História Hogwarts, Uma História - Pós-guerra - Capítulo 151


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cho Chang, Daphne Greengrass, Dino Thomas, Draco Malfoy, Fleur Delacour, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lilá Brown, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Percy Weasley, Ronald Weasley, Simas Finnigan, Theodore Nott
Tags Amor, Draco Malfoy, Dramione, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Hinny, Hogwarts, Pos Hogwarts, Pos-guerra, Sexo
Visualizações 667
Palavras 1.761
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii amorecos, tudo bem??

Bom, nao sei se vou conseguir postar outro hoje, por que vou ter que sair e só volto de madrugada.
Mas se der eu venho aqui!!!

Divirtam-se!

Capítulo 151 - 151 - Gravidas


POV Hermione

Depois de um banho demorado e uma bela dose de poção, Ron parecia que tinha dormido por três dias seguidos, mas alguma coisa nele estava esquisita. Seu olhar estava um pouco perdido e ele estava tenso, mas eu decidi falar com ele sobre isso mais tarde. Vesti uma blusa de crochê e um short jeans e aparatei com Ron para a toca. Harry, Gui, Anton, Jorge e Carlinhos estavam conversando enquanto Angelina comia um pedaço de bolo de cenoura.

- Bom dia, gente. – Eu sorri.

- Dia! – Todos me responderam em uníssono.

- Boa tarde, né Hermione? – Jorge zombou. – Isso são horas?

- Já foi se foder hoje? – Ron perguntou mostrando o dedo do meio.

- Não, quer ir comigo? – Jorge respondeu e todos gargalharam.

- Ué, cadê o resto das meninas? – Eu perguntei.

- Gina deu a louca e subiu pra falar com Fleur! – Gui disse revirando os olhos e eu encolhi os ombros.

- Deu a louca?

- É... eu fiz uma brincadeira e ela começou a chorar e me chamou de estupido. Daí ela subiu.

- Pega leve com ela Gui! – Harry pediu. – Sua irmã está passando por uma fase difícil. – Gui torceu os lábios e deu de ombros.

- Qual o assunto? – Ron perguntou apontando para a rodinha de meninos.

- Estamos pensando em cavar uma piscina. – Jorge que disse zombeteiro e eu franzi o cenho.

- Tô dentro! – Ron informou se sentando com os meninos e eu me sentei ao lado de Angelina, ignorando as ideias idiotas deles.

- Você está melhor?

- Sim, estou. – Ela sorriu. – Obrigada por se preocupar.

- Por nada. – Eu sorri. Nesse momento Molly e Arthur chegaram em casa com Percy, Audrey e a pequena Molls.

- Oi família! – Arthur disse sorrindo e estendendo uma caixa para Jorge. – Aqui tem um monte de fadas mordentes pra vocês fazerem os produtos.

- Valeu, velho! – Jorge sorriu e foi com Ron para o jardim ver as criaturas.

- Vou subir pra ver se a Gina está bem. – Harry sorriu e foi lá pra cima.

- Hermione, querida, como está? – Molly veio me dar um abraço. – E você Angelina? Está tão magrinha...

- Bem, e você?

- Ótima, ótima... Podem me ajudar a colocar a mesa?

- Claro que sim. – Eu sorri e fui com Angelina e Audrey para o jardim para distribuirmos os pratos na enorme mesa, logo Fleur se juntou a nós para distribuir os talheres.

- Gina cortou o cabelo. – Ela confidenciou. – Ficou linda!

- Jura? – Eu sorri. – Agora fiquei curiosa.

- VOU SERVIR O ALMOÇO! JORGE CHAME SUA IRMÃ PARA MIM E LAVE AS MÃOS! VOCÊ TAMBEM RONALD, SE EU VIR VOCÊ SENTANDO NA MESA COM AS MÃOS SUJAS EU PUXO A SUA ORELHA! – Ela berrou e nós três gargalhamos.

- FALA PRA ELES DESCEREM RÁPIDO, POR QUE EU PRECISO FALAR COM TODO MUNDO. – Angie gritou.

- Ta bom! – Jorge franziu o cenho pra ela. – Falar o que?

- VAI LOGO, CACETE! – Ela berrou e ele saiu correndo, nos fazendo gargalhar. – Odeio quando ele fica questionando as coisas que eu falo. Mania besta que ele tem.

