História Hogwarts por outros olhos - Capítulo 80


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Fleur Delacour, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Jorge Weasley, Kingsley Shacklebolt, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucius Malfoy, Lucy Weasley, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Merlin, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Molly Weasley II, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Percy Weasley, Personagens Originais, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rolf Scamander, Ronald Weasley, Rose Weasley, Roxanne Weasley, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Tags Albus Potter Dominique, Dezenove Anos Depois, Harry Potter, Hermione, Hogwarts, Hugo, James, Lily, Ron, Rose, Scorpius, Weasley
Exibições 41
Palavras 2.934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 80 - Explicações necessárias


POV Annie

O Karaokê daquele dia me distraiu, porem logo voltei a lembra de meus problemas, descobrimos que Dominique, James e Fred iriam para casa dia 20 de maio, ou seja, íamos fazer uma despedida para eles, na sexta, seria uma festa, sempre os alunos do último ano iam embora antes de nós, dez dias, mas isso era porque na semana antes ele já terão passado pelos N.I.E.M’s, e poderão esperar o resultado em casa, que chega em dois dias ou três e assim o ministério e outros lugares chama eles para entrevistas e mais provas, um exagero, na minha opinião. A cerimonia de “formatura” era sempre linda com eles indo embora nos bascos, era bom porque todos assistiam sem a correria de ir embora no mesmo dia, mas isso significava que logo estaríamos sem eles.

Combinamos de pelo menos uma vez por mês nos encontrarmos para fazer o karaokê, ou pelo menos algo divertido, deu certo, os jogos de Quadribol estavam ótimos, cada jogo mais emocionante que o outro, hoje era a final, era Lufa- Lufa e minha amada Grifinória (OS: eu, autora sou Lufana J)  James estava nervoso, novamente teriam pessoas olhando o jogo, era provável que se ele tivesse alguma chance de entrar para um time grande, ele fosse escolhido agora, mais uma vez o jogo era decisivo, James estava muito bem, ele sempre jogava bem, nos últimos dias ele andava bem estressado, o que era estranho para ele, que sempre é engraçado.

- Se James não conseguir a vaga não sei quem mais consegue! – Luke fala olhando – o garoto é ótimo

- Hmmmm –eu falo rindo, Rose e Domi riem também – elogiando um Potter, além de Lily é claro – todos riem

- Não enche Flint! – Jake me olha rindo – Sei elogiar as pessoas quando precisam e sei engolir meu orgulho as vezes – eu seguro o riso – e se contarem isso para ele, juro que eu mesmo mato vocês – nós olhamos assustados, mas acabamos rindo, depois de um tempo de Jogo a Grifinória estava perdendo, a Professora dá um tempinho para eles, vejo James reunir o time, falar, falar e falar, ele aponta para as arquibancadas, não para o lado que tinha a banca, para nosso lado, eu olho para Rose, que estranha também, vejo Lily abraçar James, começa a chover

- MERDA! – Domi fala olhando – agora fica tudo mais complicado! – Nós olhamos, vemos os jogadores colocando feitiços nas lentes dos óculos, então sobem nas vassouras e o jogo recomeça, a mudança no time era completamente evidente, eles estavam virando o jogo, Hugo fazia um trabalho muito bom de Goleiro, James o elogia, mesmo de longe dá para ouvir

- Esse é outro que vai para um time grande – Luke fala rindo – Albus é bom também, Roxy é muito boa, mas Lily – nós rimos, olho para ele, ele acompanhava cada movimento de Lily, então percebo, ele estava tenso

- Ela vai ficar bem Luke – ele concorda, um cara da Lufa-Lufa a empurra, mas ela desvia com facilidade

- E GAROTA BOA! – Rose grita, nós rimos, agora o jogos estava empatado, nós torcíamos e vibrávamos como loucos, até que Albus pega o pomo, nós descemos correndo e animados, já estávamos todos em sopa, meus sapatos faziam um barulho engraçado, o pessoal da Grifinória gritava muito, erguiam os jogadores no ar, nós assistimos rindo, depois de um tempo eles podem vir até nós, Rose olha para Scorp, que tinha uma cara estranha, ele me olha e começa a rir, quando ele se aproxima podemos ver o que acontecia, Hugo e Alice aos beijos, Rose me olha pasma, então isso vira raiva, ela vai até os dois, mas Scorp a segura pelo braço, ela protesta, Scorp me olha

- Beija logo ela! – Eu falo rindo, Domi concorda comigo, ele então cala a boca dela com um beijo e a arrasta para longe de Hugo, eu ria, todos se abraçam, se beijam, uma cena linda, Lily pula em Luke, que a abraça, mas apenas isso

