História Horrortale: O Último Assassino - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne
Tags Anzo, Horrortale
Exibições 62
Palavras 1.142
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Sem Alma


Undyne chegou até Anzo, que se defendeu usando sua faca, ela olhava para ele com um olhar maníaco, e falava sem parar.

Undyne: Menos um... menos um... menos um... menos um... menos um...!

Anzo: Isso só vai acontecer, quando realmente eu não estiver mais aqui.

Neste momento, Anzo desviou da lança de Undyne, e cortou suas costas, ela grunhiu, mas não demorou nem um segundo para se recuperar.

Anzo: Isso é... de veras interessante... Resistir a um golpe da Zaratsu... você deve ser realmente forte.

Undyne: Menos um...

Anzo: Você não sabe dizer outra coisa além disso?

Anzo pulou para cima de Undyne, com sua faca apontada para ela, neste momento, ela desviou, e jogou sua lança em direção de Anzo, a lança acertou.

Anzo: Uau... isso realmente foi perigoso...

A lança de Undyne estava cravada no braço de Anzo, por pouco não acertou sua cabeça.

Anzo: Se eu não tivesse posto minha mão na frente milésimos de segundos antes, eu já estaria morto agora.

Neste momento, Anzo encostou a Zaratsu na lança de Undyne, que foi absorvida, virando energia.

Anzo: Depois vou ter que dar uma olhada nesse meu braço...

Undyne: Ainda falta um..............................

Anzo: ?!

Nesse exato momento, Undyne retirou a faixa de seu olho, Anzo ficou um pouco incomodado pelo que viu, não havia um olho lá, e o mais curioso de tudo, Anzo podia ver o cérebro de Undyne, ele era acinzentado, e parecia ter mordidas.

Anzo: Não faço ideia de como você está viva... mas isso fica pra depois.

Undyne ataca com sua lança, Anzo se esquiva rapidamente, e crava sua faca no ombro de Undyne, fazendo sua lança cair no chão, Anzo então começou a esfaquear o ombro de Undyne, ela gritava de dor. Quando de repente... O braço de Undyne cedeu, caindo assim no chão.

Anzo: Opa... será que exagerei?

Undyne: M-Men-

Anzo interrompeu a interrompeu cravando sua faca na boca de Undyne. Anzo soltou uma gargalhada e disse.

Anzo: HAHA, que interessante, vocês são totalmente diferente dos humanos... é muito mais divertido matar vocês... eu poderia ficar fazendo isso para sempre... infelizmente eu sei que logo vai acabar.

Neste momento, Anzo arrancou a mandíbula de Undyne, que começou a soluçar, e caiu no chão.

Undyne: (Sons irreconhecíveis).

Anzo: Desculpa, eu não entendi muito bem o que você disse... Bem isso não importa, não é? Mas... antes deixe-me lhe falar uma coisa... vocês não podem matar alguém que não tem alma...

Undyne olhou para ele com um olhar de quem não entendeu o que ele quis dizer.

Anzo: É isso mesmo que você ouviu, eu não tenho mais uma alma, a minha alma é Zaratsu... agora... posso acabar com você, tendo o pensamento que ao menos disse isso para alguém... adeus.

Neste momento, Anzo cravou a faca na cabeça de Undyne, lágrimas escorriam dos olhos da mulher peixe, e logo em seguida um olhar de raiva, de repente, uma luz forte brilhou em Undyne. Anzo se afastou, e quando a luz apagou, Undyne estava lá, metade de sua cabeça estava destruída, seu cérebro estava totalmente exposto, seu braço e mandíbulas haviam voltado para o lugar.

Undyne: Você vai pagar por isso, humano!

Anzo: ...

Anzo: Podia ter falado assim desde o começo.

Undyne: Chega de palavras, prepare-se para morrer.

Nessa hora, Undyne ataca, ela estava muito mais rápida, Anzo conseguiu desviar por pouco, quando de repente ele disse.