- Calma, Amiga! – Audrey disse rindo e puxou uma cadeira para se sentar, Percy correu para se sentar ao lado da pequena Molls que se sentou entre os pais. Gui e Fleur se sentaram lado a lado e Vic se sentou a direita de sua mãe e à esquerda de Teddy, Harry, Gina (ao lado de seu marido) ficou ombro a ombro com Angelina, que estava acompanhada de Jorge. Eu me sentei entre Audrey e Ron, à direita de Ron estavam Carlinhos e Anton e na ponta da mesa estava Arthur.

Molly veio da cozinha com todas as enormes panelas de ferro levitando atrás dela e se sentou ao lado de Anton, pigarreando.

- Bom, antes de começarmos o almoço de hoje, Audrey precisa nos contar uma coisa.

- Eu também preciso! – Angelina levantou a mão.

- Eu também! – Gina completou, animadamente.

- Pelas cuecas de Merlin! – Arthur reclamou. – Só faltava a Angelina e a Gina estarem grávidas, como a Audrey.

- ARTHUR! – Molly bronqueou. – Estregou a surpresa da Audrey.

- E a minha também! – Angelina e Gina disseram risonhas e todos nós gritamos em comemoração pelas novas crianças na família.

- Você o que Angelina? – Jorge a olhou surpreso. – É sério?

- É! – Angie encolheu os ombros e Jorge desmaiou, mas depois de um copo de água gelada na cara e um feitiço Enervate do Sr. Weasley ele despertou.

- Tô bem! – Ele disse arfando, mais pálido do que um fantasma. – Eu não acredito! – Ele sorriu e puxou Angie para um abraço apertado, sussurrando coisas no ouvido dela.

- A minha irmãzinha está grávida. – Carlinhos comemorou sorridente. – Menino ou menina?

- Menino! – Gina sorriu e trocou um olhar com Harry. – James Sirius Weasley Potter. E o seu Audrey?

- Menina, Lucy Weasley. – Ela sorriu e foi abraçada por Molls. – E o seu, Angie?

- Menino. – Ela sorriu e mordeu o lábio inferior. – Ainda não conversei com Jorge sobre o nome que eu pensei...

- Converse agora então. – Jorge sorriu.

- Eu pensei em Fred Weasley II. – Ela disse encolhendo os ombros e Jorge a puxou para um abraço. A mesa inteira ficou em silencio, afinal, Jorge foi o que mais sentiu a morte de Fred.

- Não tem nome melhor. – Ele sorriu e selou os lábios com ela, ambos com lágrimas nos olhos. – Eu amo você! Obrigado por isso!

Arthur sorriu pra isso e ergueu a taça de suco.

- Aos novos membros da família. – Ele disse e nós o imitamos, batendo as taças e comemorando. Molly se debulhava em lágrimas de emoção e as gravidinhas foram muito mimadas durante a refeição.

- O mãe! – Gui chamou a atenção, quando todos tínhamos acabado de comer e estávamos naquela hora em que está todo mundo cheio demais e com preguiça demais de sair da mesa, então ficam sentados olhando para o nada. Ela o olhou e fez sinal de que estava ouvindo. – O que você acha de cavarmos uma piscina aqui na toca?

- Onde você pensa em fazer isso, menino? – Ela disse com um sorriso zombeteiro.

- Ué, mãe, aqui no jardim, ou no quintal lá atrás. – Ron disse. – Lugar não falta.

- Ah pronto! – Eu cochichei para Audrey, que segurou o riso.

- E quem faria isso? – Arthur perguntou. – Eu já estou velho pra essas coisas.

- Velho nada, papai! – Gina se levantou e correu para abraçar Arthur. – Tenho certeza que o James aqui e o Teddy iriam adorar se tivesse uma piscina na casa do vovô, não é, pequeno?

- Eu gosto de piscina! – Teddy sorriu, com cara de gatinho pidão.

- Eu também iria adorar, vovô. – Vic sorriu. – Até a Molls que não gosta de nada iria gostar, não é?

- Eu gosto de muita coisa, sua chata! – Molls disse, mostrando a língua. – Mas eu gosto de piscina também.

