História Hold On - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Magcon, The Fosters
Personagens Aaron Carpenter, Brandon Foster, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Dillon Rupp, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jesus Foster, Kian Lawley, Lena Adams, Mahogany LOX, Mariana Foster, Matthew Espinosa, Nash Grier, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Mahogany Lox, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Visualizações 109
Palavras 2.367
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amores,

Sei que vocês querem muito a Nanda com Cameron, bom mais para frente vai ter porque afinal Jake é ...

Boa Leitura.

Capítulo 28 - Consequently


Fanfic / Fanfiction Hold On - Capítulo 28 - Consequently

Continuação...

                                                                         

Assim que desci as meninas me seguiram e eu abri a porta. Ele estava todo elegante de terno preto. Ele sorriu para mim e me deu um beijo.

 

– Está linda!- ele disse e eu sorri

– Você também está- digo

– Cuida dela se não eu acabo com você-Camila disse e sorri.

– Pode deixa Camilinha, até amanhã.  –Jake disse sorrindo me abraçando de lado

– Olha o que você vai fazer Jake- Yasmine disse e sorri – Tenham uma boa noite.

 

Jake me levou até seu carro, abriu a porta e eu entrei e ele entrou no banco do motorista e dirigiu. Chegamos a um lugar de evento, cheio de paparazzi ali na frente e minhas pernas travaram.

– Jake, não quero entrar, posso te esperar aqui?- perguntei

– Porque não quer descer? É por causa das pessoas ou dos Paparazzi? – Jake me pergunta

– Eu não me sinto a vontade em lugar assim, eu sei que é seu mundo, mas eu sou de uma família simples, lá em casa eu e meus irmãos dividimos o mesmo banheiro, temos que dividir o quarto, na festa mais chique que eu fui foi a Quinceanera da Marianna. –digo e ele sorri

– Coloca isso- Jake me deu um, sobretudo dele com capuz- coloca isso rápido que ninguém vai te ver.

Coloquei, desci do carro e Jake foi ao meu lado, fui andando rapidamente com Jake me ajudando, muitos paparazzi ali tirando foto e chamando Jake.  Assim que entramos, dei o sobretudo para uma mulher e fui ao banheiro para arrumar meu cabelo enquanto Jake conversava com algumas pessoas ali. Quando voltei, tinha uma menina conversando com ele, na verdade quase dando em cima dele e outra menina sentada na mesa olhando o celular. Assim que Jake me notou se levantou vindo até mim e me dando um pequeno beijo. A menina que estava no celular sorriu.

– Você deve ser a Milla- A menina que estava no celular se levantou- Me chamo Isadora, sou irmã do Jake.

– Prazer em te conhecer-digo sorrindo

– Você é muito linda!- Isadora disse e eu sorri

– Você também, adorei seu vestido-digo e ela sorri

– Vem vou te mostrar umas coisas- Isadora me puxou e Jake ficou rindo.

Isadora me levou para conhecer uma parte do evento que era aberto, dava para ver a cidade inteira lá de cima. Era maravilhoso, ficamos conversando e ela disse que queria me conhecer. Até aparecer a mãe dela e mandar-la entrar.

– Mãe, essa é a namorada do Jake!-Isadora disse sorrindo

– Ah, olá querida! –Mãe de Jake me cumprimentou- Você se chama?

– Milla- Isadora disse – Olha esse vestido dela mãe!                         

– Isadora, suas amigas estavam te...-Jake apareceu- Vejo que conheceu minha mãe.

– Sim- digo sorrindo

– Sim, foi um prazer em te conhecer. – Mãe de Jake disse e saiu acompanhada de Isadora.

– Desculpe pela minha irmã...

– Que isso Jake, ela é um amor adorei ela. E sua mãe é muito linda!

– Ela é mesmo. – ele disse sorrindo- mas eai vamos sair?

– vamos! – digo sorrindo.

Saio da festa com Jake, fiquei com dó de deixar a irmã dele lá. Mas ela não tinha idade para ir às baladas, nem eu, mas Jake disse que eles nem pediam a identidade dele então.  Já estava em frente à balada, descemos do carro, um motorista foi estacionar o carro e fomos à fila VIP.

