História Hold my Heart - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Hospital, Kate, Luna, Mel
Exibições 25
Palavras 844
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Voltei

Capítulo 2 - Uma Possível Paixão?


Fanfic / Fanfiction Hold my Heart - Capítulo 2 - Uma Possível Paixão?

Kate On

Então é aqui onde irei morar a partir de agora, bom que seja, entrei e fui falar com o porteiro.

- Com licença - logo um senhor de idade olhou para mim.

- Sim, oque a senhorita deseja? - perguntou com um sorriso

- Eu sou Kate Danvers, e o rapaz da mudança deve ter deixado minhas chaves aqui.

- Oh, sim, a senhorita é nova moradora da cobertura, aqui estão as suas chaves, Seja bem-vinda ao Hotel W. Danvers, para qualquer coisa eu sou conhecido Sr.Michel.

- Okay, e obrigada Sr.Michel, Até mais.

- Até senhorita.

Logo segui meu caminho ao elevador e entrei junto com uma moça loira de olhos azuis quase cinzas, ela se virou pra mim.

- Para qual andar vai? - A voz dela me deu arrepios na espinha.

- Para a Cobertura.

- Entendo.

Logo que cheguei ao andar notei que ela desceu comigo e foi para o apartamento ao lado.

- Ah, ia esquecendo, é um grande prazer ter você como minha vizinha - Disse ela e piscou pra mim, com certeza a voz dela me dá arrepios .

- O prazer é meu - disse com um sorriso tímido e ela logo sorriu de lado e entrou no apartamento dela.

Entro no meu apartamento, fecho a porta e me abaixo no chão

- Ahh, meu deus, que vergonha, graças a deus eu não travei e nem gaguejei, só a beleza dela me distraiu, e aquela voz, aí deus, ainda bem que não fiquei vermelha ia passar uma vergonha insana.

Mas ela realmente é linda, só de olhar ela, minha cabeça embaralhou, bom são 18:00 horas, então vou dar uma arrumada nas coisas e ir dormir

Kate Off

Luna On

Logo cheguei no Hospital e fui pra reunião de equipe, ao chegar lá notei meu pai, com o semblante sério de sempre.

- Bom dia - Disse entrando na sala, meu avô que estava ao lado do meu pai logo sorriu e me chamou.

- Oh, minha querida, chegou, bem, está reunião é para apresentar a nova integrante da equipe principal, se apresente. - Disse ele com um sorriso gentil

- Sou Luna Price, muito prazer, como sou nova na equipe, peço que cuidem de mim.

- Espero que saiba que só está nessa equipe porque o diretor mandou, e não porque eu quis.

- Não seja, arrogante com sua filha Peter, ela está nesta equipe por mérito próprio, o comitê de saúde apoio a entrada dela nesta equipe.

- Ela é apenas uma .... Desnaturada que devia continuar na equipe secundária.

- Ora seu..

- Não se preocupe Diretor, as palavras do Chefe de equipe não me ofendem, eu sei o meu valor.

- De qualquer forma, está reunião chegou ao fim, por favor voltem todos as suas funções, menos vocês dois - disse meu avô apontando pra mim e para meu pai.

Depois que todos saíram meu avô mandou nos sentarmos

- Eu nunca mais quero que isso se repita Peter, eu quero que você respeite ela...

- Como eu posso respeitar alguém com um gosto tão absurdo...

- Calado, basta, Luna pode ter 21 anos, mas ela sabe ter mais maturidade que você, ela só respondeu quando necessário, e não iniciou uma confusão como você.

- Não quero ouvir isso, estou me retirando.

- Volte já aqui Peter, Peter - meu pai ignorou meu avô e saiu deixou meu avô falando sozinho.

- Vô...

- Não ligue, para as palavras desta criança mimada, Luna tenha paciência com o seu pai, e não se deixe levar por suas palavras cruéis.

- O senhor sabe que eu tenho a personalidade de minha mãe, e que não ligo pra isso.

- Faz muito bem minha querida.

- Avô, é verdade que você transferiu uma jovem de 19 pro setor de Neurologia?

- Sim, eu conheci ela, em uma das sedes...

- O senhor estava fingindo ser um paciente de novo?

- Ahaha sim, ela com certeza faz o seu tipo, sempre converso com ela, ela é bi, então vai fundo Querida

- Vovô, eu não conheço ela, e não tem como ela ser o meu tipo sem eu conhece-la

- Okay, mas você vai se interessar por ela, tenho certeza.

- O Senhor não muda Mesmo

~Quebra de Tempo

Assim que terminei no hospital decidi ir pra casa, e logo chegue, fui logo pro elevador mas uma garota com cabelos castanhos médio e olhos azuis claros entrou comigo, ela me olhou rapidamente e não apertou nenhum botão, me virei pra ela e perguntei.

- Para qual andar vai? - na hora que ela me olhou quase congelei.

- Para a Cobertura. - disse ela com uma você calma e gentil, só de ouvir aquela voz já tive um pensamento chocante

- Entendo - então essa é a minha vizinha a partir de hoje, será que eu vou aguentar essa beldade do meu lado?

Logo o elevador chegou ao andar, e ela foi andando pro seu apartamento

- Ah, ia esquecendo, é uma grande prazer ter você como minha vizinha - disse piscando pra ela.

- O prazer é meu - disse ela com um sorriso tímido, e logo sorri de lado pra e entrei no meu apartamento

Assim que entrei no meu apartamento me joguei no sofá

- Ahh, eu definitivamente quero ouvir a voz dela gemendo o meu nome.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...