Anzo: Muito bem... você me obrigou a usar isso... Zaratsu, okurrama senaro, shinfa!

Zaratsu mais uma vez começou a ficar vermelha, os símbolos nela brilhavam fortemente, neste instante, Anzo ataca, seu olhar estava brilhando vermelho como sangue. Undyne se defende, mas a pressão é muito grande, fazendo ela ir para trás.

Undyne: Mas... Como?

Anzo: Você não sabe o quão poderosa é Zaratsu, ela é minha alma, aquilo que me mantém vivo,e você a provocou pela ultima vez...

Neste instante, Anzo faz dois golpes seguidos, em questão de segundos, o pescoço de Undyer começa a liberar um liquido estranho, ela então começa a se despedaçar.

Undyne: Como.... Menos um... menos um... menos um.... menos um... MENOS UMMMM!

Anzo: Insanidade, é a palavra perfeita para você... mas não se preocupe... esta palavra também se encaixa muito bem comigo.

Em um último movimento, Anzo crava a faca no peito de Undyne, que fica olhando sem poder fazer nada...

Anzo: Fim de jogo, mulher peixe.

Undyne vira poeira...

Anzo: Foi apenas outra inútil... mas foi a melhor inútil que encontrei até agora.

Anzo continuou caminhando, ele matava quase todos que encontrava e tentavam ficar em seu caminho, quando de repente, Anzo sentiu uma forte dor em sua cabeça, assim se ajoelhando no chão, ele então ouviu uma voz.

???: Saudações... você está fazendo um ótimo trabalho... melhor até mesmo do que eu...

Anzo: Quem... é você?

???: Eu sou Chara, eu sou a primeira humana a cair no subsolo, na época em que o subsolo não era assim...

Anzo: Chara... já ouvi falar de você... a noticia do seu desaparecimento foi comentada em todas as partes do mundo...

Chara: Presumo que sim... você caiu bem em cima do meu tumulo... lá aonde haviam as flores douradas... e neste momento a minha consciência se ligou a você, ent-

Antes que Chara pudesse continuar, ela ouviu uma voz grave.

???: Que interessante...

Chara: Quem é você?

Anzo: Zaratsu... você se manifestou?

Chara: Zaratsu... não me diga que você é aquela faca?

Zaratsu: É um prazer conhecê-la Chara, não me importo de dividir o espaço com você... mas não tente fazer nada contra Anzo... se você levantar um dedo contra ele... eu lhe matarei.

Chara parecia suar frio, a energia que aquele ser soltava era tenebrosa... ainda mais que a dela. Foi então que ela disse.

Chara: Ainda vamos nos ver de novo, Anzo.

Naquele momento tanto Chara como Zaratsu sumiram na cabeça de Anzo, que ficou ali sozinho, quando ele novamente ouviu uma outra voz.

???: Anzo...

Anzo: ?! O que você está fazendo aqui?!

???: Meu pequeno Anzo... eu... eu sinto muito...

Anzo: VAI EMBORA DAQUI! VOCÊ NÃO PASSA DE UM PEDAÇO DA MINHA LOUCURA, APENAS DESAPAREÇA.

Antes que Anzo fizesse algo, ele sentiu alguém o abraçando.

???: Você não precisa mais ficar sozinho... eu sempre estarei ao seu lado.

Anzo se sentiu relutante, mas abraçou a figura e disse com a voz tremula.

Anzo: M-Mãe...

 

Depois de alguns segundos, Anzo acordou, ele estava em uma espécie de maca, em um ambiente escuro, estava sem sua camisa, e haviam vários pontos recém feitos, costurados em na região de seu estomago.

Anzo: ...

???: Parece que você finalmente acordou... não achei que você sobreviveria...

Anzo: Quem é você? Apareça.

Neste momento, um tipo de dinossauro amarelo baixinho apareceu, ela usava uma venda em seus olhos, quando ela disse.

Alphys: Eu sou a Doutora Alphys, e você, meu caro... é meu paciente, HAHAHA!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...