História Hope. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Alternativo, Ficção, Guardião, Guardioes, Hentai, Indrasaku, Itasaku, Madasaku, Naruto, Obisaku, Romance, Sakura Haruno, Sasusaku, Shoujo, Shurasaku, Uchisaku
Exibições 591
Palavras 1.429
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Postando antes do prazo sz

Capítulo 7 - A Grande Cidade.


Fanfic / Fanfiction Hope. - Capítulo 7 - A Grande Cidade.

Capítulo 7: A Grande Cidade.

   O resto da "viagem" seguiu tranquila, ninguém mais falara nada ou reclamara. Tentavam ficar o mais unido possível. Ao pisarem no local, descobriram o festival da primavera, onde muitas pessoas se reuniam e comemoravam com músicas típicas e barracas de comida.

-Nii-san! -Sakura estava encantada com todas aquelas flores e coisas coloridas penduradas em cordas de uma barraca para outra. -Olhe só que bonito!

-Sim, sim. É muito bonito. -Shura ergueu a mão, buscando uma rosa de coloração branca para a irmãzinha. -Tome.

-Arigatou! -Abriu um enorme sorriso por sob o pano, empolgada com a pequena planta em suas mãos.

   Todos que antes comemoravam agora se encontravam parados, observando o pequeno grupo de vestes pretas, pareciam ser temidos na região.

-O que houve? -Disse a menina de cabelos cor de rosa, não entendia o motivo pelo qual tanta gente os olhava de modo estranho.

-Nada, pequena. -Respondeu Shura quase automaticamente, a mão segurava a dela com firmeza.

   Indra caminhava a frente dos irmãos, seguindo o caminho deixado pelas pessoas do local. Estavam de ombros encolhidos, temerosos com a presença daquelas misteriosas pessoas.

-Etto… -Sakura se soltou da mão do irmão e correu em direção a Indra, segurando em seu pulso.

-Sakura… -O mais velho se virou para olhá-la, seus olhos brilhando em um vermelho escarlate.

-Por que está com seus olhos assim? -Disse em um tom medroso, puxando seu braço.

-Estou apenas garantindo a nossa segurança. -Bufou, o braço encoberto pelo manto negro, deixando apenas a ponta de seus dedos a mostra.

-Tem tantas coisas por aqui… -Aquele era o primeiro contato de Sakura com outras pessoas, então tudo para ela se tornava uma grande novidade. -Olha só! -A rosada saiu correndo em direção a uma das barracas.

-Tsc… Sasuke… -Indra olhou para ele por cima do ombro.

-Entendi. -O garoto assentiu com a cabeça e retirou uma espada da bainha, a arrastando pelo chão enquanto seguia a menina.

   Sakura era apenas uma criança, eles não poderiam repreendê-la, sem contar com o fato de ser seu primeiro contato com tudo aquilo.

-Olha isso, nii-san! -Esticou o braço e ficou na ponta de seus pés, tentando alcançar um pequeno adereço em uma das cordas que ficavam por entre as barracas.

-Deixe que eu pego. -Falou um senhor, provavelmente um dos vendedores.

-EU pego. -Falou Sasuke de forma enfática, a lâmina afiada apontada para o homem desconhecido. -Tome, pequena. -Buscou o adereço, o entregando em suas mãos.

-Que lindo! -O objeto era uma espécie de bola colorida, repleta de pequenos pontos brilhosos. 

-Quanto custa? -Sasuke sorria para a menininha, mas logo se dirigiu ao vendedor, o observando com o canto dos olhos escarlate.

-Pode ficar… É cortesia da casa. -O senhor sorriu, mesmo com todo aquele ar de ameaça.

-Hum. Obrigado. -O olhou de modo desconfiado e tomou a pequena nos braços, a sentando sobre seus ombros.

-Nii-san, pra onde estamos indo? -Segurou-se nos fios rebeldes do irmão, olhava para o festival com curiosidade e entusiasmo.

-Ao cartório da cidade. -Respondeu brevemente, as pessoas simplesmente abriam caminho.

-E o que vamos fazer? -Tocou uma das cordas e sorriu ao ver os adereços girando.

-Entregar um documento sobre a nossa ocupação. -Deu um breve pulo, a fazendo subir e descer rapidamente sobre seus ombros.

-Ah… -Fez um bico um tanto desanimado. -Queria brincar e conhecer a cidade.

-Prometo que depois te levo para ver os lugares. -Sasuke olhava atentamente para os lados, tentando sentir a presença de alguém mais poderoso e perigoso.

-Promete mesmo, nii-san? -Puxou seus cabelos, fazendo uma espécie de "ameaça".

-Eu prometo, sua bobona. -Prosseguiu o caminho até encontrar novamente o resto do pequeno grupo.

-Fiquem aqui do lado de fora, eu e Madara entregaremos o documento. -Indra observou seus irmãos, estava sério.

-Está bem. -Obito encostou a cabeça no ombro de Itachi, sentindo-se exausto.

-Não deixem que a irmã de vocês saia sozinha para lugar algum. -Olhou principalmente para Sasuke, o ar ameaçador pairando no ar.

-Eu tenho responsabilidade pela minha irmã. -A retirou de suas costas, mantendo a menininha com a cabeça contra seu peito.

