História Hora de uma nova aventura - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Finn, Jake, Marceline, Princesa De Fogo, Princesa Jujuba
Exibições 27
Palavras 3.407
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem vidos a minha história espero que gostem e comentem se possível para ajudar na produção dessa fanfic; e um breve aviso: as capas da fanfic e desse capitulo serão alteradas em breve. Boa leitura

Capítulo 1 - Retorno


Fanfic / Fanfiction Hora de uma nova aventura - Capítulo 1 - Retorno

P.o.v.: Narrador

A terra de OOO, um mundo magico e maravilhoso cheio de vida em abundancia, formidáveis e fascinantes criaturas, e uma vasta paisagem que se monta desde as montanhas de gelo até os vales de fogo. Mas nem tudo é perfeito; Finn o último humano; sofreu varias desilusão na vida nunca conheceu sua verdadeira mãe, seu pai biológico, um cretino se amor, além de sofrer com as paixões perdidas, foi então que aos 16 anos resolveu partir em uma jornada para tentar entender oque fazer de sua vida; porem nesse meio tempo em que esteve fora uma grande ameaça apareceu, se intitulando o rei dos gigantes um ser chamado Dovatan surgiu e declarou guerra a todos os reinos de OOO, a principio ninguém levou a sério essa ameaça, pensando que eram palavras vazias, porem pouco tempo depois reinos foram atacados e destruídos, a que percebeu a gravidade do assunto foi a Princesa jujuba que preocupada decidiu que era hora de uma reunião; nessa foram convocadas as princesas de fogo e gosma, a rainha vampira e o rei do gelo; nesse dia uma união foi feita para dar fim ao terror de Dovatan; o acordo feito nessa reunião ficou conhecido como a Aliança dos 5 nobres. Foram travadas inúmeras batalhas contra o exercito de gigantes de Dovatan, mas as vitórias da aliança eram escassas, não só o exercito inimigo possuía grandes soldados como também armas avassaladoras. Três anos se passaram e desde então muitas coisas deram errado, o reino de fogo saiu da aliança, a princesa agora rainha de fogo se desculpou dizendo que devido ao avanço inimigo ela deveria cuidar do próprio reino e preparar-se para a guerra, o reino de gosma seguiu o mesmo exemplo; e no momento Dovatan se dirige a seu próximo alvo, o reino doce, onde Jujuba já o aguarda juntamente com Marceline e rei gelado. Jake o cão serviu como intermediário e graças aos seus contatos o exercito de jujuba conta com a ajuda dos íriscorneos, o exercito de mortos vivos de Marceline e as criaturas do rei gelado. Agora só resta esperar...

 

P.o.v.: Jujuba

Os exércitos já estão posicionados agora só nos resta esperar, já ouvi falar do exercito de Dovatan e do estrago que pode causar, mas nunca o vi pessoalmente; esse cara é um louco, um maníaco, tentei fazer vários tratados de paz com ele, até optei pelo acordo nupcial, mas ele sempre negava, e agora, não nos resta nada além da guerra. Onde será que o Finn esta? Ele sumiu já faz 3 anos, e nem disse pra onde ia, se ele estivesse aqui talvez, talvez nós conseguíssemos ter vencido mais batalhas e então não estaríamos...

Xxx: Bonnie!?

Bonnie: Ah! Oi Marceline.

Marceline: Já estamos prontos, os homens só aguardam você

Bonnie: Obrigada, então vamos—disse saindo na frente

Marceline: Só mais uma coisa antes de ir- ela isso disse me puxando para um beijo rápido porem caloroso— para dar sorte.

Bonnie: Obrigado; Marceline...

Na guerra ouve muito estresse, eu sempre ficava perdida e confusa, mas Marceline me acalmava, não estamos muito para namoradas e sim para amantes, sinceramente eu não tenho muito tempo para pensar nisso. Agora eu devo focar meus pensamentos em um só objetivo. Mas fico feliz de saber que ela esta ao meu lado.

