História Hospital Hopkins Ville - Capítulo 13


Escrita por: ~ e ~Miriams52

Postado
Categorias Dave Franco, Grey's Anatomy, Jensen Ackles, Lily Collins, Nina Dobrev
Tags Drama, Medicina, Romance
Exibições 31
Palavras 1.602
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo, acabou de sair! Tento não postar pela madrugada, mas, é mais forte do que eu!

Capítulo 13 - Quente


Fanfic / Fanfiction Hospital Hopkins Ville - Capítulo 13 - Quente

- Sim, temos mesmo - Falei concordando

- Oque foi o seu comportamento de hoje? Sabe muito bem que para ser médica, não podemos nos envolver emocionalmente com os pacientes - Falou me dando um sermão, como chefe

- Eu sei, é qu.... - Tentei falar mais ele me interrompeu

- Você não fez nada no hospital hoje, só ficou andando pelos cantos, e se fosse com outra pessoa? Sua sorte que era eu - Falou

- Sim, mas, é qu... - Me interrompeu de novo

- Nada justifica seu erro, enquanto você estava fazendo nada, Alice operou um paciente sozinha, sem supervisão - Falou, já estava me irritando

- DEIXA EU FALAR, ok? Você não me dá a chance de falar! Minha mãe está doente, quando eu vi aquela paciente, eu lembrei logo da minha mãe, eu não quero que ela morra - Falei chorando

- Ei, ei, calma - Falou me abraçando - Me conta, oque ela tem? - Completou

- Pelo oque o meu pai falou, ela precisa de um transplante de coração, o coração dela está fraco, não vai resistir! - Falei chorando mais ainda

- Calma, vamos resolver isso - Falou - Em qual hospital ela está? - Perguntou

- É um hospital municipal no Brasil, isso que me preocupa lá eles não dão um bom atendimento, não tem recursos - Respondi

- Ué, isso é simples! Porque não traz ela para cá? Podemos cuidar dela muito bem! Você tem à mim, que modéstia parte, sou ótimo no que faço! Tem a Alice, que já é uma ajuda! - Falou óbvio

- A questão é, não temos recursos para bancar a cirurgia, nem se eu juntasse todo o meu salário - Falei com as mãos sob os ombros

- Você só pode estar brincando! Porque não me falou antes? Sobre essa situação com a sua mãe? Eu posso muito bem fazer a cirurgia de graça, ainda mais sendo para sua mãe! - Falou se levantando do sofá

- Não quero incomodar com essa situação, é coisa minha - Falei

- Não! Não é coisa sua! É a vida da sua mãe que está em jogo! Está decidido, traga ela para cá, e, eu farei a cirurgia dela e vou garantir uma ótima equipe nesse caso! - Respondeu

- Não quero depender de favores - Falei ficando em pé ao seu lado

- Melanie, para de ser egoísta! Não é depender de favor, isso não se trata de você, é a sua mãe! Eu não vou ficar menos rico por causa de uma cirurgia! Está decidido! Traga ela para cá o mais rápido possível - Falou

- Não sei como agradecer, você não precisa fazer isso por mim, e, está fazendo! - Falei sem graça

- Vou fazer oque estiver ao meu alcance para te ajudar - Respondeu acariciando meu cabelo

                            Alice

- Esse é o meu abajur e por fim essa é minha cama - Falei me sentando na cama.

- É uma linda cama - Luke falou sentando ao meu lado

- É sim e nem fez barulho quando nos sentamos, viu? - Perguntei rindo

- Acho que temos que fazer mais movimentos pra testar - Luke falou me beijando

- Sim, temos - Falei tirando sua blusa

- Eu esperei tanto por esse momento -Disse Luke tirando meu sutiã - Eu quero que você seja toda minha - Falou sussurrando. Me arrepiei toda

- Você quer ser minha? - Perguntou sussurrando

- Toda sua - Respondi sorrindo

- Só minha - Falou beijando meu pescoço

                   James Evans

- Isso foi um gemido? - Mel perguntou apontando pra cima.

- É o que parece - Respondi rindo

- Que safados, não perderam tempo - Falou

- Quero muito fazer o que eles estão fazendo - Falei mordendo os lábios

- Não é assim - Falou rindo

- É como então? - Perguntei chegando perto dela, ela tirou o copo da minha mão, e começou a me beijar.

- Temos que começar assim - Falou subindo encima de mim.

- Você é tão gostosa - Comentei

- Eu sei - Respondi

- Tirei  a blusa dela e apertei  seus peitos.
Ela gemeu e aquilo me fez ficar com mais tesão. Já estávamos na hora H, quando Luke e Alice desceram as escadas.

- Vão arrumar um quarto safados - Alice gritou e o Luke começou a rir atrás dela

- Filha da puta - Falei, Mel saiu do meu colo, e rapidamente colocou a calcinha.

- É sério isso? - Perguntei olhando para Luke

- Ué, oque foi? - Perguntou rindo e virou a Alice para eu colocar a calça, babaca

- Porra Luke - Falei colocando a calça. Enquanto os dois caíram na gargalhada.

