História Hogwarts por outros olhos - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Fleur Delacour, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Jorge Weasley, Kingsley Shacklebolt, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucius Malfoy, Lucy Weasley, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Merlin, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Molly Weasley II, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Percy Weasley, Personagens Originais, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rolf Scamander, Ronald Weasley, Rose Weasley, Roxanne Weasley, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Tags Albus Potter Dominique, Dezenove Anos Depois, Harry Potter, Hermione, Hogwarts, Hugo, James, Lily, Ron, Rose, Scorpius, Weasley
Exibições 42
Palavras 2.093
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 40 - Visitas


POV Annie

Acordo com uma leve batida na porta e então o rosto de Rose aparece

- Desculpe acordar vocês, todos nós dormimos um pouco, vovó quer que a gente vá jantar, como está se sentindo? – Eu olho para Jake que está levantando e se esticando

- Muito melhor, será que eu posso descer para comer?

- Draco disse que se você conseguir andar sem dor e não sentir tontura sim, pelo menos foi o que ele disse para sua mãe

- Ok, vamos por partes – eu me sento e não sinto nada então me levando e nada – aparentemente sem dor nem tontura – eu olho para um canto onde tem um espelho, eu estava no antigo quarto de Giny, vou andando até lá e me olho no espelho

- Não ficou nenhuma cicatriz no seu rosto – Rose fala me olhando também

- Jake se incomoda se eu tirar a blusa? – Ele me olha rindo e Rose ri também

- Serio depois de tudo não me incomodo com mais nada – ele fala e eu olho para Rose e tiro a blusa – viu o que eu disse, uma bela cor de sutiã, combina com você – Rose tem um acesso de riso e eu taco a blusa nele

- Idiota! – Então eu me olho no espelho, agora sim vemos cicatrizes, vejo Jake se aproximando, e me examinando, Rose passa os dedos em meu ombro

- Elas vão melhorar, vão quase sumir, pelo menos Draco acha que sim

- Estão bem finas, mal dá para ver -eu passo a mão em minha barriga Jake olha meus braços

- O que aquela loca tinha em mente? – alguém bate na porta e entra, era meu pai ele olha para Jake e depois para mim sem blusa faz uma cara de bravo, mas então me olha melhor e pega meu outro braço

- Sabe Jake você foi mesmo muito bom lá protegendo ela, essas marcar são as provar que você a salvou e manteve ela viva e não que você fracassou! – Ele olha para Jake e vejo Rose sorrindo no fundo – Agora pelo amor de Merlin vista uma blusa menina! – Nós rimos e Jake me entrega minha blusa – Bem melhor, ainda bem que ela não cortou suas pernas também! – Rose então pergunta se eu estou sem dor e se consigo descer as escadas

- Estou ótima Ro, vamos comer – eu desço as escadas tranquilamente e me junto aos outros na sala

- EI VOCÊ ESTA VIVA! – James fala – Achei que Draco tivesse terminado de te matar, você não aguenta muito bem uma dorzinha né?

- Quem sabe se eu descolar seu outro ombro de presente de Natal James? – Jake fala e todos fazem um oooooooh

- Aprende a ficar com a boquinha fechada filho! – Giny fala rindo – ele está falando isso agora mas ele também chorou ouvindo seus gritos viu Annie! Na verdade, não teve um que não chorou ou ficou desesperado – eu sorrio

- Bem agora passou! – Molly fala alegre – vamos comer e esquecer isso por hora, passar nossa natal e ano novo bem – eu concordo, ouvimos um barulho lá fora

- Esperava alguém? – Harry pergunta para Molly segurando a varinha

- Ah, sim – Molly fala animada, então abre a porta, eu posso ver então, Sr. E Sra. Harrison, os avós de Jake eu sorrio

- Vovó? – Ele fala levantando – Vovô! – Ele corre abraça-los, eu olho a cena sorrindo, os dois abraçam ele aliviados

- Ah, graças a Merlin você está bem – Amelie fala sorrindo – boa noite a todos! – Ela nos olha animada, eles entram

- Bem pessoal convidei eles para passar o natal e ano novo conosco – Molly fala, Arthur vai cumprimentar Joseph

- Acho uma excelente ideia – Jake fala sorrindo

- Ainda mais com as coisas que andam acontecendo, melhor ficarmos juntos – Joseph fala

- Annie? – Amelie me olha – Por Merlin, como está linda – eu rio e a abraço – olha as fotos não fazem jus não! – Todos sorriem – Está melhor?

