História Homeless - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Madison Beer
Personagens Justin Bieber, Madison Beer
Visualizações 234
Palavras 2.053
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - If you want me again


Fanfic / Fanfiction Homeless - Capítulo 19 - If you want me again

Los Angeles, Califórnia.

Mandy Clarke - Point Of View

Estava tudo nos eixos agora. O que tinha pra resolver é sobre a universidade, eu não quero aquilo pra mim. Salvar vidas é ótimo, é maravilhoso, mas não é minha praia. Eu quero dançar, me mexer, isso sim é minha praia. Eu vou tentar arrumar algum emprego relacionado a dança, já tenho 18 anos, por mais que eu ainda não seja de maior, mas é uma idade razoável.                                                                                                                                                                                                                                                                                                           Peguei o notebook o pondo no meu colo, e liguei o mesmo, indo para google e pesquisar sobre isso. Meu celular tocou, e eu atendi, mesmo sem olhar pra tela de mesmo.

Hey Mandy.

ー Oi Justin. O que foi?

Nada só queria saber como está.

ー Eu que pergunto, o que vai fazer agora pra se manter aí? Seus pais não vão te manter pra vida toda.

Eu sei, estou procurando algo pra fazer ainda. Vou tentar falar com Ryan, não sei. Mas e você, como está?

ー Vou sair da Universidade. Cansei daquilo ali, quero fazer o que eu quero.

O que? Mas então o que vai fazer?

ー Buscar por tunêrs, não sei, que precise de dançarinos.

Acha que isso vai dar certo?

ー Acha que não vai dar certo?

Não sei, torço por você. Mas isso é meio difícil de acontecer, são muitas pessoas querendo fazer isso.

ー Não vou desistir, agora tenho que desligar.

 

Depois nos falamos. Desliguei o telefone, sem esperar ele responder, estava na cara, ele não estava acreditando em mim, acha que eu não ia conseguir também, eu vou provar não somente pra ele mas pra todos, que eu posso conseguir isso. Pesquisei por mais alguns minutos, mas eu não achei absolutamente nada ali, me senti frustrada por não achar nada, mas é assim mesmo, mais tarde eu pesquiso novamente.

 

Levantei da cama, desligando o notebook, e amarrei meu cabelo, saindo do quarto, e dando de cara com meu pai.

ー Não vai pra aula hoje?

ー Não pai, eu não quero mais estudar aquilo. ー falei passando ao seu lado, mas ele me parou, pondo a mão em meu ombro.

ー Como assim? Não pode largar a universidade dessa forma!

ー Desde o começo, você, a mamãe sempre souberam que eu não queria aquilo. E agora eu quero parar, quero procurar algo que eu goste, entende? ー perguntei e ele ficou me olhando por alguns segundos

ー Tudo bem, tudo bem. ー falou me dando um beijo no rosto e eu me afastei, descendo as escadas.

Fui até a cozinha e pedi para fazerem dois sanduíche e suco pra mim, a fome tinha apertado. Após cinco minutos me deram tudo em uma bandeja, e eu agradeci, saindo de lá.

ー Filha, tem certeza que quer largar os estudos? ー ouvi a voz de minha mãe, e vi que ela tinha acabado de levantar do sofá.

ー Sim, tenho certeza absoluta.

ー Vou falar com seu pai, para ver no que podemos te ajudar. O que pretende fazer agora?

ー Eu queria dançar em turnês sabe? Ok, talvez seja algo impossível, mas deve ser tão bom. ー falei sorrindo.

ー Tudo bem, veremos o que tem ao nosso alcance! ー disse e deu um beijo no topo de minha cabeça.

 

Subi as escadas, e fui para meu quarto, onde me sentei em cima da cama com a bandeja e comecei a comer, quando meu celular tocou. Estiquei o braço para o lado, tanteando o criado-mudo e achei o mesmo, atendendo.

ー Mandy?

ー Oi Hannah.

Você não vem hoje?

Afastei o celular por alguns segundos vendo que era uma hora e quinze da tarde.

ー Não vou mais estudar, vou deixar a universidade. Agora quero encontrar algum emprego, sei lá.

O que? Mas por que isso?

ー Não quero ser médica, você sabe disso.

ー Hum, tudo bem. Vou te apoiar nisso se é o que te faz feliz.

ー Obrigada, eu posso ir te ver?

ー Claro. Hoje teve prova, já estou voltando pra casa. 

