História Histórias ligadas - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Novela, Revelaçoes
Exibições 16
Palavras 1.153
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ola tenho mais um cap pra vcs. Boa leitura.

Capítulo 8 - Não conta pra mãe


Fanfic / Fanfiction Histórias ligadas - Capítulo 8 - Não conta pra mãe

Isabella on

Não consegui dormir a noite toda por causa da ligação da Ester. O que eu vou fazer da minha vida?Puta que pariu agora que eu lembrei que a Vitória também aparecer por aqui. Alguém vai tomar no cu e não vai ser pouco não.

Karen: Cheguei.

- Chegou da onde doida?

Karen: Da sala ué.

- O pessoal já acordou?

Karen: Ainda não, vou preparar o café da manha e ai acordo eles.

- Ok. Filha eu vou dar uma saída pra pensar um pouco, juízo vocês em.

Karen: Tudo bem mãe, mas a senhora tem andado estranha.

- É que chega uma hora que o passado volta a te procurar.

Karen: Viu falei que tu ta estranha, mas ok né vou te deixar pensar.

Isabella off

Karen on

Depois de falar com a minha mãe eu fui fazer o café da manhã pra aquela cambada, depois que terminei o café fui acordar eles.

- Acorda cambada que eu fiz café da manhã.

Alana: Então borá comer.

SJ: Comida? Alguém falou em comida?

Alana: Nunca vi alguém que coma mais que você- diz rindo

SJ: É mas você não reclama disso- ele fala e Alana fica vermelha.

Laís: Tô impressionada.

- Com o que? Com o fato de eu manjar muito da culinária?

Laís: Não, pelo fato de você não ter explodido a cozinha quando estava cozinhando.

Alana: Verdade. Tem certeza que você não quebrou nada e nem se machucou?

- Eu só cortei o dedo, parem de me zoar.

KN: Carai parece até eu.

- Até você.

SJ: Imagina quando os dois se casaram e forem morar juntos, vão quebrar  a casa e se quebra todo.

Laís: Só ouso verdades.

-Se fude Laís.

Laís: Vai no meu lugar.

- Pretendo.

KN: Ola tenho interesse- ele fala e todos começam a rir.

Laís: Cadê o Vitor?

Vitor: Tô aqui amor- diz ele saído de trás do sofá.

Laís: Oxi! Como você foi parar ai?

Vitor: Mistério.

Ele disse e todos começamos a rir, depois fomos tomar café, após o café eles decidiram ir ao parque tomar sorvete, mas eu queria ficar em casa, então acabei  ficando sozinha em casa.

Fui tomar banho e quando fui trocar de roupa, do nada eu escuto o barulho da porta do quarto abrindo e eu tomo um susto.

- Quem é?

KN: Sou eu amor.

- Você me assustou. Você não estava no parque?

KN: Eu voltei, pois não queria te deixar sozinha em casa.

- Que fofo.

KN: Sabia que você fica bem gostosinha só de toalha- ele fala e eu coro na hora.

Ele sela nosso lábios em um beijo calmo e necessitado até que o beijo se torna mais feroz, nós nos separamos por causa da maldita falta de ar, voltamos a nos beijar só que dessa vez o beijo foi um beijo mais profundo.

Ele me joga na cama e logo sobe em cima de mim, ele deposita um chupão no meu pescoço e logo arranca o toalha que eu estava enrolada me deixando totalmente nua, ele vai deixando beijos pelo meu corpo todo até chegar na minha intimidade.

Nesse momento eu pude ver a ereção dele e isso me deixou doida,  ele deposita um beijo na minha intimidade e começa senti sua língua invadindo a mesma, sem avisar ele enfio dois dedos na minha intimidade e continuou os movimentos com a língua e os dedos, ele continua até que eu goze na sua boca.

KN: Tão apertadinha... tão gostosa...

Eu inverto a posição deixando ele por baixo, tiro a blusa e deposito um chupão em seu abdômen levemente definido, desço até a barra de sua calça e a tiro, olha e vejo sua ereção bem visível em sua cueca Box, volto a beijar o seu pescoço e apertar seu membro por cima da cueca.

Desço e me encaixo entre suas pernas, arranco sua cueca e seu membro salta pra fora, ele se senta e fica me observando, sem pensar coloco seu membro todo de uma vez na minha boca e começo os movimentos de vai e vem até ele goza, ele goza em minha boca eu engulo tudo sem deixar uma gota escapar.

KN: Amor eu queria muito brincar mais um pouco com você, mas não agüento mais eu tenho que te fuder agora- ele fala colocando o preservativo em seu membro já ereto.

Sem avisar ele me penetra de um vez só, senti tanta dor e praser que acabei gritando.

- Ah... K-KN.

KN: O que foi amor? Você não gostou?

- Não é isso é que eu nunca...

KN: Entendi amor, se você quiser parar por aqui está tudo bem.

- Não pode continuar.

Ele começa estocando devagar e eu começo a rebolar sinalizando que eu já estou bem, então ele vai aumentando o ritmo das estocadas.

- Ah KN... M-Mas rápido!!

KN: Isso linda geme pra mim- ele diz e aumenta a velocidade.

Quando estávamos quase chegando ao nosso ápice escuto a porta abrindo, na hora eu pensei fudeu.

Laís: Ah puta que pariu! O que é isso?

KN: Sexo, Amor, Reprodução humana, Transa, Fudeção, Sapeca Iaiá... tem vários nomes.

- Caralho fudeu que vergonha, e para de zoar KN isso é sério.

Laís: Fudeu não, ele tava te fodendo ainda. Só pra avisar, quando eu mandei você se fuder era só brincadeira não era pra levar a sério, carai sabe nem brincar.

- Carai Laís para de zoar, vou me jogar de um pé de couve to avisando- digo me vestindo.

Laís : Eu vim aqui só pegar meu telefone, podem voltar a brincar.

- Vai embora logo desgraça.

Laís: Tá já to indo, só não quebra a cama viu Karen.

- Se fude.

Laís: Só não mando você se fude por que você já foi- ela diz e sai do quarto.

KN: Amor tudo bem? Você está brava comigo?

- Não amor ta tudo bem, só estou um pouco envergonhada.

KN: Vem cá deita do meu lado,vem descansar.

- Só vou porque eu to cansada mesmo.

KN: Eu sei.

Me deito no seu ombro e acabamos adormecendo ali juntos.

~~ Quebra de tempo ~~

Todos já haviam ido embora e só estava eu e a Laís em casa, e sim a vergonha ainda tava foda.

- Sobre hoje cedo.

Laís: Relaxa, eu também não sou santa

- Não conta pra mãe! Pera ai tu já fez sexo?!

Laís: Eu tenho meu segredos e além do mais eu sei que se eu te contar você não vai contar pra ninguém.

- Por que?

Laís: Porque os mortos não falam.* Tam ramram ram*

- Eita preula deixa pra lá- digo rindo.

Laís: Melhor mesmo- diz ela rindo.

Karen off

Isabella on

Estava andando no parque e acabo esbarrando em alguém, quando eu vou ver quem é descubro que foi no Edson.

- Agora eu te encontro todo dia?- Digo rindo

Edson: Parece que sim- diz ele rindo.


Notas Finais


Então estão gostando? O hot foi meio bosta mas... eu vou melhorar eu juro

~~ Aviso ~~
Nessa sexta, sábado e domingo eu n vou postar cap novo, mas segunda eu posto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...