História Hope - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Originais
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 1.543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Screams


Fanfic / Fanfiction Hope - Capítulo 5 - Screams

Acordei e ainda estava no colo de Justin, os meninos me olhavam assustados e Justin segurava minhas mão, me soltei de seu aperto e me sentei no sofá

- Gente eu já estou melhor mas ainda com fome - Falei tentando quebrar o clima estranho

- A pizza... ainda não chegou - Falou Ryan desviando o olhar de mim para a TV 

Me levantei e fui no banheiro do andar de baixo, passei uma água no rosto e ouvi alguns gritinhis femininos, voltei pra sala e vi Jenny, Camila e os meninos na sala, notei que Camila e Harry estavm de mãos dadas e aquilo me embrulhou o estômago me fazendo correr de volta para o banheiro e colocar o almoço do dia anterior pra fora. 

Depois de lavar a boca voltei pra sala e me joguei encima de Harry depois de falar com todo mundo, o mesmo conversava comigo e fazia carinhos na minha coxa, logo ouvi a campanhia tocar e Justin foi pegar a pizza. Acabou por ficarmos todos com fome e fizemos pipoca enquanto víamos um filme de terror

Decidi ir beber água, quando andei até a cozinha ouvi uns gritos, muito altos, pareciam estar nopé do meu ouvido, me sentei no chão com as mãos na cabeça e senti braços me rodearem

- Faça para Harry por favor - Chorominguei

- Respira Hope e fica calma - Respirei devagar enquanto ele me balançava em seus braços - Melhor?

- Obrigada - Envolvi seu pescoço com meus pequenos braços

- Desculpa - Falou e o olhei - Por ter te beijado e depois ter feito aquilo com a Camila - Sorri, pois conhecia meu Harry, ele nunca admitiria pra mim que tinha ficado com ela

- Não temos nada Harry, não me deve satisfações - Ele sorriu

- Temos algo sim Sra Styles - Ri e o abracei - Me deve uma coisinha - Ele me afastou e aproximou nossos rostos

Seu beijo era algo calmo e rápido ao mesmo tempo, uma mistura de morango com cerveja, suas mãos viajavam pelo meu corpo me fazendo colar mais meu corpo ao seu. Um pigarrear fez nós pararmos, olhamos para a porta da cozinha e vi Justin com um semblante furioso estampado

- Harry já está na hora - Falou cerrando os punhos. Merda ele viu. Muita merda 

- Ficarei mais um pouco não é Hop.... 

- Harry já esta tarde e todos já foram - Falei acariciando seu belo rosto que poderia ficar desfigurado caso ele decidisse ficar

Assim ele fez, mas antes me deu um selinho. Voltei para a sala e me jogueu no sofá com um sorriso abestalhado no rosto, mas que logo foi cortado pelos gritos novamente

- PAAARA - Gritei de olhos fechados - EU NÃO POSSO AJUDAR 

- Hope? HOPE - Seu toque me fez voltar a realidade - O que está fazendo?! Você é maluca?! - Olhei para meus braços e pernas estavam todos arranhados

- Eu.. não sei.. os gritos eles pediam ajuda e socorro.. uma mulher pedia socorro ela gritava e dizia estar sendo machucada - Ele segurou na minha mão e eu gelei - Justin cadê a Pattie? - Ele negou e eu corri para o telefone fixo, disquei seu número e nada - Atende atende atende 

A campanhia tocou e vi uma garota, ela tinha seus olhos fundos, sua roupa rasgada e seu corpo sujo

- Socorro - Murmurou e caiu 

- Ai meu Deus JUSTIN - Gritei vendo o corpo sem vida da menina

- Hope entra em casa - Segurei seu braço e ele me olhou

- Era ela.. a mulher que pedia socorro.. ela estava gritando.. eu podia ver seu sofrimento, mas acabou agora acabou - Ele me abraçou e me levou para o quarto

- Olha tá tudo bem, você só está em estado de choque, não existe gritos e não existe garota - O olhei

- EU NÃO SOU LOUCA EU VI A MENINA JUSTIN.. ERA ELA EU TENHO CERTEZA - Ele me abraçou novamente me fazendo chorar em seu peito

♧ 5 meses depois ♧

- Harold me devolve - Pedi sticando meus braços pra cima 

- Qual é a senha? 

- Do wifi, eu juro eu não aguento mais - Cantei rindo e o mesmo permaneceu sério - Está falando sério?

- Tenho cara de palhaço pra estar de brincadeira? - Recuei um passo - Por que não quer me duzer a senha? Tem algo aqui que eu não possa ver? Por acaso anda me traindo Hope? - Neguei e lhe falei a senha - Quem é Luke? 