ー Tudo bem, daqui a um hora ou trinta minutos já estou em sua casa.

ー Okay, te espero.

Desliguei o telefone, e voltei a comer. Parece que eu não tinha comido a séculos, comia com toda a vontade do mundo, e bebi meu suco, assim que os sanduíches acabaram, e deixei a bandeja cima da cama. Segui para o banheiro, entrando e fechando a porta. Tirei minhas roupas, e deixei a banheira encher, enquanto me olhava no espelho. Ainda estava pensando sobre Justin, se deveria ter o perdoado realmente ou não. Se fosse outra garota, não o perdoaria, disso eu tenho plena certeza, mas agora...eu não sei, estou confusa. Justin não tinha feito nada de errado, além de dizer que ia voltar logo, não acho que ele me trairia. Ele sempre se irrita quando toco nesse assunto.

Balancei a cabeça negativamente e fui para a banheira, entrando na mesma e deixando apenas a cabeça do lado de fora, pensando em uma coisa que me deixou com uma pulga atrás da orelha. Josh não tinha aparecido para ficar no meu pé ou algo do tipo. E está sendo maravilhoso, mas está tão estranho. O pior é que ele nunca falta provas e agora vem dar esse sumiço. Mas por que bolas estou pensando nisso? 

Terminei de tomar banho e me enxuguei, escovando os dentes, saindo do banheiro em seguida. Me vesti, penteei meus cabelos, prendendo o mesmo em um rabo de cavalo, e pondo uma maquiagem leve. Peguei um pouco de dinheiro e coloquei no bolso de minha calça, e sai do quarto. Desci as escadas, vendo meus pais na sala, me despedi deles com poucas palavras, Kenny até disse que poderia me levar, mas eu neguei indo apé para a casa de Hannah. As pessoas me olhavam estranho, fazendo eu ficar confusa. Até mesmo de minha cara, eu não estava entendendo nada. 

Apressei o passo e após cinco minutos torturantes cheguei a casa de Hannah. Bati na porta de sua casa, e após alguns segundos, a mãe dela abriu a porta, sorrindo pra mim.

ー Mandy, entre querida!  ー disse gentil, e eu assenti, entrando em sua casa.

Assim que ela fechou a porta, eu lhe dei um abraço apertado, sendo retribuído por ela.

ー Hannah está? ー perguntei e ela assentiu. 

ー Sim, ela está no quarto dela com Jack. 

Assenti e me afastei dela, indo para o quarto de Hannah, abrindo a porta de seu quarto e vendo ela aos beijos com Jack em sua cama. Comecei a rir assustando eles dois, e Jack deu um pulo da cama, morto de vergonha. Me joguei no meio deles, rindo junto a Hannah e vendo Jack vermelho. 

ー E então? Vamos ver um filme. ー Hannah deu a ideia.

ー Preciso dizer uma coisa a vocês. Eu estava vindo pra cá, mas as pessoas me olhavam tão estranho, souberam de algo? ー perguntei, e Jack negou com a cabeça. Hannah me olhou estranho e ficou de pé.

ー Eu pensei que você já soubesse...ー disse, tirando seu celular do bolso. 

Ela parecia procurar algo, então me deu seu celular, peguei o mesmo e olhei para a tela, vendo uma imagem. A pessoa não queria ser vista pois a porta estava entre aberta, mas dava para ver as pessoas as pessoas ali. Justin sentado em uma cadeira, e uma loira em cima de sua mesa, ele olhava pra ela mordendo os lábios pra ela, segurando em sua coxa. A essa altura eu já estava chorando, mas então eu fui ver as outras fotos, tinha uma que ele a beijava com vontade, com ela em seu colo. Entreguei o celular a Hannah, eu já tinha entendido tudo. Agora todos sabiam que Justin tinha me traído, e claro, eu ia ser a última a saber, ele não me contaria. Mas por que ele fez isso.

ー Eu...não entendo. Por que ele fez isso comigo? ー perguntei em meio ao choro, sentindo Jack me abraçar.

ー Vamos acabar com ele! ー disse Jack, mas eu neguei, ficando de pé.

ー Eu mesma vou fazer isso, só preciso de uma ajudinha de vocês. 

 

 

Justin Bieber ー Point Of View 

ー Então quer dizer que você largou tudo pela Mandy? ー Christian perguntou novamente, me fazendo bufar e voltar a sala. 

