História Homophobic. - Capítulo 25


Escrita por: ~ e ~AnnaLinspector

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigos, Amor, Bebidas, Família, Fobias, Gays, Homofobia, Sexo, Teens, Violencia
Exibições 69
Palavras 905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Matem suas saudades dos dois aqui.

Capítulo 25 - Saudades.


Fanfic / Fanfiction Homophobic. - Capítulo 25 - Saudades.

Aviso: Esse capitulo aconteceu antes da viagem deles para a casa da vó do Eliott, e é só para explicar como está a relação do Ashton e do Austin. 

[ Capitulo 24 - Saudades. ] 

O sábado estava iluminado e Ashton observava o marido calcular sozinho os lucros da pequena loja que os dois administravam juntos, ele admirava Austin e não podia esquecer que desde o colegial já estavam juntos, "Eu vou te proteger pra sempre", foi o que Ashton disse quando ainda eram muito novos...quem diria que um amor adolescente duraria tantos anos? Ashton pensava sem tirar por um segundo seus olhos de Austin, ele o amava, mas já fazia um tempo que não se sentia correspondido na mesma intensidade, Austin parecia mais distante que o normal, será que sou eu a causa disso? O moreno pensava percebendo que o ruivo nem notou sua presença, e se notou, fingiu não perceber. 

Ash suspirou pensativo, tentando conversar com seu marido em seguida, mas as respostas eram sempre curtas demais, simples demais e frias demais para serem dele. 

- Terminou? - Ashton perguntou se referindo aos cálculos. 

- Sim... - Austin suspirou demonstrando cansaço se levantando em seguida. 

- Ei...vem cá, quero falar com você. - Ash puxou Austin pelo braço fazendo ele voltar. 

- Então fala. 

Ash ignorou a resposta e sem motivos específicos abraçou o marido, não tinha dúvidas de que casou com o homem certo, com excessão dos últimos meses onde não se sentia tão próximo de Austin como no início, sim, eles mudaram, cresceram juntos, mas Ash jamais mudou com ele, isso não. 

O moreno fez o ruivo se deitar na cama de casal junto com ele, Ash tentava achar o jeito certo de abordar esse assunto, nem ele sabia explicar essa distância repentina, veja lá questionar Austin sobre os motivos, ele não sabia como começar, definitivamente não fazia ideia, suspirou devagar e se virou encarando ele, segurou nas mãos de Austin e perguntou de uma vez. 

- Ainda me ama? Austin você ainda sente a mesma coisa por mim? - A ansiedade era clara nos olhos do moreno. 

Austin arregalou os olhos, não esperava essa pergunta. Ele ainda o amava como antes? "Com certeza", pensou e então se deu conta de que não estava dando a atenção merecida ao seu marido, ele jamais quis parecer distante ou até mesmo frio, talvez a rotina fizesse isso com ele, Austin não tinha certeza, só sabia que não queria encher a cabeça de Ashton com paranoias que não eram nem de longe verdadeiras, ele amava Ash, só estava distraído demais. 

- Que tipo de pergunta é essa, é claro que eu te amo. - Admitiu Austin. 

- Você tá diferente Austin, se foi alguma coisa que eu fiz pode falar. - Ash tinha quase certeza de que tinha feito alguma, mas ele não podia estar mais errado. 

- Eu só andei meio desligado Ash, mas jamais duvide do meu amor. 

E Austin beijou Ash, finalizando a conversa e acalmando o coração e os pensamentos do marido. 

Eles pareciam mais fortes depois da breve conversa que tiveram mais cedo, Lúcia havia acabado de chegar e assim que viu seus pais agarradinhos no sofá a menina fez questão de pular em cima dos dois que sorriam ao ver a garota, Lucia assim como Gary era uma das razões de felicidade dos dois, ela era o simbolo da família que eles construíram juntos. 

- Me da espaço, eu quero abraçar meu pai. - Lucia falou empurrando Ashton que olhou indignado para a garota. 

- Só ele é seu pai agora? - Lucia sempre foi mais apegada com Austin, isso era nítido para o casal. 

- Pode ficar então, eu já ia sair. - Ela beijou o rosto dos dois e se levantou sem tirar o sorriso dos lábios. 

- Posso saber pra onde você vai? - Austin perguntou com uma preocupação inevitável, seus filhos por mais grandes que fossem sempre seriam seus filhos. 

- Vou ter um encontro. - E o sorriso da garota só aumentava. 

Ashton e Austin trocaram olhares negando com a cabeça em seguida, voltaram a se abraçar e Austin voltou a conversar com ele. 

- Meu amor nossos bebês cresceram. - Austin admitiu e Ash teve que concordar. 

- Acho que eles já sabem se virar sozinhos. - Ash admitiu, seus filhos realmente cresceram. 

Gary apareceu de mãos dadas com Oliver minutos depois que Lucia deixou a casa, eles realmente aprovavam o namoro, Gary não deixava dúvidas de que Oliver o fazia feliz e se ele estava feliz seus pais também estariam. 

-Boa noite sogrinhos. - Oliver cumprimentou os dois, o garoto já era de casa, afinal antes mesmo que seus filhos começassem a namorar Ashton e Austin já eram amigos das mães do garoto. 

Gary e Oliver desaparecem mais rápido do que chegaram, esbanjando sorrisos sinceros, Gary sempre foi o mais animado da casa mesmo, e a noite terminou tranquila, Ashton e Austin já não tinham diferenças para resolver, o casal se deitou na cama prontos para dormir, felizes e orgulhos das conquistas que fizeram juntos. 

-Você foi minha melhor conquista, não sei o que seria de mim agora sem você. - Ashton admitiu dando um selinho no marido. 

-Não seria amor, eu não ficaria sem você. 

- Eu sei que não. - Ashton falou fazendo Austin sorrir. 

Os dois se abraçaram apertado adormecendo com a mente e o coração em sintonia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...