História Homophobic + namjin - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtan Boys, Ciumes, Homofobia, Medicina, Namjin, Universidade
Exibições 130
Palavras 1.387
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


desculpe a demora e também se tiver algum erro, eu revisei pelo notebook do meu primo e escrevi pelo mesmo então não sei se vai ter algum. Escutem Awake na parte do flashback pois eu escrevi ouvindo ela então... Boa leitura 💗

Capítulo 29 - Chapter Twenty Eight


*SEOKJIN*

Eu estava na casa da menina na qual eu não consigo lembrar o nome e estávamos fazendo o trabalho, não seria uma coisa tão ruim, eles sabem trabalhar em equipe e são muito bem organizados, só faltavam algumas partes e deixaríamos para amanhã que era sexta. Voltei para casa e fiz o Almoço, Yoongi e Kyung queria me ajudar mas eu sei o que eu faço. Sentamos na mesa e todo dia eu lembrava que ainda tinha que conversar com ele. Eu lavei a louça e chamei Kyung e sentamos na varanda do quintal.

Seokjin: O que aconteceu?

Kyung: foi umas coisas em casa mas está tudo bem!

Seokjin: Que coisas?

Kyung: Da minha avó com a minha mãe!

Seokjin: mas você havia me dito que sua mãe tinha morrido!

Kyung: pra mim ela estava morta mas continua viva!

Seokjin: O que você fez?

Kyung: eu nada, mas ela entrou em discussão com a minha avó por cuidar de mim. Quando eu levei ela pra conhecer você ela estava mentindo, no fundo ela queria xingar a gente e nos tirar dali, quando você foi ela começou a brigar comigo e eu fui morar com a minha avó e em momento algum eu não senti a falta dela.

Seokjin: Aconteceu a mesma coisa, mas não lembre disso, com tempo tudo passa. você disse que sempre estaria aqui para me ajudar!

Kyung: eu me lembro!

Seokjin: então não se preocupe com as coisas ruim que você está passando, é apenas uma fase. logo isso tudo passa e você vai ver que tudo, mesmo que não pareça se torna aprendizado. então não chore hoje, se divirta por que o presente não merece as dores do passado.

Kyung: eu disse que sempre estaria com você mas é você que sempre esteve comigo!

Seokjin: Somos amigos, amigos ajudam amigos!

Kyung: você é o único em quem posso confiar, na verdade você é o único que eu tenho!

Taehyung: Vêm gente, vêm!

Seokjin: o que ele esta fazendo aqui?

Kyung: eu não sei!

fomos para dentro da minha casa novamente e Taehyung se encontrava com meu notebook mexendo em algo, não questionei a invasão de privacidade. Ele entrou no skype pedindo que eu fizesse meu login e assim eu fiz, tae parecia animado mas eu não entendia o por que.

Seokjin: o que esta acontecendo?

ele não me respondeu, a tela ficou azul com a foto de Namjoon esperando ser aceita ou recusada a chamada, Taehyung com um grande sorriso aceitou e eu podendo ver o grande sorriso feliz e o rosto cansado do mesmo, mas continuava com o seu jeitinho que eu tanto amo.

Namjoon: Oi gente, como vocês estão?

Todos responderam em uníssono um 'olá! estamos bem e você?' menos yoongi que gosta de ser ele mesmo, isso já não é novidade!

Yoongi: ola bolo fofo, estou bem!

Eu não disse nada, apenas fiquei observando ele, ele estava sorrindo tanto e a última vez que o vi sorrir assim foi quando ele foi declarado como o melhor aluno da nação. 

Seokjin: Você está a sorrir bastante, aconteceu algo?

Namjoon: Oi meu amor, na verdade sim, aconteceu!

Yoongi: está esperando o que para começar a falar?

Namjoon: Eu consegui passar para a UCLA e hoje de manhã o Travis me ligou pedindo que eu encobrisse o doutor que não tinha chegado ainda, o hospital é enorme e tive que lidar com 2 pacientes em crise de convulsão!

Jungkook: nossa, deu tudo certo?

Namjoon: Graças a deus sim, e o garoto estava com uma pequena barata no ouvido. aquilo foi nojento e o mais legal de tudo e que realmente eu fiquei surpreso e que eu não senti pressão ou nervosismo em lidar com aquilo tudo sozinho.

Jimin: eu no seu lugar não saberia o que fazer!

Yoongi: Você já estudou esses negócio todo para saber?

Jimin: sei nem a metade!

