História Hostage-Camren - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Allyson Brooke, Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Mistério, Normani Kordei, Policial, Romance, Shawn Mendes, Suspense, Troye Sivan
Visualizações 454
Palavras 1.029
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Drogas, Estupro, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Parte 23


Lauren Pov

-Lau. -Ouvi a voz de Camila. -Lau acorda. -Me balançou.

-Que?. -Resmunguei enfiando a cara no travesseiro.

-Seu remédio, está alguns minutos atrasado. -Resmunguei algumas coisas e me levantei ainda de olhos fechados. -Abra a boca. -Assim fiz e senti o gosto amargo do remédio. -Agora engula, tudo.

Abri os olhos dando de cara com uma Camila de vestido florido e cabelos arrumados. Engoli fazendo uma careta e ela sorriu colocando a colher no criado mudo junto com o potinho de vidro do remédio.

-Muito bem. -Acariciou o meu rosto. -Você vai ficar bem rápido. -Disse indo até o outro lado e pegando sua bolsa.

-Vai sair?. -Perguntei sentando corretamente e encostando na cabeceira.

-Sim, preciso resolver algumas coisas, vou com meu amigo Troye. -Pegou um travesseiro e colocou com cuidado em baixo no meu pé engessado. -Não faça esforços, não se levante, não faça, absolutamente, nada. -Ia falar porém ela não deixou. -Mandei Marielle vir cuidar de você.

-O que?Aquela garota vai me suicidar Camila. -Ela revirou os olhos.

-Seria assassinato, não suicídio Lauren, e Marielle é enfermeira então relaxa. -Sentou perto de mim. -Você vai ficar bem?Porque preciso mesmo ir. -Disse chateada.

-Pode ir Camz, eu vou ficar bem, não sei quando tua amiga chegar. -Ela riu e ajeitou meu cabelo.

-Ela já está lá embaixo. -Engoli à seco. -Estou indo, não demoro, prometo. -Beijou minha testa longamente e saiu apressada.

Encostei a cabeça na cabeceira e respirei fundo, dois dias e eu estou pedindo para morrer já.

-Espero que não me mate até Camila chegar. -Ouvi a voz de Marielle e à olhei.

-Não estou com minha arma agora. -Ela riu. -Hum...Está bonita, gostei da sua blusa. -Ela jogou os cabelos para trás.

-Obrigada, eu sei que sou linda, ninguém resiste a mim mesmo, mas eu sou hétero então pode parando por aí. -Gagalhei.

-Não inflame o ego baby, é apenas um elogio, e eu estou com sua amiga. -Pisquei e ela sentou na ponta da cama.

-O que você e a Camila tem realmente?. -Suspirei.

-Nós estamos juntas, não quero rotular. -Olhei para minhas mãos.

-Não quer rotular ou não tem palavras pra dizer o que realmente quer com ela?. -Olhei pra ela. -Olha Lauren, não seja uma filha da puta igual a Normani, sinceramente eu quero dar um tiro na cabeça dela, mas infelizmente eu não tenho uma arma. -Ri. -Não à machuque, Camila é muito frágil e tem a mente aberta demais, qualquer um pode entrar na mente dela, até um cachorro. -Gargalhei.

-Eu não irei magoá-la, pode ficar tranquila. -Sorri e ela retribuiu.

-Enquanto a Scar?O que vai fazer?. -Franzi o cenho.

-Enquanto a minha Sky, eu vou ficar com ela, Camila disse que também sou mãe dela. -Ela assentiu.

-Claro que sim, já experimentou falar com ela?. -Franzi o cenho.

-Ela pode me ouvir?. -Marielle riu.

-Claro que pode, experimente falar com ela, contar o seu dia, mesmo que ele esteja sendo chato, ela vai desenvolver um sentimento fácil por você, além do apego. -Sorri.

-Está falando sério?. -Ela assentiu.

