História Hope. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Alternativo, Ficção, Guardião, Guardioes, Hentai, Indrasaku, Itasaku, Madasaku, Naruto, Obisaku, Romance, Sakura Haruno, Sasusaku, Shoujo, Shurasaku, Uchisaku
Exibições 541
Palavras 1.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, oi, oi.
Primeiramente, perdão pelo capítulo curto, estou com uma dor no braço que me impossibilitou de escrever mais, escrevi até onde deu. Tentarei recompensar nos próximos capítulos.
Ah, o segundo aviso que tenho que dar é o da atualização da fic. Agora, os novos capítulos sairão apenas nos sábados e domingos após as 14 horas. Isso porque minhas aulas estão chegando ao fim e, com isso, as provas aparecem, então tenho que me dedicar. Espero que entendam.
Mas uma coisa boa, serão 3 capítulos durante os fins de semana.
Beijos e boa leitura.

Capítulo 6 - Um "passeio" na cidade


Fanfic / Fanfiction Hope. - Capítulo 6 - Um "passeio" na cidade

Capítulo 6: Um passeio na cidade.

   10 anos a frente, como as coisas mudaram rápido. Sakura já era uma garota crescida, seus irmãos também ficaram mais velhos. A beleza da menina era invejável, seus olhos verdes transmitiam uma doçura sem igual.

-Nii-san! -A rosada puxava a manga da camisa de Indra, tentando chamar a sua atenção.

-O que há, Sakura? -Ele a olhou por breves segundos, mas logo voltou sua atenção para o papel onde escrevia com tinta e uma pena.

-Eu estou com fome. -Suspirou, voltando a puxar a manga da camisa do mais velho, queria atenção.

-Fale com o Obito. Agora estou ocupado, querida. -Afastou gentilmente seu braço da mão dela e continuou a escrever.

-Tudo bem. -Disse com um biquinho nos lábios, logo seguindo em direção ao irmão.

-Oh, olá, Sakura-chan. O que foi? Por que essa carinha? -Obito acariciou os cabelos rosados da menina.

-Indra-kun não quer me dar atenção. -Ela cruzou os braços, a cara emburrada.

-Ele está ocupado com uma coisa muito importante, mas tenho certeza de que mais tarde ele irá brincar com você. -Se virou em direção a mesa, buscando algumas frutas. 

-Eu espero que sim. -Sakura se sentou em um dos pequenos bancos de madeira, balançando suas pernas que não chegavam a tocar o chão.

-Tome, coma um pouco. -Obito deixou o prato de porcelana bem a frente da garota, estava repleto de frutas das mais diversas cores.

-Obrigada, nii-san. -Sorriu, buscando um morango e o levando até os lábios.

-Ohayo. -Disse Sasuke ao entrar na pequena tenda, observava os seus irmãos ali, conversando.

-Ohayo, Sasuke-kun. -A pequena de cabelo cor de rosa disse empolgada, olhando para Sasuke com os olhinhos verdes e curiosos.

-Vocês ficaram sabendo que vamos visitar a cidade nesta tarde? -Ele encostou-se em um armário de madeira ali presente, os cabelos bagunçados caíam sobre sua testa.

-Não! Eu também vou? -Sakura tomou a frente, fazendo com que Obito nada falasse.

-Sim, você também vai. -Desta vez, Obito falou.

-Oba! -Abriu um enorme sorriso, daqueles que faziam com que todos os seus irmãos também sorrissem.

-Mas precisamos usar as nossas roupas especiais. -Sasuke tocou a ponta do nariz da irmãzinha com o indicador.

-Está bem. -Levantou o olhar para ele.

-E lembre-se… -Iniciou Obito.

-Eu sei, eu sei. Nada de falar com estranhos, obedecer aos meus irmãos e sempre andar de mãos dadas com algum de vocês. -Disse de forma impaciente como se já houvessem repetido aquilo mais de um milhão de vezes para ela.

-Boa garota. -Sasuke deu uma breve risada.

   Os outros se encontravam do lado de fora, organizando algumas mochilas e os tecidos negros. Itachi já estava vestido, assim como Shura e Madara, mas o lenço que cobriria seus rostos não fora levantado.

-Itachi nii-san! -Sakura saiu correndo da tenda d pulou em seus braços, o abraçando pelo pescoço.

-Oi, minha pequena. Quanta animação. -Sorriu, recostando a cabeça sobre a dela.

