Nam se levantar e bater com o garfo na taça, o que chamou a atenção de todos (me deu um pouco de vergonha)

Dani: Namjoon, que merda você está fazendo- sussurro para ele.

Nam: você já vai saber- ele fala isso e vem ao lado da minha cadeira e se ajoelha- Daniele Gosenheimer, desde que eu te vi meu coração bate mais forte, quando eu estou perto de ti meu coração dispara, eu te amo, sei que são palavras fortes, maa eu sinto que não vou desapontá-la, eu estou pronto para te encher de carinho, amor e alegria -eu já estava chorando-, vamos logo a pergunta…. Você deseja ser a minha namorada?- ele pergunta  e tira una caixinha do seu bolso, e deu para ouvir as pessoas falando Fala sim.

Dani: faço das suas as minhas palavras, e sim, eu aceito ser sua namorada -falo isso e ele me beija, um beijo necessitado e cheio de sentimentos.

Quando acabamos ele colocou uma aliança meu dedo e eu coloquei a outra no dedo dele. Saímos do restaurante (depois de pagar e tudo mais), e entramos no carro, e ele começou a dirigir na direção oposta de onde viemos.

Dani: aonde vamos? -pergunto.

Nam: nao vou te dizer- fala e eu fiquei mas curiosa do que já estava.

Andamos por uns 10 minutos e chegamos em um parque (nao um de diversão, aqueles com árvores, bancos, lagos, etc. O parque era lindo, tinha vários tipos de árvores, ficamos andando até chegamos em uma estrutura de madeira que era perto do lago.

Sentamos no banco que tinha ali dentro e ficando observando o lago até que ele me pergunta.

Nam: como foi a sua infância?-pergunta e eu respondo.

Dani: há, foi divertida, brincávamos no barro, nas ruas de esconde-esconde, pega-pega, alerta, jogávamos futebol, vôlei, queimada, taco, etc… Porquê??- pergunto e vejo ele com uma feição triste.

Nam: é porque, minha foi chata, tipo, estudar, estudar, estudar, treinar o Rap, fazer as coisas certas -o abraço e falo.

Dani: estamos esperando o quê- falo e me levanto- ta com você - falo tocando no braço dele e saindo correndo.

Brincamos de pega-pega, esconde-esconde (não é isso para que tem mente poluída). Paramos quando percebemos que ja era hora de voltar para casa. Chegamos na mesma e me despeço do MEU namorado, entro em casa e me fazem um interrogatório..

Explique tudo a elas e fui dormir, amanhã é mais um dia naquela escola.

                Continua.....


Notas Finais


Muito obrigada por lerem.💙
Desculpa qualquer erro de ortografia😃😃.
Até o próximo capítulo❤.
Beijos da Unnie😘😘😘😘.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...