História Hogwarts, Uma História - Pós-guerra - Capítulo 148


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cho Chang, Daphne Greengrass, Dino Thomas, Draco Malfoy, Fleur Delacour, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lilá Brown, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Percy Weasley, Ronald Weasley, Simas Finnigan, Theodore Nott
Tags Amor, Draco Malfoy, Dramione, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Hinny, Hogwarts, Pos Hogwarts, Pos-guerra, Sexo
Visualizações 527
Palavras 1.580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui vai mais um pra voces!

Não sei se volto hj pq esqueci o presente de dia dos pais e vou precisar fazer... até sabe lá Deus que horas!

Enfim, se eu conseguir terminar cedo eu volto!

Capítulo 148 - 148 - Padrinhos


POV Hermione

Eu estava quase dormindo no ombro de Ron no sofá da sala da casa do Harry quando Monstro aparatou ao nosso lado, carregando uma bandeja com uma grande torta de abóbora com frango, suco de abóbora, bolinhos e frutas.

- Meu senhor pediu para Monstro chamar vocês. Minha senhora acordou. – Ele disse sorridente e nós levantamos para subir até o quarto deles. Monstro aparatou direto pra lá. Chegamos até a porta e eu dei três batidas. Harry abriu para nós e nós entramos no quarto. Minha amiga querida já estava sentada na cama e se deliciando com a comida de Monstro. Estava mais corada do que quando chegou em casa, o que me deixou aliviada.

Ron se aproximou dela e se sentou na beirada da cama depois de depositar um beijo em sua testa.

- Você nos deu um susto. – Ele sorriu. – Como você está?

- Melhor impossível. – Ela sorriu e eu troquei um olhar como Harry, que me olhou de uma forma indecifrável.

- O que você teve? – Ron perguntou e Gina sorriu, deixando um resto de bolinho de chocolate no prato, suspirando.

- Foi uma queda de pressão aliada à má alimentação. – Ela revirou os olhos, com um sorriso zombeteiro nos lábios. – Teria sido mais fraca, se eu não tivesse grávida, mas como eu estou, eu fiquei muito mal...

- Pera aí! O que? – Eu a interrompi, chocada. – É sério? Você está grávida?

- É! Descobri faz menos de duas horas! – Ela sorriu animadamente.

- CALA A BOCAAAAAA! PARABÉNS! – Eu berrei e corri para o lado dela na cama, dando um forte abraço. – Finalmente!!! Eu torci tanto por isso amiga!

- Obrigada! – Ela riu. – Obrigada mesmo! E você, Roniquito, não vai me dar parabéns?

- Eu estou digerindo a informação! – Ele disso olhando de Gina para Harry. – Eu vou ganhar um sobrinho ou uma sobrinha?

- É um garotão! – Harry respondeu.

- Porra, cara, Parabéns! – Ron se levantou e abraçou Harry, trocando tapinhas animados nas costas em seguida deu um beijo demorado na testa da irmã. – Parabéns maninha! Puts, que legal! Mais um moleque pra eu deseducar!

- Nem pense nisso! – Gina brincou acariciando a própria barriga protetoramente. – Queremos que vocês dois sejam os padrinhos, vocês aceitam?

- Claro que sim! – Dissemos juntos.

- E qual vai ser o nome do meu afilhadinho? – Eu perguntei.

- James Sirius Weasley Potter. – Harry respondeu orgulhoso.

- Weasley? – Gina questionou erguendo a sobrancelha.

- É... resolvi mudar um pouquinho a sua proposta, se você deixar. – Ele sorriu e ela sorriu de volta, assentindo.

- James Sirius. É uma linda homenagem. – Eu sorri. – Posso sentir?

Gina assentiu sorrindo e eu coloquei a mão sobre a sua barriga.

- Oi pequeno! – Eu falei com a voz afetada. – Eu sou a titia, meu amor, vou ficar bem de olho na sua mamãe pra você chegar aqui bem saudável e bonitão!

Todos gargalharam.

- Quando vocês vão contar para todos?

- Não pensamos nisso ainda. – Harry respondeu encolhendo os ombros. – Mas acho que podemos falar amanhã na Toca.

- É uma boa ideia, todos estarão lá aí a gente já anuncia no almoço. – Gina sorriu. – Mas eu quero contar para o Teddy antes.

- Concordo. – Harry sorriu.

- Mi, posso te pedir um favor? – Gina me perguntou sorridente.

- Claro. O que?

- Eu comprei uma calça bordô lindíssima, mas agora que eu engravidei ela não vai mais entrar em mim, você pode alarga-la com um feitiço pra que ela caiba em mim? – Ela encolheu os ombros.

- Não sei como eu ainda não joguei essa calça fora. – Harry murmurou e Gina mostrou a língua.

- Claro que sim, amiga! Leve ela amanhã na toca. – Eu sorri e ela assentiu. – Vamos, Ron? Eu realmente preciso dormir.

- Vamos. Até amanhã casal, cuidem bem do meu afilhado. – Ele sorriu e segurou minha mão e nós aparatamos na sala de casa depois de nos despedir. – Cara, que legal!

Eu olhei para ele e sorri.

- Eles estavam esperando isso por tanto tempo, né? Ainda bem que agora deu certo.

- Quem sabe o próximo bebê não é o nosso?

- Vamos conversar sobre isso? – Eu pedi o puxando pelas mãos para o quarto.

