História Hope. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Alternativo, Ficção, Guardião, Guardioes, Hentai, Indrasaku, Itasaku, Madasaku, Naruto, Obisaku, Romance, Sakura Haruno, Sasusaku, Shoujo, Shurasaku, Uchisaku
Exibições 543
Palavras 1.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Advinha quem voltou?
Bom, gostaria de esclarecer um ponto: Shura não é um personagem do anime/mangá, apenas o criei para ser o irmão de sangue do Indra.
Boa leitura sz

Capítulo 4 - O esforço dos Uchihas.


Fanfic / Fanfiction Hope. - Capítulo 4 - O esforço dos Uchihas.

Capítulo 4: O esforço dos Uchihas.

   Neve e mais neve para todos os lados. Sakura brincava ali, sentada e quietinha, batendo a mão contra a camada branca revestida no solo da floresta. Sasuke estava ao seu lado, fazendo um boneco com aquilo.

-Nii-san! Oia, oia! -Puxava a manga do casaco do irmão, apontando o dedo indicador para um montinho de neve.

-Sim, ficou ótimo, nii-chan. -Ele riu, fazendo um carinho no cabelo rosado, sinalizando um bom trabalho.

-Sasuke, estamos indo para a floresta procurar por mais daquelas… Criaturas. -Disse Indra, parando de pé ao lado das duas crianças. Nunca contaram a verdade para o menino, afinal, ainda não atingira a idade suficiente para entender os fatos.

-Quer que eu fique aqui e cuide da Sakura-chan? -Levantou a cabeça, observando o garoto parado ali.

-Não, seria muito arriscado. Vamos todos juntos. -Tocou o cabelo do garotinho, fazendo uma carícia e logo colocou Sakura em seu colo.

-Hai! -Ficou de pé, deslizando as mãos pela roupa para retirar a neve do local.

-Agora que você já despertou seu poder, precisará aprender a controlá-lo, para não ficar tão cansado quanto ficou ontem. -Indra recostou a cabeça da rosada em seu ombro, tentando acalmá-la para que a mesma dormisse.

-E quem vai me ajudar com isso? -Segurou na barra da camiseta do mais velho enquanto andavam na direção dos outros.

-Eu e Madara. Somos os mais velhos, então, consequentemente, temos mais experiência. -Parou no meio do grupo, verificando se todos já estavam prontos para sair.

   Depois disso, apenas silêncio. Os Uchihas adentravam a floresta, nenhum barulho era ouvido, a não ser, o som que seus pés emitiam ao pisar na neve.

-E então, Obito? -Perguntou Madara, afastando um galho que se encontrava a sua frente.

-Nada no meu sensor. -Confirmou o que já era esperado, olhando para os lados de forma séria.

   Poucos segundos depois, a terra tremia com violência. Os Uchihas firmaram os pés no chão, tentando não cair, Sakura acordara assustada.

-Estão bem perto… -Obito gritou e um tentáculo repleto de líquido esverdeado atingiu o solo, bem no meio deles.

-Tomem cuidado! É veneno. -Os olhos de Indra possuíam uma coloração avermelhada, algumas vírgulas negras se posicionavam dentro da íris.


   Todos pareciam preparados, em posição de combate. Novamente um daqueles monstros se ergueu, enorme e assustador, dentes soltando veneno em gotas gigantes.

-Protejam as crianças! -Shura correu, empurrando Sasuke no chão para não ser atingido.

   Madara estava parado, os punhos cerrados, encarando o monstro com os mesmos olhos de Indra, vermelhos escarlate. Não havia só aquele, todos sabiam e não seria tão fácil derrotar a todos, mas ninguém ali gostaria que outras pessoas passassem pelas perdas que passaram.

-Esses são apenas os bichinhos de estimação deles! -Falou o mais velho, estendeu o braço e uma luz azulada correu por ele, logo tomando um formato de lâmina.

-Itachi, Shura, Obito! Protejam Sasuke e Sakura. Daremos um jeito neste aqui. -Indra os afastou dali, logo se posicionando ao lado de Madara, juntando os dedos enquanto todo o corpo ardia em chamas negras.

   Uma chuva ácida começara a cair, proveniente do enorme monstro em sua frente. Indra ergueu um paredão com a terra, protegendo-os de qualquer dano. Madara aproveitou e pulou sobre a parte não contaminada dos blocos, indo em direção a criatura, o braço levantado em sinal de ameaça.
   Algo dera errado no percurso. Madara caiu, sacudindo-se no queda, tentando não cair com as costas para o chão. Indra se concentrou, tentando manter os paredões de pé, mas não evitou que o veneno queimasse a pele do mais velho. O impacto foi reduzido por uma parede de ar feita pelo mais novo, segurando Madara antes de tocar o chão.

-Droga! -Indra correu até lá, pedras sendo usadas para bloquear tentáculos e veneno. Estava preocupado com Madara.

