História Hospital - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Seokjin, Park Jimin, Seokjin
Visualizações 57
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTE NEM EU ACREDITO QUE TÔ AQUI DOIS DIAS SEGUIDOS.
Nem vou dizer muita coisa, boa leitura, aproveitem, me avisem dos erros nos comentários e
ENÓIS

Kisus.

Capítulo 3 - Mad Mei


Fanfic / Fanfiction Hospital - Capítulo 3 - Mad Mei

Hospital

3 —  Mad Mei 

— Ei, Mei. 

Só ali percebeu que Jungkook havia ido parar ao seu lado no sofá. E quando sentiu seu dongsaeng envolver seus ombros com um dos braços e tocar sua bochecha com a ponta do nariz, um "click" se fez presente dentro da cabeça de Park.

— Hm? — Resmungou em resposta. Kook insistia naquele carinho entre nariz e bochecha, cada vez mais aproximando perigosamente ambas as bocas.

Antes que Mei pudesse sequer pensar em se afastar ou fazer algo, sentiu os lábios macios de Jungkook serem pressionados contra os seus. 

Por mais que aquilo fosse em grande parte contra a sua vontade, não poderia negar que estava nervosa. Afinal, aquele era o seu primeiro beijo. Não sabia muito bem onde colocar as mãos e muito menos o que iria fazer com a língua.

Jungkook já havia perdido o próprio BV, afinal?

Mei concluiu que não. Mesmo que mostrasse estar decidido, parecia tão perdido quanto sua noona. Mas Kookie acabou por tomar iniciativa e entreabrir os lábios, então pedindo passagem com a língua.

Nojento. 

Meio a contragosto, mas Park cedeu.

Aconteceu.

Tudo ocorria de forma meio lenta e atrapalhada. Mei tocou os ombros de Jungkook com ambas as mãos, depois deslizando-as para seu pescoço; desconfortável. Não sabia onde deixá-las ou o que fazer. O Jeon sequer tentava, a única parte do seu corpo que se movia era a língua.

Uma hora, Mei decidiu se afastar. Quebrou o ósculo e se desvencilhou do moreno, podendo ter a visão de um Jeongguk completamente vermelho e envergonhado. Se encararam por longos segundos, até Gukkie soltar um risinho bobo.

Mei só teve tempo de puxar o ar uma última vez, então teve seus lábios selados novamente.

Se ajeitaram em uma posição melhor e tentaram de novo.

 

No andar de cima, estava Jimin. O baixinho rolava de um lado para o outro na própria cama, resmungando e choramingando palavras desconexas constantemente. Enfiou a cara no travesseiro e respirou fundo, inalando o cheiro de Jungkook que estava impregnado nas suas roupas de cama por conta de todas as vezes em que o moreno dormia na casa do melhor amigo — o que acontecia com frequência. Mas, naquele momento, Jeon estava lá embaixo, dando seu primeiro beijo com Mei. Jiminnie sabia disso e tudo que queria era chorar até desidratar.

Por que estar apaixonado pelo melhor amigo tinha de ser tão complicado?

Todos os fatores contribuíam para que Jimin não tivesse chances. Primeiro, Jeongguk era apaixonado por Mei, e Minnie sabia disso. Segundo, os sentimentos não eram recíprocos, e Minnie sabia disso. Terceiro...

Jeongguk nunca daria uma chance para um garoto.

E Minnie sabia muito bem disso.

O rosado já não aguentava mais aquele silêncio, que mesmo com a sua característica principal, estava conseguindo se tornar ensurdecedor. Decidiu descer, já estava lá em cima há tempo demais e tinha receio de acabar deixando a irmã e até mesmo Jungkook em uma situação constrangedora.

Desceu as escadas lentamente, um degrau de cada vez. Suas mãozinhas suadas apertavam o corrimão de madeira avermelhada; nervosismo. Jimin estava morrendo de medo do que podia encontrar, mas tomou coragem e finalmente pisou na sala de estar, já preparando-se psicologicamente para ver seu melhor amigo e Mei trocando saliva. Mas, por sorte, os dois estavam em pé, na frente da porta de entrada. Conversavam baixinho e permaneciam em uma distância considerada boa pelo Park.