- Estou bem – eu sorrio – graças ao seu neto

- Ah que bom que ensinamos ele bem – Joseph fala me abraçando – nunca mais nos assuste desse jeito mocinha! – Eu rio, vejo Jake me olhando sorrindo

- Bom agora vamos falar de coisas chatas – Amelie me olha e depois para Jake

- Ah vó nem vem – Jake fala

- Ah, não! Sua mãe, esse é o assunto, ela pirou de vez – todos olham para ela – bom não sei em que ponto eu errei tanto com aquela garota! – Ela se lamenta

- Bom, de qualquer for iam ficar sabendo então... – Joseph fala – Sabíamos que em algum ponta da vida de Jake ele ia se cansar dela, sabíamos que ele poderia nos pedir para fazer algo, mas ainda sim esperávamos que ele fizesse dezessete e bem... pudesse se virar sozinho, bom com a nossa ajuda é claro...

- Não estou entendendo – Molly fala – não vai me dizer que vão fazer o garoto ser responsável por ele mesmo aos quinze anos! – Amelie ri

- Não, não somos péssimos avós! – nós rimos – mas minha filha é uma péssima mãe – Jake olha para ela – bem, no começo do ano letivo Jake nos pediu uma coisa, eu e Joseph achamos que seria o melhor para ele, então, nós dois entramos com uma... pedição para que nós fiquemos responsáveis por ele, bem legalmente – Molly sorri, eu olho para eles e depois para Jake

- Vocês já não eram? – Harry pergunta

- Não, Charlotte não quis, bom abrir mão do filho – Joseph diz com uma irritação – sinceramente cuidamos dele desde que nasceu, ela depois de um tempo nem o via mais! – eu olho para Jake – quanto tempo não a vê? – ele pergunta para Jake

- Três anos – Jake responde

- Nossa – Giny fala

- Bom e agora com esse encantamento a Charlotte pirou, ela apareceu em casa nos xingando, nos culpando por deixar ele andar com Annie

- Ela o que? – Minha mãe fala – olha com todo respeito, mas se ela aparecer na minha frente eu faço ela engolir tudo que ela anda falando de mim e da minha família!

- E seria ótimo se fizesse, acho que devíamos ter batido nela quando pequena – Joseph fala – ficou fora de controle, então dissemos a ela que íamos fazer isso, legalmente, ela então disse que ia vir te buscar Jake

- Ela que tente! – Todos me olham – Desculpe, mas não controlo isso, se ela aparecer aqui e tentar levar ele embora não sei o que eu faço com ela

- Isso eu queria ver – James fala e Giny o olha brava

- Annie tem razão, ela não controla – Peter me abraça de lado – e eu não vou impedir nada, sou o único que consegue e vou assistir de camarote! – Todos acabam rindo

- Se ela aparecer aqui já será sequestro – Joseph fala sorrindo – já assinamos os papeis – ele mostra os papéis, Jake pega e lê, depois abraça os avós agradecendo

- Bom, isso significa que ela não manda mais em mim? – Ele pergunta e todos riem

- É querido, significa que você nos pertence, então – Amelie fala sorrindo – seja feliz, ela não pode fazer nada – eu rio, nós sentamos para jantar, depois nos sentamos na sala

- Sabe ainda bem que Draco nos ajudou – Harry fala

- Ainda bem mesmo! – Draco fala aparecendo na porta

- Caramba que susto – Lily olha para ele e todos riem

- Então estão todos bem? Curados? Mocinha não era para estar no quarto em repouso?

- Ela só desceu para comer – todos concordam, vejo Jake ir falar com Draco eu me aproximo dos dois e ouço Jake pedindo desculpas por ter gritado com ele.

