História Histórias Inacabadas-League of Legends - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias League Of Legends
Personagens Ahri, Amumu, Brand, Caitlyn, Ezreal, Galio, Jinx, Karma, Kayle, Lissandra, Lulu, Lux, Malzahar, Master Yi, Miss Fortune, Morgana, Nasus, Orianna, Shen, Syndra, Varus, Veigar, Vel'Koz, Viktor, Zyra
Tags Drama, Guerra, League Of Legends, Malzahar, Romance, Yaoi, Yasuo
Visualizações 39
Palavras 2.128
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey pessoal, desculpem a demora, mas como disse no último capítulo eu estava ocupado, semana de prova, trabalho da feira de ciências,etc.
Novo capítulo falando do Yasuo, Vel e Karma <3

Capítulo 21 - Nações de Runeterra-Part.8


Fanfic / Fanfiction Histórias Inacabadas-League of Legends - Capítulo 21 - Nações de Runeterra-Part.8

                                                                      Shurima

Depois de dois dias após o ocorrido,Yasuo buscava dentro de si um fio de esperança que o fizesse superar aquele feitiço de Malzahar, por mais que fosse uma mera ilusão aquilo havia machucado Yasuo profundamente, aquele homem que confiava em salvar seu amado agora duvidava se poderia salvar sua própria vida. Taliyah sempre o visitava e tentava animá-lo, mas era uma tarefa difícil, ele não estava pior como quando descobriu que Malzahar estava no Vazio e Karma em coma, aliás ele ainda não havia notícias de Karma, se culpava por ter esquecido da amiga e não ter a visitado, ele estava no telhado de sua casa tocando flauta, era uma forma de se acalmar e refletir um pouco até que foi interrompido por Taliyah gritando.

Taliyah: YASUOOOOOOOO!!!

Yasuo: Para de gritar sua louca-disse com a cara fechada, mas depois sorriu e a abraçou.

Taliyah: Não fala assim que eu sei que você me ama, bem eu consegui falar com o Imperador e também com o sacerdote, ele virá aqui no jantar.

Yasuo: De novo isso? Você já trouxe um xamã, conselheiro, feiticeiro.Eu estou bem, não preciso disso.

Taliyah: Eu consigo ver que você não está,mas tenho certeza que esse sacerdote irá lhe ajudar, ele é alguém especial do Império.

Yasuo: Farei isto por você,mas nada que eu supere com o tempo.

Taliyah: Não temos tempo, você não percebeu que a guerra está próxima?

Yasuo: Ah claro, eu havia esquecido...

Taliyah: Aiai Yasuo, quem seria você sem eu-disse dando um soco no ombro dele.

Yasuo: Mas acho melhor você voltar mais tarde, quero ficar sozinho...

Taliyah: Tudo bem-disse cabisbaixa.

A noite...

Taliyah: Pronto minha sopa está pronta para servir.

Yasuo: Eu que deveria ter feito o jantar-disse emburrado.

Taliyah: Nem pensar, toda vez que venho aqui é só peixe e peixe, minhas sopa de legumes e cogumelos é uma delícia-disse provando como uma jurada de programa culinário.

Yasuo: Tanto faz...-disse e ouviu batidas na porta.

Taliyah: Deve ser o sacerdote-disse correndo para a porta e abrindo.

Nasus: Boa noite!

Taliyah: Boa noite, seja bem vindo.

Yasuo: Na-asus?

Nasus: Nos conhecemos?

Yasuo: Não, é que eu nunca pensei que veria O Curador das Areias de tão perto, achei que você fosse maior-disse e levou uma cotovelada de Taliyah.

Nasus: Eu posso diminuir meu tamanho, eu estava resolvendo alguns problemas para o Imperador, mas a capital está precisando de minha ajuda.Me diga exatamente o que aconteceu com você Yasuo.

Yasuo: Bem, eu gosto de um homem... e ele lançou um feitiço que me fez ver ilusões, eu vi ele me matando e destruindo toda Runeterra-disse tentando soar a história como algo “normal”.