- Ok, vamos acham sua irmã antes que você morra! – James fala para Hugo que olha assustado

- Scorp, gosta de você, se não fosse ele... – Domi fala e nós rimos, sinto alguém me abraçar por trás e me viram me abraçando forte, eu sorrio vendo o emaranhado de cabelos pretos

- Ou, ou – ouço Jake dizer – perdeu o amor à vida Albus? – Ele me solta mas continua me segurando pela cintura, eu olho rindo

- Estou feliz, me deixa comemorar

- Não com minha namorada! – Jake fala sério, mas o resto do pessoal ri, eu acabo rindo e Al também

- Não vou abraçar meus irmãos, ou primos –e ele olha – nem vocês – nós rimos – então me sobra Annie

- Te sobra? – Eu falo olhando fingindo estar chateada, ele ri e me dá um beijo na bochecha

- Eu não apresento ameaça mesmo – Jake fala rindo, todos rimos, no caminho vamos falando animados, hoje era uma quarta, semana que vem era a semana dos N.I.E.M’s por isso o jogo foi hoje, não teria muita festa apenas uma comemoração normal, mas sexta que vem teríamos uma festa, a de despedida de Domi, James e Fred, Jake para me observando, Albus agora tinha a mão em volta dos meus ombros, falando de algo, Jake ri e vejo Hugo perguntar a ele como Rose reagiu

- O que acontece? – Eu falo para Albus, que me olha desfazendo o sorriso

- Lauren e eu brigamos segunda – ele me olha – não nos falamos desde então – eu olho pasma

- Porque? – Ele me olha e suspira, para de andar eu paro também, o pessoal continua, eu estranho, mas ele me olha triste

- Sue irmão – eu olho surpresa – bom, ele aparentemente andou contando umas coisas por aí

- Como assim?

- Lauren não sabia... da gente entende – eu concordo – ela sempre achou que éramos grandes amigos, melhores amigos...

- E somos AL! – Eu falo olhando, nós voltamos a andar de vagar, ele me olha

- Eu sei loirinha! – Eu rio – mas Lauren não gostou muito

- Isso explica o porquê de ela não estar olhando na minha cara, Rose disse que ela podia estar... sabe nos dias chatos – ele ri

- Peter contou... – ele me olha, conhecia aquele olhar – umas coisas que nem eu mesmo sabia

- Como não? Meio difícil Al – ele ri e nós entramos na sala comunal, mas somos brutalmente interrompidos por gritos e a bagunça da comemoração que acontecia ali – Albus me puxa e fala no meu ouvido

- Conversamos depois do jantar, ok? – Eu concordo, ele me solta, vou até Jake

- O que houve com AL hoje? – Ele fala me puxando, antes que algo me acertasse – CUIDADO AÌ GENTE! – Eu olho rindo

- Brigou com Lauren, segunda – eu falo apenas – ele quer conversar apenas, desabafar

- Pobre Albus, ele não tem sorte não é – eu paro pensando nessa frase, olho para Jake um pouco confusa – Sue, Lauren

- Ah sim – eu falo pegando uma bebida, que sabe-se lá da onde veio, ele me olhava

- Você – eu olho

- Eu o que? – Ele ri e aponta para Albus – Ah... – eu rio – eu... – ele me olha rindo

- O que? Vai se explicar?  - Ele ria – sabe que eu era muito idiota – eu concordo rindo, ficamos conversando, até a comemoração para, todos vão se trocar, tomar banhos quentes depois da chuva, vamos para o salão jantar

- Vou conversar com Al depois do jantar – Jake me olha sorrindo, mas eu olho para o chão

- Me poupe Annie, desde quando tenho ciúmes de você e Albus? – Eu olho – passou, acabou, são só amigos agora, mesmo que ele goste de me provocar, ele é meu amigo, confio nele – eu rio, no Jantar vejo Sue gritar, olhamos para a mesa da Lufa-Lufa, mas não a encontramos, vemos então Parkinson e ela discutindo

- Me deixa fora disso sua ridícula, me poupe de suas patéticas crises de ciúmes sem fundamento! – Eu olho surpresa

- Uia – James fala rindo, nós rimos também, antes que Parkinson possa fazer algo e ela ia fazer, dar um tapa em Sue, a mão dela para no ar, Peter a segura e olha bravo para ela

- Já chega com esse showzinho – ele fala e arrasta ela para fora, que grita algumas coisas para Sue, ele tinha um sorriso vitorioso nos lábios, vem até nós e senta

- Acabou com ela amiga! – Rose fala rindo, Hugo e Alice se sentaram longe de Ro, por questões obvias, ela não gostava de Alice, pelo histórico da mãe da garota, Brown, a filha de Lilá

- Gente essa menina é uma idiota - ela me olha rindo – veio falar que era para eu deixar Peter em paz – ela ri algo – o queridinha, é ele quem me procura!

