História Historinhas da Amiguinha Fujoshi :) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Boyxboy, Fujoshi, Histórias, Yaoi
Visualizações 60
Palavras 1.072
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


HEYA HEYA GAYA, CUP NOODLES ACABOU FUDEU! Vou morrer de fome
Por que um anão foi surfar na cozinha?
Porque lá tem microondas :3
SBHSJHWIWHAHAH MORTA ESTOU, MORTA ESTOOU~

Boa leitura! <3

Capítulo 15 - ARENA


Fanfic / Fanfiction Historinhas da Amiguinha Fujoshi :) - Capítulo 15 - ARENA

Já comeram oreo com Nutella? Não parece que muda o recheio, mas é bem gostoso. 

 Nesse fim de semana eu vou no quê? Num casamento, conhecido também como prisão feita por um anel. Então falaram "Banho de quinze minutos, se arruma, ou então a loja fecha", banhei me, coloquei minha lindea blusa do Mário, vulgo encanador pornô, entramos no carro, e fomos até o trabalho da minha madrasta. Quando paramos na frente da empresa minha madrasta tava com doze latinhas de Fruik Cola, e mais bilhares de papéis em mãos. Jogamos no porta-mala... ~ Quero ver jogar a gata no fundo da FIORINO ~ Sorry, my baes, não resisti.

Depois ligaram a música e enquanto nos dois bancos da frente tinha conversa sobre planilhas, sistemas e como a chefe fazia um rococó no cabelo, atrás a isolada cantava Happy do Pharrel Williams.

BICAUSE AM HAPPIIII?!!!

Mas enfim, dirigiram até o centro, minha madrasta entrou na loja, e logo uma moça que aparentava trinta e seis a quarenta anos de idade, já foi puxando uns vestidos e falando coisas aleatórias minha madrasta junto, eu e o Appa voando olhando pro assento de lá. 

Eu tive... Que provar seis vestidos, e no final... Eu peguei um mó bonitinho mano, um azul com pérola, isso aí. 

Minha madrasta precisou trocar uma... Negocio lá, e o vestido, que ela julgou noturno demais pra um casamento à tarde. Então eu e meu pai fomos comer no Sanblei (Subway gentey). Depois ela terminou de escolher, comeu, e fomos a uma loja de sapatos. 

Gente, tinha cada tênis S.U.G.A.W.A.G que só por Deus. Eu ia subindo mas só mirava neles. Acabou por eu com um sapato de salto branco. Meu pai tava tipo "Ela lá sabe andar nisso?". Minha madrasta pegou outra sapato meu pai também, um salto rosa de phyna, aquelas... 

Quando eles foram pagar eu fiquei olhando pra dois dos atendentes pensando "Se pegam, né? SAFRADOS". O modo como eles se olham e sorriem um pro outro, quando um dos caras segurava o pulso dele rindo. Tudo tão lindo. 

Na volta me perguntaram três vezes se eu tinha gostado do vestido, disse sim... Todas as vezes. Já que eu recebi educação de minha mamaein. 

Quando tínhamos já chego em casa nos jogamos cada um em determinada cama e só deitamos. Depois de umas duas horas, eles começaram com a muvuca. Omma dois tomando banho, meu pai passando aspirador de pó e parando a cada seis segundos. A porta destravou, saiu a Omma do banheiro já segurando o cabo do aspirador e escovando os dentes, e eu lá de boa ouvindo STFU do Pink Guy. 

É sério eles demoraram muito pra se arrumar. 

Íamos no ARENA, um treco que tem Kart e boliche... E sinuca. Eram já quase 8:19 e o marcado era pra 8:30. 

Me meti numa jaqueta preta e tênis, Pabam!! Já estava pronta. Desceram para garagem correndo? Me jogaram da sacada pra facilitar a descida? Não, eles são conhecidos como "Casal encima da hora... E a menina tímida". Eles dirigiram bem calmos, ligaram a música, eu só observava.  