Logo entramos sem pedir nossa identidade, como a boate estava cheia Jake me puxou para sua frente e foi me levando até o camarote, lá estavam seus amigos, senti um frio na barriga a ver alguns amigos dele que morava em New York ainda, Sean, Brian, Ed... O que eles estavam fazendo ali?

Tudo o que aconteceu no passado voltou a minha cabeça, logo Jake veio com uma bebida me dando beijos em meu pescoço.

– Está cheirosa!-Jake disse

– Obrigada- digo me virando para ele

– Olha quem está aqui?-Sean disse

– Eai cara, como está?-Jake disse cumprimentando os amigos- Brian irmão eai?

– Estamos bem, pelo que vejo você está melhor-Sean disse me olhando e Jake me puxou para si.

– Milla acho que você conhece eles... Sean, Brian e Ed-Jake disse sorrindo.

– Oi- digo com um pouco de receio

– Jakeeeeeee!-uma garota chegou com seus peitos quase saindo daquele minúsculo vestido.

Quando percebi que ela ia abraça-lo, eu simplesmente me virei para ele dizendo que queria uma bebida e ele me deu um beijo e disse que já voltava.

– Quem é você pivete?-A piriguete disse

– Eu sou... - na verdade eu nem sei o que eu ia dizer

– A minha namorada!-Jake apareceu milagrosamente atrás de mim me dando uma tequila e virei tudo e o beijei, puxando-o para pista de dança.

Os amigos dele só gritando “isso ai Jake” “Se deu bem!” “Isso garoto!”. Revirei meus olhos e puxei-o para sairmos da área VIP e irmos para pista dançar. Eu comecei a dançar, rebolar, por causa da música, Jake me puxou para ele. Peguei mais uma bebida e fiquei rebolando, dançando e ele me puxava mais para si, eu senti que algo estava dando sinal de vida, eu me virei para ele e cheguei perto de seu ouvido.

– Tem alguém aqui dando sinal de vida- digo ao seu ouvido e sorrio

– Você não vai me deixar assim-Jake me puxando para ele- não nesse estado!

Sorri, puxei para um beijo selvagem, assim que terminamos Jake queria me levar até um lugar mais reservado, mas eu ri, disse que queria dançar mais, que queria beber mais uma tequila. Lógico que ele não estava mais aguentando, ele me puxava para cada beijo até chegar ao bar e pedir minha tequila, tomei de uma vez e chupei limão e sal.

– Agora podemos? –Jake perguntou

– Para que a pressa baby-digo em seu ouvido

– Eu estou em uma situação constrangedora Fernanda!-Jake diz e eu rio.

– Não tenho culpa!

–Tem toda, você quem começou.

– Vamos sentar estou cansada!

– Vamos embora, por favor!-Jake diz me puxando e assenti.

Jake pagou a conta da balada e fomos para seu carro que já estava ali na frente. Entrei no carro, Jake foi dirigindo e só sei que apaguei.

 

Jake Austin ON.

Estávamos na balada, quando Fernanda começou a dançar e rebolar para mim, ou melhor, em mim, eu como um bom homem não consegui me aguentar. Estávamos nos beijando vi os meninos lá em cima olhar para mim com uma cara de “vai que é tua” por tanto eu tentei e não deu muito certo, quando ela disse que estava cansada eu decidir ir embora e ela topou, lógico que iria fazer de tudo para não leva-la a sua casa. Paguei a conta, entramos em meu carro, mas não passou nem 5 minutos e ela dormiu. Eu levei-a até minha casa, já que meus pais iriam voltar para Sacramento em seu helicóptero. Tentei acorda-la mais não dava, peguei-a no colo e levei-a até o quarto de hospedes que tinha uma cama maior.

Tomei um banho, quando voltei para cama ela estava acordando, colocava a mão na cabeça parecia que estava fazendo efeito o álcool.

– Fernanda, quer um remédio?

– Tá doendo Jake!

– Eu vou pegar, espera aqui-digo e desci para pegar um analgésico e uma água. –toma.

Ela tomou fazendo uma careta e eu ri e dei um beijo nela. Ela tomou um banho e eu dei-a uma cueca minha e minha blusa que a mesma vestiu.