- Meu professor de pisicologia - Falei e ele riu - Que foi? Tenho cara de palhaça pra você rir da minha cara?

- Fala direito e sim você tem cara de palhaça - Lhe dei um murro no estômago

- Babaca - Ele segurou meu pulso com a mão vaga e lançou meu celular novo contra a parede - Qual o seu problema? Está com problemas de raiva? Tomou a vacina esse mês? - Falei e ele apertou meu pulso ainda mais

- Eu não queria descontar minha raiva em você, mas já que Gemma ainda está de cama por causa da última vez hije terá de ser você mesmo - Dito isso me deu um tapa e eu cambaleei pra trás 

Corri pro banheiro mas ele puxou meus pés me fazendo cair, gritei e pedi socorro, ele diferiu um pisão nas minhas costas e puxou meu cabelo me fazendo levantar

- Por que não disse sore seu professor ser um cara mais novo? Não disse também de estar trocando mensagens com ele? Ou que saiu com ele no sábado quando disse iria sair com Camila? - Falou na minha cara e em seguida me lançou contra a escrivaninha de vidro a fazendo se quebrar toda e um vidro entrar no meu braço

- Harry para com isso - Cuspi sangue - Você não é assim

- Você não me conhece Hope, caiu de paraquedas na minha vida, já foi muito importante pra mim mas agora por mim nem estaria mais morando aqui - Arrancou o vidro do meu braço com brutalidade, pegou meu corpo e me empurrou para a prede, bateu dezenas de vezes minha cabeça contra a mesma e entrou no banheiro 

Me levantei e sai do quarto, sai da casa e comecei a correr, ou melhor tentar correr, entrei numa rua que daria para a minha antiga casa e comecei a correr pra valer, parei d efrente para a mesma e toquei a campanhia com as mãos na costela local onde havia batido na ponta da escrivaninha. A porta foi aberta e vi Justin com os olhos arregalados

- Socorro - Murmurei antes de cair em seus braços

...

Abri devagar meus olhos e vi uma imagem a minha frente, me desesperei e quando pisquei ele já havia sumido, olhei para os lados e vi numa poltrona Pattie dormindo

- Pattie? - Perguntei

- Acordou anjo?

- Justin? 

- Sim, está melhor?

- Sim, talvez um pouco faminta - Rimos e resmunguei de dor

- Vou pedir a enfermeira para trazer algo - Assenti e ele saiu da sala logo voltando 

- Pode se sentar aqui? - Falei e ele se sentou ao meu lado - Sabe agora sim eu entendi aquele ditado 

- Qual? 

- A esperança é a última que morre 

- Tudo bem Hope Lispector agora você precisa descansar o médico te dará alta amanhã, e já tenho planos para nós dois

- Não quero voltar pra casa - Ele sorriu e me encarou

- Vai morar na rua?

- Talvez se uma pessoa muito legal me deixasse morar na sua nova casa - Seu sorriso se alargou e ele assentiu me dando um beijo na testa

- Fico feliz por finalmente ter largado Harry, sempre te avisej so re o que fazia com a irmã e você nunca acreditou, és muito ingênua e delicada para viver nesse mundo - Falou e me lembrei do dia em que as minhas 'amigas' espalharam fotos íntimas minhas em todo o colégio

- Obrigada, por estar aqui - Ouvi um soluço e virei para o outro lado vendo Patrie chorando igual um bebê - Oh Pattie - Ela tentou sorrir e veio até mim me abraçando 

- Estava com tanta saudade, ainda me perguntou o que Harry tinha que Justin não tinha - Me largou e eu ri 

- A peegunta seria; O que o Justin tem que o Harry nunca teve - Justin sorriu me abraçando 

Pattie acabou por convencer os médicos a me darem alta ainda hoje, decidimos então lanchar fora e depois eu iria conhecer o apartamento de Justin e minha futura casa, com meu futuro marudo. Quer dizer futuro colega de casa, se é que isso existe....

 Entramos no apartamento luxuoso, e eu fiquei de boca aberta, tinha uma sala gigante, uma cozinha moderna, uma TV enorme, uma estante de livros cheia, era.. perfeito

- Adorei 

- Que bom que gostou - Me abraçou por trás me fazendo rir - O que foi? Não posso abraçar mais minha futura namora/mulher/ mãe dos meus filhos - Me virei para ele

- Não estou te empedindo de nada, aoenas não consigo ver mais ninguém aqui além de nós, cadê ela? - Falei rindo

- Ela está na minha frente com o sorriso mais maravilhoso do mundo do qual eu gostaria de ver todas as manhãs quando eu acordasse - Me beijou e eu retribuí





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...