Quando chegamos e já vi o típico chão preto e branco, cliché daquelas lanchonetes que te passam a sensação de "Vou beber milkshake e comer bacon com ovos". Saltamos do carro e demos a volta, lá estava muito escuro. Entramos e pá, fomos em direção a uma moça que me deu medo. Ela falou "Vocês podem, ela não" e apontou pra mim. Eles tiveram pulseiras de papel super estilosas, laranjas e eu não. Isso é um descaso! Tudo por quê? Porque eu não tenho dezoito anos. Ela tem vinte seis... Ânus, imaginem uma risada parecendo que tá limpando vidro, prazer, eu rindo. 

Quando passamos pelo chãozinho de vidro lá eu logo vi, só tinha: Adultos, rockeiros e uma banda que eu pensei em altos yaoi. Entramos lá, minha madrasta apontou pra parte dos Karts e eu só segui, durante o caminho todo eu pensava "Gente eu sou só a merdinha com blusa do Mário, repara não, grata". Quando eles avistaram os amiguinhos no grau, ficaram lá "Oi, pá, não sei o que, Craudinho vai no wending". E eu parada na porta, gritando socorro, mentalmente. Quando eu me virei pra trás, inicialmente pra aonde a banda tocava, foquei numas das mesas que jogava um garoto de óculos e outro que estava com uma jaqueta, bem gótico chupador de pescoço. Eles jogavam sinuca e quando o garoto foi pra jogar e inclinou a bundinha, vish, tomou pipoco. E o de óculos (aka encoxado) parou pra estapear o outro. Eu tava tipo "MODESU".

Um guri que lá tomou esporro da sobrinha da minha madrasta falando "Indecência essa sua camiseta" já que tinha uma mulher empinando a bunda. O tal Pezão, foi resolver pra eles jogarem boliche, mas acabou pela Aline, seu marido, o filho e um senhor irem embora porque o marido dela tinha batido com o Kart e com muito impacto, e estava doendo. Fila do boliche aproximadamente trinta minutos. 

"Vamos embora? "

"Bora"

E assim no caminho eles vinham dizendo "Meus vinte reais mais mal gastados!"

Eles - Pezão e os outros dois guris - perguntaram "E ae?" 

Combinaram de ir num FoodPark que tinha em algum canto, mas quando foi pra eles entrarem no carro... Cadê a chave? 

PROCURA A CHAVE, NILCI! Badum Tss. 

E foi ele atrás. Na mesa, na recepção, daí chegou ele, rindo sem graça, dizendo "Tá na porta do carro". Estava. Meu pai perguntou "Quando ele envelhecer vai ser a mesma coisa?" E ele recebeu um sim em uníssono dos garotos. 

Chegamos no FoodPark e eles já estavam lá. Decidimos ir de dogão pedreiro, o tamanho daquele cachorro quente era enorme e eu digo isso porque que comi! Tudo! Um dos guri estava na cadeira, coluna arqueada, e bebendo coca. Meu pai falou "Não parece aquele bicho do resident Evil?" Da mesa tirando minha madrasta, todos riram. Tinha uns sacolés lá de vários sabores e eu e a Omma dois fomos pegar um. 

Eu peguei inclusive uma provinha do brownie, hehe. 

Quando eu voltava pra mesa eu olhei para a perto de um caminhão de comida mexicana e lá tinha um cara de óculos escuros e o outro fofineo, eles tava sorrindinho e acariciavam a mão um do outro. TODO AMOROSOSZINHOS! 

Logo fomos embora, e eu tive um puta sono bom, cheguei a babar.  

No outro dia eu fiquei jogada no sofá assistindo filmes infantis, e jogando Call Of Duty.



Notas Finais


Vou dizer um negócio
AWWWN OHHH ÂWWWNNN AAAAAAAAAAHHHHHH AHAHAAAAA
voxe caiu no gemidauj do ispirity
(Erros propositais)
Noona se tu tá lendo, tô esquentando a cama pra tu. :3

Gostou? Comentcha, n gostou? Sei lá, vai falar mal pros coleguinhas .^.
KISSUS OF RABA DO JIMIIIIIN!! Dominiiik, RESSUSCITA!! </3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...