História Homophobic. - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~AnnaLinspector

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigos, Amor, Bebidas, Família, Fobias, Gays, Homofobia, Sexo, Teens, Violencia
Exibições 193
Palavras 1.356
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


A fanfic foi deletada então eu estou repostando ela porque eu não sou obrigada a perder meu tempo porque o site ficou de frescura comigo.

Capítulo 1 - Homophobic.


Fanfic / Fanfiction Homophobic. - Capítulo 1 - Homophobic.

[ Capitulo 1 - I'm Homophobic. ] 

Eliott Morningstar.

Fui acordado logo cedo por Minnie, não tenho nada contra minha mãe mas sinceramente ela tinha mesmo que ter casado com uma mulher? Me sentei na cama já tendo que escutar a voz de Hope se aproximando de meu quarto, eu não gostava dela em meu quarto então antes mesmo que ela pudesse entrar empurrei minha mãe para fora dele e tranquei a porta.

Suspirei e fui para o banheiro fazendo minhas necessidades matinais, aproveitando para tomar um banho em seguida.

Ao sair do banho peguei o uniforme que estava passado e pendurado no cabide de meu guarda roupa, sequei meus cabelos direito e me troquei.

Uma coisa que eu estava acostumado a fazer era suspirar e foi exatamente o que eu fiz ao me olhar no espelho, pentear os cabelos e suspirar, pegar a mochila e suspirar, abrir a porta do quarto e suspirar, descer as escadas e suspirar por tudo o que eu tinha que ver e ouvir.

- Oi filho. – Hope disse e eu simplesmente revirei os olhos.

- Eu não sou seu filho. – Pude vê-la se encolher e em seguida um olhar reprovador de minha mãe, mexi meus ombros e peguei a torrada no prato, saindo da cozinha e indo para a porta da entrada.

- Filho, eu vou te levar para a escola. Senta ai, e espera. – Bufei e me joguei no sofá, observei as horas passando e minha mãe conversava sobre mim com a mulher dela.

- Você sabe que ele é assim, é claro que ele gosta de você Hope, não precisa chorar amor. – Ela dizia e eu sentia vontade de rir, eu não amava ela e não tinha nem porque amar.

Ouvi um barulho vindo da escada e logo notei quem era, era Oliver, mais um infortúnio para minha vida. Ele era moreno com a pele bem branca, seus olhos azuis que não combinavam nada com os meus e seus cabelos eram grandes vindo até os ombros.

Minha mãe pegou a chave do carro e vi Hope seguindo ela, ótimo ela ia junto comigo, já não bastou sofrer bullying todos os anos da minha vida todos teriam que ver o fato de eu não ter um pai esse ano também.

[...]

Chegamos rápido na escola, sai do carro sem dizer nada e fui diretamente em direção de Gary sendo seguido por Oliver.

- Oi Gary. – Falei sem animo nenhum, e bocejei.

- Oi Eliott, Oliver. – Ele sorriu, Gary estava sempre animado não sei como ele conseguia.

Vi duas figuras conhecidas e fui em direção a elas, sendo seguido. Antes que eu pudesse dizer alguma coisa vi Louise se aproximar do grupo, ela era a única que tinha uma família normal e eu amava a família dela por isso.

- Então, de que sala vocês são? – Melissa, minha amiga desde bebe que também era confundida como minha irmã gêmea falava, nossos pais achavam que íamos nos casar um dia mas nunca iria acontecer ela mesmo havia me dito isso.

- D. – Gary disse super animado, um dia eu vou entender esse meu amigo.

- A. – Revirei meus olhos, desanimado com tudo, não queria estar ali.

- B. – Vi Oliver sorrindo e Louise falou que era da mesma sala que ele, dando um cumprimento de mãos com Oliver.

- Eu sou do A, e Matheus é do D. – Melissa disse com um sorrisinho nos lábios e logo ouvimos o sinal batendo, todos os meus amigos – e Oliver – deram tchau para os pais e eu simplesmente sai andando sem olhar para frente até que eu esbarrei com um garoto mas a única pessoa que foi ao chão foi quem? Eu!

- Porra... – Sussurrei para mim mesmo e logo olhei para ver quem era o desgraçado e me deparei com um par de olhos verdes que chegaram a me dar calafrios.