- OPA! – Eu falo olhando e rindo – como é? – Todos se interessam e Sue ri

- Clama, toda vez que ela nos vê ela pira, mas como sabem estamos fazendo um trabalho juntos! – Nós concordamos – toda vez ela dá um mini ataque – ela rola os olhos, eu rio

- Ela é uma ridícula mesmo – eu falo, Jake me olha sorrindo, sei no que ele pensou, claro que Penélope Parkinson tinha que temer Sue

- Mas fora dos horários combinados para estudarmos, ele sempre tem algo para falar, discutir, relacionado ao trabalho o que sinceramente não entendo como ele arruma tanta coisa! – Todos riem, eu olho para Sue de canto de olho, mas ela ignora – enfim, ela é maluca, culpe ele, não a mim! – Nós rimos, o jantar acaba e Sue sai com uma posse vitoriosa, quando passamos por Peter e ela, vejo meu irmão segurar o riso, e Sue dá uma piscadinha para ele, sei que ela fez isso para irritar Parkinson, agora Peter ri de verdade, eu rio junto, ela nos olha furiosa

- Já mandei ficar longe Bloom! – Ela fala com raiva

- Pede isso para ele – Sue fala e sai andando, e nós fazemos um “ooooou” coletivo, o que faz Peter gargalhar, não entendia como sue estava fazendo isso, ele nunca foi assim, de enfrentar as pessoas, provocar, mas pelo visto Peter estava gostando, nós seguimos rindo pelos corredores

- Nós entramos depois – eu falo parando, o pessoal me olha, esperando ver Jake comigo

- Jake? – James ri – vai deixar isso

- Me poupe James – Jake fala rindo e entra, eu e Albus saímos andando, rose me olha, eu viro para encarar ela que fala um Boa Sorte mudo, eu sorrio nós vamos andando então sinto alguém puxar meu braço, Albus se vira olhando para a pessoa com raiva e pronto para xingar ou atacar

- Ficou doida? – Eu falo para Parkinson – me solta o cara de cachorro – Al segura o riso

- Nossa, como você é fofa até em xingamentos, patético – ela me olhava com nojo, mas ainda não soltava meu braço – Olha aqui irmãzinha certinha! – Eu olho ela – Fala para sua amiguinha ficar longe de Peter, se não ela vai se arrepender!

- Primeiro, me solta! – Eu puxo meu braço – segundo fale você mesma e terceiro acho melhor você temer ela, conheço era a quase dez anos, ela consegue o que quer, sempre!

- Aquela aguada não representa ameaça querida – eu rio

- Não? Não foi isso que pareceu hoje – eu falo vitoriosa, Albus sorri

- Olha aqui – ela me puxa pelo ombro

- Chega! – Peter fala olhando – Ficou doida? – Ele a puxa – não vai relar nela, nunca mais, já não te disse isso? – Albus me olha confuso – nem na minha irmã nem em Sue, me poupe do seu ciúme idiota, não tem do que ter ciúme, nem estou como você! – Eu seguro o riso

- Para uma pessoa revoltada e má você defende muito elas – Parkinson fala, vejo Peter se perder nas palavras

- Eu, não... – ele olha bravo para ela – não estou defendendo ninguém só acho ridículo você não se controlar e sair por aí batendo nos outros por diversão! – Ele fala e puxa ela, eles sem andando

- Ok, isso foi estranhamente bizarro! – Albus fala e eu concordo, nós vamos até um lugar mais vazio e sentamos olhando a noite, a chuva havia parado e o céu estava lindo

- Podia ser astrônoma – eu falo olhando, ele ri

- Com a cabeça na Lua você sempre vive mesmo – eu rio – enfim, o que houve foi, Luke e seu irmão estavam conversando, segundo Luke uma conversa distraída e tals, aí Luke perguntou se ele sentia sua falta, porque você sempre ficou do lado dele e tals – eu concordo – bom, sabe que Luke faz um papel de infiltrado, lembrando sempre Peter de você, dos momentos bons, aí ele lembro de quando a Amber terminou com ele como você animou ele rapidinho, acontece que Peter riu, disse que você animou ele com uma coisa que ele nunca imaginava, que você contou umas coisas pessoais para ele, que ele não esperava isso de você e foi ótimo e engraçado

- Ah não – Albus ri

- Ah sim, ele contou que você disse para ele que se não existisse o encantamento você teria desistido de Jake, já que ele não dava o passo certo, e ficaria comigo – eu encaro ele sentindo meu rosto queimar – acontece que a vagabunda da Parkinson estava ouvindo escondida e adivinha?

