História Hope - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Apollo, Ares, Artemis, Atena, Bianca di Angelo, Calipso, Charles "Charlie" Beckendorf, Chris Rodriguez, Clarisse La Rue, Connor Stoll, Cronos, Dionísio, Frank Zhang, Frederick Chase, Grover Underwood, Hades, Hazel Levesque, Hera (Juno), Hermes, Jason Grace, Júniper, Luke Castellan, Malcolm, Nico di Angelo, Octavian, Percy Jackson, Rachel Elizabeth Dare, Sally Jackson, Travis Stoll, Zeus
Tags Percabeth
Exibições 106
Palavras 1.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieeeeeeeeeeeee meus amores💚
Demorei né😥
Eu estava em última semana de aulas, e últimas provas, então já virão né? Não tinha tempo nem pra respirar direito.
EU TÔ DE FÉRIAS🙌🙌🙌🙌
Ou seja, os capítulos vão ser atualizados com mais frequência.
E para os leitores curiosos que querem saber o sexo do bebê, não se preocupem, nós descobriremos no capítulo que vem💚.
O capítulo ficou meio parado, é mais pra vocês verem a relação do Percy com os primos😊
Muito obrigada aos comentários e favoritos do capítulo anterior, sério mesmo gente, ajuda muito ver que vocês estão gostando da fic💚
Espero que gostem, bjs e até😘

Capítulo 10 - Primos inconvenientes e vergonha para a sociedade dos irmãos


     — Então você vai mesmo ser pai? — Thalia estava sentada no sofá de frente para o meu, ao seu lado estavam Jason e Nico.

— Sim, algum problema?

— Não, nenhum, apenas fiquei meio em dúvida, afinal, você é Percy Jackson, o cara mais lerdo que eu conheço, pra falar a verdade eu achei que você era virgem — ela proferiu as últimas palavras fazendo os dois babacas que estavam ao seu lado rirem.

— Eu não sou virgem — falei enquanto a olhava com incredulidade.

— Eu sei, você vai ser pai Percy, é impossível você ser virgem depois de fazer um filho em alguém — ela me lançou um sorriso divertido.

— Vocês são tão imbecis — revirei os olhos o que só os fez rir mais.

— Agora nos conte como tudo isso aconteceu, digo, você e Annabeth, pelo que eu me lembre vocês nem se falavam na época do colégio — Nico resolveu se pronunciar.

— É, nos conte Percy, estou curioso — Jason aquele maldito falou como se se divertisse com toda a situação.

— Bem... Éh... — tentei pensar em alguma coisa mas nada me vinha a mente, precisava aprender a mentir melhor.

— Vai Percy, fale de uma vez, a gente não tem o tempo todo — eu mataria o Jason se ele dissesse mais uma palavra para se divertir com a minha cara.

— Como eu ía dizendo, nós nos conhecemos alguns meses depois do Luke morrer, foi...

— Espera — Thalia estava assustada e um pouco perdida — O Luke morreu? O mesmo Luke do colégio? O Luke que você odiava?

— Sim, eu achei que vocês soubessem — foi Jason quem respondeu, como sempre intrometido — já faz alguns meses, acidente de carro.

— Ele e a Annabeth tinham alguma coisa? — Thalia perguntou como se não quisesse nada, mas eu sabia que ela estava mais curiosa do que aparentava.

— Eles eram noivos — Jason continuou a falar — ela ficou devastada, nem sair de casa ela queria mais, eu tinha que arrasta-la para os lugares — Jason permaneceu com o olhar fixo na parede por um tempo — depois de um tempo ela e o Percy se conheceram, se passaram mais alguns meses e agora ela está grávida — mentiu a última parte, saiu tão natural que até mesmo eu que sabia a verdade fiquei tentado a acreditar.

— Percy, Percy — olhei para baixo e lá estava Tyson todo sorridente com uma folha de papel nas mãos.

Ele estava pulando de um lado para o outro desde que voltamos do parque a algumas horas atrás.

Annabeth estava fazendo bem para ele, mesmo que isso tudo um dia fosse acabar, ela estava dando alegria a ele, e isso era o que mais importava.

— Oi pra você também Tyson — Nico falou com irônia pelo menino ter ignorado totalmente a presença dele.

— Oi tio Nico, oi tia Thalia, oi tio Jason — falou com pressa e se virou novamente para mim, o que me fez soltar um pequeno sorriso — Percy eu fiz um desenho pra tia Annie você pode entregar pra ela por favor? — ele me estendeu uma folha de papel dobrada e com um laço de fita mal feito em cima.

— Percy, eu fiz um desenho pra tia Annie, você pode entregar pra ela por favor? — Jason imitou Tyson, o que fez os outros dois ao seu lado darem risadas e eu apenas os lançar um olhar reprovador.

