História Horrortale: O Último Assassino - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne
Tags Anzo, Horrortale
Exibições 57
Palavras 1.022
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Lembranças Dolorosas


Anzo tentava se libertar, mas as amarras o prendiam na maca, quando...

Alphys: Não adianta... eu coloquei fortes sedativos em você, não será tão fácil assim escapar, hihi... Eu peguei um presentinho seu, tudo bem...?

Anzo: Eu percebi que estava me faltando alguma coisa...

Alphys: Devia me agradecer, eu peguei apenas seu rim esquerdo, não vai fazer tanta falta assim, agora eu tenho que fazer algumas coisas, fique ai por enquanto.

Alphys saiu do quarto, Anzo logo em seguida começou a olhar ao redor para ver se via Zaratsu, e ao fundo da sala, lá estava ela, foi quando.

Anzo: Zaratsu... akinelom asarafa crofa!

Neste momento, a faca veio rolando até Anzo e cortou as amarras que ali o prendiam.

Anzo: Muito obrigado Zaratsu... não sei o que eu faria sem você... Agora vamos... temos que sair daqui.

Neste momento, Anzo se levantou, ele sentia uma forte dor na região de sua barriga, aquela cientista não havia cortado a pele de Anzo com uma faca ou estilete e sim com as próprias garras, ela então pegou o rim de Anzo o arrancou e costurou de volta de qualquer jeito, era impressionante Anzo ainda estar vivo depois disso tudo.

Anzo foi caminhando com bastante dificuldade para a porta da sala, estava trancada, obviamente, ele então sentou no chão, sua respiração estava pesada.

Anzo: Droga... eu não posso morrer aqui...

Neste instante, Anzo desmaiou

............................

???: Anzo, acorde querido...

Anzo: Mais 5 minutos mãe... por favor...

???: Você vai acordar agora moçinho, se não, não me chamo Helena.

Anzo: Certo mãe... estou acordado, feliz?

Helena: Muito, meu amor, vamos, você vai se atrasar para sua cerimônia.

Naquele dia, Anzo estava indo receber o artefato mais precioso do seu Clã, o antigo Clã dos caçadores de demônios, ele iria receber Zaratsu, a faca que foi possuída pelos membros mais talentosos do seu clã... mas neste dia, a vida de Anzo iria mudar para sempre.

Anzo e Helena estavam indo até onde iria ser a cerimônia, Anzo tinha apenas 10 anos na época, ele esboçava um sorriso inocente e feliz. Chegando até onde seria a cerimônia, todos estavam esperando por eles, todos pareciam alegres pela chegada do novo talento, os cumprimentos não acabavam mais. Finalmente chegou a hora, a hora da entrega do artefato.

Quando de repente, as portas foram chutadas, todos olharam para a direção do barulho, e lá, estava parado um homem, ele usava um smoking e fedia a álcool.

Chefe da Cerimônia: O que você está fazendo aqui Jack? Você foi expulso do nosso clã!

Anzo: P-pai...?

Jack: Olá a todos, eu vim trazer um presente a aqueles que estão aqui...

Nessa hora, Jack pegou em sua mochila, uma metralhadora. Helena percebeu e pegou Anzo no colo e correu para as escadas do edifício.

Os sons de tiros eram ouvidos, Anzo e Helena se escondiam dentro de um armário, Anzo soluçava e chorava.

Helena: Calma, minha criança, tudo isso logo vai acabar...

Neste momento, alguém entrou no quarto que eles estavam.

Jack: Helena....? Anzo......? Onde vocês estão? Venham dar um “oi” para mim...

Helena: Fique aqui... e me prometa que não vai sair de jeito nenhum, promete?

Anzo confirmou com a cabeça...

Helena então saiu de dentro do armário e foi confrontar Jack.

Anzo então olhou pelo buraco da fechadura.

Helena: Jack... por favor, tente pensar melhor, você está bêbado, tenho certeza que você só precisa se acalmar...

Jack: Eu tentei Helena, eu tentei, de novo e de novo e de novo, e você acha que isso adiantou... olhe está faca, eu merecia recebê-la, e não um moleque que não consegue nem amarrar os cadarços.

Helena: Esse “moleque” é seu filho, Jack, você não pode agir como um pai de verdade e dar apoio a ele por tudo que ele conquistou?

Jack: Não fale asneiras...

Neste momento, Jack deu um tapa na cara de Helena, que caiu no chão com a mão no rosto, Jack jogou a faca longe, ele então se aproximou de Helena, colocou a metralhadora em sua barriga e disse.

Helena: Podia ter acabado diferente... não acha?

Os sons dos tiros foi tudo que Anzo conseguiu ouvir depois daquilo.

Anzo: M-M-Mamãe?!

Neste momento Anzo saiu, a faca estava ao seu lado, ele a pegou.

Jack percebeu que seu filho estava ali, e disse.

Jack: Só falta você... não precisa ficar triste, você logo se juntará e ela...

Nessa hora, Jack apontou a metralhadora para Anzo. Foi quando Anzo ouviu uma voz em seu pensamento.

???: Garoto... você quer ser forte... você quer ter poder?

Anzo: Quem está ai?!

???: Meu nome é Zaratsu, eu sou a faca que você está segurando nesse momento, se você quiser, eu posso lhe dar o poder necessário para acabar com esse idiota, eu só preciso que você pague um pequeno preço...

Anzo: Preço?

Zaratsu: Sua alma... compartilhe ela comigo... e eu darei a você toda força que você quiser...

Anzo: ...

Anzo: Eu quero mata-lo...

Zaratsu: Muito bem então, assim, eu formo meu contrato com você.

Jack atira. Mas balas são todas direcionadas para os lados.

Jack: O-O que?!?

Uma forte aura vermelha brilha sobre Anzo, seus olhos estavam vazios, e sangue saia de seus olhos. Neste momento Anzo começou a ir em direção de Jack...

Jack: N-Não! Fique longe de mim! Seu monstro!

Anzo: Pai...

Jack: ?!

Anzo: Quem é realmente o monstro aqui?!

Em um instante... a cabeça de Jack caiu no chão, logo em seguida seu corpo foi junto.

Anzo estava com um olhar vazio, e foi caminhando até sua mãe.

Helena: A-Anzo?

Anzo: Mãe....

Helena: Não precisa se preocupar tanto comigo, meu querido Anzo....

Anzo: Mas mamãe... POR QUE?!

Anzo: Por que você o confrontou?!

Helena: Por que eu te amo... é claro...

Helena ficou imóvel após aquilo...

Anzo ficou olhando para ela, seu olhar esboçava um vazio, quando.

Anzo: Ha... Haha... Hahaha.... HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!

 

Neste momento, Anzo acorda...

Anzo: Ah... Parece que a dor sumiu... Aquela dinossaura parece não ter voltado... Tenho que sair daqui rápido.

Novamente, um sorriso se abriu no rosto de Anzo.

Anzo: Dinossaura... dinossaura... Querida doutora Alphys, farei você me mostrar suas belas cordas vocais...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...