- Foi abrir a boca de sapo dela para Lauren – eu falo pasma – que biscate desgraçada! – Ele concorda, eu suspiro – imagino que Luke amou ouvir isso – eu começo a rir

- Tem noção do tempo que Peter implorou para ele não falar isso para Jake? – Eu paro de rir – imagina

- Merlin – ele me olha – mas, e se... como eu...

- Calma, Jake não sabe disso – eu olho

- Luke veio me falar porque a Lurem brigou comigo na frente dele ele então entendeu tudo e me contou, quis matar a Parkinson

- O que ele te disse exatamente? – Eu olho para o chão, Albus e eu escondíamos algumas coisas, não nos beijamos somente naquele dia para a menina para de encher ele, nos beijamos na frente dela, depois por um tempo nos corredores e praticamente toda vez que ficávamos sozinhos, o que era fácil já que na época eu tinha me afastado de Jake porque ele estava com Amanda

- Bom, foi uma época legal, obviamente seu irmão não sabe nem da metade – eu rio – mas você estava triste pelo Jake, eu triste pela Sue, tínhamos uma atração... –ele me olha eu concordo rindo – forte digamos assim – nós rimos – aí quando apareceu na Toca... eu ia mesmo ficar com você... depois aqui em Hogwarts, mas aí conversamos e você achou melhor...

- Esquecer - eu falo olhando para o céu – ele me olhava

- Não, você viu que o encantamento estava acontecendo não foi? Com Jake, não ficou comigo para não me machucar! – Eu olho para ele, seu rosto era uma mistura de tristeza e ansiedade

- Imagina como seria, o encantamento acontece, eu estaria com você e aí? – Ele concorda – pensa na dor, eu sairia machucada, culpada e me sentindo péssima, você também e Jake se sentiria mal de qualquer forma! Teria sido bem pior...

- Quer dizer que se não fosse o encantamento...

- Eu estaria com você – eu falo olhando para ele – com certeza – ele me olha surpreso

- Está brincando né?

- Porque estaria? Você é gentil, legal, bonito, me trata bem, a gente... podia ter dado certo, mas você sabe sempre foi...

- Jake – ele fala sorrindo – sempre foi o Jake, eu sei – ele ri – engraçado pensar assim não, mas mesmo sem o encantamento, você continuaria amando ele, não ia importar, não ia durar muito – ele ria

- É acho que sim – eu sorrio – sinto muito

- Devia ter explicado melhor seus motivos

- Se eu chegasse e falasse “Não posso porque acho que o encantamento é com Jake e não seria junto com você” você teria me deixado ir embora? – Ele olha para o nada – ou teria falado...

- Esse encantamento pode não ser dessa forma e podíamos tentar – eu olho para ele – é não teria deixado você ir, nunca! – Eu rio, ele acaba rindo também – que complicado

- Você está chateado?

- Não, só fico imaginando como seria... bom agora tudo está certo, você e ele eu com Lauren... eu acho – eu rio

- Vou falar com ela, ter uma conversa séria! – Ele me olha agradecido – ela vai entender, e se não entender... – eu olho para ele –ela não é a certa para você – ele sorri e concorda, me olha de um jeito fofo e me abraça

- Por isso te adoro – eu sorrio e retribuo o abraço, ficamos assim por um tempo, então resolvemos voltar, quando entramos o pessoal nos olha

- Que demora! – James fala, eu rio

- Tivemos um contratempo – eu falo rindo

- Parkinson – Albus fala revirando os olhos – ela mandou Annie avisar Sue e bla bla bla! – Eles riem – aí Annie acabou com ela, e Peter chegou e acabou com a festa, mandando Parkinson nunca mais relar em Annie e nem em Sue

- Como é? – Rose fala – essa é novidade

- Não entendo porque ele fez isso... – eu falo – recaída talvez

- Ou ele está mesmo fingindo para um “bem maior”

- Pode ser – Jake fala, eu olho para Albus

- Sei lá, ele está normal com Annie, parece que ele está com medo de algo, ou escondendo algo – ele fala, nós nos sentamos, quando Lauren desce eu olho para ela

- Preciso falar com você

- Estou ocupada – ela fala saindo

- Então se desocupe, vai me ouvir e ponto final – todos me olham perplexos, ela para me olhando

- Como é?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...