   Olhou para os mais novos, encolhidos e com medo bem no canto, assustados ao verem a situação do mais velho. O que Indra faria? 
   Ele pensou, tentando se manter ao máximo de pé, protegendo-os. Finalmente decidira, erguendo quatro paredes resistentes em volta de Madara, impedindo que qualquer coisa o atingisse, teria que matar a criatura sozinho.

-Corram o máximo que puderem… Agora! -Gritou para os outros e pulou sobre um dos tentáculos, correndo por seu caminho até a face do monstro, a mão preparada para acertar um golpe.

   Seus braços emanavam energia negra, fazendo-o ter uma aura obscura que deixaria qualquer um em sã consciência com medo. Rapidamente, fez um movimento para cima com ambas as mãos, as palmas viradas para baixo. A terra tremulou e diversas pedras se ergueram, envolvendo a criatura nelas.

-Você vai pagar… Todos vocês vão. -Ele ardeu em fúria, cortando o olhou do bicho em duas partes, ódio exalando por cada poro de seu corpo. Deslizou a mão de cima para baixo, partindo o animal, espalhando toda a gosma azulada pela floresta.

   Um chiado fora ouvido, a criatura se dissolvia em uma fumaça fedorenta, um cheiro de putrefação. Indra quase vomitara.

-Madara! -Correu até ele, as paredes cederam, revelando o corpo do homem deitado no chão, tremulando de dor. -Droga! Precisamos do Itachi… -Olhou para os lados, os garotos realmente tinham fugido daquele lugar.

   Colocou o mais velho nos braços, pulando sobre as árvores, pegando impulso em cada galho. O coração se apertava ao ver as expressões de dor dele, tinha sido tudo culpa sua, não conseguira protegê-lo.

-Itachi! Itachi! Madara foi atingido! -Gritava em desespero, deixando-o no chão cuidadosamente, já dentro do acampamento.

-Oh, droga… A coisa foi bem feia! -O garoto de cabelo grande ergueu as mangas de seu casaco e se concentrou totalmente, a energia esverdeada fluindo por suas mãos.

   Todos se afastaram um pouco, deixando Itachi trabalhar. Indra chorava baixinho, lágrimas escorrendo por seus olhos, mas a expressão ainda séria.

-Papa! -Sakura estendeu os bracinhos em direção a ele, fazendo uma carinha incomodada.

-Oi, pequena. -A pegou, olhando diretamente em seus grandes olhos verdes.

-Não chola. -Fez biquinho e passou as mãozinhas em seu rosto, enxugando cada lágrima.

-Papai está bem, minha princesinha… -Abriu um sorriso um tanto forçado, a atitude da menina o deixara bastante feliz, mas não minimizara a situação.

-Não chola. -Repetiu, dessa vez com a expressão emburrada, como se desse uma ordem ao mais velho.

   Ele sorriu, fazendo um carinho em sua pequena cabeça repleta de fios cor de rosa. A ferida de Madara ia se fechando aos poucos, o que retirara um grande peso de seu coração.

-Você sabe que não foi sua culpa… -Sussurrou Shura, a mão sobre o ombro do irmão, lhe dando apoio.

-De algum modo, sim, foi minha culpa. -Abaixou o olhar, relembrando todos os fatos da luta.

-Nada disso. Você não podia. Ou o protegia e ele caía no chão e, provavelmente, com o impacto morreria, ou era atingido em menor quantidade e ficaria vivo. -Apertou seus dedos em volta do ombro dele.

-Em todos os casos a chance de morrer estava presente. -Resmungou, a voz carregada de culpa.

-Você é tão teimoso. -O mais novo cruzou os braços, estalando a língua em sinal de reprovação.

   Longos minutos se passaram, minutos que pareciam horas. Indra batia o pé no chão freneticamente, angustiado. Logo Itachi terminara, fechando o corte profundo causado pelo ácido. 

-Ele ainda não está totalmente bem, mas, com muito descanso, se recuperará em poucos dias. -Os olhou, passando segurança em sua voz.

-Graças aos Deuses. -O segundo mais velho respirou aliviado.

-Vamos, me ajudem a levá-lo até a tenda. -Disse Itachi, já segurando Madara pela parte de baixo de seus braços.

   Shura o segurou pelas pernas, tentando carregá-lo da melhor forma possível. Obito cruzou os braços, olhando para o horizonte. Dois corvos repousavam em um galho de árvore não muito distante.

-Ainda teremos muito pela frente. -Disse Indra, olhando na mesma direção.

-Sim… Temo o futuro… -Abaixou a cabeça, observando a neve sobre seus sapatos.

-Não devemos temer. Somos Uchihas. -Passou o braço em volta do pescoço do "irmão", puxando-o para perto e bagunçando seu curto cabelo.


Notas Finais


Perguntinha rápida pra vocês:

O que acham de uma quebra de tempo? Pular para a adolescência da Sakura e tudo o mais...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...