Bonnie: SOLDADOS!!! OUÇAM-ME!!—eu estava em pé no auto da muralha do reino doce, Marceline ficou a minha esquerda e a minha direita estava o rei gelado e Jake com Lady Iris— A TODOS OS REINOS QUE ESTÃO AQUI PRESENTES NOS AJUDANDO EU SÓ POSSO LHES AGRADESSER POR SUA BRAVURA E CORAGEM, NÓS DO REINO DOCE ESTAREMOS EM DÉBITO COM VOCÊS; HOJE NÃO ESTAREMOS LUTANDO PELA VIDA DE UM REINO, ESTAREMOS LUTANDO PELA LIBERDADE E POR NOSSAS VIDAS!! VAMOS MOSTRAR AOS NOSSOS INIMIGOS QUE ELES NÃO PODEM SIMPLESMENTE NOS INTIMIDAR, HOJE VAMOS MOSTRAR OQUE ACONTECE COM QUEM SE ATREVE A NOS DESAFIAR!!!

Todos: AAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHH!!! (gritos de guerra eufóricos).

Bonnie: SE PREPAREM!! O INIMIGO ESTÁ CHEGANDO!! Marceline prepare o seu exercito, rei gelado e jake vocês também

Os três: Tudo bem- e saíram voando

Ao longe das planícies começamos a  sentir tremores no solo, pouco tempo depois múrmuros podem ser ouvidos pelo ar, e então finalmente o exercito é avistado, cerca de 2.000 gigantes armados e assustadores, e  ao fundo dele podia-se ver Dovatan os liderando, tambores rugiam no céu, a grandeza daquele exercito era espantosa, suas armas eram afiadas e imensas e a altura dos gigantes equivalia de 10 a 15 metros. Os exércitos estavam se encarando e o ar tenso espalhava-se; eu olhava meus aliados e percebia seu medo.

Bonnie: NÃO TEMAM!!!-todos me olham-HOJE IREMOS VENCER, NOSSA CAUSA É MAIOR QUE O TAMANHO DELES, ELA É FEITA DA ESPERANÇA DE UM FUTURO, E HOJE VAMOS REALIZALO!!! ENTÃO OLHEM PARA FRENTE E NÃO RECUEM, VAMOS  PROTEGER NOSSOS LARES!!!

Todos: AAAAAAAAAHHHH!!!-os aliados avançam para a batalha mais confiantes, porem eu sabia que na realidade a chance de vitória era mínima,

Marceline: Exercito de mortos ATAQUEM!!!

Rei gelado: Vão minhas criaturas de gelo ATAQUEM!!!

Jake: Vamos lá IRISCORNIOS MOSTREM DOQUE SÃO FEITOS!!!

 

 

P.o.v.: Narrador

Todos atacam e o inimigo não faz diferente, os gigantes rugem com toda força e avançam fazendo o chão tremer.  Assim que os dois exércitos se chocam começa a carnificina, para cada gigante ferido 20 aliados morriam. A situação estava péssima, Jujuba observava do alto da muralha e tentava coordenar os ataques, mas era inútil; o povo doce não possuía habilidades de combate o suficiente, os mortos vivos de Marceline não eram resistentes, os monstros do rei gelado eram frágeis e lentos e a frota aérea de iriscórneos era muito pequena.

Não poderiam aguentar por muito mais tempo, Dovatan se aproximava cada vez mais dos muros da cidade, Marceline havia se transformado em um monstro para conter os gigantes e o rei gelado tentava fortificar a muralha, mas era inútil, com a força dos gigantes ela seria facilmente destruída, Jake era o que mais lutava assumindo diferentes formas e tamanhos, mesmo estando cercado ele continuava lutando, porem por maiores que fossem seus esforços nada parecia adiantar e mais gigante apareciam como pragas. Jujuba vendo as chamas da guerra, seu povo sendo morto e seus amigos em perigo, começou a chorar em silêncio e sussurrou para si mesma:

Jujuba: Acabou? É assim que vai acabar?

