História Hold Me Tight - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Victor Nikiforov, Yuri Katsuki
Tags Hentai, Yaoi, Yuri!! On Ice
Exibições 488
Palavras 915
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Do you really want this?


Fanfic / Fanfiction Hold Me Tight - Capítulo 4 - Do you really want this?

- Tadaima. (Cheguei)

-  Viktor, Yuri! Okaeri! (Bem vindos ao lar) Voces demoraram, está tudo bem? Sinto muito pelo Makkachin..

- Ahn, gomen. Sim, está.. tudo.. bem.. - Falei entre pausas enquanto Viktor se dirigia ao quarto. Ele ignorou até mesmo minha mãe, de quem gostava tanto. - Okasan. (Mãe)

- Hai?

- Preciso.. te contar uma coisa.

- Tem que ser agora? Preciso fazer o jantar.

- Não, tem que ser agora. É rápido.

- Ahn, não me deixe nervosa. Conte de uma vez. - Eu engoli seco. Não sabia qual seria a reação dela.

- Eu e o Viktor, nós.. estamos namorando. - Eu fiquei vermelho e desviei o olhar. Apesar de não ter tido um pedido oficial, eu queria que ela fosse a primeira a saber que estávamos juntos. Quando a olhei, ela estava com os olhos cheios d'água. Não sei se ela está triste, mas não falou nada.

- O-okasan?

- Você sempre foi muito sozinho, meu filho. Eu sempre quis que um dia alguém quebrasse as suas barreiras e te fizesse amar de verdade. Você é lindo e cheio de saúde, só lhe faltava ser feliz. - Ela pousou a mão sobre o meu rosto, me fazendo um carinho na bochecha. 

- Eu sou feliz agora, mãe. - Eu sorri tentando segurar as lágrimas.

- Mas sobre isso, todo mundo já sabia. Não faça tanto mistério sobre algo tão óbvio. Vou fazer o jantar! - Eu fiquei chocado. Era tão óbvio assim? Sempre tentei ser discreto, Viktor que sempre foi um safado me agarrando em público.

~

Quando entrei no quarto de Viktor, ele estava deitado abraçado em uma pelucia do makkachin, algumas lágrimas escorriam dos seus olhos fechados. Não pude deixar de sentir pena dele. Me deitei ao seu lado, e ele continuou de costas pra mim.

- Vamos enterra-lo no jardim perto da arvore, do lado da Vi. - Ele permaneceu calado. - É um lugar bonito pra descansar.

- Você acredita nisso?

- No que?

- Que depois que se vão, eles vivem em um tipo de paraíso. - Eu não era muito de acreditar em alguma coisa. Mas depois que a Vi se foi, precisei. Imagino que ele precise disso também.

- Claro. Com muitas árvores, flores. Muita comida e varias cachoeiras. Lá todos são felizes.. E esperam ansiosos o dia que seus donos cheguem, pra que nunca mais se separem. - Eu ouvi ele rir.

- Isso é muito fofo, Yuri. Obrigado. - Eu fiquei feliz de poder ajudá-lo.

- Voce quer comer? O jantar está pronto. - Ele se virou para mim devagar. Estava usando uma yukata folgada e seu peito estava totalmente a mostra. Ele era lindo demais. Eu virei o rosto pra que ele não visse meu possível sangramento nasal.

- Yuri.

- H-hai.

- Você pode me beijar, por favor? - Eu sorri com as suas palavras.

- Você agora é do tipo que pede? - Ele sorriu de volta. Tudo que ele fazia era encantador.

- Não mesmo. - Ele se aproximou de mim, tocando gentilmente seus lábios nos meus. Eu segurei seu rosto enquanto ele me beijava e brincava com a minha língua. Que delícia de beijo. Era quente e extremamente envolvente, nossas bocas pareciam estar em perfeita sintonia. Envolvi meus braços ao redor do pescoço do russo quando ele subiu em cima de mim e passeava as mãos pela minha barriga por baixo da camisa, me arrepiando inteiro. Ele começou a esfregar seu volume sobre o meu, me fazendo soltar alguns gemidos baixos. Foi subindo minha camisa afim de tira-la.

- V-viktor, voce realmente quer fazer isso?

- Quero. Muito. - Ele nao pensou duas vezes antes de responder, por fim tirando minha camisa. Quando fui tirar meus óculos, ele me parou segurando meu pulso gentilmente. - Não.. Eu quero que você veja. - Nos olhamos por uma fração de segundo e eu pensei alto:

- Seus olhos são muito azuis, isso não é justo.  - Ele fez uma cara engraçada e coçou a cabeça, envergonhado.

- Ahn, gomen.

- Por que você está se desculpando? Hahaha. - Ele sorriu e foi em direção ao meu pescoço, o beijando e descendo pelo caminho da minha barriga até parar perto da minha calça. Eu me tremi inteiro. Ele vai me chupar, ele vai me chupar. O russo deu um sorriso no canto da boca e puxou de vez a minha calça, fazendo meu corpo ser levado junto. Depois de me despir, ele abriu minhas pernas. Meu Deus, ele vai me chupar.  Ele definitivamente vai me chupar. O que eu faço? E se eu não aguentar e gozar já nos primeiros minutos? Calma, respira. Relaxe. Ta tudo bem.. Não deve ser assim tãaaaaao gosto.. MEU DEUSSSSSS. Deixei essa última frase escapar. Ele me abocanhou de primeira, colocando tudo dentro da sua boca que se movia com tamanha graciosidade, eu sabia que não ia aguentar muito. Me apoiei nos cotovelos para poder observá-lo, e ele adorava minha expressão de desespero, pois não parava de me olhar. - Vi-viktor.. - Eu não parava de gemer, ele lambeu por inteiro e começou a chupar só a cabeça do meu pau enquanto me masturbava, meu pré-gozo já estava escorrendo pelo seu queixo quando não pude mais resistir e esporrei no seu rosto. Ele fechou os olhos como se não esperasse por aquilo e abriu a boca esperando receber um pouco. Essa provavelmente foi a imagem mais linda que eu já tive na vida.

CONTINUA..


Notas Finais


Calma que tem mais sexo no próximo episódio -v- Gostaram do primeiro blowjob do Yuri?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...