História Hope - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Aurora, Cierra, Kortoro, Liaki, Lodo, Mei Lyn, Moreesa, Myoui, Pawi, Rost, Ruka, Saeil, Storporus, Tiana, Tiopia, Tori
Visualizações 3
Palavras 653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Super Power, Survival, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - 1


Moreesa corria atrasada para a escola, avistando na entrada diversos alunos, quase toda a escola, na frente da construção. A mesma escutava murmúrios dos presentes.

"Acho que escapou" uma ruiva que Moreesa havia visto uma vez na aula de luta murmurava assustada.

"Mas é impossível" um garoto alto com dreads resmungou

"O Storpurus é muito forte, pode sair facilmente" uma garota raquitica que Moreesa lembrava ter visto numa aula de biologia disse temerosa

"Parem de serem tão chorões, é claro que não escapou" esta Moreesa reconhecia. Cierra Monlue, cabelos curtos e escuros, uma franja caindo em seu olho lhe dava um ar desleixado e misterioso, combinando com sua personalidade.

"Moreesa"

A jovem escuta uma voz alta lhe chamar, seguida de um impacto contra seu corpo, vendo Liaki lhe abraçando. Se aproximando via sua amiga, Tiana, parada observando as duas sorrindo usando sua famosa cartola de veludo, nunca havia falado com a mesma mas segundo coisas que Liaki dissera a garota era legal e uma ótima amiga.

"Liaki, o que houve?"

"O Storporus foi liberto" Liaki disse, fazendo com que memórias viessem à mente de Moreesa

Nesta memória, seu pai, Lodo, pegava um livro e vinha se sentar na ponta da cama das jovens.

"Papai, qual história vai contar?" Uma jovem liaki vem a sua lembrança, abraçada a seu bichinho de pelúcia.

"Hoje lhes contarei a história do Storporus" Lodo disse

"O Storporus é um demônio devorador de almas, causador do caos humano, manipulador de mentes e possuidor de corpos. Há mais de mil anos o Storporus foi liberto, destruindo países e reduzindo a população mundial de bilhões para poucos milhares em questão de dias. Nós, guardiões, lutamos durante semanas para derrotá-lo e sela-lo numa pedra mística, pedra esta que está guardada segura num Bunker no subsolo. Se ele for liberto novamente a paz estará em risco. Nenhum lugar será seguro, e ele poderá estar materializado em qualquer corpo"

Moreesa sai de seus pensamentos ao escutar um estrondo, fazendo-a olhar para a faixada da escola, agora destruída por uma explosão, revelando um grupo de quatro jovens. Olhando atentamente, Moreesa vê sua irmã adotiva Mei Lyn entre os quatro.

Mei Lyn olha nos olhos de Moreesa e depois para Liaki, não hesitando em atirar um pedregulho contra a mais nova com um gesticular de mãos. O pedregulho é destruído por Tiana em questão de segundos

"Tiana é a elemental da terra?" Moreesa olha espantada pra garota de cartola.

A grande maioria dos alunos ou estava caída, por conta dos estilhaços da explosão, ou correndo para longe procurando um lugar seguro.

Um dos quatro jovens, uma garota de cabelos castanhos, atirava nos que fugiam com pistolas gêmeas. Liaki, usando as sombras, protegia os jovens dos tiros, junto de Tiana que construiu uma barreira de pedras.

Outro jovem, um de cabelos brancos, transforma-se em um urso, sendo usado de montaria para outra garota com cabelos de coloração rosa bebr, segurando uma sombrinha na mão direita.

Olhando para o topo de uma árvore, Moreesa avista Cierra, atirando com seu arco e flecha na garota com a sombrinha e se surpreendendo ao ver as flechas atravessarem a mesma garota sem a ferir, a mesma sorrindo e ficando de pé na lombar do urso, atirando diversos dardos de aço pontiagudos da ponta da sombrinha na direção de Cierra que usa uma rajada de fogo para interceptar os projéteis.

Moreesa olhava a luta caída no chão, quando a garota das pistolas gêmeas atirara na mesma. A jovem fechou os olhos esperando sua própria morte, quando escutou o barulho de algo semelhante a colisão de metais, abrindo os olhos e vendo uma garota de longos cabelos cinzas parada com duas espadas em sua frente servindo de proteção.

Moreesa reconheceu rapidamente a garota. Saeil Mukume, sua colega de classe, que havia protegido a mesma do tiro com suas espadas.

Saeil era a melhor lutadora da escola, também a mais habilidosa, inteligente e extremamente arrogante

E havia acabado de salvar a sua vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...