Porem algo estava prestes a acontecer, do meio da poeira da batalha uma estranha figura surge da nuvem de peira; uma figura encapuzada; enquanto Jack estava distraído um gigante se aproveitou para dar-lhe uma machadada, ao desferir o golpe um som metálico de ferro se chocando ecoa no ar, Jack percebe a presença do inimigo e quando olha para trás percebe que foi salvo, a figura encapuzada segurava o machado com a mão direita, e apenas com a força dessa mão ele pressionou o machado do gigante fazendo-o quebrar; o gigante surpreso com o ato nem percebeu que o encapuzado já estava em seu ombro e com o mesmo braço desferiu um golpe na face do gigante, e apenas isso foi necessário para mata-lo. A queda do inimigo surpreendeu a todos, e quando a poeira da queda abaixou viu-se o encapuzado com uma espada grande de lamina reluzente decepando a cabeça do gigante e manchando a terra com seu sangue; essa foi a primeira baixa Dovatan e seu exercito nessa batalha. Um silêncio percorria o campo, der repente não se ouvia mais o barulho das armas se chocando e de doces gritando mas sim um silêncio profundo  e uma tensão no ar; Bonnie observava a tudo da muralha e estava sem reação; Marceline voava sobre a batalha ofegante pela luta e junto com rei gelado observava a cena. O silêncio foi finalmente quebrado quando um dos gigantes resolveu se manifestar:

 

Gigante: Você realmente acha que isso vai nos para? ELE MORREU PORQUE ÉRA FRACO, QUERO VER VOCÊ ME ENCARAR!!!

 

Com sua espada o gigante da um golpe avassalador, e pensando ter acertado ele dá um sorriso sádico e orgulhoso.

 

Gigante: VIRAM SÓ?!! NÃO HÁ ESPERANÇA PARA VOCÊS!!! TODOS MORREM HOJ--- o gigante é interrompido por um soco em sua barriga, ele recua alguns passos e começa a cuspir sangue, o encapuzado estava em posição de ataque esperando; o gingante percebe a humilhação e esbraveja furioso—S-SEU MALDITOOO!!!! VOU TE ESFOLAR VIVO E DILACERAR SEU INTESTINO SEU MERDA!!!!!—e corre para cima

Encapuzado: Lamento, mas isso não vai acontecer........................comigo.

 

O gigante tenta agarrá-lo mas não é rápido o suficiente, dando um salto por cima da cabeça do gigante o encapuzado conjura uma espada e a finca nas co1st1as do inimigo. Ele penetra profundamente as costas, se podendo ouvir o som dos ossos se partindo e carne se abrindo, a espada que ele conjurou dessa vez possuía espinhos em sua ponta, oque dilacerou completamente o interior do gigante.

Encapuzado: Agradeça; pelo menos eu não te esfolei.

Terminada essa luta o encapuzado encara os outros gigantes e diz com um tom sério e alo mesmo tempo encorajador para os aliados:

Encapuzado: O que estão fazendo ai parados? Isso é uma guerra.

Todos ouvem as suas palavras, mas quem reage a elas é Jake

Jake: VAMOS!!! ELES ESTÃO DESTRAIDOS É A NOSSA CHANCE!!!

 

Todos os aliados começam a atacar novamente, e na linha de frente estavam Jake e o misterioso encapuzado acabando com os gigantes; mas Jake já sabia.

 

Jake: Você demorou muito sabia

Encapuzado: Adoro entradas dramáticas, deixa tudo mais divertido.

Jake: Que bom que voltou

Encapuzado: Também acho

--Nas muralhas—

Bonnie: quem é ele?

Marceline: BONNIE!!!

Bonnie: O que foi Marceline?

Marceline: Estamos conseguindo penetrar nas defesas deles, se continuarmos assim acho que teremos chances

Bonnie: Marceline....

Marceline: Vamos vencer Bonnie.

Bonnie: ........Sim

 

-- No campo de batalha—

 

Dovatan: Mas o que, que é isso? Meu exercito invencível esta sofrendo baixas; não pode ser..... como uma formiga como ele pode conseguir fazer uma coisa dessas? Ninguem em tanto poder assim.

