História Hostages Of Love - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Vhope, Yoonmin, Yoonseok
Exibições 93
Palavras 1.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Relou (͡° ͜ʖ ͡°) nau vou falar muito, então, boa leitura ❤

Capítulo 13 - O amor ainda não acabou


"Eu costumava morder minha língua e prender a respiração
Tinha medo de virar o barco e fazer uma bagunça
Então eu sentava quieto, concordava educadamente
Acho que esqueci que eu tinha uma escolha
Eu deixei você me empurrar além do ponto
Eu suportei por nada, então caí por tudo"


                     ☆♡☆



Yoongi estava cansado de esconder a verdade, ele precisava contar para alguém e esse alguém seria seu melhor amigo.

Assim que saiu do hotel que passou por um mês, ele foi logo pegando um táxi e dando o endereço de Hoseok. Talvez seu amigo lhe entendesse. Mesmo com medo, ele precisava botar para fora, talvez pelo fato de Hoseok ser seu melhor amigo.

Assim que chegou naquela casa grande e vazia, deu seus dignos três toques e esperou Hoseok abrir.

-Quem é vivo sempre aparece... -Jung estava de... Ironia? -Entra logo porra!

-Eita, tá estressado é? Nunca te vi assim antes, nem comigo que sou seu melhor amigo.

-Você está muito convencido, não é? E não use discurso informal comigo.

-Hobi, o que está acontecendo? Eu vim aqui porque precisava te contar uma coisa e você me recebe assim, eu realmente não estou entendendo.

-Ah, Yoongi! Até alguns dias atrás você nem lembrava da minha existência, agora que precisa desabafar eu preciso ouvir?

-Você ouve se quiser, nem sei porque perdi meu tempo vindo aqui, com licença! -Yoongi ia saindo, mas Hoseok pensou melhor e não podia deixar seu melhor amigo ir embora assim, então ele o puxou pelo pulso.

-Desculpe, hyung. Pode me contar o que quiser...

Yoongi não conseguiu dizer nada de primeira. Ele queria tirar a máscara, não podia mais conviver com aquilo, precisava chorar e desabafar. Hoseok sempre fora seu melhor amigo, nunca desistiu de sí, sabia que podia contar com o mais novo a qualquer momento.

Assim que pôs seus pés para dentro daquela casa enorme, Yoongi abraçou seu amigo, talvez um abraço de muito tempo, do tempo que eram duas crianças e quando se viam, iam correndo abraçar um ao outro, pois eles queriam morar juntos, sentiam-se como irmãos, mas por não serem, sempre se abraçavam como se o mundo fosse acabar.






                       ☆☆☆





A cada dia se passando, Taehyung ia cada vez mais esquecendo Hoseok, mesmo o vendo quase todos os dias. Jae estava ocupando um lugar em seu coração, aquilo estava forte demais para tão pouco tempo.

Mas Tae se perguntava se Jae sentia a mesma coisa. Talvez não, pois ambos se conheceram recentemente.

Assim que deixou Hilary na casa de sua amiga, Taehyung decidiu ir para sua casa, ele pensava que estava atrapalhando a vida de Jae e isso não ia sair tão cedo de sua cabeça, apenas se o mais velho provasse.

-Jae, estou indo embora, viu? -Tae não queria olhá-lo nos olhos, então falava tudo de cabeça baixa e se apressava para sair de perto de seu amigo.

-Mas por quê? Eu vou contigo então, dessa vez eu vou dormir na sua casa. Vem! -Park não deixou o mais novo falar absolutamente nada, saiu puxando o mesmo para dentro de seu carro.

O caminho todo era silencioso, talvez porque Jae já sabia o que o outro pensava, então decidiu prová-lo que estava errado. Queria dizer que estava muito afim de Taehyung, que não importava o tempo, o que importava mesmo era tal sentimento.

-É aqui, certo? -Jae recebeu um sim. -Seu amigo está?

-Por que isso agora? Importa Jungkook estar aqui ou não? Até parece que viemos transar. -Taehyung estava rindo sarcasticamente, mas por outro lado, Jae estava afim daquilo mesmo.

-E por que não? Huh? -O mais velho se aproximou de Taehyung e colou suas testas, uma na outra.

-Jae, eu... Você quer isso? Eu ainda estou me esforçando para esquecer Hoseok, não acha melhor ir com calma?

-Não, não acho! Eu quero você e sei que você também me quer, isso não é novidade, já que está estampado na sua cara.

Então ele sabia de tudo? Taehyung se perguntava. O mesmo ainda tinha sentimentos por Hoseok, ainda o amava, mas precisava virar aquela página. Ali, bem na sua frente, tinha uma pessoa que queria fazê-lo feliz. Talvez Taehyung pudesse se entregar à Jae, talvez não fosse uma má ideia.

Pensando nisso, o mais novo atacou os lábios alheios e se pôs no colo daquele que estava ali, dentro daquele carro, totalmente excitado.

Claro que não iriam transar no carro, então saíram de lá e foram para dentro daquele prédio antigo. Jae não aguentava e sempre que podia atacava os lábios de Taehyung.