Nasus: Está me dizendo que ama Malzahar?

Yasuo: S-sim, você o conhece?

Nasus: Sim, ele lançou o mesmo feitiço em mim um tempo atrás, não sei qual versão você conhece dele, mas a única que eu vi foi uma figura sombria que me fez ver o meu próprio irmão me decapitando.

Yasuo: Ele é bom,mas tem um espírito antigo no corpo dele que o faz ser do mal. Como eu posso curar esse medo que eu tenho dele, essa insegurança?

Nasus: Eu posso tentar um feitiço,mas Malzahar está muito forte atualmente, não sei se vou conseguir cura´-lo.

Yasuo: Por mim tudo bem, você não seria o primeiro a tentar...

Nasus então criou um círculo de magia chamado Fogo Espiritual e fez com que os olhos de Yasuo tomasse um tom roxo, Nasus já havia percebido a essência do Vazio sobre Yasuo, então começou a cantarolar algo e a essência começou a sair do corpo dele, Taliyah olhava aquilo com medo, porém o círculo de fogo espiritualse apagou o mesmo caiu no chão, segundos depois ele se levantou.

Yasuo: Conseguiu?-disse meio tonto.

Nasus: Infelizmente não, o feitiço é forte mas consigo detê-lo.

Yasuo: Então por que não tirou?-disse com raiva.

Nasus: Porque você não quer, seu amor por ele faz com que sua mente se recuse a desfazer o feitiço, de alguma forma você não quer se libertar do feitiço.

Yasuo: Isso não faz sentido, por que eu iria querer essa lembrança?

Nasus:Isso só você pode descobrir, enquanto você não souber o motivo continuará preso neste feitiço, eu pelo menos consegui diminuir o efeito, você não se lembrará tão fácil desse visão mas ainda será atormentado por ela. Eu preciso ir, ainda tenho que conversar melhor com o Imperador.

Taliyah: Não vai comer antes?

Nasus: Não obrigado, e não sinto fome.

Taliyah: Poxa...

Yasuo: Obrigado pela ajuda Nasus, isso já me ajuda de alguma forma.

Nasus: Tchau-disse saindo.

Taliyah: Se sente melhor?-disse servindo as tigelas de sopa.

Yasuo: Um pouco, mas isso me deixou tão em dúvida, por que eu gostaria de me lembrar de Malzahar me matando?

Taliyah: Não sei também, talvez seja porque essa foi a última vez que você viu ele, você ficou tanto tempo sem ver ele depois que fugiu da Ilha do Mantra.

Yasuo: ... acho melhor eu comer logo, talvez amanhã eu consiga pensar em algo-disse comendo e forçando um sorriso para a amiga.

Taliyah: Vai comer tudo e a parte do Nasus também, minha sopa é a melhor que você comeu na vida.

Yasuo: Tão boa que Nasus não quis nem provar-disse rindo e depois sendo acertado por uma pedra lançada por Taliyah.

Taliyah: Fala mal da minha sopa de novo que eu jogo uma montanha em cima de você-disse furiosa.

No Palácio...

Nasus atravessou o portão e andava em pequenos passos, uma tartaruga andava mais rápido que ele naquele momento, ele andava devagar tentando não pensar em como falar isso para o Imperador...

“Nasus: Eu fa-alhei?-disse caído no chão

Nasus estava diante do corpo de seu irmão, ele não conseguia imaginar como seu irmão morreu, ele tentou de todas as formas não chorar, ele socava a areia furioso e gritava o nome de Xerath, das diversas formas que ele imaginou o porquê de seu irmão estar morto, ele só conseguia imaginar que Xerath se livrou do lacaio, ele então pegou a cabeça de Renekton e notou que dentro da boca havia uma pata de Voilding, as pequenas crias de Malzahar, Nasus então conjurou seu círculo de Fogo Espiritual revelando todos os restos de Renekton, começou a cantarolar enquanto os restos dele começavam a virar uma areia dourada, Nasus colocou a areia adentrou de um cálice de ouro e andou pelo deserto chegando a uma antiga tumba que Nasus conhecia bem, ele adentrou a tumba e ficou diante a porta onde havia o desenho de um guardião com aparência de crocodilo, dentro da tumba Nasus derramou a areia e disse um “Adeus Irmão, um dia lhe encontrarei no Mundos dos Mortos” e saiu da tumba.”