 

O encapuzado se dirige aos gigantes sentinelas que eram revestidos pelas armaduras mais resistentes; pulando direto para os ombros do gigante à esquerda ele finca uma espada em seu pescoço, o outro sentinela tenta corta-lo mas acaba decepando a cabeça do aliado, ao olhar para cima vê o encapuzado em sua cabeça:

Encapuzado: Parece que você já tem coisas de mais na cabeça —diz ele fincando uma alabarda no crânio do gigante

Ele começa a superar o exercito de gigantes sozinho, avançando e matando cada vez mais; Dovatan se levanta do fundo de seu exercito e grita com todas as suas forças

Dovatan: MALDITO!!! QUEM VOCÊ PENSA QUE É, PARA MATAR MEUS HOMENS!!!?

O encapuzado para de se mover e olha para Dovatan, os dois se encaram por alguns segundos, até que o encapuzado retira seu manto

Encapuzado: MEU NOME... É FINN MERTENS, E EU SOU O GUARDIÃO RESPONSAVEL POR ESSE REINO--Todos olham surpresos—E EM QUANTO EU RESPIRAR VOCÊ NÃO IRÁ FAZER NENHUM MAL  A ESSAS TERRAS!!!

Dovatan: Finn Mertens? Eu já ouvi esse nome em algum lugar

Giante: Senhor!

Dovatan: OQUE VOCÊ QUER?

Gingante: Os braços dele senhor, veja!—Dovatan observa o braço direito de Finn e vê uma prótese de ferro, no outro uma tatuagem— é é é ele senhor

Dovatan: N-não pode ser; o guerreiro das terras do leste? Não pensei que ele... que essa lenda existisse

Gigante: Mas é exatamente como dizem senhor, a três anos ele apareceu nos reinos do leste e perdeu o braço direito matando a fera de faraty, além de conseguir a marca do braço esquerdo após matar o demônio  Bahamuth. Eles cantam sobre seus feitos e temem sua força ele é...

Dovatan: O herói do leste, Finn Mertens.

 

--Nas muralhas doces—

 

Bonnie: F-finn......

Marceline: Jujuba você também ouviu não é?

Bonnie: Sim

Marceline: Vou lá ajudá-lo

Bonnie: Não precisa

Marceline: Hã? Por que?

Bonnie: Ele passou dois anos fora sem dar noticia, se ele não conseguir se virar sozinho mesmo depois de todo esse tempo ele seria inútil.

Marceline: Bonnie

Bonnie: Mas não se preocupe, afinal de contas ele é nosso herói não é? E veja como esta nosso exercito.

Marceline: Nosso exercito?—olhando para baixo Marceline vê o exercito sorrindo—sério mesmo?

 

Soldado: Olha só é o Finn!

Soldado: Ele é tão legal

Soldado: Com ele aqui não tem como perdermos não é! VAMOS AJUDAR NOSSO HERÓI SOLDADOS!!!

Soldados: SIIIMMM!!!!!

 

Finn: Olha só parece que ficaram animados, DOVATAN RECUE ANTES QUE EU TENHA DE MATALO!!!

Dovatan: NÃO FIQUE SE ACHANDO FEDELHO, EU SOU DOVATAN O REI DOS GIGANTES!!! SE PENSA QUE SIMPLES DOCES PODEM CONTRA MIM PENSE DE NOVO!!! ACIONEM A CABEÇA DO DRAGÃO!!!

Gigantes: SIM SENHOR!!!

 

Do fundo do exercito dos gigantes surge uma arma imensa semelhante a um canhão.

 

Dovatan: PREPARAR!!—a arma começa a brilhar um vermelho escarlate—APONTAR!!—eles miram em Finn—FOGO!!!!—a arma solta uma rajada de fogo incandescente gigantesca, Dovatan confiante estampa um sorriso sádico na cara—Engula fogo seu pedaço de merda!

 

Finn permanecia imóvel

Jake: FINN!! SAIA DAI!!

Finn: Dovatan; não pensei que fosse tão burro assim, quebrou a regra numero um das batalhas—Finn fica em uma pose para desembainhar espadas—jamais subestime seu oponente --- as chamas se aproximavam

Jake: Finn!!!

Finn: Devore tudo; lâmina da gula, BEEL!!!

Em menos de três segundos, a bola de fogo quente como o sol desaparece, sem mais nem menos.