Me virei para Tyson e ele estava com a cabeça baixa pelo constrangimento.

O sentei no meu colo e levantei o seu rosto.

— Pode deixar, eu entrego sim, tenho certeza que ela irá adorar — sorri para ele que ficou animado, provavelmente pela idéia de fazer uma coisa que a Annie fosse gostar.

Pulou do meu colo e quando ía saindo da sala se virou e olhou para mim.

— Diz pra ela que eu amo ela um tantão assim — ele esticou os braços, os deixando abertos — e eu amo você também Percy, mas eu amo mais a tia Annie.

Saiu e me deixou sozinho com os três idiotas dando risada da minha cara.

— Sério? O garoto conheceu a Annie hoje e já à ama mais do que ama você? — Jason falou enquanto dava risada — você é uma vergonha para a sociedade dos irmãos Percy — continuou com falsa decepção.

— Há, Há, Há, muito engraçado Jason.

— Eu sei.

— Bem, eu e o Nico temos que ir agora, combinamos de ir a uma boate nova que abriu por aqui — Thalia se levantou com Nico em seu encalço — tchau papai do ano, Jason — ela nos lançou um cumprimento de cabeça e saiu da sala.

— Tchau pra vocês — Nico falou e saiu atrás dela.

O telefone de Jason vibrou e ele sorriu assim que leu o que deveria ser uma mensagem.

— Eu tenho que ir, a minha melhor amiga está me chamando — ele frisou as palavras como se para me atingir e eu apenas revirei os olhos.

— Tudo bem, eu já passei uma tarde inteira abraçado com ela — sorri ao ver a expressão dele de falsa indignação.

— Assim não vale — ele levantou-se — você disse abraçado?

— Até amanhã Jason.

— Não, espera, você disse abraçado? — ele parecia perdido nas minhas palavras.

— Sim — sorri pela reação dele — abraçado.

Ele me olhou indignado por um tempo.

— Então a situação de vocês está melhorando? — afirmei com a cabeça — a uma semana atrás vocês não estavam nem se falando.

— Eu acho que ela percebeu que não poderia ficar sem falar comigo para sempre, nós... — olhei para os lados para me certificar de que ninguém estava vindo — temos que fingir que estamos em um relacionamento.

— Quando essa farsa toda vai acabar Percy? — Jason suspirou parecendo cansado — eu não quero que a Annie sofra, muito menos o bebê.

Pensei por um tempo, seria difícil ninguém sair afetado dessa confusão... Mas nós iríamos conseguir, nós vamos conseguir.

— Isso vai acabar antes do bebê nascer, não se preocupe, eu só preciso esperar a poeira abaixar — massageei as têmporas com as pontas dos dedos — eu não quero me casar com a Calypso, você sabe disso. Se eu me casar com ela serei obrigado a cuidar das empresas que ela herdará e da Olympus também, eu não quero ser infeliz pelo resto da minha vida.

— Eu sei, eu só peço que você vá com calma, a Annie ainda sofre muito pelo Luke, e tem um filho para sustentar, se toda vez que ela se encontrar com a nossa família for atacada desse jeito — ele respirou profundamente — eu não sei se ela vai aguentar.

— Eu não vou deixar ninguém abrir a boca para falar dela, não se preocupe, eu não vou deixar.

Ele apenas balançou a cabeça afirmando.

— Eu tenho que ir cara, depois a gente se fala — ele acenou com a cabeça e se retirou da sala me deixando sozinho com os meus próprios pensamentos.

Eu não iria prejudicar a criança, eu não teria essa coragem, isso tudo iria acabar antes dela nascer.

Jason tinha razão, eu não podia bagunçar duas vidas do jeito que eu estava fazendo, eu iria dar um jeito nisso.

     Ou pelo menos, tentaria.

Observei o papel que se encontrava dobrado em minhas mãos, Tyson era realmente uma criança adorável.


Tirei a fita que tinha sobre o papel e o desdobrei.


Quando me deparei com o desenho meus olhos se encheram de lágrimas instantaneamente.


Ele havia desenhado o que parecia ser Annabeth, segurando um pequeno embrulho em mãos, eu ao seu lado segurando sua mão e do meu outro lado, havia um garotinho de cabelos bagunçados que eu tive certeza de que era o Tyson.


Estávamos todos sorridentes, mas o que mais me chamou a atenção foi a pequena frase que tinha ao lado do desenho escrita a giz de cera verde.


A frase que fez meus olhos marejarem.


" Para a tia Annie que mora no meu coraçãozinho, para a minha nova família, minha família de verdade. "


Notas Finais


Me desculpem os erros😄
Não se esqueçam de comentar😉
Bjs e até😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...