- Vamos deixar pra outro dia -Mel falou toda sem graça do meu lado
                          
                           Melanie
                          
Depois que Luke e Alice estragarem nossa noite, James chamou Luke para ir embora.

- Boa noite, até amanhã - Alice falou trancando a porta, depois de dar um beijo no Luke, vi James revirar os olhos.

- Que porra hein Alice - Falei subindo as escadas

- Oque foi? - Perguntou rindo

- Alice, eu iria transar! Sabe quanto tempo tem que eu não transo? - Perguntei revoltada

- Não sei e nem quero saber, deve estar cheia de teias de aranha já - Respondeu rindo

- É claro que não quer saber, você molhou o biscoito hoje - Falei bufando, usamos bastante "molhar o biscoito" no Brasil

- Para de drama - Falou entrando no meu quarto e se jogando na cama

- Você é uma filha da puta - Falei entrando no banheiro

- Eu também te amo - Respondeu fazendo graça

- Quando sair do banheiro eu não quero te ver mais aí, quero dormir, amanhã eu trabalho - Falei mal humorada

                              Alice

Mel é tão estressada, tudo bem que eu também ficaria com raiva, mas, não é pra tanto, a coisa deve estar feia para ela  mesmo. Coloquei meu celular para despertar e mandei uma mensagem pro taxista Jack, marcando a hora que é para ele passar aqui. Acordei no outro dia, com Melanie me cutucando

- Você vai se atrasar - Falou penteando o cabelo com minha escova

- Que horas são? - Perguntei sonolenta

- 6:20 - Respondeu

- O que? Meu celular não despertou? - Falei me levantando rápido, corri para o banheiro e tomei um banho.

                          Melanie

Enquanto Alice se arrumava, desci para fazer café. Arrumei minha bolsa e a da Alice.

- Cadê minha bolsa? - Perguntou descendo as escadas correndo

- Está aqui, relaxa - Respondi

- Meu celular está tocando - Falei procurando de que local o som vinha

- No sofá -  Alice falou tomando o café. Peguei o celular e vi que era meu pai

- Alô, pai? - Perguntei

- Melanie, estou ligando pra avisar que sua mãe está um pouco melhor - Falou

- Que bom, eu tenho uma novidade.
Consegui ajuda de um dos melhores cardiologistas do mundo pai, ele vai nos ajudar, é só ver quando ela pode ser transferida - Falei animada

- Sua mãe não está com capacidade de viajar de avião - Comentou

- Vamos dar um jeito, agora preciso ir para o hospital, amo vocês - Falei e desliguei

                         Alice

Assim que chegamos no hospital, fomos correndo para o vestiário dos internos.

- Bittencourt, Sanchez e Parks, vocês estão na emergência, SUMAM - Dr Ezra gritou educado como sempre, saímos correndo. Assim que chegamos na emergência, já tinha um paramédico descendo da ambulância com um paciente.

- Helena Branson, 37 anos, está sentindo dores fortes na cabeça - Falou

- Helena, sou a doutora Bittencourt, vamos cuidar de você - Falei

- Ela não está conseguindo falar direito -O paramédico falou

- CHAMEM A NEURO - Gritei e saímos arrastando a maca. Levamos a paciente para sala, ela começou a vomitar

- Que nojo - Emma falou se afastando

- Se você tem nojo disso, não deveria nem cursar medicina - o doutor Jared Cooper falou entrando na sala.

- Me desculpe doutor Cooper - Emma respondeu

- O que temos? - Perguntou ignorando Emma

- Helena Branson, 37 anos, chegou sentindo dores fortes na cabeça, e está com problemas na fala - Mel falou e a paciente começou a se debater.

- Ela está tendo uma convulsão - Falei alto

- O que devemos fazer? - Perguntou Doutor Cooper na maior tranquilidade do mundo

- Vamos virar ela de lado e colocar um travesseiro na cabeça dela, e esperar que passe - Mel respondeu

- Então façam isso - Falou se sentando na poltrona - E você? Vai ficar olhando? - Perguntou para Emma, que ficou sem graça

- O que vocês acham que ela tem? -Perguntou doutor Cooper.

- Tumor - Falamos juntas

- Quando a convulsão passar, levem ela para tirar uma tomografia, se estiverem certas, vocês vão operar comigo - Falou  saindo da sala.

                            Melanie

Levamos a paciente para fazer uma tomografia e ficamos esperando o resultado. Depois de quase meia hora o resultado saiu.

- É um tumor - Alice falou olhando a tomografia. Corremos para sala dos médicos.

- Doutor Cooper - Chamamos entrando na sala

- E então? - Perguntou se levantando

- É tumor - Falei

- Deixa eu ver - Ele falou olhando a tomografia

- Sanchez e Bittencourt, se preparem vamos operar - Doutor Cooper falou

- E eu? - Perguntou Emma

- Você fica responsável de avisar a família - Falou e fechou a porta


Notas Finais


EAI? GOSTARAM?! TEVE OS CASALZINHOS SIM! HAHAHA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...