O pequeno deu passos leves em direção ao não-casal, tentando não chamar a atenção, mas Jeon imediatamente virou o rosto em sua direção. Mostrou um sorriso largo e satisfeito, exibindo seus dentinhos avantajados e indicando para seu melhor amigo que tudo havia dado certo. Jimin chegou a forçar um sorriso, mas então...

O pior aconteceu.

Ao invés de simplesmente passar por aquela maldita porta e ir embora, Kookie se inclinou para frente e deixou um selar delicado nos lábios da Park, despedindo-se. Lançou um último sorriso para o amigo e, de uma vez por todas, saiu da casa e fechou a porta atrás de si.

Coelho filho da puta.

Jimin sentia seu sangue ferver, ao mesmo tempo em que estranhamente seu estômago gelava. Sua cabeça doía e uma vontade absurda de chorar o atingiu em cheio, mas quando a irmã virou-se na sua direção, o menor tentou se acalmar. Cerrou os punhos, cravando as unhas curtas na palma da mão e fez o possível para forçar um sorriso simpático.

— E aí, como foi? — Sua voz saiu trêmula.

Mei encarou seu dongsaeng sem expressar sentimento algum. Suspirou uma, duas, três vezes. Cruzou os braços, bufou, revirou os olhos e finalmente se dirigiu até o sofá, mantendo aquela cara de tédio.

— Não acredito que você fez isso comigo, Park Jimin.

Embora confuso, Minnie sentiu-se aliviado. Ao mesmo tempo a culpa o atingia por não ficar feliz pelo melhor amigo; sabia que ele era realmente apaixonado pela morena, mas não podia fazer nada! Estava feliz com aquilo, sim.

— Me desculpe... — Seguiu sua noona e sentou ao seu lado no sofá. Por sua vez, a mais velha começava a mostrar uma expressão literalmente furiosa. — Kookie e o Sr. Kim realmente se deram bem, ele pediu algumas dicas pra te conquistar e...

— Quantas vezes eu vou precisar repetir que não quero ter absolutamente nada com Jeon Jungkook?!

Jimin arregalou os olhos ao ser interrompido pela irmã, esta estava com o rosto completamente corado por pura raiva. Eram poucas as vezes em que Park Mei era vista nesse estado; quando brava além de gritar e ficar mais vermelha do que um morango, começava a chamar todos pelo nome completo.

Jimin achava bastante engraçado.

— Aquele garoto não sabia nem o que estava fazendo. Meu primeiro beijo foi uma completa bosta, e como se não bastasse, ele tentou de novo! Foi um pior que o outro, eu só escapei de um terceiro porque, graças aos Deuses, a Sra. Jeon ligou pra ele, mandando-o voltar pra casa.

Mei era incapaz de considerar ouvir as justificativas que seu irmão tinha para dizer, e o rosado só sabia rir. Perdeu a conta de quantos minutos ficou ali, ouvindo sua noona reclamar de Jungkook e dizer que este não tinha ideia do que estava fazendo com a língua. O Park nem se importava com o tempo que estava perdendo, seu humor melhorava por conta da situação, afinal.

Pelo menos, com isso Jimin não teria que se preocupar.


Notas Finais


♡ OI PRA QUEM CHEGOU ATÉ AQUI!!! ♡

Eu tô rindo mas é com respeito.
Tadinho do Jiminnie :(( até me doeu no coração escrever isso.
Bônus, fetus Jeongguk.

Eu sei que esse cap foi beeeem curtinho, mas tinha que ser assim.
De qualquer jeito, espero que tenham gostado, e se for o caso, comentem e favoritem, é muito importante pra mim, viu? ♡

❥ Twitter: https://twitter.com/luvsmochi
❥ Tumblr: https://hello-naomi.tumblr.com


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...