Dovatan: Mas o que q—hã? O QUE É ?!!

Dovatan olha para Finn e observa  uma espada em suas mãos, ela éra grande com laminas serrilhadas, e possuía a parte do meio aberta a fazendo se dividir em duas lâminas, possuía sua parte plana vermelha mas o fio da lâmina era negro.

Dovatan: Aquela espada ela é—

Finn: Sim exatamente, essa é uma das sete espadas do fim, a gula,

 de BEEL!!!

Dovatan: Uma das sete espadas da malevolência; ONDE VOCÊ AS CONSEGUIU? NÃO DEVERIA SER CAPAZ DE EMPUNHAR NEM MESMO VER UMA DESSAS

Finn: Hã? Sério? Que estranho, porque atualmente eu sou o portador de quatro.

Dovatan: Isso é-

Finn: E você deve saber oque eu posso fazer com elas; não sabe?—Finn lança sobre Dovatan um olhar assassino

Dovatan: Maldito fedelho................................................... RETIRADA!!!! RETIRADA IMEDIATA, VAMOS TODOS PARA GARTON AGORA !!! (garton é o reino dos gigantes).

Gigantes: OUVIRAM O REI !!! RETIRADAAA !!!!!

 

Os gigantes começam a fugir deixando o campo de batalha

 

O ultimo dos gigantes a sair foi Dovatan, mas antes de sumir nas colinas ele encara Finn uma ultima vez.

Dovatan: Isso ainda não acabou nos iremos voltar....—e então foi embora deixando a vitória para o reino doce.

 

Todos começaram a comemorar Jake quase mata Finn no abraço de boas vindas, Marceline o cumprimenta também com um abraço, já Jujuba se aproxima dele e diz

Bonnie: Você realmente cresceu não é? Esta mais alto do que eu—Finn dá uma risada sem graça e em seguida leva um tapa de jujuba

Finn: AI!! Por que você fez isso!?

Bonnie: Isso foi por ter nos deixado sem dar noticias por 3 anos; você tem 19 agora não é mesmo?

Finn: Sim.

Bonnie: Você irá nos contar tudo depois, agora vamos para o reino comemorar. ESSA NOITE TERÁ UM BANQUETE POR NOSSA VITÓRIA E PELO RETORNO DO NOSSO HERÓI!!!

Todos: SIIIMM!!!

 

 

--Naquela noite—

 

P.O.V.: Finn

O palácio real do reino doce estava em festa, todos os cidadãos bebiam e festejavam, graças ao soro desmortisador de Jujuba os doces perdidos em combate foram recuperados, a maioria deles estavam ao redor de Finn, fazendo-lhe varias perguntas, inclusive Jake.

 

Jake: Ei Finn, como isso aconteceu?

Finn: Hã o que?

Jake: Seu braço —disse Jake apontando para o braço direito de Finn

Finn: A isso, acho que esse braço não tem sorte mesmo; quando comecei minha viajem fui para as terras do leste, lá havia uma vila que estava precisando de ajuda, havia uma fera que os assombrava à anos, eles a chamam de faraty a besta. Então eu resolvi ajuda-los, só que bem; aquela luta custou meu braço.

Jake: Nossa mais que droga cara, que merda

Finn: Nem tanto; eles ficaram tão agradecidos que fizeram essa prótese de metal pra mim, foi feita com carperantum um metal que só é encontrado em lugares como aquele; é bem resistente à varias coisas como impactos, cortes, calor, frio e ácidos.

Jake: Cara isso é de mais.

Finn: Pois é

Marceline: E ai cara como se tá?

Finn: Muito bem, bom te ver de novo Marci.

Marceline: Igualmente, e ai estavam falando do que?
Jake: A o Finn estava contando sobre suas aventuras

Marceline: Maneiro fala ai

Finn: Na verdade eu gostaria de falar com a Princesa se não se importa, sabe onde esta a Bonnie?

Merceline: Acho que no laboratório, ou no escritório.

Finn: Pode me levar até ela?

