História Hold Me Tight - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Victor Nikiforov, Yuri Katsuki
Tags Hentai, Yaoi, Yuri!! On Ice
Exibições 368
Palavras 808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem a demora pra postar :') Esses dias foi uma correria. Resolvi postar pelo celular, aproveitei que era aniversário do Yuri pra dar esse presente a vocês <3 Espero que gostem.

Capítulo 6 - Happy Birthday, My Yuri.


Fanfic / Fanfiction Hold Me Tight - Capítulo 6 - Happy Birthday, My Yuri.

- Yuri! Yuri!

- Ahn? - Falei sonolento, ainda de olhos fechados.

- Happy Birthday, Yuri! - Ele se jogou em cima de mim, me acordando. - Hoje é seu dia. O que você quer de presente, uhn? Me diga e eu farei! Qualquer coisa. Seria eu? Tem alguma fantasia sexual que te chame atenção? Talvez eu vestido de katsudon?

- Chottomate. Como assim? Nem eu mesmo lembrei do meu aniversário, como você saberia?

- Hidoi, Yuri. (Malvado) Minha sogrinha me disse, claro. 

- V- vocês já estão nesse nível de intimidade?

- Isso te incomoda? Achei que deveria ser gentil com ela, considerando que sou o primeiro beijo, primeiro sexo e primeiro namorado do seu único filho.

- I-Isso soou meio cruel e solitário.. - Ele riu das minhas palavras. Já fazia 1 mes desde que voltamos da Rússia, e Viktor se apegava cada vez mais a minha família. 

- Venha, vamos te comprar uma roupa legal. Mas antes um banho! Estou sentindo seu cheirinho daqui, Yuri. - Eu me cheirei pra ter certeza. É, talvez um banho..
~
Viktor me fez provar várias camisas, se dependesse dele eu levaria ao menos uma peça de todas as lojas que passamos.

- Veja essa, é linda.

- Isso é no mínimo, vergonhoso. Olhe essa gola v. Totalmente gay.

- Sim, por que voce é bem hetero, nao é?

- ..

- Foi o que pensei. Apenas vista, sem compromisso. - Eu provei a camisa (e várias outras extremamente parecidas) mas realmente não era o meu estilo. Provei algumas roupas que me interessaram, mas Viktor nao aprovou nenhuma.
 

- Muito coberto. Parece a minha vovó.
- Muito sexy. Onde pensa que vai com isso?
- Muito sem graça. Quem usaria esse trapo no próprio aniversário?

Perdemos bastante tempo procurando algo que agradasse o russo. Já era quase noite, findei escolhendo um sueter azul e uma calça jeans escura.

- Uhn.. Gostei da cor.

- Combina com meus olhos. Vamos ficar perfeitos um do lado do outro. Compre, compre! - Disse ele entusiasmado. Sua boca tinha um lindo formato de coração.

- Ok, vou levar. Por pura e espontânea pressão.
~

Viktor me pediu pra dirigir e nao parou de trocar mensagens durante todo o caminho. Quando chegamos em casa, tudo estava escuro. 

- Será que aconteceu alguma coisa?

- Ahn, não. Claro que não, que pergunta. Talvez.. todos tenham ido dormir? - Viktor parecia nervoso. Assim que abri a porta da sala, várias luzes se acenderam e confetes voaram, fazendo barulho. O lugar estava repleto de balões, vários amigos estavam la: Pichit, Guang, Minami, Leo, Yuko, meus pais. Até mesmo o Yurio. Meu bolo de aniversário estava em cima da mesa, cheio de morangos e pequenas velas.

- Mina.. (Pessoal)

- Happy Birthday, My Yuri. - Viktor sussurrou perto do meu ouvido, me dando um beijo na bochecha e apontando para um pacote grande, separado dos outros. Cumprimentei todos antes de chegar até o presente.

- N-nao foi caro, não é? Por favor, não gaste seu dinheiro comigo, Viktor. - Ele riu.

- Apenas abra, bobo. - Eu engoli seco e comecei a desenrolar o presente. O pacote começou a se mexer, fiquei assustado. O abri rapidamente e não tive tempo de pensar, quando o "presente" pulou nos meus braços e começou a me lamber. Era um lindo cachorrinho, parecido com a Vi e o Makkachin. Involuntariamente, lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto e eu abracei aquela pequena bola de pelos cheio de amor.

- Baby, don't cry.. (Amor, não chore) - Quanto mais ele dizia isso, mais vontade eu sentia de chorar.
- Desculpe. Eu fiz algo errado? Você está triste?

- Não, estou feliz. Você me faz muito feliz, Viktor. Obrigado por isso. - Ele deu um sorriso penoso e me beijou nos lábios,  me abraçando em seguida. Eu ainda estava com o cachorro nos meus braços, que não se mexeu parecendo aceitar o conforto.
~

- Faça um pedido, Yuri.

- Ahn, está bem. Deixe-me pensar. - Fechei os olhos buscando alguma resposta. Tudo que pude pensar foi em Viktor. Viktor a pentear meus cabelos. Viktor a me acordar toda manhã com as notícias mais inúteis. Viktor a bater de leve na minha bunda sempre que me pega desprevenido. Assoprei as velas e todos bateram palmas.
- O que desejou, Yuri?
- Não posso contar, se não, não se realiza.
- Mas que bobagem. Eu sempre con.. - Ele continuo falando enquanto eu, perdido em pensamentos, só conseguia observar a forma como seus lábios se mexiam. Eu pedi que Viktor sempre estivesse comigo e nunca fosse embora. Quero poder envelhecer com ele, comer katsudon com ele, ter filhos quem sabe? Em todos os meusuários planos, Viktor estava lá. E espero que cada dia passe devagar, para que eu possa aproveitar cada momento dessa vida perfeita.


Notas Finais


Gostaram? <3 Ainda não sei qual vai ser o nome do cachorro, alguém tem idéias?
*Prometo responder os comentários dos inscritos quando tiver mais tempo <3 Obrigada por sempre me darem retorno. Beijinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...