Azir: Nasus, chegou cedo.

Nasus: Eu ainda não cumpri uma tarefa sua, mas tem algo que eu precisava te contar pessoalmente.

Azir: Prossiga.

Nasus: Eu encontrei o cadáver do meu irmão no deserto, próximo a Icathia... e seu assassino é Malzahar.

Azir: Tem certeza?

Nasus: Sim, encontrei restos das crias de Malzahar e purifiquei a carne de Renekton tirando a essência do Vazio.

Azir: Sinto muito, esse Vidente esta me causando muitos problemas, ainda estava em nosso território com espião, alguma rastro de Xerath?

Nasus: Ele desapareceu, não consegui sentir a magia dele, e o cenário é de luta, talvez Malzahar tenha conseguido o deter.

Azir: Impossível, como o Vidente derrotaria um ser Ascendente.

Nasus: Talvez Xerath ainda esteja vivo, o feitiço entre vocês dois ainda existe, talvez ele tenha sido capturado.

Azir: Por qual propósito?

Nasus: Não sei dizer senhor...

Azir: Agora que Xerath desapareceu é mais um problema, conseguiu ajudar Yasuo?

Nasus: Não, a mente de Yasuo se recusa a esquecer aquela visão.

Azir: Como a sua né amigo.

Nasus: No meu caso não foi uma ilusão, aquela visão era um aviso que Renekton ia morrer, na visão eu era decapitado e meu irmão estava decapitado quando o encontrei, ele criou o próprio futuro do meu irmão...

Azir: Se quer vingar seu irmão, então faça sua última tarefa e se preprare para a guerra, pois está muito próximo.

Nasus: Sim Imperador, voltarei para Icathia imediatamente-disse saindo.

                                                                           Vazio

Depois de caminhar pelo Deserto do Silêncio, Floresta Viva e Campos Mórbidos, Lissandra voltava para o Castelo de Vel’Koz, ela havia conhecido o Vazio e se encantou pelo mundo, mesmo que tenha sentido falta do clima frio de Freijord, ela agora iria para o Laboratório Principal visitar um prisioneiro.

Lissandra: Olá ser arcano.

Xerath: Me solte agora estranha, você não sabe o perigo que corre.

Lissandra: HAHAHAHA, dentro desta bolha de magia negra você não consegue fazer nada, sua magia está sendo bloqueada.

Xerath: O que vocês querem com o meu poder?

Vel’Koz: Nós queremos sua grande fonte de magia, a sua magia arcana e ascendente conseguem mudar de forma facilmente, então seu poder pode ser muito útil para mim.

Xerath: HAHAHAHA a magia ascendente é muito poderosa para tolos como você, nunca conseguiram dominá-la.

Vel’Koz: Eis que se engana, eu não consigo dominá-la, mas Lissandra sim.

Lissandra: Eu sou uma bruxa híbrida, consigo usar a magia do vazio e arcana, sugarei todo o seu poder.

Vel’Koz: Mas para sua sorte ou azar, não conseguiremos agora, logo seu poder será usado para destruir toda Runeterra,mas até lá tenho outros afazeres-disse saindo

Lissandra: Enquanto isso eu quero testar sua magia-disse sugando um pouco da magia do mesmo.

No trono principal...

Vel’Koz: Foi divertido Vidente?

Vidente: Até que foi, eu poderia ter feito um estrago maior, mas eu farei isso durante a guerra, o sofrimento dele durante esse tempo irá me satisfazer ainda mais.