-Hum… Apenas cuidem dela. -Resmungou, adentrando um enorme prédio junto ao seu irmão mais velho.

   Sakura sorriu, se agitando no colo de Sasuke e logo descendo do mesmo. A menina era curiosa e apontava para todos os lugares o tempo todo, perguntando sobre sua função.
   Obito passeava com ela, junto à Itachi e Sasuke, os garotos zelavam por sua proteção e afastavam qualquer um que ousasse respirar perto dela.

-Flores coloridas! -Apontou para um canteiro, no canto da rua. Correra até lá, mas caiu no chão com violência ao esbarrar no peito de um garoto loiro.

-Ugh! -Ele também resmungou, caindo ao chão sentado.

-Não toque nela! -Os garotos se posicionaram a frente da rosada, o olhando de modo severo. Homens de armadura taparam a visão deles.

-Não se aproxime do príncipe! -Estenderam a mão, os impedindo de se aproximar.

-Não se aproximem da NOSSA garota. Eu estou me lixando pra esse príncipe. -Apontou o dedo indicador para o peito do homem.

   O menino de cabelos loiros se levantou com o auxílio de um dos guardas, limpando a própria roupa enquanto enfiava a cabeça por entre eles, tentando saber o que acontecia.

-E quem é essa fedelha perto da nossa alteza? -Riu de maneira irônica, olhando a pequena garota que se escondia.

-Repita isso… E eu mato todos vocês. -Os olhos de Sasuke brilhavam em escarlate. Dera passos a frente, quase se encostando no homem.

-O que é isso? Matem esses homens! -A confusão iniciara ali, mas os Uchihas apenas riam enquanto as espadas que eram apontadas para eles eram torcidas.

-Não adianta… Não irão conseguir nos machucar. -Obito pegara a pequena em seu colo.

-O que são vocês? -Deram passos para trás, os rostos distorcidos em horror.

-Não vão querer saber. Então é melhor saírem daqui... E rápido! -Itachi fez um sinal ofensivo, dando passos para frente, os guardas tremeram.

   Sakura e Naruto se encaravam durante longos segundos, até que a pequena menina se aproxima, pegando em seus fios loiros de maneira curiosa.

-Que cor de cabelo engraçada! -Abriu um sorriso, parecia não acreditar naquela cor.

-Olha só quem fala. Seu cabelo é rosa! -Cruzou os braços, emburrado.

-O Onii-san disse que meu cabelo é bonito! -A rosada se enfureceu, soltando os fios loiros do menino.

-Não disse que era feio, apenas incomum. -Tentou amenizar a situação. -A propósito, meu nome é Naruto Uzumaki, príncipe de Konoha.

-Meu nome é... -Foi interrompida pela mão do irmão, que a agarrou pelo pulso.

-Temos que ir. -A puxou em direção ao caminho oposto.

-Mas… -Foi interrompida novamente.

-Não reclame. -Sasuke a puxou para bem longe, deixando que o menino loiro sumisse de sua vista.

   Naruto a via se distanciar, era tão curioso quanto Sakura e achara seus cabelos exóticos, mais pareciam flores de sakura. Mal sabia ele seu nome, mas não descansaria tão facilmente.

-É com ela quem eu desejo me casar. -O menino apontava para a garotinha que acabara de sumir na multidão.

-Está louco, senhor? Você viu o que aqueles homens fizeram? -Os guardas escoltavam o garoto em direção ao palácio.

-Não me interessa. Eu quero que aquela garota seja minha esposa! O cabelo dela parece uma flor! -Riu de forma boba, adentrando o castelo.

   Madara e Indra saíam do cartório, felizes em com um pequeno saco de pano recheado de moedas de ouro.

-Como conseguiram isso? -Obito se encontrava com os braços cruzados, os encarando.

-Eles tiveram medo de nós. Assinaram nosso pedido de posse da área e ainda por cima nos deram dinheiro. -Madara deu uma longa risada.

-E o que vamos fazer com isso? Moramos no meio da floresta. -Itachi resmungou.

-Guardaremos uma parte, e a outra… Bem, o que você gostaria de comer, minha princesinha? -Abaixou-se diante de Sakura, acariciando seus cabelos.

-Eu quero aqueles bolinhos engraçados bem ali. -Apontou para uma barraca onde preparavam o que a menina queria. 

-São bolinhos azuis? -Indra ergueu uma sobrancelha.

-Sim! Eu gosto dessa cor. -Sakura segurou em sua mão e o puxou até o local.

-Ah… Não sabia que isso poderia existir. -Parou de frente para banca, os funcionários deram passos para trás, assustados.

-Eu quero uns 10! -A menininha levantou as mãos, mostrando a quantidade para o mais velho.

-Tudo bem, Sakura. -Buscou algumas moedas na sacola e as deixou sobre o balcão. -Quero 10 desses.

   Eles nada disseram, apenas colocaram de modo apressado os bolinhos dentro de um saco de papel. Indra ria internamente, chegava a ser engraçado ver todo aquele medo.


Notas Finais


Ps: Provavelmente a fanfic terá apenas mais 4 capítulos até sua conclusão.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...