História História de amor. - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber, Nick Jonas
Personagens Hailey Baldwin, Justin Bieber, Nick Jonas, Personagens Originais
Tags Instagram, Justin Bieber, Romance
Visualizações 85
Palavras 633
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


SURPRESA! 💋

Capítulo 29 - O estranho.


Fanfic / Fanfiction História de amor. - Capítulo 29 - O estranho.

Estávamos prontos para praia. Como sempre, Carol dirigia e eu havia avisado aos seguranças para escoltar. Era loucura sair sem pelo um deles. Primeira parada foi o Starbucks e já foi loucura. Paparazzis, fãs, fotos, perguntas sobre Carol, que tentava esconder o rosto. Algumas fãs até pediram foto com ela e ela? Achou graça e pousou tranquilamente para foto. Ela pela primeira vez, não estava incomodada, estava se divertindo com a situação. 
Entramos no carro e demos partida para praia.

- Você viu aquilo? - Ela me perguntou risonha.
- Tá famosinha, em?! - Zombei.
- Cara... isso é só porque eu estou andando com você?!
- Isso é porque você é minha nova garota! 
- Uau! Então eu sou sua garota?! 
- Não?! - Perguntei confuso.
- Pode ser e entendam como quiser. - Nós rimos.
- Melhor amizade que poderia ter feito! - Disse cheio de malícia e a fiz rir novamente.
- Tenho que concordar com você.

Ela deu partida no carro e ainda haviam fotógrafos registrando nosso momento de risadas, finalmente andamos com o carro e fomos para praia. 

No caminho, liguei para meu amigo Ryan e o convidei para curtir uma praia com a gente, seria legal. Ele topou já que estava em Los Angeles. Logo que chegamos procuramos um espaço na areia e sentamos, eu, Carol e mais dois seguranças, que ao meu ver, já se tornaram amigos, eles estavam sempre comigo. Ryan chegou logo em seguida e cumprimentou Carol. Ele indiretamente, sem que ela percebesse me perguntou se estávamos saindo e eu confirmei, para deixá-lo ciente de que ela era minha garota. Carol é linda, a maioria dos caras da praia a olhavam e eu não podia fazer muita coisa. Estamos juntos, mas não é público e não posso ficar a expondo e a agarrando no meio da praia. Não que eu me importe com o que os outros acham da minha vida. Apenas me importo no transtorno que causaria para Carol. 
Conversamos, rimos, comemos. Nos divertimos, mas não nos beijamos. Apenas trocamos alguns carinhos, com muita intimidade, eu diria. Com certeza os paparazzis que estavam  por ali estavam registrando tudo e isso daria o que falar na internet. Mais do que já estava dando. Era nítido que estava rolando algo, mas para todos, era apenas uma amizade.

Curtimos bastante a praia e decidimos ir embora. Carol até convidou Ryan para ir para o apartamento dela, terminar o dia lá, mas ele não topou pois já tinha compromisso. 
Conseguimos passar por diversos paparazzis que estavam atrapalhando nossa entrada no carro e finalmente entramos. As perguntas eram as mesmas.

"Ela é sua nova namorada?"
"Vocês estão juntos a quanto tempo?"
"Justin, você esqueceu a Selena?"
"Carol, você é modelo? Soube que trabalha na Vogue!"

Era completamente uma invasão de privacidade e quando olhei para Carol, ela estava rindo. Sim, ela não estava como eu, nervosa ou querendo sumir dali. Ela estava com um sorriso no rosto, achando Graça daquela situação. Balançava a cabeça negativamente e ria. Dei de ombro e comecei a fazer o mesmo. Enfim entramos no carro e demos partida para o apartamento dela.

Logo já havíamos chegado. Subimos conversando e completamente distraídos com o papo sobre os paparazzis, que já haviam descoberto onde Carol morava e haviam pelo menos uns quatro na porta do condomínio. Estava sem nenhum segurança, mas felizmente, paparazzis não tinham passagem autorizada. Quando Carol abriu a porta, que entramos, estava a abraçando por trás. Tivemos uma surpresa. Havia um cara, sentado no sofá, e quando olhei para Carol os olhos dela estavam presos nos dele, que a olhava com atenção, e ela? Eu simplesmente não conseguia decifrar o que estava passando em sua mente. Estávamos os três, parados sem conseguir falar nada. Ele não pode ser quem eu estou pensando...


Notas Finais


Espero que gostem e fiquem na espectativa do próximo capitulo!
💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...