- Tudo bem Jake eu quase voei no pescoço de um colega medibruxo uma vez quando ele tratava de um corte de Astoria, ela tinha sido cortada do ombro até a barriga, nós tínhamos uns 22 anos, namoramos a algum tempo, parecia que eu sentia a dor dela, aposto que você se sentiu assim também não? – Ele confirma com a cabeça – a dor psicológica muitas vezes é pior que a física, Clarisse, Yan e Peter estavam desesperados no quintal, na verdade não sei como você se controlou tão bem

- Acho que no fundo sabia que era para o bem dela, mas ouvir os gritos foi uma tortura que não espero nunca mais passar! – Draco sorri para ele

- Espero que não passe mais mesmo, e nem ela! Né Annie? – Eu me assusto com ele me olhando em seguida – Sabia que você estava ai!

- Desculpa, não pude deixar de ouvir – eu falo me sentindo culpada

- Você sente alguma dor? – Draco pergunta – Algum desconforto? Só para eu saber, pode ter algum veneno em você ainda, nada muito ofensivo nem forte, só alguns vestígios podem causar tontura

- Não sinto nada! – Ele sorri, nós adolescentes resolvemos ir até a varanda lá fora e sentamos na mesa eles deixam uma cadeira macia para mim, percebo que Lily e Luke estão lá perto de uma arvore longe

- Lily ficou em choque - Albus fala quando percebe que eu estou olhando – Quando ela viu James cair ela entrou em choque, Luke foi quem tirou ela de lá, praticamente arrastada, ela só chorava depois e não falava nada, quando ouvimos seu grito vindo da sala logo começamos a correr para lá então James e mamãe saíram e falaram que era Draco te curando, logo depois ouvimos mais berros e pensamos que Lily ia piorar, mas ela saiu do choque, pediu para ir ajudar você e mamãe disse que Rose e Jake estavam cuidando de você, ela ficou bem preocupada, todos nós ficamos

- Foi mesmo horrível de ver, por um minuto achei que eu ia ter que segurar Jake para não voar em meu pai!

- Acho que qualquer um no lugar de Jake teria matado seu pai! –James fala – ele fez mesmo um ótimo trabalho

- Chega, vamos parar de falar de coisas ruins, vocês sabem o que faremos amanhã?

- Jantar em família e depois no dia de natal vamos ter um almoço em família! – Rose fala

- Sabia que sua avó chamou meus pais? – Scorpius fala e Rose olha para ele – como ela disse, por ter trazido a neta dela em segurança!

- Ok então – nós rimos, despois de um tempo conversando decidimos ir dormir, bom na minha parte tentar, eu me virava toda hora e a única vez que peguei no sono acordei assustada por conta de um pesadelo em que Jake não podia me salvar de várias facas, eu resolvi desistir e ir para a sala, pego o livro que Hermione me deu sobre as Mini corujas e desço. Estou lendo a mais ou menos vinte minutos quando ouço passos na escada e vejo Jake então sorrio

- Pesadelos também? – Ele pergunta indo à cozinha e voltando com um copo de agua

- Sim, sou cortada em várias partes do meu corpo, de diversas formas, e várias facas diferentes e você não pode me ajudar. E os seus?

- Você é cortada em várias partes do seu corpo, de diversas formas e várias facas diferentes e eu não posso fazer nada!

- Ah Jake nada disso é culpa sua – ele se senta ao meu lado

- Todos me dizem isso, mas eu não tiro da cabeça que eu podia ter impedido! – Eu pego o rosto dele e olho para seus olhos pretos

- Jake se você não vivesse me salvado eu estaria morta!  - Ele fecha os olhos, imagino que ele esteja pensando nessa hipótese, então eu chego mais perto e coloco minhas pernas no colo dele

- Ei mocinha, que modos são esses? – Ele ri e eu rio junto, depois de tudo que passamos hoje eu só queria ficar perto dele, ele coloca as mãos em meu rosto e passa o dedo onde ela cortou, não que dê para ver pois Draco fez um excelente trabalho, mas nós sabemos onde foi, então ele olha para mim, sinto uma onda de calor por todo meu corpo, milhares de borboletas brincam no meu estomago eu me afasto dele.

- Você quer ler comigo? – Eu pergunto e ele concorda, acabamos descobrindo que Agnes é a única de sua espécie que é branca, que ela pode sentir o que que dono sente e carinho por ele e pelas pessoas que cercam seu dono

- Isso explica muita coisa, ela é bem esperta! – Jake fala, nós ficamos um tempo assim - Acha melhor tentarmos dormir? – Eu me levanto e ele se deita no sofá, me deito do lado dele, bom quase em cima dele e assim nós pegamos no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...