– Melhorou?

– Aham, só preciso dormir um pouco. -Fernanda diz se deitando na cama.

– Vou dormir no meu quarto, se precisar de algo- digo saindo do quarto e Fernanda me chamou.

– Dorme comigo!- não esperei ela falar duas vezes e me deitei ao lado dela na cama

– Tudo bem.

...

Eu acordei, quando olho no meu celular às 3 da manhã. Fernanda dormia serenamente, eu como qualquer homem iria morrer por estar no meu lugar, Fernanda estava descoberta, com sua bunda de fora, tirei uma foto e quando puxa-la, mas ela se moveu me puxando para ela.

–Você está acordado?-ela diz abrindo os olhos com voz de sono.

– Perdi o sono, mas pode voltar a dormir são 3 da manhã. – ela se virou na cama fechando os olhos.

Peguei meu celular tinha várias mensagens da Stephannie.

“Jake, quando você pode me encontrar? Tô com saudades”.

“Espero que ela tente fazer você gozar...”

“To sozinha e me tocando pensando em você”

Eu já estava duro quando li isso, eu apaguei as mensagens e me foquei em Fernanda se mexendo demais na cama. Me deitei e ela colocou sua perna sobre mim e seu braço sobre abdômen, eu espero que ela não tenha sentido, ela começou a se mover mais e a subir mais sobre mim.

– Fernanda não faz isso-digo sussurrando e vejo-a abrindo um sorriso, mas com seus olhos fechados- eu sei que está acordada!

– talvez eu esteja - ela disse sorrindo

Começamos a nos beijar e empurrei-a, me fazendo ficar sobre ela continuei a beijando.

– Agora que provocou arque com as consequências- digo e mordo seu lábio

Estávamos nos beijando quando o clima começou a esquentar, empurrei-a para baixo de mim. Começamos a tirar nossas roupas...

Jake Austin OF. 

...

Assim que acordei notei que Jake não estava ali, o chamei e nada. Desci até a cozinha e nada, procurei em todos os lugares e nada, resolvi voltar para o quarto e vi em cima da mesa um papelzinho.

“Gostou da noite? Você até que foi boa, serviu para algo. Enfim fui embora, deixe a chave na portaria Millazinha, saiba que é crime invadir a casa de outras pessoas. Ah e se vire para ir embora, deve ter taxi, ônibus ou vá a pé quem sabe não encorpa mais. Ah psiu: Deveria ter ouvido sua amiga Ela estava certa xJake”.

Oi? Depois da noite de ontem, ele simplesmente me largou ali e mandou me virar para pegar “um taxi, ônibus ou eu andar para quem não sabe não encorpa mais” eu senti uma raiva enorme dentro de mim, peguei a blusa que eu estava e tirei rasgando-a, coloquei meu vestido, eu queria sumir dali eu chorava demais, eu achei que ele havia mudado mais como eu sou idiota. Camila realmente estava certa, eu me sentia suja, me sentia mal. Fui acreditar que ele mudou, com certeza ele nunca vá mudar, graças a essa mentalidade de gente que só pensa em dinheiro.

Peguei meu celular ligando para Camila, na segunda chamada ela atendeu.

Camis: Nanda?

Eu: Camis, por favor, vem me pegar!

Camis: O Que aconteceu? Porque você está chorando?

Eu: O Jake é um cretino, você estava certa!- digo chorando embriagada- Só vem logo, por favor.

Camis: Estou saindo daqui, me espera. Ah me passa o endereço!

Passei o endereço para ela e tranquei aquela maldita casa e sai. Eu queria ter estragado ela inteira, pensei melhor e porque eu não a destruí-la, por mais que custava tudo caro ele é um cretino de fazer isso comigo, ele já imaginaria que isso aconteceria.

Eu voltei para o quarto em que tivemos a noite e quebrei tudo lá, jogava tudo para fora da janela, com medo de alguém reclamasse e eu iria para a cadeia. Resolvi sair de lá e fui até a portaria, deixei a chave.

– Diz ao Jake, para ele se ferrar. E avisa-o para nunca mais me procurar.