- Me desculpa, te machuquei? – Seus cabelos eram castanhos e ele era pálido, não era nem branco era um papel mesmo. Ele estava com a mão estendida para mim e eu a recusei, me levantando sozinho.

- Olha por onde anda. – Passei a mão na calça, retirando a sujeira.

- Quem não estava olhando era você. – Eu o vi revirar os olhos e me dar as costas, e não sei porque aquilo havia me irritado profundamente.

Entrei na escola e fui direto para minha sala, vendo que Melissa havia me guardado um lugar, me sentei ao seu lado e logo vi o garoto de olhos verdes entrando na sala com um chupão em seu pescoço, era recente, apenas arqueei a sobrancelha sem entender o porque eu prestava atenção naquele garoto.

Notei que a professora tinha entrado na sala quando parei de olhar para o garoto, ela se apresentou e se pôs a fazer a chamada chamou meu nome e depois de um tempo chamou o de Melissa.

- Tyler Porter? Tyler Porter?! – Ela chamou mais alto o nome e logo olhei para trás, vi umas pessoas mexendo nele e ele logo se levantou com os olhos verdes cansados, engoli seco.

- Aqui. – Ele disse com a voz rouca e meu corpo todo estremeceu, o que estava acontecendo comigo?

[...]

Depois de três aulas o sinal do intervalo foi tocado, e eu acompanhei Melissa até o refeitório. Nos encontramos com Oliver, Gary, Louise e Matheus.

- Como está sendo o primeiro dia de vocês? – Melissa perguntou diretamente para os amigos que estavam a sua frente, fiquei olhando para o lado e vi Tyler passando com um garoto baixo que era tudo o que eu não era, ele era moreno, seus cabelos bem escuros e seus olhos âmbar.

- Eliott? Eliott! – Ouvi Louise me chamar e logo a olhei.

- Oi? – Respondi e ela cruzou os braços quando notou que eu não estava realmente ouvindo o que eles estavam falando.

- Queríamos saber como foi seu primeiro dia de aula até agora mas parecia que você estava ocupado demais comendo Tyler Porter. – Melissa falou com um sorriso malicioso em seu rosto e eu apenas suspirei.

-Eu não estava comendo Tyler Porter, Melissa. Você sabe que eu não gosto dessas coisas. – Falei simplesmente e todos meus amigos arregalaram os olhos. – Vocês são tão meus amigos que nem sabem disso. – Me levantei, indo em direção ao banheiro masculino.

Entrei e logo ouvi uns sons estranhos vindo de uma das cabines, pareciam gemidos femininos arqueei a sobrancelha e logo notei que a cabine estava aberta.

- Cara, você podia... O que está acontecendo aqui?! – Minha visão via coisas que eu não queria ver em milhões de anos, Tyler estava ali com aquele garoto estranho por um momento eu jurei que tinha sentido meu coração ser apertado devia ser só minha imaginação pelo susto que tomei.

Tyler se vestiu rapidamente e o outro garoto não parecia se importar em estar semi nu na minha frente.

- Estou fazendo sexo com meu ficante, algo contra Eliott Morningstar? – Senti meu corpo estremecer e eu simplesmente não sabia o que fazer, não conseguia me mover, aqueles olhos verdes me deixavam assustado. Abri minha boca para dizer algo mas nada saia e uma coisa que eu me arrependo de contar para vocês é que assim que eu abri a boca Tyler atacou meus lábios e o pior de tudo é que assim que ele fez isso eu consegui me mover mas de vez me separar dele meus braços foram automaticamente para seu pescoço e eu pude sentir suas mãos passearem pelo meu corpo.

O sinal me despertou e logo eu notei o que estava acontecendo, empurrei o garoto e eu sentia meu rosto queimando, olhei em seus olhos e notei que eles não estavam mais tão assustadores assim.

Sai correndo do banheiro e entrei na sala indo diretamente para meu lugar, pensei no que havia acontecido e comecei a bater minha testa na mesa.

- Eliott? Você está louco? – Melissa dizia me segurando.

- Minha vida nem começou e ela já está uma droga! Eu não acredito no que eu fiz. – Eu havia beijado um garoto, e o pior de tudo isso eu não tinha achado ruim... O que está acontecendo comigo?!


Notas Finais


Espero reunir todos os antigos os leitores e os novos também, sejam bem vindos novamente a continuação de The Rich Guy.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...