História Hora de amar - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Blake Lively, Ryan Reynolds
Personagens Personagens Originais
Exibições 17
Palavras 462
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 36 - Capítulo 36 final


 Luiza estava encantada com o brilho do solitário em seu dedo.

– Quem disse que fizemos tudo errado?

– Eu, levei muito tempo para descobrir a falta que você me fazia... e quase a perdi – admitiu Caio.

– Amo você, Caio amei desde o início – murmurou Luiza com meiguice e dignidade, por fim abandonando a atitude defensiva. –Seria difícil me perder.

Ele a fez se levantar do sofá em que sentara e a apertou de encontro ao peito.

– Preciso de você... Não gosto do mundo sem você será isso o amor?

– Só você pode dizer, quanto a mim, sou muito infeliz ao acordar de manhã e não o ver ao meu lado – admitiu Luiza. – Esta última semana...

– ...Foi um inferno – completou Caio com brusquidão, passando a mão por seu cabelo e obrigando-a a inclinar a cabeça para trás enquanto fitava seus olhos verdes e brilhantes. – Estava contando as horas para revê-la, e quando a vi... tudo deu errado.

– Sim – concordou ela. – Estava com outra mulher ao seu lado.

– E você estava completamente diferente com esse vestido, não gosto que os outros homens olhem na sua direção, sou muito possessivo quando se trata de você e nunca fui assim antes. Fiquei tão constrangido e me achando tão comum, mas não pude evitar, e quando você sorriu para aquele sujeito com quem dançava, tive vontade de matá-lo! – admitiu ele em tom sombrio.

Dessa vez Luiza sorriu só para ele com os olhos sonhadores, e começando a acreditar por fim que e Caio lhe pertencia.

– Amo você, Caio – repetiu.

– Vamos nos casar o mais depressa possível – disse ele sem rodeios. – Agora me diga se vai lutar contra isso.

– Não vou, precisa de mim, importa-se comigo, e creio que tem lugar no seu coração para meu bebê. – A alegria transparecia na voz dela. 

– Nosso bebê – ele corrigiu, acariciado o ventre dela. – Está começando a engordar, meu bem e continua muito sexy.

Luiza estremeceu quando as carícias se tornaram mais ousadas ele a tomou nos braços e foi para a escada.

– Nada sei sobre ser pai – alertou.

– Também não sei muito sobre ser mãe – consolou ela, passando a mão pelo rosto dele. – Vamos aprender juntos, temos todo o tempo do mundo.

Ele a depositou sobre a cama enorme com muito cuidado.

– Sei que a amo e jamais deixarei de amá-la às vezes tremo ao pensar que poderíamos nunca nos ter conhecido.

– Mas nos conhecemos – enfatizou ela, louca pelos beijos dele e para fazer amor. – E ficaremos juntos para sempre de hoje em diante.

– Para sempre – repetiu ele, com adoração. – Acho que decretou sua prisão perpétua, meu amor, e não haverá suspensão da pena.

– Posso viver nessa prisão, mas nunca longe de você – murmurou Luiza antes que ele cobrisse sua boca com os lábios ávidos. 


#caluh.. 

Ahahahah curto mais está valendo.... 😂



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...