- O nosso pequeno Fred também iria adorar. – Jorge completou. – E o meu falecido irmão também adoraria!

- Até eu iria gostar! – Percy resolveu entrar no jogo e Audrey o olhou indignada.

- Tudo bem Weasleys! Eu autorizo a construção de uma piscina, se vocês me ajudarem. – Arthur sentenciou, derrotado. – Vou pegar minhas ferramentas. – Ele se levantou e foi para dentro da casa.

- Vocês jogam muito baixo! Até você, Ginevra! – Eu bronqueei.

- É Gina! – A ruiva revirou os olhos.

- No momento que ela se pronunciou eu sabia que ele ia autorizar. – Molly revirou os olhos rindo. – Até depois de casada ela é o xodó de Arthur. – Ela se levantou e foi pra dentro de casa.

Eu olhei para a minha amiga que fez a maior cara de inocente.

- Que é? Eu fiz isso pelo Teddy e pelo James.

- Que cara de pau! – Carlinhos completou, gargalhando. – Levantem essas bundas gordas da mesa, vamos ajudar o velho!

Todos nós levantamos, menos Gina.

- Você não vem, pirralha?

- Ah não... Eu tô muito grávida pra fazer trabalho braçal hoje! – Ela disse se espreguiçando.

- Eu também! – Audrey e Angelina resolveram usar do mesmo artifício e eu troquei um olhar com Fleur.

E nós precisamos cuidar das esposas de vocês enquanto vocês cavam a piscina.

- Vamos lá então, rapazes. – Percy disse derrotado. – Com magia nós conseguimos acabar isso em menos de duas horas.

Eles foram para o quintal dos fundos e eu conjurei uma grande toalha para me deitar com as minhas cuinhadas na grama e aproveitar para tomar um sol. Vic e Teddy foram brincar e Molly ficou conosco pintando o seu livrinho.

- Eu devia ter trazido um biquíni! – Audrey pensou alto. – Vou ficar com a marca da blusa.

- A Mione que vai ficar sensual com a marca dos buraquinhos do crochê. – Angelina comentou risonha.

- Caguei cosmicamente. – Eu respondi.

- Os homens que não são meus irmãos são meu marido e meu pai, se eu quiser, posso ficar de calcinha aqui que ninguém vai nem ligar. – Gina zombou.

- Tem o Anton... – Fleur disse.

- O Anton é Gay. – Gin sorriu e todas nós demos muxoxos de concordância. – Querem ver uma coisa engraçada?

Todas concordamos e ela sorriu zombeteiramente, ao meu lado.

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH! SOCOOOOORRO! QUE DOR! – Ela berrou e todas nós pulamos de susto. Cinco segundos depois todo mundo chegou correndo, a maioria dos homens sujos de lama.

- O QUE FOI? – Harry ajoelhou ao lado dela desesperado.

- Nada. É só o treinamento para quando uma de nós entrar em trabalho de parto.

Todas as mulheres gargalharam e os homens demoraram alguns segundos para terem algumas reações. Harry foi o primeiro a se deitar ao lado dela e gargalhar.

- Filha da puta! – Gui xingou, voltando para o fundo da casa.

- Ah, não fiquem bravos. Eu estou carregando um menininho com o nome de dois marotos. – Ela disse entre as risadas. – Vocês esperavam o que?

- Tomar no cu! – Ron xingou, erguendo um dos braços raivosamente.

- Puta susto! – Carlinhos disse risonho.

- Vou te fazer gritar com razão, sua escrota. Aguamenti! – Jorge berrou apontando a varinha pra ela que deu um gritinho e gargalhou em seguida.

- Para com isso, Jorge! O MÃE! O JORGE TA ME MOLHANDO. – Ela gritou entre as gargalhadas e a tentativa falha de se proteger nos inúmeros jatos de água que recebia do irmão.

- JORGE WEASLEY, PARE AGORA E NÃO ME FAÇA IR ATÉ AÍ!

- Mas mãe ela...

- AGORA!

- Mãe, que injusto...

- EU TO INDO AÍ, MOLEQUE.

- Merda! – Ele xingou e saiu correndo enquanto todo mundo gargalhava. 


Notas Finais


E aí? Que tal essa família perfeita?

Comentem!!!

Beijos e Nox!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...