Merceline: Por quê? Agora que esta mais velho vai tentar conquista-la é? Boa sorte co—Finn segura o braço dela

 

Finn: Marci, isso é serio. —Marceline olha surpresa pelo ato de Finn

Marceline: Aaaaaa, tudo bem, venha, ela esta no quarto.

 

Finn acompanha Marceline junto de Jake até os aposentos de Bonnie

 

Finn: Jake, só pra saber ainda temos a casa da arvore não é?

Jake: Hã? A sim claro, por quê?

Finn: Você vai saber logo.

Marceline: Chegamos —ela bate a porta —Bonnie posso entrar? Estou com o Finn e Jake

Bonnie: Claro, podem entrar--Marci abre a porta e entramos.

 

Jujuba esta sentada numa cadeira e Marci começaram a flutuar do lado dela, eu puxei uma cadeira e me sentei , Jake ficou de pé ao meu lado.

 

Bonnie: É muito bom ver que esta bem Finn, esta gostando da festa?

Finn: Sim esta muito boa

Bonnie: Que bom, fico feliz em ouvir isso, mas me diga oque você quer conversar

Finn: Bonnie, eu quero te fazer uma pergunta

Bonnie: O que é?

Finn: Na verdade eu quero te pedir uma coisa

Bonnie: Sobre oque?

Finn: Eu gostaria que você convocasse uma reunião com todos os nobres de OOO.

Bonnie: Como é?

Finn: Como você deve imaginar eu devo ter uma boa razão para isso, eu preciso que me faça esse favor

Bonnie: Isso é sério, você acaba de chagar de suas viagens, e espera que eu—

Finn: Bonnie, sei que é difícil

Bonnie: É quase impossível, principalmente agora com as relações políticas com o reino de fogo estando tão críticas

Finn: Como assim por que?

Bonnie: É uma longa história, te explico depois

Finn: Jujuba, o que eu tenho a falar é importante, por favor.

Bonnie: Posso saber o que você quer com isso?

Finn: Não, não ainda

Bonnie: Finn, você não pode estar falando sério

Finn: Isso é muito sério Jujuba.

Jake: Finn...

Bonnie: Você realmente esta falando sério não é mesmo?

Finn: Sim

Bonnie: ...........Pois bem;irei fazer isso.

Finn: Obrigado.

Bonnie: Você mudou não é mesmo?
Finn: Não, eu apenas fique mais esperto. --Princesa jujuba deu um abraço em Finn se despedindo.

Após isso e mais algumas discussões e aproveitamento da festa eu me despedi de Jujuba e fui para casa com Jake. A noite estava tranquila, o vento da noite batia em meus cabelos e o som das arvores ecoava em meus ouvidos.

 

Jake: Ei Finn.

Finn: Oque foi Jake?

Jake:  Oque você vai realmente fazer ?

Finn: É segredo

Jake: Mas isso vai ser realmente difícil, falar com todos os nobres tem certeza?

Finn: Jake, eu tive 3 anos para pensar nisso e sim, tenho certeza.

Jake: Tudo bem então, hoje eu tinha combinado de dormir com a lady Iris se vencêssemos a batalha, e o bmo esta com a Jake júnior num show eu acho, você vai ficar bem sozinho?

Finn: Sim pode ir, vou ficar bem.

Jake: Então até amanhã.

Finn: Até.

 

Agora sozinho Finn se dirigia para casa, ele já a via de longe, a velha casa da arvore, que eu parecia exatamente igual. Entrando lá eu me senti como se nunca tivesse saído, tudo estava no mesmo lugar, até a minha cama estava igual, parece que Jake sempre a limpava. Fui tomar meu banho para ir dormir, tirei minha camisa oque deixava visível as minhas cicatrizes; retirei mina prótese e desfiz meu rabo de cavalo, entrei na agua morna e relaxante e admito que quase dormi. Ao sair coloque um pijama e deixei minha prótese na cabeceira; apesar de ser boa para combates ela realmente incomoda na hora de dormir. Deitei-me na cama e olhei para o teto.

 

Finn: Amanhã será um longo dia.—e cai no sono.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, não se esqueçam de favoritar e comentar, seu apoio é de extrema importância para a continuação dessa história. Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...