Camila e Yasmine estavam ali, correram e me abraçaram. Camila foi para o banco de trás comigo, eu chorava sem parar, o motorista de Yasmine dirigia o mais rápido possível, assim que chegamos não havia ninguém ali, subimos para meu o quarto onde eu estava. Camila ia fazer algo para comermos e Yasmine foi pegar minha roupa enquanto eu chorava, tomando banho.

Tomei um banho de uma hora, sem brincadeira, eu queria tirar tudo que pertencia a ele de mim.  

– Nanda chega vai, toda água do mundo tá indo embora!-Camila disse socando a porta

Eu desliguei o chuveiro, me sequei, coloquei minha lingerie e peguei minha roupa suja e sai do quarto dando de cara com as meninas.

– Queima isso, nunca mais quero ver esse vestido - digo.

– Calma amiga, vamos queimar tá?!- Yasmine disse

Coloquei um roupão e me sentei na cama, às lágrimas não paravam de cair. Eu ainda não conseguia acreditar. As meninas não perguntaram nada, elas deveriam saber o que estava acontecendo, Camila havia feito strogonoff que eu amava.  Comemos nós três no quarto, ficamos ali vendo Gossip girl, até começarmos a cairmos no sono.

                                                                   

Dia seguinte| Segunda-feira.

 

Eu acabei acordando, consequentemente as meninas também, pois dormimos juntas.  Quando me lembrei de ontem, minhas lágrimas vieram à tona. As meninas foram levantando e eu corri para o banheiro para elas não notarem.

 

Camila ON.

– Yasmine acorda- digo chacoalhando ela, mas falando baixo.

– Aí- Yasmine reclamando e tampei sua boca– Cadê ela?

– Ela levantou chorando!- digo

– Eu vou matar aquele menino quando eu encontrar!- Yasmine disse

– Eu te ajudo. É muito ruim a vê-la assim!-digo

– É péssimo, mas o que vamos fazer?- Yasmine

– Acha melhor voltarmos?- pergunto

– Eu não sei, queria que ela curtisse um pouco. Temos que fazer ela esquecer disso-Yasmine disse, assinto. – Que tal darmos uma festa hoje?

– Não sei se ela vai ficar aqui- digo

– Vamos ligar para o Taylor e para o Matthew?- Yasmine pergunta- afinal, são os melhores amigos dela.

O celular da Nanda começa tocar, quando olho no visor “mãe”.

– O que fazemos?-pergunto

– Atende!- Yasmine diz

Eu: Alô

Lena: Nanda?

Eu: É a Camila, ela está dormindo.

Lena: Tem como acorda-la para mim?

Eu: é que fomos dormir tarde ela está muito cansada.

Lena: Pede para ela me ligar urgente quando acordar?

Eu: Claro, peço sim!

Lena: Obrigada querida. Tchau e se cuidam.

Eu: Tchau tia.

Desliguei e coloquei em baixo do travesseiro, onde estava. Eu ouvi o chuveiro desligando e sai da cama indo para meu quarto, como Yasmine também fez.

Camila OF.

 

Sai do banho enrolada na toalha, as meninas não estavam mais. Coloquei uma lingerie qualquer, uma roupa qualquer (*), afinal queria ficar em baixo das cobertas. Não conseguia me olhar no espelho, eu sentia nojo de mim, vergonha de sair e cair um raio. As meninas apareceram trocadas disseram que íamos sair com os meninos. Eu disse que não queria sair, queria ficar sozinha, mas quando juntam as duas era impossível me deixar sozinha.  Então eu coloquei meu tênis e peguei uma jaqueta jeans.

[...]


Notas Finais


(*) https://68.media.tumblr.com/028474bf08f3c46f6be62c4e8cc0c227/tumblr_ot9jlrnw141tgxoado1_540.jpg
(*Jake)
https://68.media.tumblr.com/a7f1feba99473d7fa4496a5b18ff00cd/tumblr_ot9jlrnw141tgxoado2_250.jpg
queria saber a opinião de vocês , é importante para mim !

Se quiserem criticar , ou elogiar, ou mandar uma ideia :
• comentem pf !
• ou falem cmg por twitter @potacameron (( https://twitter.com/potacameron ))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...