-E a gente? Não ganha abraço? -Madara a olhava, havia um certo ciúme.

-Claro que sim. -Estendeu os braços em direção a ele, o abraçando com força. Fizera o mesmo com Shura.

-Que abraço gostoso. -O garoto sorriu, tocando os cabelos rosados da menina.

-Sakura, vá vestir sua roupa, está bem? Vamos sair daqui alguns minutos. -Falou Madara e Itachi a colocou de pé sobre o chão.

-Sim. -Sorriu para ele e saiu correndo em direção a própria barraca.

   Indra acabara de escrever no pergaminho, o dobrara e guardara dentro de sua mochila. Subira o lenço negro, deixando apenas seus olhos a mostra. O capuz cobria o cabelo de todos eles, já estavam prontos.

-Tadaima. -A pequena menina voltava para o grupo, usando um vestido negro com um capuz acoplado.

-Está linda. -Indra abriu um sorriso e se abaixou na altura dela, subindo o lenço, apenas seus olhos esmeraldinos eram vistos. -Lembre-se: Não nos chame pelo nome e não abaixe seu lenço. -Levantou o capuz, fazendo com que o mesmo cobrisse seus fios cor de rosa.

-Certo! -Fez que sim com a cabeça, obediente.

   Todos começaram a caminhar para fora da floresta, Sakura segurava na mão de Shura, se concentrava em não pisar na barra do próprio vestido.

-O que vamos fazer na cidade? -Indra estava mais a frente, a expressão séria. Conversava com Madara.

-Você sabe… -Suspirou um tanto impaciente.

-Não estou falando disso. Tenho certeza de que não estamos indo apenas por isso. -Sussurrou para ele, os olhos concentrados na estrada de terra.

-Eu não deveria te contar sobre o que devo fazer ou não. Já sou bem crescido pra lhe dar satisfações. -O sharingan fora ativado, analisando todas as direções pelas quais passavam.

-Madara! Pare de bancar a criança. -Indra o segurou pelo pulso, mas ele puxou o braço bruscamente.

   Todos pararam de caminhar imediatamente e os ficaram observando, surpresos com aquela situação. O que acontecia?

-Deixe isso de lado e vamos seguir o nosso caminho. -Olhou para os irmãos e voltou a caminhar, cinco passos a frente deles.

   Indra continuava desconfiado, durante dias, Madara não dormiu, analisando pergaminhos com registros de cidadãos normais, provenientes da cidade. O que ele realmente pretendia?

-Nii-san! Não brigue com o Indra! -Pronunciou-se Sakura, caminhando em direção ao mais velho enquanto puxava sua manga com força.

-Hey! Pare de teimosia! -A empurrou um pouco para trás, ela ficou surpresa e fez um bico.

-Sakura… -Shura a segurou nos braços, notando que a menina estava prestes a chorar.

-Por que tanta grosseria gratuita, hum? O que diabos você tem? -Agora fora a vez de Indra empurrar Madara, ambas as mãos apoiadas em seu peito enquanto aplicava força.

-Indra! -Madara o segurou pelo manto, o puxando para perto, o sharingan ativo, brilhando em fúria 

-Vai me bater, agora? -Cerrou os punhos, os dentes apertados um contra o outro.

-Só vamos seguir esta maldita viagem em paz! -O soltou e voltou a caminhar.

-Acha que é assim? Que pode nos arrastar para onde quiser? Estamos levando uma criança aqui! Já pensou no risco que pode estar colocando-a? Odeio essa sua mania de querer nos levar para algum lugar sem ao menos dizer o que planeja. -O segundo mais velho gritava com ele, realmente sentia raiva daquela atitude.

-Vamos… Seguir a viagem. -Apenas repetiu, andando lentamente, o manto tremulando devido ao vento.

   Indra iria protestar, mas Itachi tocou em seu ombro, dizendo que não valia a pena. Quando Madara colocava algo na cabeça, não havia quem tirasse, nem mesmo Sakura.

-A culpa foi minha? -A menininha deixava lágrimas escaparem.

-Claro que não, minha princesa. O nii-san só está um pouco chateado hoje. -Shura a beijou na testa, tentando tranquilizá-la. 

   Realmente, ninguém sabia o real propósito da viagem, muito menos o que se passava na cabeça quase sempre perturbada de Madara.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...