Yoongi: então fica quietinho!

os meninos ficaram conversando com ele na maior parte, já eu não, eu fiquei com muito sono então fui tomar um banho. Coloquei minha calça de moletom preta e uma blusa branca, meus cabelos pingavam água então eu passei a toalha até a absorver um excesso que não deixasse muito molhado. Eu fiquei pensando em várias coisas naquele momento, mas era do passado.

Flashback On

Era um sábado e eu estava em um jantar com os pais de Kim Namjoon, eu estava meio entediado, eu não tinha total senso do que eles falavam, queria voltar para casa, deitar na minha cama e dormir. Talvez o domingo seja melhor.

Namjoon: Você também está achando isso um saco?

Seokjin: muito!

Namjoon: eu conheço um lugar bem legal, quer ir?

Seokjin: que lugar?

Namjoon: Me acompanha mas antes!

ele se levantou e chamou a atenção dos seus pais e acabou chamando a atenção dos meus. Namjoon disse que a gente sairia para um lugar conhecido aos seus pais os mesmos concordaram e fomos. Eu não sabia e nem fazia ideia para onde ele estava me levando, apenas fui. Quando chegamos era um parque de diversão, ele estava todo iluminado e tinha várias crianças se divertindo e outras correndo pelo local rindo, isso me  sorrir.

Namjoon: O que você acha de ser uma criança por um dia?

Seokjin: isso é serio?

Namjoon: Muito serio, vêm!

Ele comprou passagem para o brinquedo e me puxou para a fila, eu não lembro o nome do brinquedo e nem fiz questão de perguntar alguém, mas ele subia e descia varias vezes e indo mais rápido, eu não conseguia gritar igual as outras pessoas, minha barriga estava em uma sensação muito estranha e meu sangue estava em completa adrenalina, eu não conseguia nem olhar pra baixo quando  a minha parte subia, eu acho que a minha alma tinha ficado naquele brinquedo quando eu entrei pois quando eu pisei fora daquilo eu fiquei meio 'já saímos de lá?'  eu estava tremendo e um pouco frio. eu jurei que nunca entraria lá de novo. 

Namjoon pegou na minha mão e me puxou para outros brinquedos, uma menina ficou olhando pra gente e quando ficamos na fila ela veio até nós e olhou para nossas mãos que ainda estavam juntas, não sei por que mas acabei rindo e ela soltou uma pergunta me fazendo corar!

??: Vocês são namorados?

Namjoon: O que? claro que não!

ele respondeu a menina com um certo desprezo na voz e eu desfiz as nossas mãos e fiquei um pouco incomodado com o seu jeito de falar, a menininha puxou a borda do meu casaco azul me fazendo ir para um canto com ela.

??: Você gosta dele né?!

Seokjin: Sim, mas por que a pergunta?

??: Ta escrito na sua testa. me chamo Mari e você?

Seokjin: Kim Seokjin!

Mari: Então Jin, se você gosta dele tenta conquistar de um jeito por que aquilo que ele usa é só uma armadura e você pode quebrar ela, você é muito fofo eu sei que vai conseguir!

Seokjin: por que ele teria uma 'armadura' em si?

Mari: Alguma desilusão amorosa? medo de se apaixonar? já ter sofrido por um grande amor e se fechou? 

Seokjin: e se eu não conseguir?

Mari: Eu sei que vai, aqui diz que sim -ela apontou para o coração- e eu sei que vão ser muitos felizes. Posso te fazer uma pergunta?

Seokjin: pode sim!

Mari: quando é seu aniversário?

Seokjin: 4 de dezembro, porque?

Mari: me encontre aqui no seu aniversário do próximo ano, tudo bem?

Seokjin: Ah! ok!

Mari: Promete?

Seokjin: Prometo!

A gente apertou as mãos e sorrimos, eu voltei para a fila e Namjoon parecia impaciente, me perguntou onde eu estava, apenas dei de ombro e fomos. Nos divertimos a noite toda e comemos os típicos doces de um parque de diversão, jogamos aqueles jogos que são uma grande bobeira mas todos se divertem. Esse dia foi muito bom, eu ganhei um urso rosa, ele tinha cheiro de morango, como isso é possível eu não sei mas eu passei quase a noite toda cheirando aquele urso.

Flashback off

Eu ainda guardo esse urso até hoje, e me lembro da promessa que fiz a Mari, no dia do meu aniversário eu a encontrarei mas eu espero que ela ainda lembre-se disso e então eu vou poder dizer que sim, eu consegui, não oficialmente mas eu consegui!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...