- O que você quer falar? – Ele perguntou se sentando na cama, encostado na cabeceira e eu me sentei de frente para ele.

- Ron, não fica chateado. – Eu suspirei. – Eu não sei se eu me sinto pronta pra assumir a responsabilidade de ser mãe.

- Como assim? – Ele perguntou franzindo o cenho.

- Vou ser bem sincera com você. Eu quero isso e eu quero isso com você, mas eu vi os seus irmãos com as crianças nessa viagem para a França e eu fiquei aterrorizada. Na sexta antes do jogo eu e Draco ficamos olhando as crianças na piscina. – Sua cara ia fechar, mas eu o interrompi. – Não pense besteiras, ficamos só conversando, é com você que eu estou casada. Me deixe terminar de falar, por favor. Em um momento que estávamos lá, Molls escorregou na beira da piscina de adultos e caiu na água e como ela não sabe nadar, começou a se afogar. Eu fiquei sem reação. Foi o Draco que a salvou. E eu fico pensando... se fosse um filho meu e eu tivesse sozinha, eu não ia saber o que fazer... Eu acho que não tenho maturidade emocional pra ser mãe, Ron, Não ainda...

- Você está me falando que...

- Que eu não estou pronta pra isso, ainda. – Eu sorri nervosamente. – Eu quero ser mãe um dia, e eu quero isso com você, mas eu não sei se vou conseguir me sentir completamente feliz se isso acontecer agora. Quando isso acontecer, eu quero estar radiante que nem a Gina e não preocupada ou ansiosa e isso é muito importante pra mim. Você acha que pode esperar mais um ano ou dois pra eu me acostumar com a idéia?

Ele mordeu o lábio inferior e suspirou. Eu ainda tomava a poção anticoncepcional escondido, mas mentir pra ele estava acabando comigo e eu queria parar com isso o mais rápido possível.

- Eu espero. – Ele disse com um sorrisinho. – Você nunca me disse que se sentia desse jeito. Eu sempre achei que fosse por causa do seu trabalho.

- Eu acho que nem eu sabia que me sentia assim. – Encolhi os ombros. – Sabe Ron, você nunca precisou ter ciúmes do Draco e nem do meu trabalho. Eu sempre te coloquei em primeiro plano. Eu nunca deixei você de lado pra trabalhar ou pra fazer qualquer coisa com o Draco. Muito pelo contrário, eu já desmarquei coisas com ele pra poder ficar com você e já saí mais cedo do trabalho por isso também. Eu nunca entendi esse seu sentimento de posse e ciúmes, por que eu nunca dei motivos pra você se sentir assim.

- É que ele é estudioso, é médico, inteligente, rico e ele é tão parecido com você que as vezes eu tenho a impressão de que você é mais feliz sendo amiga dele do que sendo minha esposa. Eu já pude perceber várias vezes que até minha própria irmã acha que você seria mais feliz com ele. Esse é o tipo de coisa que não dá pra ignorar, até por que ele já deu em cima de você e já te beijou.

- Mas aí você esquece de um fato importante. Quem escolhe quem vai ficar comigo sou eu. Não é você, não é sua irmã, não é ele, não é ninguém. Sou eu. E eu escolhi você. Eu sou feliz sendo amiga dele, da mesma forma que eu sou feliz sendo a sua esposa. Se eu não fosse, não estaria mais com você. Por isso que eu te peço: por favor, não implique mais com ele. Eu respeito os seus limites, não trago ele aqui, não vou na casa dele, não fico de abracinhos com ele... mas eu sou feliz com a amizade dele, ele é importante pra mim.

- Eu vou tentar me controlar, Hermione.

- Você tem tentado todos esses anos e não tem dado certo. – Eu sorri. – Prometa que vai tentar mais.

- Eu prometo. – Ele sorriu revirando os olhos.

- Obrigada. Isso significa muito pra mim.

- Se significa tanto assim pra você, significa pra mim também.

- Eu amo você, Ron. Quando você vai colocar isso nessa sua cabecinha ciumenta? – Eu sorri. – Vem cá, me dá um beijo.

Ele sorriu e se aproximou, selando os nossos lábios e invadindo minha boca com sua língua. Quando precisamos de ar, nós nos afastamos dando vários selinhos seguidos e ele sorriu, encostando nossas testas.

- Eu também te amo, Mi. Por isso que sou tão ciumento. – Ele sorriu e selou nossos lábios mais uma vez.

- Foi bom ter essa conversa, eu estava me sentindo muito mal. Tudo aconteceu ao mesmo tempo nessas últimas semanas e eu precisava desabafar.

- Pode conversar comigo sempre que quiser. Você sabe disso, não sabe? – Ele sorriu e acariciou meu rosto.

- Eu sei sim, Ron. – Sorri. – Obrigada.

- De nada. Eu tenho umas correspondências na minha sala pra ler, que chegaram durante as férias, você se importa de ficar uns minutos longe de mim?

- Tudo bem, amor, pode ir lá... Eu tenho que desfazer as malas e vou aproveitar pra tomar um banho e ver os meus e-mails.

- Certo então. – Ele selou nossos lábios mais uma vez e saiu do quarto, me deixando sozinha e confusa com todos os meus pensamentos.  

 

 


Notas Finais


E aí???

Comentem!

Beijos e Nox!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...