Vel’Koz: Mas agora você não conseguirá entrar mais em Shurima.

Vidente: Infelizmente sim, o Disco Solar reconheceu meu rastro de magia e bloqueia meu teletransporte.

Vel’Koz: Os mecanismos daquela cidade são intrigantes, mas terei calma, esperei séculos por isso, só faltam semanas-disse animado

                                                                   Ilha do Mantra

A Ilha estava viva novamente, as árvores vivas, os animais felizes e as flores com seus aromas delicados, Karma cuidava da Ilha e fazia seus rituais diários, sempre aconselhando os monges e os ajudando em sua jornada espiritual. A poucos dias Irelia e Ahri haviam ido embora, a única notícia que havia ouvido das duas é que Irelia estava treinando guerreiros para guerra e Ahri estava firme no relacionamento com Wukong. Karma sentia um pouco de falta de Irelia, mas sabia que isso era um sentimento bobo que logo esqueceria novamente, pelo menos é oque ela pensa.

“Desde a guerra entre Noxus e Ionia, Karma descobriu seu verdadeiro potencial e estava preparada para manter a paz mesmo que usasse a força como resposta.Ela havia se tornado uma líder formidável e buscava de todas as formas unir Ionia novamente que estava dividida entre os guerreiros que almejavam a vingança e os monges que desejavam a paz novamente, neste caminho entre a reunificação de Ionia ela conheceu Irelia, um jovem que depois de defender sua terra natal com as lâminas de seu pai se tornou a Capitã da Guarda de Ionia. As duas em seu primeiro encontro ficaram em lados opostos, Karma não desejava vingança enquanto Irelia queria mais que tudo, as duas se desentenderam várias vezes, mas dessa rivalidade nasceu um sentimento que as uniria, em um bosque as duas conversavam, Karma aos poucos conseguia mudar a opinião de Irelia e a convenceu a não desejar vingança, aos poucos as duas se tornaram amigas até que essa amizade evoluiu ao ponto de se tornar um romance, este romance que foi condenado, os monges não aceitariam uma líder que se relacionasse com outra pessoa afetivamente, independente de gênero, nas tradições todo líder deveria apenas se dedicar a vida espiritual e negar os desejos humanos.

Karma teve que fazer uma grande escolha, viver um amor puro com Irelia ou unificar sua nação e guiar os monges em sua jornada espiritual, ela escolheu unificar Ionia, ela conseguiu a unificação,mas Irelia se revoltou com sua escolha, o Governo Ioniano não ouvia mais os apelos de Irelia e a mesma ficou ainda mais com raiva de Karma, as duas se desentenderam novamente e cada uma seguiu um rumo, Irelia ficou na Capital se dedicando em sua carreira militar enquanto Karma se mudou para uma Ilha onde a batizou de lha do Mantra e criou sua própria vertente, onde a força quando necessária seria usada para manter a paz, dividida entre a tradição e revolução.”

Karma deixou esse pensamento de lado preparando sua mala, logo chegaria o barco.

Monge: Tem certeza Mestra que vai viajar?

Karma: Sim, eu nunca sai dessa Ilha desde que me mudei para cá, e eu preciso resolver um assunto pessoalmente. Posso demorar, se a guerra começar antes da minha volta quero que todos partam para Capital e sirvam ao exército ioniano, adeus.

Monge: Até mais Mestra Karma.

LEIAM AS NOTAS FINAIS PLS


Notas Finais


Bem amanhã é meu último dia de aula, então terão mais capítulos durante a semana.
Assim que eu acabar essa fic estou pensando em escrever uma nova, estou pensando em escrever sobre a nova skin Lux Elementalista, aquela skin é linda e eu ganhei ela na criação hextec(nunca critiquei), então fiquei 3 dias seguidos jogando de Lux até enjoar, e eu tenho algumas ideias para essa fic, leitores fantasmas deixem nos comentários oque vocês acham da ideia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...