Me joguei no sofá com o balde de pipoca, e ele sentou no chão ligando a televisão. Ele disse que tinha sumido por alguns dias desaparecido, com uns amigos novos que arrumou.

ー Sim, eu já disse que sim. Eu faço tudo por ela. ー falei, vendo que passava um filme de ação. 

ー Só falta morrer por ela. 

ー Se for preciso sim. ー falei e ouvi ele bufar, o que me fez rir.

A campainha tocou  e Christian foi abrir a porta. Me sentei direito no sofá e vi Mandy ali sorrindo e segurando alguns papeis nas mãos. 

ー Posso entrar? ー perguntou sorrindo de modo estranho pra nós e Christian assentiu, fazendo ela entrar e eu fiquei de pé.

ー Por que não atendeu minhas ligacões, Mandy? ー perguntei e ela tombou a cabeça para o lado.

Christian ficou parado atrás dela, vendo tudo. Ela entregou uma folha pra ele, e ele olhou pra foto, me olhando furioso e cruzando os braços.

ー Lembra quando eu te perguntei se você tinha me traído alguma vez? ー perguntou pra mim, e eu engoli seco, assentindo com a cabeça.

ー Sim, lembro. E eu neguei. 

ー Por que você mente pra mim Justin ?

Em seguida ela jogou os papeis na minha cara, passei a mão do rosto e peguei um dos papeis do chão, vendo que era uma foto de quando estava no Canadá, com minha secretária. Eu lembrei desse dia, eu só estava cansado e ela chegou lá com aquela roupa, eu não pude resistir, eu pisei feio na bola, me sinto o maior filho da puta agora. Eu sabia que isso não ia dar certo. 

Voltei a olhar pra Mandy e vendo que ela me olhava. Christian me mandou o dedo do meio e saiu de minha casa, batendo a porta forte. Eu ia falar alguma coisa, mas Mandy ergueu a sua mão, fazendo eu me calar. 

ー O que eu fiz pra você, Justin? Não fui o suficiente pra você? ー perguntou pra mim, em meio as lágrimas.

ー Você é o suficiente pra mim! 

ー ENTÃO POR QUE FEZ ISSO? POR QUE FEZ ISSO COMIGO? ー gritou e pegou um vaso que estava em cima da instante tentando acertar em mim, mas eu desviei e ele caiu no chão. ー Eu só queria entender, estávamos tão bem...até você fazer essa maldita viagem.

ー Me desculpe, eu não sei onde estava com a cabeça...

Ela deu risada, me interrompendo. Na verdade eu nem tinha o que falar.

ー É sempre a mesma coisa. E onde estava sua cabeça Justin Bieber ? VOCÊ É UM MISERÁVEL! ー gritou, indo pra cima de mim, me dando tapas em tudo o que é lugar, e eu não tentava nem sequer me proteger. Eu estava errado, não posso negar.ー Mas dessa vez, vai ser diferente, não vai ter pedido de desculpas, não vai ter mais nada. ー disse parando de me bater, enxugando seu rosto. Ficou olhando pro anel em seu dedo, não, ela não vai fazer isso. 

Por favor, não desista...

ー O que vai fazer?ー perguntei com a voz trêmula, já sabendo o que viria.

ー Estou me livrando de você. Não quero mais nada, Justin. Foi ótimo enquanto durou, mas depois dessa...já deu pra gente. ー falou eu comecei a me desesperar.

Ela não poderia fazer isso...por favor

Ela tirou o anel e jogou nos meus pés, deu as costas pra mim, mas eu corri até ela, lhe abraçando por trás não a deixando ir, foi inevitável eu não chorar, era impossível. A abraçei forte, e ela começou a chora junto comigo, ficamos um tempo assim. Eu tentava dizer alguma coisa, mas começava a gaguejar e nada saia. Eu tinha a perdido.

Mandy se afastou de mim, me olhando nos olhos.

ー Se você quiser me ter novamente, vai ter que ganhar minha confiança de novo.

FAÇAM APENAS UMA PERGUNTA PARA APENAS UM PERSONAGEM!

 

 


Notas Finais


Provavelmente, esse capítulo tem vários erros, mas eu estou pelo notebook guys, amanhã eu edito todo o capítulo okay? Vocês sumiram de novo, o que está havendo? rsrsrsrs ( rindo de nervosa de ter cagado tudo ).


ATÉ BREVE!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...