História Hold Me Tight - VKook - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Namjin, Taekook, Vkook, Yaoi, Yoonseok
Exibições 66
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ois gente, me desculpem por ficar tanto tempo sem atualizar, mas sabe né, mas estiverem interessados na minha outra fic que eu estou atualizando com mais frequência (ela ChanBaek) o link estará aqui, se não estiverem apenas ignorem ^^ 🌚 https://spiritfanfics.com/historia/colors--chanbaek-6601897

Capítulo 7 - Seven


Fanfic / Fanfiction Hold Me Tight - VKook - Capítulo 7 - Seven

"Melhor agora do que depois."

"O céu que se assemelha a você é lindo
Novamente hoje, você está tão deslumbrante
Desviando numa estrada desconhecida, como se eu conhecesse"



Naquele dia eu acordei com o meu despertador tocando irritantemente e Jungkook em meus braços.
Sorrio observando o mesmo, e decido me levantar ambos teríamos que levantar para ir até a escola/faculdade.
- Kook... - balanço um pouco o mesmo. - Você tem que ir para a escola... - digo baxinho em seu ouvido.
- Nha... - ele diz manhoso e me abraçando forte. - Hoje não tem aula hyung, é feriado...
- Feriado? - pergunto confuso.
- Hoje é o dia da libertação... a libertação da Coreia após 35 anos de domínio colonial japonês, e bla bla...
Sorrio, ele ficava tão fofo enquanto dormia. Seu cabelo ficava espetado para todos os lados, seus olhinhos um pouco inchados. Era tão fofo.
- Ah. Tinha me esquecido. Então tudo bem. - digo bagunçando seus fios e desligando o despertador.
- Hyung... - ele me chama manhoso.
- Hm?
- Agora que estamos namorando... - ele começa a falar ainda de olhos fechados, e com a cabeça em meu peito. - Devemos sair em um encontro. Não acha?
- Acho. Que tal mais tarde, hein? - pergunto sorrindo e olhando o mesmo.
- Acho que é uma boa idéia. - ele diz sorrindo bobo e logo começa a tossir um pouco.
- Você está bem? - pergunto olhando o mesmo.
- Estou sim, vamos voltar a dormir? - ele me pergunta.
- Vamos sim. - digo me arrumando na cama e abraçando seu corpo.


Depois de algumas horas, acordo com o cheiro de algo na cozinha, Jungkook não estava mais em meus braços.
Me levantei e fui até a cozinha, ele ficava tão charmoso quando estava cozinhando. Eu o adorava vê-lo assim, era uma cena tão bonita.
- Bom dia meu amor. - sussurro em seu ouvido ao abraca-lo por trás.
- Bom dia Tae. - ele diz sorrindo e virando para me dar um beijo de bom dia. - Dormiu bem?
- Muito. - digo sorrindo. - Porque você sempre acorda primeiro que eu? - acabo por fazer um bico infantil.
- É que você ronca. - ele faz careta.
- Sério? - faço uma expressão desacreditada.
- Não, é por que eu sempre acordo essa hora. - ele diz sorrindo.
- Bobo... - dou mais um selinho no mesmo.
- Tae, adoro quando você me abraça, mas, as panquecas estão queimando... - ele diz dando aquela risada gostosa que ele tinha, e eu o soltei já sentindo o cheiro de queimado.
- Desculpe. - digo fazendo bico.
Ele apenas ri e joga as panquecas no lixo. Logo escuto o mesmo tossir novamente.
- Kook, você está bem? Está tossindo novamente... - digo olhando o mesmo preocupado.
- Estou bem. Deve ser só uma gripe. - ele calmo.
Encaro o mesmo e olho nos seus olhos.
- Tem certeza? - digo olhando o mesmo.
- Tenho... - ele sorri e me dá um selinho. - Logo logo passa. - ele diz sorrindo e o abraço.
- Espero que sim... Eu não aguentaria te perder... - digo num sussurro.


JEON JUNGKOOK

Me pergunto por que aquelas palavras doeram tanto? Meu coração ficou incapaz de bater mais lento. Eu não iria conseguir contar, não tinha como.
Eu fiquei sem reação e quieto. Eu não queria que ele soubesse que de fato iria me perder, que eu não estaria mais aqui.
Sem perceber uma lágrima escorreu sobre a minha face.
- Por que está chorando? - ele desfaz o abraço e limpa minha lágrima solitária.
- A-apenas feliz... por saber que você se preocupa comigo... - digo sorrindo mínimo e o abraçando.
Escondo meu rosto em seu peito para evitar que mais lágrimas desçam sobre a minha face.
- Não precisa chorar pequeno... Eu sempre me preocupei com você.
- Me desculpa.. - digo baixinho, quase num sussurro.
- Pelo o que?
- Nada.. - digo sorrindo para o mesmo e mesmo com as pernas bambas volto a cozinhar.
Eu queria dizer a ele. Mas eu não podia.
A verdade é que não viajamos por que meu pai queria me afastar de Tae, na verdade isso também, mas essa é só meia verdade. Nessa mesma época eu havia caído e ficou hematoma em meu corpo, o único problema é que esse mesmo hematoma ficou em meu corpo por duas semanas... E não foi uma queda muito alta.
Meu pai decidiu me levar no médico, foi quase eu descobri algo que mudou a minha vida. Eu tinha leucemia. Eu estava morrendo, mas meu pai não deixou que isso acontecesse, ele me levou para o Japão, onde havia os melhores médicos para tratas da minha doença. Eu fiz um tratamento intensivo, e tecnicamente falando, eu estava curado. Mas não mesmo, já faz alguns meses que eu descobri que a leucemia não se fora completamente. Dessa vez ela voltou com mais força e mesmo com o tratamento, a minha chance de sobreviver não é tão grande.

- Kook? - escuto a voz de Taehyung soar pela cozinha.

Eu estava parado na frente do fogão.

- Sim? - digo sorrindo e olhando o mesmo.
- Você ficou estranho de repente... - ele me abraçou de novo.

- Vamos comer? Hm? - pergunto selando nossos lábios.

- Eu fiz alguma coisa errada? De repente você ficou tão para baixo..

- Não. Eu estou bem, não se preocupe tanto. - digo sorrindo e abraçando o mesmo. - Primeiro vai escovar os dentes que eu irei servir o café da manhã.

- Você que manda. -ele diz sorrindo e virando para ir escovar os dentes, bem nessa hora eu lhe dou um tapa estalado em sua bunda.

- Nossa Jungkook, que força. - ele se vira sorrindo para mim e eu apenas rio do que o mesmo havia falado e começo a arrumar a mesa.

Logo o mesmo desceu e tomamos nosso café.

Estávamos na sala assistindo algum filme, e claro, estávamos nos beijando. 

Ele segurava minha cintura e eu estava com as mãos em sua nuca, eu estava em seu colo, quando escutamos alguém bater na porta, e num pulo e acabei quicando em seu colo.

O mesmo me abraçou e riu um pouco, logo a porta se abriu. 

Eu não esperava vê-lo, e pela sua cara, ele também não esperava me ver.
- Oi.. - digo forçando um pequeno sorriso.

Eu sabia que ele não gostava de mim. E bom, eu não posso dizer o mesmo. Ele era legal e divertido, gostava de estar perto do mesmo.


Notas Finais


Espero que gostem ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...