-Estudei sobre muitas coisas Lauren, a área que mais me importa são crianças, desde a gestação até quando elas deixam de ser crianças. -Sorri animada.

-Pode me contar mais sobre?. -Ela assentiu animada e sentou mais perto começando a falar.

Camila Pov

-Me dá Troye. -Austin gritou subindo em cima dele.

-Você é muito pequeno Meezy, vamos lá, você consegue. -Troye disse rindo.

-Que droga, você é uma bicha mal amada. -Deu um tapa na cara dele.

Troye devolveu o celular de Austin e ele continuou sentado ali. Só quando Ariana chegou na sala eles perceberam que Austin estava sentado no quadril de Troye.

-Cof cof, vamos começar. -Ariana disse sentando ao meu lado.

Estávamos ajudando Troye em seu teste da faculdade, tudo bem que ele era uma bicha burra, mas três pessoas para ensina-ló foi chamar de mula de um jeito fofo.

-Eu não estou entendendo nada. -Ele gritou fazendo a gente se assustar.

-Porque você é burra. -Austin disse irritado. -Como você conseguiu chegar até aqui mesmo?Porra, até uma porta é mais inteligente que você Troye, põe essa cabeça pra pensar. -Ele bufou irritado.

-Como que faz pra pular a faculdade?. -Olhei pra ele.

-Não se pula faculdade jumento, você pode muito bem desistir de fazer e cagar todo teu futuro, pode decidir em ser um médico ou uma prostituta. -Ele colocou a mão no peito se sentindo ofendido.

-Não fala assim comigo, minha mão voa na sua cara, não é porque você está grávida que eu não te dou uns tapas. -Dei língua pra ele e Ariana gritou.

- Já chega poxa, nós viemos pra te ajudar Troye, para de ser ridículo, e você Camila, já está na hora de ir, não é bom ficar aqui até tarde enquanto sua namorada precisa de cuidados, é bom voce ir. -Disse recolhendo os papéis.

-Marielle está com ela. -Austin gargalhou.

-Marielle e nada é a mesma coisa Camila, Marielle não ajuda em nada, acredite. -Respirei fundo e me levantei.

-Estão me expulsando, tudo bem, eu vou, adeus virgem e gays. -Disse dando um beijo na testa de cada um.

-Não sou virgem. -Ariana disse baixo.

-Você é até que provém o contrário. -Troye disse rindo e eu ri antes de me dirigir até a porta.

Dei um tchauzinho antes de sair pela porta e deixa-los ali.

(...)

Abri a porta do apartamento dando de cara com Marielle sentada no sofá assistindo televisão.

-Hey Mari. -Falei fechando a porta.

-Oi Mila, como foi lá?. -Suspirei.

-Troye continua burro como sempre. -Ela riu.

-Troye nunca muda né?Burro desde a sexta série. -Soltei um riso nasal.

-Onde está Lauren?. -Ela riu.

-Dormindo, foi muito fácil, acredite, estávamos conversando sobre bebês, e você sabe que eu falo muito, ela acabou dormindo. -Soltei um riso.

-Obrigada Mari, de verdade. -Ela sorriu e se levantou.

-Já que você chegou, estou indo, preciso ligar pra Robert. -Assenti. -Tchau Mila. -Beijei sua bochecha.

-Obrigada de novo. -Disse caminhando até a porta.

-Quando precisar, sabe como me encontrar. -Piscou e foi andando com seu rebolado pelo corredor, sorri e fechei a porta.

Subi as escadas e fui direto para o quarto de Lauren, abri a porta devagar e lá estava ela.

Entrei fechando a porta devagar e me aproximei dela. Agachei à sua frente e tirei os cabelos do seu rosto sorrindo leve.

Tem que ser linda até dormindo?Tem precisão disso?Muita beleza em uma pessoa só, tem que saber dividir. Sorri dos meus pensamentos e beijei sua bochecha demoradamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...