O mais novo não ligava se Jungkook estava em casa, ele sempre transava com Hoseok, mesmo seu dongsaeng estando ali.

Assim que abriram a porta, se certificaram se havia mais alguém ali, não encontrando ninguém, os dois começaram a se atacar novamente.

As vezes Hoseok aparecia em sua mente, por mais que Taehyung estivesse gostando de Jae, ele ainda amava seu ex, isso era inevitável.

Aquela ainda não era a hora de se entregar para Jae, então o mais novo o empurrou para longe de sí.

-Hey! O que houve? Não quer mais? Eu fiz algo errado? -Jae estava muito preocupado, era bem visível.

-Jae... Eu... Eu não posso mentir para você e nem para mim. -Taehyung se encontrava cabisbaixo.

-Mentir? Mentir como? Por quê? Eu estou muito confuso.

-Eu ainda o amo, eu não posso fazer isso, não agora! Me perdoe, Jae. -O mais novo chorava feito criança, seu "amigo" lhe abraçou e sussurrou.

-Ei, está tudo bem! Eu sei seus sentimentos por ele, não quero te forçar a nada.

Taehyung o abraçou mais forte e chorou mais, como um "obrigado". Jae era tão compreensivo, era uma ótima pessoa e sempre confortava seu dongsaeng.

Ao amanhecer, Jungkook já estava em seu apartamento que dividia com Taehyung, assim que ele chegou, encontrou seu amigo agarrado à Jae no sofá. Os dois dormiam tão bonitinhos abraçados.

Jimin também estava ali, mas como ele gostava de zoar, não podia perder tal oportunidade.

-Olha o casal do ano! Tão bonitinhos!

-Caralho! Que susto porra! Vai se foder, Jimin! -Taehyung estava super irritado, pois o mesmo não gostava de ser acordado por ninguém.

-Tae, calma! Vai faltar a faculdade hoje? Porque meu caro, você está bem atrasado. -Jungkook queria rir da cara de espanto de seu amigo, mas se conteve.

-E você só avisa agora? Caramba Jungkook!

Tae saiu da sala e foi se arrumar super rápido, não queria chegar atrasado, mas também não queria ver Hoseok. Era tão difícil para ele, ficar vendo o amor da sua vida e não estar mais junto a ele.

Assim que chegou lá, se despediu dos namoradinhos e seguiu para sua sala com Jae. O mesmo estava calado, Tae se perguntava o por quê dele estar assim, mas o poupou de suas perguntas, pois não queria conversar com ele naquela hora.

Hoseok já estava sentado em seu devido lugar, como o de costume, ele nunca saiu de lá, mesmo quando eles terminaram. Assim que Taehyung entrou na sala, seus olhos foram de encontro aos dele e logo depois aos de Jae, que estava com um semblante sério.

-Oi, Hobi! -Tae deu um sorriso, mas não era forçado nem nada, coisa que irritou muito Jae e o fez sentar ao lado de uma menina nerd que tinha ali.

-Oi, Tae. O que houve com seu amigo? Por que ele não te esperou? -Assim como Hoseok, Taehyung também estava se perguntando tal coisa.

-Eu não sei, mas depois eu converso com ele. Você já fez o trabalho?






~•~>•<~•~>•<~•~







Depois de se soltar do abraço, Yoongi se sentou no sofá e Hoseok sentou ao seu lado.

Min Yoongi contou toda a verdade para seu melhor amigo, tudo que ele precisava saber. O mais novo ficou pasmo, não sabia que seu amigo tinha passado por uma história meio... Triste? Ele privou todos ao seu redor e pôs uma máscara para ninguém saber da verdade.

Os dois ficaram o dia todo juntos, como era antes. Brincaram, riram e dormiram. Logo de manhã Hoseok saiu para ir até a faculdade e deixou seu amigo dormindo no quarto de hóspedes.



Assim que acabou sua aula, Hoseok teve uma ideia e pensando nisso, foi logo para casa. Chegou bem rápido por sinal.

-O que já faz aqui? Chegou cedo! -Yoongi estava deitado no sofá e estava assistindo televisão.

-Tive uma ideia, cara pálida! -Cara pálida era o apelido que Hoseok deu à Yoongi quando eram crianças.

-Fala logo, Hobi! -O mais velho estava ficando curioso.

-Que tal irmos buscar Yuna para dormir aqui com a gente? Você nunca mais a viu e nem eu!

-Vo-você faria isso por mim? -Yoongi estava prestes a chorar, então Hoseok deu-lhe um abraço apertado.

-Claro que sim! Quando quiser trazê-la aqui, ela será bem-vinda. Eu adoro aquela menininha. -Hobi sorriu para seu amigo e foi trocar-se.

   


Notas Finais


Eu preciso falar que... As vezes eu quero que Hoseok e Taehyung voltem, não sei, eu shippo tanto, além do mais, o Tae se sente melhor ao lado dele, como que faz agora?

Alguém mais quer isso ou eu sou a única?

Vhope ou yoonseok?

Ahaiajjs até um dia qualquer, kissus ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...